PROJETO
Para Dilma a terceirização tal como ocorre hoje tem uma “área cinzenta que tem que ser regulamentada”.
VACCARI E DUQUE SÃO DENUNCIADOS E MP QUER DEVOLUÇÃO DE R$ 4,8 BI
LAVA-JATO

VACCARI E DUQUE SÃO DENUNCIADOS E MP QUER DEVOLUÇÃO DE R$ 4,8 BI
RUI CANCELA AGENDA NO INTERIOR E LIDERA PROCESSO DE APOIO DO GOVERNO À CAPITAL
CHUVAS

RUI CANCELA AGENDA NO INTERIOR E LIDERA PROCESSO DE APOIO DO GOVERNO À CAPITAL
COLUNISTAS

ENTEVISTAS
JEFFREY CURRIE – ECONOMISTA DO BANCO GOLDMAN SACHS.
O pré-sal está em cheque, pois a descoberta do petróleo de xisto nos Estados Unidos mudou radicalmente o mercado de petróleo.
ENQUETE

QUAL A SUA AVALIAÇÃO SOBRE OS TRÊS PRIMEIROS MESES DO GOVERNO RUI COSTA?

MULTIMÍDIA


COMENTE, OPINE, ANALISE


Neto esqueceu que Salvador é uma cidade de verão. Limpar os rios e os bueiros era a única coisa que João Henrique não esquecia
José Carlos
-------------------------------------------------------

O problema dessa empresa é grave. O minério da Bahia é fraco, tem pouco teor de ferro e não se sustenta com os preços no mercado internacional
Alfredo Santos
-------------------------------------------------------

Se é nítido que é má gestão, por que não é demonstrado pela reportagem? A maioria desses projetos dependem de verba federal. Sem orçamento, sem verba, sem verba, sem projetos. É simples.
Paulo Estrela
-------------------------------------------------------
FRASE DO DIA

"Se o Senado pode segurar (projetos), a Câmara pode segurar também".

Eduardo Cunha
Presidente da Câmara dos Deputados falando sobre o projeto da terceirização que o Senado prometeu segurar 


OUTRAS NOTÍCIAS
27/04 - 17h21m


Sancionado em 2013 com o objetivo de estimular a malha aérea regional, o decreto que reduz a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível (querosene) para voos regionais de 17% para até 7% contribuiu para a ampliação do número de municípios beneficiados com linhas regulares.

Atualmente, a Bahia possui nove aeroportos que oferecem rotas comerciais no interior do estado, nas cidades de Ilhéus, Porto Seguro, Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Valença, Lençóis, Barreiras, Paulo Afonso e Vitória da Conquista. O secretário da Fazenda da Bahia, Manoel Vitório, avalia que os resultados atestam os efeitos positivos do incentivo fiscal oferecido ao setor.

“O Governo do Estado entende a importância do transporte aéreo regional para o desenvolvimento do turismo e da economia baiana. A medida é vantajosa, sobretudo, para a população", explica.

Com o crescimento da aviação e a crescente demanda da região de Vitória da Conquista, o município vai ganhar um novo terminal. Com aproximadamente 50% de obras concluídas, o aeroporto substituto contará com área patrimonial triplicada e pista de pouso e decolagem maior. Em breve, Guanambi, no Sudoeste baiano, também terá voos regulares.

O secretário do Turismo, Nelson Pelegrino, destaca a importância de dotar o estado de infraestrutura turística. De acordo com ele, o decreto vem ao encontro da política de requalificação dos aeroportos, e é estratégico para desenvolver o Turismo Regional. “Possibilitou aumento de voos regulares para destinos turísticos indutores do nosso estado, abrindo portas para o grande potencial atrativo do interior”. Ainda de acordo com Pelegrino, mais da metade dos soteropolitanos preferem viajar dentro do próprio estado, demonstrando a relevância de promoção do Turismo interno.

De acordo com a legislação tributária vigente na Bahia, a alíquota para querosene de aviação, que é de 17%, pode ser reduzida na medida em que a companhia aérea amplia o número de voos e de municípios atendidos no estado. 
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 17h02m

 
 
A presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda (27.04) que o governo reconhece a importância do projeto que regulamenta a terceirização, mas avaliou que ele deve ser discutido com equilíbrio e não pode significar a perda de direitos trabalhistas e de arrecadação. O projeto está em discussão no Congresso Nacional.
 
Para Dilma a terceirização tal como ocorre hoje tem uma “área cinzenta que tem que ser regulamentada”.“A terceirização tem de estar ancorada em duas exigências: de um lado, o pagamento de impostos, porque não podemos virar um país onde ninguém paga imposto, porque você aceitará uma relação chamada de 'pjotização' que é transformar em pessoa jurídica todos os integrantes de uma empresa. Com isso, você não teria pagamentos de impostos, principalmente de contribuição previdenciária. Transformar em 'pjotização' significa, por outro lado, a perda de direitos trabalhistas importantes conquistados ao longo do tempo”, explicou.
 
A presidente também falou sobre o ponto polêmico do projeto que envolve a liberação da terceirização para a atividade-fim. Atualmente, apenas a atividade-meio pode ter trabalhadores terceirizados.“O governo acha que tem de ter equilíbrio, reconhece a importância de ter uma legislação sobre a terceirização e acha que tem de ter esse equilíbrio que significa sobretudo que você não elimine a diferença entre atividades fins e meio para todas as atividades existentes em uma economia”, disse.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h57m


No primeiro trimestre do ano, o governo abriu mão de arrecadar R$ 29,116 bilhões por causa das desonerações, um aumento de 22,27% em relação ao mesmo período do ano passado. No mês de março, as desonerações concedidas pelo governo totalizaram R$ 9,686 bilhões, uma renúncia fiscal 21,63% maior que no mesmo mês de 2014 (R$ 7,964 bilhões). Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 27, pela Receita Federal.

A desoneração de folha de pagamento foi de R$ 1,866 bilhão em março e de R$ 5,598 bilhões nos três primeiros meses do ano. As receitas com o programa de parcelamento de dívidas da Receita Federal (Refis) referente aos impostos e contribuições administradas pela Receita em 2014 e nos meses de janeiro a março de 2015 totalizaram R$ 43 milhões no primeiro trimestre e R$ 17 milhões em março.

No primeiro trimestre deste ano, a arrecadação da Receita Federal com Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) teve queda real de 1,06%. O total arrecadado no período foi de R$ 62,194 bilhões, segundo dado divulgado pela Receita Federal.

O indicador é uma sinalização sobre o comportamento do lucro das empresas, já que março foi o último mês que as companhias puderam fazer o ajuste do Imposto de Renda e os dois tributos incidem sobre o lucro. As informações são da Agência Estado.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h50m


Depois de visitar as áreas atingidas pelo tornado em Xanxerê (SC) na manhã de hoje (27), a presidenta da República Dilma Rousseff encontrou-se à tarde com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva no Hotel Grand Mercure Ibirapuera, na zona sul de São Paulo.

A reunião foi fechada e durou quase duas horas. Dilma chegou ao hotel pouco antes das 14h e saiu por volta das 16h. O tema da reunião não foi revelado. Dilma e Lula deixaram o local sem serem vistos pela imprensa.

Após a reunião com Lula, Dilma embarcou para Brasília, onde mais tarde terá uma reunião de coordenação política às 17h30. As informações são da Agência Brasil.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h31m


O presidente da Comissão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente da Câmara de Salvador, vereador Arnando Lessa (PT), considerou como caótica a atual infraestrutura de Salvador para prevenir danos causados pelas chuvas, que nos últimos dois dias provocou mortes por soterramento, alagamentos em dezenas de locais da cidade e até mesmo em hospitais.

Para o vereador, o prefeito ACM Neto (DEM) precisa apresentar com urgência um plano de contenção de encostas e de micro e macrodrenagem na cidade para evitar novas tragédias e situações recorrentes.

“O prefeito não pode deixar as águas escoarem, as casas se reerguerem, enterrar os mortos e deixar tudo como antes. Estes são problemas decorrentes e agravados ao longo dos anos. É preciso parar, e no sofrimento, elaborar com Estado e União, um plano de contenção de encostas e  de micro e macrodrenagem. Enquanto isso não for feito, as casas vão cair, os deslizamentos de terra e os alagamentos vão acontecer nos mesmos locais, todos os anos”, declara Lessa.

Segundo Lessa, tem sido muito visto e propagado pela prefeitura de Salvador os constantes asfaltamentos de ruas na capital, no entanto, as obras estão sendo realizadas sem drenagem. “Se asfalta rua a torto e a direito e não se faz drenagem. A absorção da água diminui, os canais enchem cada vez mais, os alagamentos pioram. O prefeito tem que chamar a universidade, o Instituto dos Arquitetos (IAB), o Crea e demais entidades competentes para discutir um projeto de prevenção consistente. Buscar recursos e fazer com que a cidade respire melhor”, destacou.

O que espanta o presidente da Comissão de Planejamento Urbano é o fato de poucas gestões municipais terem realizado ações de micro e macrodrenagem e contenção de encostas. “,Neto precisa fazer um plano de macrodrenagem para cidade, de contenção de encostas que já foi feito pelo ex-prefeito Manoel Castro. E o ex-prefeito Mário Kertesz que fez o projeto Camurujipe, que foi o grande e último projeto nesse sentido. De lá para cá, nada mais foi feito”, relembrou.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h19m


A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate (Semps), colocou todas as equipes nas comunidades onde foram registrados alagamentos e deslizamentos para oferecer serviços socioassistenciais às pessoas e famílias atingidas pelas fortes chuvas na cidade. As ações estão concentradas nos bairros de Bom Juá, San Martin e Pau da Lima, com equipes formadas por assistentes sociais, psicólogos, técnicos administrativos, coordenador e subcoordenador, que estão auxiliando a Defesa Civil de Salvador (Codesal) na identificação dos desabrigados.
 
Os técnicos estão cadastrando e verificando as necessidades das famílias para realizar distribuição dos benefícios eventuais como colchões, cobertores, lençóis, travesseiros, toalhas de banho e cestas básicas, além de auxiliar o transporte de móveis e objetos pessoais. As equipes também orientam e encaminham as famílias para o pagamento do auxílio moradia, no valor de R$300 mensais, no caso de desabrigados ou impossibilitados de retorno aos lares.
 
Abrigos provisórios na Escola Municipal Helena Magalhães, em Marechal Rondon, e numa paróquia ainda em definição no São Caetano, além do Espaço Axé, em Pau da Lima, também estão sendo organizados para atender a população desabrigada. Cada um poderá receber até 50 pessoas e, caso haja maior demanda, novos abrigos serão identificados. Para solicitar atendimento e obter mais informações, a população deverá entrar em contato através dos telefones (71) 3321-8878 / 9623-4955 / 8643-7353. Também segue em andamento o trabalho com a população em situação de rua com o objetivo de sensibilizá-la a aceitar os serviços e abrigamento nas unidades da secretaria.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h12m


O vereador Joceval Rodrigues (PPS), líder do governo na Câmara Municipal de Salvador, lamentou o que ele chamou de falta de sensibilidade da vereadora Vânia Galvão (PT), que, em declaração à imprensa, nesta segunda-feira (27), acusou a prefeitura de Salvador de não ter um plano para as chuvas.

O líder trouxe dados que comprovam que a prefeitura vem se investindo de forma a prevenir desastres causados pelas chuvas. De acordo com Joceval Rodrigues, apenas no ano de 2014 foram investidos mais de R$ 100 milhões na chamada Operação Chuva, que contempla encostas, limpezas de canais e demais intervenções de precaução.

“A vereadora está mal informada. Esse valor foi investido e pode ser comprovado. Basta que ela se informe melhor e participe do dia a dia da cidade. O montante foi investido durante todo ano de 2014 e continua em 2015”, afirmou.

O líder do governo lamentou também o que ele classificou como tática oposicionista do quanto pior melhor. “Infeliz momento de se tentar fazer política de terra arrasada, principalmente trazendo informações inverídicas. Estamos passando por uma situação de sofrimento do povo e a vereadora vem falar de que se nunca fez nada. Eu trago dados de que foi feito, mas eu prefiro, agora, em respeito às famílias, de não fazer esse tipo de confronto. Nós vamos ter o momento pra isso”, disse.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 16h05m


“Enquanto o poder público não priorizar os problemas estruturais da cidade, pessoas inocentes continuarão a ter suas vidas ceifadas pela falta de infraestrutura dos bairros periféricos”.

A fala é do líder da oposição na Câmara de Vereadores da capital, Luiz Carlos Suíca (PT), que se pronunciou nesta segunda-feira (27) sobre os estragos causados pelas fortes chuvas que caíram em Salvador, vitimando aos menos sete pessoas, sendo cinco no bairro de San Martin, após desabamento de imóvel. Suíca também criticou a postura do poder público quando apenas trabalha nas questões pontuais. “Nós, lideranças da base do governo do estado na cidade, podemos ajudá-lo a se antecipar aos problemas da cidade, fazer intervenções estruturais e preservar vidas”.

Ainda de acordo com o vereador petista, a questão dos estragos causados por alagamento, por exemplo, é um debate realmente estrutural que envolve o Estado e o Município. “Os alagamentos estão diretamente ligados à impermeabilização do solo, que foi feita de forma irresponsável. A rede de esgoto de Salvador é do século XX, muito antiga. As encostas nas periferias precisam se investimento massivo. A gestão local, por sua vez, precisa ampliar a tecnologia da limpeza urbana das vias para evitar acúmulo de água da chuva”, completa Suíca.

O parlamentar petista considera também que a população das periferias da capital “precisa observar os responsáveis por todos esses problemas que, em geral, não são os líderes comunitários e vereadores. Existem muitas lideranças comprometidas, que cobram e apontam os caminhos para que o poder público evite tragédia, mas que muitas vezes não têm suas sugestões priorizadas”.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 15h51m


Os contribuintes têm prazo até quinta-feira (30), às 23h59, horário de Brasília, para enviar a Declaração do Imposto de Renda Pessoas Física 2015. Até as 11 horas de hoje (27), mais de 18,302 milhões de declarações foram recebidas pela Receita Federal. O número corresponde a 66,55% do total estimado de 27,5 milhões de declarações para este ano.
 
A Receita alerta para o risco de as pessoas deixarem para enviar a declaração nas últimas horas, pois podem encontrar dificuldades devido ao aumento no número de acessos à página da Receita na internet. Os contribuintes que perderem o prazo estarão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 ou do equivalente a 20% do imposto devido.
 
A declaração poderá ser preenchida no próprio computador, com a utilização do programa gerador, ou em dispositivos móveis, como tablets ou smartphones. Para isso, é necessário usar o aplicativo m-IRPF ou acessar diretamente o site da Receita Federal, por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Para acessar o e-CAC, é necessário ter certificação digital. Para entender melhor todo o processo, existe um passo a passo na página da Receita para o contribuinte preencher e enviar com agilidade a declaração.
 
A Receita Federal disponibilizou também vídeos no site YouTube para tirar dúvidas sobre o preenchimento e a entrega do Imposto de Renda. Chamada de TV Receita Responde, o site explica de forma simples os principais assuntos relacionados à declaração do IRPF.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 15h27m

 



Foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público sob a acusação da prática de lavagem de dinheiro nesta segunda-feira O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato de Duque. Segundo a denúncia do Ministério Público Federal o crime foi praticado 24 vezes, entre abril de 2010 e dezembro de 2013, e totalizou R$ 2,4 milhões.
 
De acordo com acusação, uma parte da propina paga que Duque recebia de empreiteiras com contratos com a Petrobras foi direcionada por empresas do grupo Setal Óleo e Gás, controlado por Augusto Mendonça, para a Editora Gráfica Atitude, a pedido de Vaccari Neto.
 
O Ministério Público apontou que as propinas resultaram principalmente de contratos da Petrobras relativos à refinarias Repar, no Paraná, e Replan (SP), e pede que os acusados sejam condenados a pagar uma indenização de R$ 4,8 milhões à estatal. Pede ainda o confisco de R$ 2,4 milhões do patrimônio de Vaccari e Duque.
 
O pedido de confisco corresponde às vantagens indevidas que teriam sido pagas por Mendonça por intermédio de contratos com a gráfica. A indenização equivale ao dobro desse montante.

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 15h16m


Os deslizamentos nas regiões da Avenida San Martin, Novo Marotinho, Santa Luzia e Alto do Peru em decorrência das chuvas já provocaram, pelo menos, sete mortes em Salvador. Segundo o porta-voz da Polícia Militar, Capitão Bruno Ramos, quatro óbitos foram confirmados na região da San Martin, mas o número pode ser maior.

“Uma pessoa está sob os escombros, mas não tem confirmações se está viva ou morta. Não temos um número fechado. Os bombeiros estão buscando informações com os vizinhos e pessoas que moravam na região para fechar o número de pessoas que estariam sob os escombros”, disse o porta-voz. O secretário de Infraestrutura e Defesa Civil, Paulo Fontana, confirmou cinco mortes em decorrência do deslizamento na San Martin. Segundo os registros da Polícia Militar, no Novo Marotinho cinco ou seis imóveis foram atingidos pelos deslizamentos e todas as vítimas foram resgatadas com vida.

Porém, informações do Hospital Geral do Estado (HGE) confirmam que duas pessoas morreram em decorrência do incidente no Novo Marotinho. No Alto do Peru, uma senhora de 57 anos foi encontrada sem vida entre escombros. A PM, todavia, não possui registros dessa ocorrência. O Capitão Bruno Ramos aponta, entretanto, que há o caso de um deslizamento na região do bairro de Santa Luzia, em que uma vítima foi resgatada com vida e conduzida para o Hospital do Subúrbio. As informações são do Bahia Notícias.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 14h53m
 
 
O faturamento real do setor atacadista cresceu 14,19% em março na comparação com o mês anterior, depois de registrar quedas em janeiro (-13,93%) e fevereiro (-8,15%). De acordo com dados divulgados hoje (27) pela Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (Abad), a queda no trimestre, comparado com o mesmo período de 2014, chegou a 9,76%. 
 
Segundo balanço da entidade, o faturamento do setor no ano passado foi de R$ 211,8 bilhões, representando aumento real de 0,9% e nominal de 7,3% com relação ao ano anterior. A participação no mercado mercearil (que compreende produtos de uso comum das famílias, como alimentos, bebidas, limpeza,higiene e cuidados pessoais) alcançou 51,7% e o número de pontos de venda atendidos atingiu 1.064.282, com 353,36 mil funcionários.
 
O segmento de farma-cosméticos registrou alta de 10,4%, com ganhos de R$ 17,2 bilhões, seguido do varejo independente, que cresceu 6,6%, com ganhos de R$ 128,3 bilhões, e dos bares, que tiveram elevação de 6,4% e faturamento de R$ 44,7 bilhões.
 
De acordo com o presidente da Abad, José do Egito Frota Lopes Filho, a queda é compreensível por causa do cenário atual, mas o setor está inquieto e tentando reverter a situação. A previsão era de crescimento de 1,5% no ano passado, estimativa mantida pela Abad.“Os primeiros três meses não foram bons, mas estamos segurando esse percentual, porque o setor atacadista é muito dinâmico. É o último a sentir a crise e o primeiro a recuperar. Como trabalhamos com produtos de consumo rápido, vamos nos adequando. O Brasil tem algumas regiões com crescimento melhor”, explicou.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 14h45m


O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), negou ter nomeado a nova diretora de Recursos Humanos da Casa, a teóloga e advogada Maria Madalena da Silva Carneiro - evangélica como ele -, por afinidade religiosa.

Segundo o peemedebista, qualquer questionamento sobre a indicação da servidora para o cargo é “discriminação”. “Não nomeio ninguém por causa de credo religioso, e nem deixo também de nomear pelo credo”, disse Cunha. “E não sei, nem quero saber, a religião de qualquer um que trabalha lá [na Câmara], porque isso não é critério”, acrescentou.

Com 31 anos de Casa, mas sem qualquer experiência na área de recursos humanos, Maria Madalena disse que o presidente da Câmara agiu como um “instrumento de Deus” ao indicá-la ao posto. Do ponto de vista político, a Diretoria de RH só está abaixo da Secretaria-Geral da Mesa e da Diretoria-Geral. A primeira tem papel determinante em todo o processo legislativo. A segunda é a mais importante instância administrativa da Câmara.

O setor comandado por Maria Madalena é responsável pela maior dotação orçamentária da Casa: nada menos do que R$ 4,1 bilhões por ano. Ou seja, mais de 80% do orçamento da Câmara para 2015. O último trabalho dela consistia basicamente em guardar os livros nas estantes da biblioteca. Anteriormente, ela era responsável pela emissão de segunda via de crachás - tarefas de complexidade muito menor que a de diretora de Recursos Humanos. As informações são do Congresso em Foco.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 14h10m

Foi localizado no início da tarde desta segunda-feira, 27, por volta de 13h10, o corpo da quarta vítima que foi soterrada em um deslizamento de terra na avenida San Martin. 
 
Segundo informações da Superintendência de Telecomunicações das Polícias Civil e Militar (Stelecom), o corpo de um homem de aproximadamente 57 anos foi retirado dos escombros no Alto do Peru, sem qualquer tipo de identificação. 
 
Os corpos de outras três pessoas, entre elas uma criança, já haviam sido localizados e retirados pelas equipes do Corpo de Bombeiros. A ação é3 acompanhada por técnicos da Defesa Civil de Salvador e por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
 
Roberto Ubiratan Júnior, de 16 anos, foi retirado com vida por volta das 12h40. Outras três pessoas já tinham sido socorridas pelo Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) e levadas para o Hospital do Subúrbio. Ainda não há informações do estado de saúde delas.
 
Os bombeiros estimam que cinco pessoas ainda estejam soterradas. Quatro casas foram atingidas pelo barranco.  Os órgãos envolvidos no resgate estimam que quatro famílias foram atingidas pelo deslizamento. As informações são do A Tarde on Line.
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 14h00m



O prefeito ACM Neto esteve reunido com os secretários e diretores de empresas especialmente das áreas que prestam assistência à cidade, em caso de chuva, providenciando ações nas áreas mais atingidas pelas chuvas, os soterramentos verificados na Avenida San Martin e em Marotinho.

O prefeito convocou uma reunião de emergência com secretários e dirigentes de órgãos pela manhã e agora à tarde recebe a imprensa, às 15h30, no Palácio Thomé de Souza, para uma coletiva sobre as providências tomadas nesta manhã e nas próximas horas para minimizar os impactos das fortes chuvas que atingem a cidade desde a madrugada.

ACM Neto lamentou as mortes e disse, em entrevista numa rádio local, que equipes estão mobilizadas nos bairros de Bom Juá e San Martin, onde ocorreram deslizamentos. Neto lamentou  pelas quatro vítimas fatais já confirmadas. Podem haver mais vitímas em decorrências das chuvas. O volume de chuvas previsto para todo o mês de abril em Salvador era de 309 mm e de ontem para hoje já choveu mais de 150 mm. 
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 13h37m


As incertezas em relação ao futuro da economia estão levando o consumidor a ser mais cauteloso em relação ao crédito. Segundo dados da Boa Vista/SCPC, a busca por crédito teve queda de 10,4% em março, na comparação com o mesmo mês de 2014.

Frente a fevereiro, houve queda de 2,4%. Nas instituições financeiras, o recuo foi de 1,7%, e no segmento não financeiro, de 2,9%. Segundo o levantamento, a demanda por crédito vem desacelerando desde meados do segundo semestre do ano passado.

“Contribuem para a intensificação da queda na procura por crédito fatores como a alta das taxas de juros e a inflação consistentemente elevada, que tem apertado os orçamentos domésticos”, diz a entidade em nota.

“Levando em consideração o cenário macroeconômico para 2015, a Boa Vista SCPC acredita que uma inflexão somente se concretizará com a melhoria da confiança na economia, cenário factível após a consolidação dos ajustes de política monetária e fiscal, atualmente em curso”. (G1)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 12h54m


Um grupo de  2.300 produtores de 83 municípios do sul da Bahia está prestes a receber autorização do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) para utilizar o selo de Identidade Geográfica 'Cacau Sul da Bahia'. O selo é resultado de reuniões realizados nos últimos sete anos e da criação da Associação Cacau Sul da Bahia e deve permitir que as amêndoas da região reconquistem o status de cacau superior com direito a cotação especial na Bolsa de Valores de Nova York.

A notícia que será confirmada pela associação no dia 24 de maio próximo, chega como uma lufada de ar fresco na região. Principalmente para os produtores que, apesar de nos últimos 26 anos sofrerem as consequências da crise fitossanitária causada pela Vassoura-de-Bruxa (VB), produzem 60% do cacau brasileiro. Sustentabilidade, incubadora de empresas e capacitação são termos que estão agora na ordem do dia.

Presidente da associação, o produtor Rodrigo Barreto  diz que a documentação foi encaminhada para a unidade do INPI, no Rio de Janeiro, no final de 2014. De acordo com as exigências do órgão existe um prazo de cerca de seis meses para que o pedido seja deferido.

Rodrigo Barreto  explica que a entidade foi montada em 2013, com o objetivo de gerir e proteger as amêndoas e o chocolate superior produzido na Bahia. Para tanto foi organizado um regulamento de uso com todos os critérios para obtenção de produção do cacau seco.

Entre estes, ensina, um mínimo de 65% de amêndoas fermentadas por lote, com coloração marron predominante (ardósia é aceitável) e, principalmente, sem qualquer traço de fumaça (usado equivocadamente na secagem), já que o aroma é um das qualidades mais apreciadas pelos especialistas. (A Tarde)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 12h32m


 

Profissionais estrangeiros que vierem ao Brasil para participar de conferências, seminários, congressos e reuniões poderão obter da autoridade consular brasileira visto temporário de até 30 dias, quando receberem pró-labore por suas atividades. A determinação consta de resolução normativa do Conselho Nacional da Imigração (CNIg), vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego.

A regra alcança cientistas, pesquisadores e professores, que ainda poderão obter visto temporário de turista, desde que não recebam remuneração pelas atividades ligadas ao evento para o qual veio participar no País. Pela legislação, o prazo de validade do visto de turista será de até cinco anos, fixado pelo Ministério das Relações Exteriores, dentro de critérios de reciprocidade, e proporcionará múltiplas entradas no País, com estadas não excedentes a 90 dias, prorrogáveis por igual período, totalizando o máximo de 180 dias por ano.

A resolução do CNIg ainda prevê que o visto temporário por um ano, prorrogável, poderá ser concedido ao estudante de qualquer nível de graduação ou pós-graduação, inclusive àqueles que participam de programas denominados "sanduíche", com ou sem bolsa concedida pelo governo brasileiro. Os que não tiverem bolsa, no entanto, terão de comprovar à autoridade consultar brasileira que possuem seguro de saúde, dispõem de recursos suficientes para se manter durante o período de estudo no País e que estão matriculado ou formalmente aceitos em instituição de ensino ou pesquisa no Brasil. O texto, publicado no Diário Oficial da União, revoga resolução de abril de 2013. (ESP)



.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 12h18m
 
 
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) promove na manhã desta segunda-feira, 27, o Leilão de Fontes Alternativas (LFA) nº 02/2015, para a contratação de energia gerada por projetos a biomassa e eólicos. Serão ofertados três produtos, com fornecimento de energia a partir de janeiro de 2016 e julho de 2017, e duração de 20 anos. O primeiro produto será composto por usinas novas e existentes movidas à biomassa. Os outros dois produtos envolvem novas térmicas à biomassa e usinas eólicas.
 
O preço-teto estabelecido pela Aneel para a energia gerada pelas térmicas à biomassa é de R$ 215/MWh, válido para os projetos existentes e novos. No caso da energia eólica, o preço máximo a ser pedido pelos geradores será de R$ 179/Mwh. Foram habilitados para participar do leilão 200 projetos, dentre os quais 172 parques eólicos e 28 térmicas. O leilão será operacionalizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e acontecerá em São Paulo. O resultado será divulgado na página eletrônica da CCEE.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 11h57m

 
No ano passado, 24.629 condutores foram notificados pela Transalvador por conduzirem utilizando celular. Isso representa média de 67 casos por dia na capital.
 
Em comparação com 2013, houve redução de 2,7% - foram 25.319 registros. Entre janeiro e abril deste ano, em comparação com o mesmo período de 2014, a queda foi de 47%. O superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, afirma que a redução se dá justamente pelo fato de a fiscalização do órgão estar mais ativa.

Um dado destacado por ele é o crescimento de 21,2% no número de notificações em 2013 comparado ao ano anterior - 20.880 casos -, ainda na antiga gestão.

"As pessoas perceberam que estão sendo fiscalizadas, por isso abaixam o celular quando veem um agente", diz, frisando que isso não significa que menos pessoas estão praticando a ação.

Muller diz que o uso do celular é um dos  grandes responsáveis por acidentes. "O risco é grande, não apenas quando o condutor está falando, mas mandando e-mail e trocando mensagens", afirma, pontuando que a fiscalização segue ativa. Ele afirma ser a favor da aprovação do projeto de lei. "Grande parte dos valores das infrações deve ser revista".


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 11h41m


A chuva que cai em Salvador e Região Metropolitana desde a madrugada desta segunda-feira (27) alagou o terminal de São Joaquim, em Salvador, causando transtornos aos passageiros.

Segundo a Internacional Travessias Salvador, concessionária que administra o Sistema Ferry-Boat, no terminal de Bom Despacho, os passageiros conseguem sair ou entrar nos terminais.

Devido ao mau tempo e por medidas de segurança, apenas três embarcações estão em operação: Juracy Magalhães, Maria Bethânia e Rio Paraguaçu. Ainda de acordo com Internacional Travessia, alguns ferries tiveram a saída atrasada no início da manhã e, por isso, aguardam parados no mar até o momento de atracar. (Correio)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 11h29m


O consumo da região Nordeste dá sinais de arrefecimento. A inflação em alta, que penaliza principalmente as classes de menor renda, combinada com a redução do emprego com carteira assinada e a perda de confiança da população, estão tirando o fôlego das famílias da região, tida como a queridinha dos fabricantes de bens de consumo.

Neste ano, a fatia do Nordeste no potencial de consumo do País deve diminuir em relação a 2014. Será a primeira queda de participação da região desde 2010, segundo um estudo feito pela consultoria IPC Marketing. Mesmo assim, o Nordeste continua sendo a segunda região com maior potencial de consumo, atrás do Sudeste, posição conquistada em 2008.

"A diminuição da fatia do Nordeste é a grande novidade", afirma Marcos Pazzini, diretor da IPC Marketing e responsável pelo estudo. Neste ano, o Nordeste deve responder por 19% do total. Em 2014, a região atingiu uma participação recorde de 19,5%. Esse recuo deve significar R$ 17,148 bilhões a menos circulando no varejo da região.

Num ano em que a expectativa é de queda no Produto Interno Bruto (PIB), o estudo mostra que todas as regiões, exceto o Sul, vão diminuir sua fatia no consumo nacional, projetado em R$ 3,37 trilhões para 2015 pela consultoria. Mas a maior perda de participação deve ocorrer no Nordeste. O arrefecimento do consumo no Nordeste ocorre porque a população de menor renda, grande usuária do crédito, não está indo às compras como foi no passado porque não sabe se continuará empregada.

Um pesquisa feita pela TNS a pedido da Acrefi, associação que reúne as financeiras, revela que subiu de 54%, em outubro, para 71%, este mês, a parcela de consumidores nordestinos que não está disposta a assumir um novo financiamento nos próximos meses.

Além da menor predisposição para ir às compras, Pazzini lembra que, pelo novo critério de classificação socioeconômica da Associação Brasileira da Empresas de Pesquisa, usado por todas os levantamentos a partir deste ano, ficou mais difícil pertencer às classes A e B. Com isso, cresceu na região o número de domicílios com menor renda e poder de compra. (ESP)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 11h08m
 
 
A Bovespa abriu a segunda-feira (27) com o seu principal índice em queda, mas logo reverteu o rumo e passou a subir diante do quadro externo positivo e noticiário corporativo local intenso.
 
Às 10h38, o Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, valorizava 0,27%, a 56.745 pontos. Na ponta negativa, as ações da Petrobras tinham desvalorização ao redor de 1%. Já as da Vale tinham valorização de 5%.
 
A Bovespa fechou no maior patamar em seis meses na sexta-feira (24), em mais um dia de ganhos nas ações ordinárias da Petrobras. O Ibovespa subiu 1,64%, a 56.595 pontos. É o patamar mais alto desde outubro do ano passado. Na semana, o índice avançou 4,8% e, em abril, alta é de 10%. Em 2015, o índice paulista acumula ganhos de 13%.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 10h53m


A forte chuva que atinge Salvador, na manhã desta segunda-feira, 27, alagou os hospitais Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e Agenor Paiva, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Largo de Roma. As informações são de que os corredores das unidades estão alagadas, impossibilitando o atendimento aos pacientes.

Em entrevista à rádio Metrópole, a superintendente da Osid, Maria Rita, afirmou que várias alas e salas do Santo Antônio foram tomadas pela água e que a situação é crítica. No momento, cerca de 120 pacientes estão na unidade. Eles foram transferidos do andar térreo para o primeiro andar.

Ela informou que já pediu ajuda à prefeitura e ao Ministério Público Estadual para tentar resolver o problema no local. Maria Rita também disse que pediu ajuda à Central de Regulação do Estado para transferir os pacientes mais graves.

A energia do hospital foi desligada por medida de prevenção. Somente as unidades mais críticas estão funcionado com a ajuda de um gerador. (A Tarde)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 10h39m
 
 


O governador Rui Costa cancelou a viagem que faria aos municípios de Irecê e Xique-Xique, nesta segunda-feira (27), com o objetivo de liderar o processo de apoio do Governo à capital baiana, que está enfrentando fortes chuvas desde ontem. ]

Como aconteceu no último dia 9, Rui colocou toda a estrutura do Estado à disposição da Prefeitura Municipal de Salvador para atuar no atendimento de ocorrências relacionadas ao mau tempo, que castiga a cidade.
 
Em Xique-Xique, o governador assinaria contratos de Concessão de Direito Real de Uso (CDRU), com os primeiros 49 agricultores familiares, escolhidos por meio de seleção pública para ocupação do Baixio de Irecê. Já na cidade de Irecê, ele participaria da inauguração do Residencial Vila Bela Irecê, que tem 500 unidades habitacionais e faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida.
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 10h11m


O prefeito ACM Neto está reunido com os secretários das áreas que prestam assistência à cidade, em caso de chuva, nesta segunda-feira, 27, informou o A Tarde.

De acordo com ele, 100% do aparato do governo municipal está mobilizado, sendo que o foco principal são as ocorrências mais graves, como os soterramentos na San Martin e em Marotinho.

ACM Neto disse também, em entrevista a uma rádio, que vai divulgar um balanço da situação da cidade no meio desta manhã.

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 10h07m

 
A dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo do governo, registrou aumento de 4,79% em março deste ano, para R$ 2,44 trilhões, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (27) pela Secretaria do Tesouro Nacional. Em fevereiro, o endividamento público estava em R$ 2,32 trilhões.
 
Os números oficiais mostram que o aumento da dívida em março deste ano está relacionado, principalmente, com a emissão líquida (acima do valor dos resgates). No mês passado, foram emitidos R$ 147,15 bilhões em papéis da dívida federal, ao mesmo tempo em que foram resgatados R$ 76,96 bilhões. Com isso, a emissão líquida somou R$ 70,19 bilhões. Ao mesmo tempo, as despesas com juros totalizaram R$ 41,39 bilhões.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 09h51m
 
 
O dólar opera perto da estabilidade nesta segunda-feira (27) ante o real, com os investidores iniciando a semana mais curta devido ao feriado do 1º de maio à espera de divulgação de dados relevantes da economia norte-americana, que acontecem nos próximos dias. Às 9h33, a moeda norte-americana tinha variação negativa de 0,10%, a R$ 2,9521 na venda. 
 
Na quarta-feira, os Estados Unidos divulgam os dados do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre pela manhã e, à tarde, acontece o anúncio da decisão de política monetária. No mesmo dia, no Brasil, o Comitê de Política Monetária divulga a taxa de juros do país.
 
Nesta manhã, o Banco Central fará mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em 4 de maio, que equivalem a 10,115 bilhões de dólares, com oferta de até 10,6 mil contratos.



 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 09h45m

 



Os repasses constitucionais do governo federal para Bahia sofreram queda de 3,6% no primeiro quadrimestre do ano. Os repasses, que incluem recursos do FPE - Fundo de Participação dos Estados, do Fundeb e outras fontes, atingiram R$ 2,9 bilhões, um perda nominal de 3,6% e bem maior quando descontada a inflação. 

Os recursos do  FPE - Fundo de Participação dos Estados destinados à Bahia atingiram R$ 1,966 milhões, uma redução de cerca de 2,5% em relação a 2014.

Nos municípios, o repasse dos recursos do FPM- Fundo de Participação dos Municípios vem se mantendo estável na maioria dos municípios, o que significa perda real se descontado a inflação, com a surpreendente exceção do município de Salvador cujo montante das transferência cresceu em relação a 2014.

O montante total das transferências constitucionais para Salvador, que atingiu R$ 318,3 milhões no primeiro quadrimestre de 2015, cresceram 6,6% em relação ao mesmo período de 2014 e os recursos do FPM cresceram 7,5%.

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 09h33m
 
 
Nesta edição do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2015 recuou de R$ 3,21 para R$ 3,20 por dólar. Para o término de 2016, a previsão dos analistas para a taxa de câmbio ficou estável em R$ 3,30 por dólar.
 
A projeção para o resultado da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações) em 2015 recuou de US$ 4,3 bilhões para US$ 4,17 bilhões de resultado positivo. Para 2016, a previsão de superávit comercial permaneceu em US$ 9,95 bilhões.

Para este ano, a projeção de entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil subiu de US$ 56 bilhões para US$ 57 bilhões. Para 2016, a estimativa dos analistas para o aporte avançou de US$ 58,5 bilhões para US$ 60 bilhões.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 09h19m
 

 
Segundo dados divulgados pelo Boletim Focus. Para o comportamento do PIB neste ano, os economistas do mercado financeiro baixaram sua previsão, na semana passada, para uma retração de 1,10%, contra a estimativa anterior de uma queda de 1,03% em 2015. Se confirmado, será o pior resultado em 25 anos, ou seja, desde 1990 – quando foi registrada uma queda de 4,35%.

No fim de março, o IBGE informou que a economia brasileira cresceu 0,1% em 2014. Em valores correntes (em reais), a soma das riquezas produzidas no ano passado chegou a R$ 5,52 trilhões, e o PIB per capita (por pessoa) caiu a R$ 27.229. Esse é o pior resultado desde 2009, ano da crise internacional, quando a economia recuou 0,2%.
 
Em relação a taxa de juros, após o Banco Central ter subido os juros para 12,75% ao ano no início de março, o maior patamar em seis anos, o mercado está prevendo uma nova alta de juros nesta semana, quando se reúne novamente o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. A estimativa é de que a taxa avance para 13,25% ao ano - um novo aumento de 0,5 ponto percentual.
 
A taxa básica de juros é o principal instrumento do BC para tentar conter pressões inflacionárias. Pelo sistema de metas de inflação brasileiro, o BC tem de calibrar os juros para atingir objetivos pré-determinados. As taxas mais altas tendem a reduzir o consumo e o crédito, o que pode contribuir para o controle dos preços.



 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 09h06m


O Banco Central divulgou hoje (27) a expectativa dos economistas, consultados para o boletim Focus, para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A inflação deve ficar em 8,25%, na semana anterior a taxa esperada era de 8,23%. Para 2016, a previsão dos economistas para o IPCA ficou estável em 5,6%.

Se confirmada, a previsão do mercado para a inflação de 2015 (de 8,23%) atingirá o maior patamar desde 2003, quando ficou em 9,3%. A expectativa oficial do governo para a inflação deste ano, divulgada na semana passada, por meio do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias, está em 8,2%. A equipe econômica informou que está utilizando as previsões do mercado financeiro em seus documentos.

Segundo economistas, a alta do dólar e dos preços administrados (como telefonia, água, energia, combustíveis e tarifas de ônibus, entre outros) pressiona os preços em 2015. Além disso, a inflação de serviços, impulsionada pelos ganhos reais de salários, segue elevada.

Em março, a inflação oficial ficou em 1,32%, depois de avançar 1,22% em fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a maior desde fevereiro de 2003, quando atingiu 1,57%, e a mais elevada desde 1995, considerando apenas o mês de março, conforme informações do G1. 

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 08h52m


Na próxima quarta-feira (29/04), às 10h45, a Comissão da Ferrovia Oeste Leste (Fiol) e do Porto Sul da Assembleia Legislativa receberá o presidente nacional da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, o engenheiro Bento José de Lima. A reunião de trabalho acontece na Sala Herculano Menezes.

A presidente do colegiado, deputada Ivana Bastos, conduzirá um debate sobre o atual estágio de desenvolvimento das obras da Fiol no estado, e falará ainda sobre questões orçamentárias, demissões e o cronograma geral da obra para o ano de 2015.

“Já nos reunimos para debater questões trabalhistas relacionadas com as obras e agora precisamos saber quais são as perspectivas para o seu andamento. Esperamos mais um grande debate, com muitos questionamentos e esclarecimentos”, declarou Ivana Bastos.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 08h41m


A deterioração da economia brasileira nos últimos meses, com cenário macroeconômico recessivo e oferta restrita de crédito, está abrindo espaço para que gestoras de recursos nacionais explorem oportunidades de negócios neste momento mais agudo da crise. Grupos como Peninsula Investimentos, capitaneada pelo executivo Antonio Quintella, ex-presidente do Credit Suisse; Opus e Banco Plural estão atentos a esse movimento e planejam captar recursos para injetar em empresas com situação financeira delicada.

No jargão de mercado, essas operações são conhecidas como "distressed assets", ou fundos especializados em ativos problemáticos, de alto risco. Grandes gestoras e bancos apostaram nesse filão nos Estados Unidos e na Europa, sobretudo após 2008, com a crise financeira global. No Brasil, os bancos públicos, como o BNDES, que saíam em socorro de empresas problemáticas, inibiram o avanço desses fundos por aqui. Mas, agora, com o ajuste fiscal e crédito limitado, as gestoras ganham mais espaço.

Empresas de óleo e gás, mercado imobiliário, energia e construção civil estão entre as mais fragilizadas. Fábio Silveira, economista da GO Associados, acrescenta usinas de açúcar e etanol, além de indústrias de equipamentos e máquinas, na lista de segmentos mais vulneráveis. "A tendência é clara para o risco de crédito entre 2015 e 2016, abrindo espaço para a atuação desses fundos", diz Silveira.

A Peninsula Investimentos pretende levantar um fundo de R$ 500 milhões no segundo semestre para financiar empresas em crise, mas que possuam ativos considerados recuperáveis. "Esse período de atividade menos intensa, inflação relativamente elevada e juros altos nos leva a crer que está se formando um cenário oportuno para a atividade que estamos desenvolvendo", diz Quintella. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 08h35m


Após quatro quedas seguidas, o Índice de Confiança da Construção (ICST) avançou 0,8% entre março e abril, chegando a 76,8 pontos, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).  De acordo com a pesquisa, somente nos três primeiros meses de 2015, o índice havia recuado 20,1%.

“Os indicadores correntes da atividade seguiram em declínio nos primeiros meses do ano. As demissões continuam elevadas em todos os segmentos da construção, com o estoque de trabalhadores em março retrocendo ao patamar de junho de 2011. Assim, apesar da pequena melhora no mês, nota-se que o empresário da construção segue ainda bastante pessimista”, comentou Ana Maria Castelo, Coordenadora de Projetos da Construção da FGV/IBRE, em nota.

A melhora do indicador está ligada aos segmentos relacionados às obras de infraestrutura: em obras de Infraestrutura para energia elétrica e telecomunicações, o indicador variou 7,5% em relação a março; em obras viárias, 6,1% e em obras especiais, 3,3%.

"As sinalizações, dadas pelo governo federal,  de uma possível retomada do programa de concessões a partir de maio podem ter influenciado na melhora relativa das expectativas para os negócios", diz a a FGV.

O Índice de Expectativas (IE-CST) subiu 3,7% em abril, após recuar 7,1% em março, com contribuição dos segmentos relacionados à área de infraestrutura. O indicador que mede o grau de otimismo dos empresários em relação à situação dos negócios nos seis meses seguinte variou 5,4%, contra -8,9%, em março, atingindo 95,1 pontos.

O Índice da Situação Atual (ISA-CST) manteve-se em queda, embora a taxas menos expressivas: depois uma queda de 9,9% em março, o índice cedeu 2,9%. A queda do ISA-CST em abril foi influenciada especialmente pelo indicador que mede o grau de satisfação com situação atual dos negócios, que declinou 5,7% em relação ao mês anterior, atingindo 64,5 pontos. (G1)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 08h14m


A confiança do consumidor subiu pela primeira vez no ano em abril, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador passou de 82,9 para 85,6 pontos na passagem de março para este mês. Apesar da alta, o índice não alcançou o patamar de janeiro, quando estava em 89,8 pontos.

“A primeira alta do ICC no ano é uma boa notícia, mas insuficiente para se caracterizar como uma mudança de tendência", diz, em nota,  Aloisio Campelo Jr, Superintendente Adjunto para Ciclos Econômicos da FGV/Ibre.

A melhora na confiança, no entanto, atingiu apenas as faixas de renda mais altas. A maior alta foi vista entre os consumidores com renda de R$ 4,8 mil a R$ 9,6 mil, de 8,1%. Entre quem ganha acima desse patamar, a confiança cresceu 6,9%.

Já entre os consumidores com renda até R$ 2,1 mil, a confiança teve queda de 0,9%; e entre os com renda entre R$ 2,1 mil e R$ 4,8 mil, a queda foi de 1,2%. (G1)
 


.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h55m



O governo do Estado vai recuperar 2 mil quilômetros de estradas na Bahia, através do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte, num investimento de R$ 5,3 bilhões.

A informação é do Secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, que, em reportagem do jornal A Tarde, afirma que R$ 1,2 bilhão desse total será empregado na duplicação de 221 quilômetros da BR 101, no Extremo Sul do estado. Está previsto também a duplicação de 2,5 quilômetros entre o acesso da BR-324 e o Porto de Aratu, um investimento fundamental para a área industrial do estado.

Segundo o secretário, os recursos do DNIT serão destinados a estradas que beneficiam o setor produtivo e incluem 14 trechos, estando previsto também a duplicação da BR 101, entre Feira de Santana e a divisa da Bahia com Sergipe, um investimento de R$ 835 milhões em 170 quilômetros, com previsão de conclusão em 2017.  

O secretario acompanhou a apresentação que o DNIT fez ao govenador do Estado, Rui Costa, detalhando as intervenções. Outras obras estão previstas, como o Contorno de Feira de Santana na BR-116, com duplicação do trecho entre Feira de Santana e Teofilândia, com prazo de conclussão para  novembro 2018 e Recursos: R$ 1,1 bilhão; a BR-235, ligando a divisa de Bahia e Sergipe  à divisa entre Bahia e Piauí; e a duplicação da BR-415, ligando Ilhéus a Itabuna.

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h42m
 

 
O ex-presidente Lula defendeu que o PT seja mais cuidadoso e erre menos ao representar a classe trabalhadora."Nós temos que ter mais cuidado e o PT tem que errar menos", disse Lula. O partido tem sido alvo de críticas nas manifestações antigoverno que levaram milhares de pessoas de diversas cidades do Brasil às ruas em março e abril.
 
"O PT não pode fazer aquilo que ele criticava nos outros, tem que ser exemplo", acrescentou o ex-presidente. Diversos políticos petistas são acusados de integrar o esquema de corrupção instalado na Petrobras.

Um dos problemas apontados por Lula e pelos dirigentes do partido são as doações de empresas privadas, em particular de grandes empreiteiras que costumeiramente participam de licitações e fazem contribuições a diversos partidos. O ex-presidente elogiou a decisão do partido que vetou doações de empresas privadas a diretórios petistas.

"Vai ser mais difícil [sem doação de empresas], mas quem sabe a gente não reconquista alguma coisa que a gente tinha perdido: o direito de andar com a cabeça erguida neste pais".(TB)



 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h35m
 
 
Com o dólar caro, há uma tendência de aumento do interesse dos brasileiros por viagens domésticas. A valorização da moeda norte-americana dá também maior competitividade ao turismo para estrangeiros. Entidades do setor de turismo confirmam o cenário positivo, mas argumentam que os custos para operar impedem barateamento dos pacotes, e que não há divulgação suficiente do Brasil no exterior.
 
No primeiro trimestre deste ano, a cotação do dólar encostou em R$ 3,30. Do fim de março para cá, a moeda devolveu parte da alta, mas permanece cotada perto de R$ 3. O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Enrico Fermi, afirma que a maior procura por destinos nacionais foi registrada em dezembro de 2014 e nos três primeiros meses deste ano.

“Há tendência de migrarem para o turismo interno. Nossa taxa de ocupação cresceu. Na cidade de Natal, tivemos aumento de 14% na ocupação em relação a outros anos”, exemplifica. Ele ressalta que a valorização do dólar torna o Brasil mais atraente para o turista estrangeiro. “O poder de compra dele aumenta. Mas a carga tributária alta impede que o Brasil ofereça preços mais baratos. Hoje, o Caribe tem os melhores preços [para estrangeiros]”, informou.

O vice-presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem de São Paulo (Abav-SP), Edmar Bull, acredita que o dólar mais alto será positivo para o turismo doméstico este ano. Ele destaca que a modalidade será impulsionada, ainda, pelo grande número de feriados curtos. “Isso ajuda muito os destinos domésticos”, frisa.

Na Abav nacional, a expectativa é que as viagens internacionais dos brasileiros fiquem estáveis e as viagens internas cresçam 5% em 2015 em relação a 2014. Na avaliação de Leonel Rossi, vice-presidente de Relações Internacionais da entidade, o crescimento do movimento doméstico não deve ocorrer isoladamente em função do dólar mais caro. Segundo Rossi, tanto o turismo interno quanto o internacional têm muita margem para crescer. (Agência Brasil)



 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h27m


A chuva que atinge Salvador na manhã desta segunda-feira, 27, causa transtornos na cidade. Há diversos pontos de alagamentos, de acordo com a Superintendência de Trânsito (Transalvador).

Segundo informações do A Tarde, uma das situações acontece em frente ao condomínio Amazonas, na Avenida Paralela, que rotineiramente alaga em dia de chuva. Dois carros estão submersos e um motorista chegou a ficar preso, mas conseguiu sair do automóvel.

Por conta do alagamento, os veículos não passam na via sentido Saboeiro ou para retornar à Avenida Paralela, o que congestiona o trânsito na região. O alagamento também afeta a Paralela, que está com tráfego intenso. O mesmo acontece em frente a Madereira Brotas, sentido Rodoviária.

Além disso, os motoristas que trafegam na BR-324 enfrentam dificuldades com a rodovia alagada e protesto de manifestantes que bloqueiam a estrada na altura da Jaqueira do Carneiro. Policiais Rodoviários Federais não conseguiram chegar no local e não sabem informar o motivo do protesto. 

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h23m
 
 

A reunião da presidente Dilma Rousseff no Sábado, que foi acompanhada por 13 ministros e por presidentes do Banco do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal (CEF) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES),  definiu que o pacote de concessões à iniciativa privada que será lançado pode permitir investimentos de R$ 150 bilhões.

O encontro realizado no Palácio do Planalto teve início às 9h e encerrou-se perto das 20h.A ofensiva do governo as concessões de portos, aeroportos, rodovias e ferrovias. Segundo o jornal O Globo, ficou acertado que o governo anunciará no prazo estipulado, o programa das concessões, dentro das necessidades de ajuste fiscal e que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, terá a palavra final.

Ele avisou aos ministros que não há dinheiro disponível do Tesouro, e que os financiamentos dos bancos públicos na nova rodada de privatização serão menores. Não haverá negociação direta entre os interessados nos leilões e o BNDES, por exemplo. Tudo passará pelo crivo da equipe econômica, disse uma fonte.

Os primeiros itens do pacote são os aeroportos Salgado Filho, em Porto Alegre (RS), o aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis (SC) e o aeroporto de Salvador. A Infraero terá participação de até 15% ou nenhuma participação, mas com golden share (voto qualificado com poder de veto na gestão da empresa);

 No caso dos aeroportos, a previsão é que os leilões ocorram dentro de quatorze meses, tempo considerado necessário pelos técnicos da Secretaria de Aviação Civil para realização de todo o processo (estudos de viabilidade, audiências públicas, elaboração do edital e aval do Tribunal de Contas da União).

Foram debatidas as áreas de ferrovias, energia elétrica, estradas, hidrovias e aeroportos. Nesta semana, devem ocorrer mais reuniões para tratar de portos, mobilidade urbana, habitação e saneamento."Não quero ministro me trazendo estudos. Quero projetos", disse a presidente na reunião, segundo um dos participantes.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h13m
 

 


O secretário James Correa já vive clima de adeus do Governo Rui Costa. Com exoneração já publicada, o agora ex-secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE) da Bahia, assina os últimos protocolos de intenções como titular da pasta.

Vai a Itapetinga, Sudoeste do estado, acompanhado do presidente da Fieb, Ricardo Alban, onde serão assinados um conjunto de protocolos de intenções com empresas de Santa Catarina que vão reocupar os últimos três galpões ainda vagos após o fechamento de 18 unidades da Vulcabrás Azaleia. 
 
Os documentos serão assinados com as empresas Lia Line e a Renata Mello. Segundo dados da SDE, mesmo após os cortes dos últimos anos, a Azaleia ainda emprega 5,8 mil pessoas na Bahia. As empresas vão gerar 5,5 mil empregos na região. Destes, 210 serão na indústria têxtil e o restante no setor calçadista. 

Correia ressalta que o produto das novas empresas é bastante diferente dos produzidos pela Azaleia e, por isso, menos sujeitos à competição predatória com o mercado asiático. “São calçados femininos, com moda diferenciada e maior valor agregado”, explica.

Para as empresas, que já tem fábricas no Sul do país, além dos incentivos fiscais, a região tem como atrativos trabalhadores já treinados para atuar na fabricação de calçados e a localização geográfica favorável para atender o mercado nordestino. A geração dos postos de trabalho é uma boa notícia para a economia baiana, que vem cambaleando no quesito neste início de 2015. Semana passada, dados do Caged apontaram a perda de 10.969 empregos do início do ano até o final de março.(Correio)



 
.............................................................................................................................................................................................................................................
27/04 - 07h00m
 

 
Mais de 50% dos brasileiros estão acima do peso ideal; 17,5% são obesos. Os dados são da Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), do Ministério da Saúde, divulgados em abril do ano passado. Preocupado com os casos de obesidade no país, o líder do PTN na Câmara, deputado federal Bacelar (BA), se pronunciou sobre o tema.
 
Bacelar defendeu que seja derrubado o recurso contra o projeto de lei aprovado na Casa, que proíbe a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de vetar a produção e comercialização de inibidores de apetite como sibutramina, anfepramona, femproparex e mazindol, para que a matéria seja levada ao Senado.
 
De acordo com o deputado, retirar as substâncias do mercado significa deixar sem tratamento cerca de 15 milhões de brasileiros. “Muitas vezes,somente a mudança de hábitos alimentares não é suficiente para combater boa parte dos casos de obesidade e nem todos são indicados para cirurgia bariátrica.Segundo especialistas, o excesso de peso é fator de risco para diversos tipos de doenças cardiovasculares, como o infarto e o acidente vascular cerebral (AVC), além de câncer e diabetes. Isso significa que o número de vítimas indiretas é ainda maior. Isso sem contar com a tristeza e a melancolia causadas pelo excesso de peso”, relatou.

Segundo Bacelar, a proibição aumenta a comercialização desse tipo de medicamento no mercado paralelo e a procura por cirurgias bariátricas. “Até mesmo o Conselho Federal de Medicina (CFM) é contra a proibição dos emagrecedores no Brasil, porque a medida tira a autonomia dos médicos na escolha de métodos terapêuticos, que têm o direito de prescrever o tratamento adequado”, completou Bacelar.(TB)


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/04 - 18h28m

 
 

É grande a expectativa de empresários e da Câmara Americana de Comércio (Amcham) com a viagem da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos. Marcada para o dia 30 de junho, a visita oficial da presidente brasileira traz a perspectiva de pôr um fim a pendências em vários acordos entre Brasil e EUA e ainda de abrir um diálogo de cooperação sobre outros temas, segundo o presidente da Amcham, Gabriel Rico.

Rico afirma que há acordos entre os dois países que já foram assinados, mas não ratificados pelo Congresso Nacional. Alguns datam de 2010, como é o caso do Acordo de Cooperação de Defesa (DCA) e o General Security of Military Information Agreement (GSMIA), quando a presidente nem tinha assumido o comando do país.

Outros acordos, diz o presidente da Amcham, já expiraram. É o caso de um acordo na área de previdência, que trata das contribuições previdenciárias feitas pelo trabalhador brasileiro que mora nos Estados Unidos e do trabalhador americano que reside no Brasil. É o caso também do acordo Open Skies, que flexibiliza a atuação de companhias aéreas estrangeiras no Brasil e de brasileiras nos Estados Unidos, segundo o presidente da Amcham.

Rico afirma que a expectativa do empresariado também compreende o estabelecimento de novos acordos. Um deles, o PPH (Patent Prosecution Highway), agilizaria o registro de patentes no Brasil, aumentando a atratividade do País para o desenvolvimento de tecnologias e produtos. "O Brasil deveria negociar o PPH com os Estados Unidos, prioritariamente, mas também com outros países importantes, como a Alemanha, Japão, Coreia do Sul, o que levaria para uma redução substancial no tempo do registro de patentes no Brasil", diz o executivo.

Outro acordo esperado, o Global Entry, facilitaria a entrada de viajantes frequentes nos dois países. Esse acordo beneficiaria tanto executivos e empresários brasileiros quanto americanos. Este "fast track" para viajantes, os EUA já têm com Holanda, Coreia do Sul, México e Panamá, segundo a câmara. (ESP)


 

.............................................................................................................................................................................................................................................
26/04 - 16h26m


A cidade de Oliveira Fortes, em Minas Gerais, ganhou a primeira escola municipal há dois anos. Mas, com o dinheiro curto, só deu para terminar o prédio, pintar as paredes e colocar os móveis. O refeitório ficou pronto, mas de tão pequeno alguns alunos são obrigados a comer sentados no chão. O sonho de expansão da escola parece cada vez mais distante com a penúria do caixa da prefeitura.

Com apenas 50 empresas, que empregam 285 pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município é altamente dependente dos repasses governamentais. Até março, 80% do orçamento da cidade, de 2.123 pessoas, vinha do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repassado pelo governo federal.

A redução desses valores tem um impacto devastador na conta das cidades, cujas despesas estão em ascensão. O quadro não é exclusividade do município mineiro. Prefeituras do País inteiro reclamam da queda dos repasses por causa do ritmo mais fraco da arrecadação. Segundo dados da Confederação Nacional de Municípios (CNM), até o segundo decêndio de abril, houve uma queda real de 2,01% nos repasses do FPM comparado a igual período de 2014. O desempenho deverá se manter nesse nível até o fim do semestre. No caso do ICMS, a queda acumulada em janeiro e fevereiro foi de 11%, segundo dados do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

Segundo o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, várias obras estão sendo paralisadas Brasil afora por causa de atrasos nos pagamentos do governo federal, que tem R$ 35 bilhões de restos a pagar aos municípios. "Esse é um problema muito grave, pois está interrompendo projetos e reduzindo investimentos." (ESP)


 

.............................................................................................................................................................................................................................................


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960