NOVOS MERCADO
O foco na internacionalização motivou a troca da presidência da empresa
ARMANDO AVENA - O AJUSTE ECONÔMICO QUE DILMA FEZ SEM SABER QUE FAZIA
COLUNA NO CORREIO

ARMANDO AVENA - O AJUSTE ECONÔMICO QUE DILMA FEZ SEM SABER QUE FAZIA
FITCH PROMETE SUBIR NOTA DO PAÍS SE HOUVER MEDIDAS ESTIMULANTES PARA ECONOMIA
IMPACTANTE

FITCH PROMETE SUBIR NOTA DO PAÍS SE HOUVER MEDIDAS ESTIMULANTES PARA ECONOMIA
COLUNISTAS

ENTREVISTAS
SEU INVESTIMENTO
OS MELHORES FILMES PARA QUEM GOSTA OU QUER APRENDER ECONOMIA
..................................................................
ENQUETE

QUEM DEVERIA SER O MINISTRA DA FAZENDA SE TEMER ASSUMIR O PODER?



COMENTE, OPINE, ANALISE


É absurdo. Muito desperdício e quem paga o pato é sempre o servidor municipal
Rosa clara de Castro
-------------------------------------------------------

Esse país é assim, quer aumentar os impostos dos empresários e pedia dívida de time de futebol
Alfredo
-------------------------------------------------------

Até que enfim o PP escolheu alguém fora da Lava-Jato
aldo alencar
-------------------------------------------------------
FRASE DO DIA

“Essa é mais uma iniciativa do Governo do Estado na valorização do trabalho incansável desempenhado pelas forças de segurança da Bahia. Implementamos esse modelo de premiação, comum em grandes empresas privadas, e conseguimos reduzir nossas taxas de homicídios por 100 mil habitantes” 

Maurício Teles Barbosa
Secretário da Segurança Pública



OUTRAS NOTÍCIAS
06/05 - 07h56m


 

A presidente Dilma Rousseff voltou a afirmar que está sendo vítima de um golpe e que não há razão para ela sofrer um impeachment. Em entrevista à rede de televisão venezuelana Telesur, Dilma disse que há dois anos é investigada e que nada contra ele foi provado até agora. "Podem continuar me investigando", declarou.

Boa parte da entrevista foi usada por Dilma para explicar os argumentos por trás do processo de impeachment, que são as chamadas pedaladas fiscais. A presidente disse que se trata de uma questão orçamentária. "O orçamento não é base para afastar um presidente da condição de chefe do Executivo", defendeu-se. "Não há base jurídica" para o impeachment, acrescentou.

Na visão de Dilma, o momento vivido agora pela política no Brasil tem raízes nas eleições presidenciais de 2014. "Desde o princípio do meu mandato a oposição ficou infeliz por ter perdido", disse, afirmando que, como resultado, os oposicionistas vêm tentando alcançar o governo por outras vias além da eleitoral.

Perguntada sobre os movimentos que vêm sendo feitos pelo vice-presidente Michel Temer para preparar um novo governo caso seja realmente afastada, a presidente disse que enxerga ilegitimidade. "O programa de governo que ele pretende implementar é o que foi derrotado nas urnas. Ele só é vice-presidente porque nós derrotamos esse plano nas urnas em 2014", declarou. (Estadão)



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h53m

 



A Braskem pode começar a construir sua sexta fábrica nos Estados Unidos, no Texas, já em 2017 para produzir mais polipropileno a partir do propreno, o gás barato produzido nos Estados Unidos

Em coletiva, na qual apresentou os resultados no primeiro trimestre, o novo presidente da empresa, Eduardo Musa, disse que os estudos do projeto podem ser levados ao Conselho no fim deste ano.

A proposta faz parte do plano de internacionalização da empresa, cuja implantação já resultou na troca de Carlos Fadigas, por Eduardo Musa. A Braskem vem mostrando claramente que está privilegiando o mercado internacional. 

A empresa comprou as plantas de polipropileno da Sunoco, em 2010, unidades da Dow Chemical em 2011, ampliaou as parcerias na Europa e implantou um fábrica no México.  A Braskem já é a maior produtora de polipropileno nos EUA e esse processo de ampliação e integração internacional foi conduzido exatamente por Musa, que era presidente da unidade da Braskem para EUA e Europa.

O agora, ao assumir a presidência da empresa, Eduardo Musa afirma que a companhia continua avaliando oportunidades de reduzir gargalos em unidades e construir novas fábricas. O foco na internacionalização é motivado pelo baixo preço das matérias primas nos EUA e o dinamismo do mercado americano, em contraposição à situação brasileira.

No primeiro trimestre, as vendas no mercado interno cairam 18%, mas creceram no mercado americano, permitindo o aumento do lucro da empresa. Apesar de mais focada na internacionalização, a Braskem ainda vai alocar 51% dos seu investimento em em 2015 no Brasil, inclusive na Bahia que terá investimentos para tornar Flex a Central Petroquímica de Camaçari. 

Veja Também:  Lucro da empresa mais que triplica no primeiro trimestre de 2015

 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h39m
 

 
A petroquímica Braskem obteve no primeiro trimestre deste ano um lucro líquido de R$ 747 milhões, o que representa uma alta de 266% em relação a igual período do ano passado (R$ 204 milhões). Já a receita líquida consolidada atingiu  R$ 12,2 bilhões de janeiro a março, crescimento de 19%, devido aos melhores patamares de preços de petroquímicos na conversão em reais. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 3,056 bilhões,  uma expansão de 106% na mesma base comparativa.
 
Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 5, em São Paulo, pelo  novo presidente da empresa, Fernando Musa. Acompanhado por André Vieira, diretor de comunicação empresarial, e por Pedro Freitas, vice-presidente de finanças e relações com investidores, o executivo  traçou o quadro atual da empresa que vem crescendo em investimento, produção e exportações nas plantas instaladas nos Estados Unidos e no México.

Fernando Musa, que assumiu o comando da petroquímica no lugar de Carlos Fadigas, minimizou a queda de 18% na demanda por resinas no mercado brasileiro alegando que o país teve, em 2015, um primeiro trimestre muito forte em termos de produção. Ele, no entanto, espera uma queda de 7% dos volumes este ano.
 
Como estratégia da empresa está prevista para o próximo mês de outubro   a parada de uma das linhas de produção da Central de Petroquímicos Básicos de Camaçari. Os equipamentos serão adaptados para a utilização, além da nafta, de gás natural que será importado dos Estados Unidos. Esta adaptação  estará concluída em 2017.


 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h31m
 
 
A Fitch pode tomar uma ação positiva do rating brasileiro rapidamente, caso haja sinais concretos de medidas que apontem para uma redução do endividamento do país nos próximos anos, disse nesta quinta-feira (05) o diretor da agência de classificação de risco no Brasil, Rafael Guedes.
 
“Podemos tomar uma ação rápida, mas não como repercussão de declarações apenas. Teriam que ser aprovadas medidas no Congresso, por exemplo”, disse Guedes em entrevista por telefone à Reuters. A Fitch rebaixou mais cedo o rating soberano do Brasil de "BB+" para "BB", colocando a nota do país ainda mais dentro do grau especulativo. A perspectiva para o rating é negativa, o que significa que novos cortes da nota poderão ocorrer adiante.
 
Segundo Guedes, a deterioração rápida e intensa da economia brasileira nos últimos meses está fazendo o país enfrentar uma situação parecida com a da Argentina durante a crise de 2001, quando a Fitch cortou a nota do país seis vezes.
 
Para Guedes, embora haja a formação de expectativas econômicas positivas no mercado para um novo governo, diante do andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, para a Fitch isso por si só não teria nenhum impacto no rating do país, a menos que ocorra melhora consistente na gestão da política econômica.
 
 
 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h28m
 
 
As intenções de compra para o próximo Dia das Mães ficou igual em relação ao ano passado, mas subiu a proporção de pessoas que deixarão de presentar em 2016 por causa de dívidas ou desemprego, mostra um levantamento da Fecomercio-SP. 
 
Segundo a entidade, 58,6% dos consumidores pretendem presentear as mães, patamar em linha com o ano passado (58,5%), enquanto a média histórica é de 64 por cento. Entre os que não comprarão presentes, 13,3% disseram que estão desempregados, ante 4,1% em 2015. Os que afirmaram estar sem condições financeiras ou endividados passaram para 51,8%, ante 38,6% em 2015.
 
O valor médio que deve ser gasto com presentes é de R$ 169, ante R$ 166 no ano passado, segundo a pesquisa. Os itens mais procurados pelos filhos devem ser vestuário, calçados e acessórios (41,2%) e perfumes e cosméticos (20,9%). Apeas 5,3% pretendem comprar eletrodomésticos para suas mães, e 3,8%, aparelhos celulares. A pesquisa da Fecomercio-SP foi feita em 30 de abril, com 1.126 entrevistados na capital paulista.


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h24m
 
 
Os patrões têm até esta sexta-feira (6) para pagar a guia do eSocial – o Simples Doméstico – referente a abril. Documentos gerados a partir desta data serão calculados com multa, de 0,33% por dia de atraso.
 
Para fazer o recolhimento dos encargos, o patrão deve se cadastrar como empregador no eSocial, e em seguida registrar também os dados de seu(s) empregado(s). Após o cadastro, é possível fazer a emissão da guia única de pagamento. A guia única tem código de barras e o valor pode ser pago em qualquer agência ou canais eletrônicos disponíveis pela rede bancária.
 
Esse novo modelo de pagamento já estava previsto na chamada PEC das Domésticas, lei que foi aprovada em abril de 2013. Mas eles só foram regulamentados no último mês de junho, e apenas agora começam a valer. A lei do Simples Doméstico foi regulamentada no dia 1º de junho e, no início de outubro, começou o cadastro de trabalhadores no sistema. As guias de pagamento dos dias trabalhados em outubro começaram a ser emitidas pela internet no dia 1º de novembro.
 
Para cadastramento são necessários CPF e número de recibos da declaração do Imposto de Renda do empregador. Quem não tiver os recibos deve consultar o site da Receita ou procurar uma agência do órgão. Se o empregador for isento do IR, deverá utilizar o número do título de eleitor para o cadastro.
 
Caso o empregador também não tenha o título de eleitor, deverá utilizar o Certificado Digital, obtido no atendimento da Receita na internet. No caso do empregado, são necessários nome, CPF, data de nascimento registrada na carteira de trabalho e número do NIS – o mesmo número usado no pagamento do INSS, além do endereço, telefone, início do contrato de trabalho, salário e jornada.
 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h17m
 
 
O conselho especial do impeachment no Senado se reúne nesta sexta-feira (6), a partir das 10h, para votar o relatório que recomenda a continuidade do processo contra a presidente Dilma Rousseff.  O parecer foi apresentado na última quarta-feira (4) pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que disse que a denúncia contra Dilma está de acordo com as leis.
 
Para ser aprovado, o relatório precisa da maioria simples dos votos – 11. Independentemente do resultado, ele seguirá para o plenário. Se na próxima semana o plenário concordar com o relator e aprovar o parecer, Dilma será afastada por até 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assumirá. A votação no plenário deve ocorrer no dia 11. Isso porque, depois da votação na comissão, o parecer terá de ser lido na sessão de segunda-feira (9) do Senado, quando começará a contar o prazo de 48 horas para ser apreciado pelos senadores.
 
Antes da votação, líderes partidários terão direito a cinco minutos de exposição para encaminhamento de bancadas. O presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB) estima que 10 líderes devem usar esse tempo. Assim, a votação deve começar entre meio-dia e 13h. “Acho que vai ser uma sessão tranquila como foi a de hoje [quinta-feira], sempre com muita cordialidade”, disse Lira. Depois do encaminhamento dos líderes, os senadores votarão por meio de sistema eletrônico (sim, não ou abstenção). A votação é aberta, ou seja, os votos de cada senador serão de conhecimento público.


 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h09m
 

Com o intuito de repetir o êxito alcançado na Copa das Confederações (2013) e na Copa do Mundo (2014), realizados na Bahia, representantes da Comissão Estadual para Grandes Eventos (Coesge) assinaram, o Plano Tático de Segurança Integrada para os Jogos Olímpicos Rio 2016, que serão realizados na capital baiana. Durante o evento no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador, também foi assinado o plano para o revezamento da Tocha Olímpica, no estado, onde percorrerá 27 cidades.
 
O Coesge é formado por representantes das principais frentes de trabalho da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), a exemplo do Corpo de Bombeiros das polícias Militar, Civil e Técnica, além de efetivos das Forças Armadas, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e guardas municipais. Na ocasião, o titular da SSP, Maurício Barbosa, reiterou o compromisso do governo estadual em prol da tranquilidade durante os eventos olímpicos no na Bahia. Ele também falou que a expectativa é trabalhar com o máximo de integração entre os diferentes órgãos envolvidos, que estão organizados em quatro eixos - defesa nacional, segurança pública, defesa civil e inteligência.
 
“Sabemos do nível de responsabilidade que é atuar num evento com rigor internacional. O grande segredo é trabalhar com planejamento e integração. O Plano Tático Integrado [estabelece] os princípios que deverão nortear o plano operacional e coloca as instituições estaduais, municipais e federais com a definição de suas funções. Aí sim, a gente já começa a definir de que forma iremos atuar”, disse Barbosa. O secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Álvaro Gomes, também esteve presente no evento.
 
A passagem da Tocha Olímpica pela Bahia vai ocorrer de 19 a 27 de maio. Já as 10 partidas de futebol, a serem realizadas na Arena Fonte Nova, em Salvador, como parte da programação dos Jogos Olímpicos, acontecem de 4 a 13 de agosto. Aproximadamente 4 mil homens e mulheres estarão envolvidos diretamente na execução do plano.


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 07h04m
 
  
O Governo do Estado vai pagar nesta sexta-feira (6) R$ 16 milhões de premiação para 10.377 policiais (civis e militares) que conseguiram, com suas atuações, reduzir os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Bahia, no ano de 2015. Criado em 2011 para estimular, reconhecer e valorizar o desempenho dos servidores no combate à criminalidade, o  Prêmio por Desempenho Policial (PDP) foi ampliado pelo governador Rui Costa, passando a ser realizado duas vezes por ano, a partir de 2016.
 
Os policiais premiados conseguiram reduzir os índices de criminalidade em 21 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), de um total de 52 existentes no Estado. As áreas Integradas são divisões territoriais policiadas por um conjunto de unidades de segurança.
 
Dentre as Aisps premiadas, 19 alcançaram até 57% de redução na quantidade de CVLI (homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte), ultrapassando a meta de 6% de decréscimo em relação ao anterior. Outras duas Aisps premiadas conseguiram diminuir os crimes em 3%, atingindo 50% da meta.
 
Também conseguiram bater a meta  PMs e Policiais Civis pertencentes a quatro Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), que é o conjunto de várias Aisps. As Risps Atlântico, Central, RMS e Sul foram as primeiras colocadas.
 
“Essa é mais uma iniciativa do Governo do Estado na valorização do trabalho incansável desempenhado pelas forças de segurança da Bahia. Implementamos esse modelo de premiação, comum em grandes empresas privadas, e conseguimos reduzir nossas taxas de homicídios por 100 mil habitantes”, explicou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
06/05 - 06h46m

 



O artigo do jornalista e  economista Armando Avena, publicado nesta sexta-feira no jornal Correio, afirma que Dilma Rousseff fez, através das medidas implementadas pelo seu ex-ministro Joaquim Levy um brutal ajuste econômico no âmbito privado, cujos resultados já estão sendo sentidos na economia.
 
Avena comenta também os novos investimentos industriais anunciados para a Bahia e a cara de pau da JAC Motors que há seis anos anuncia a implantação de uma fábrica que nunca vem. O economista fala ainda do Parque da Cidade, a área verde por exelência em Salvador. Veja na íntegra.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 20h01m


O setor atacadista e distribuidor apresentou crescimento de 3,1% em 2015. Os dados foram apurados e analisados pela consultoria Nielsen em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA) e acabam de ser divulgados pela Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD).

Na Bahia, o faturamento das 39 maiores empresas do ramo somou R$ 3,4 bilhões no ano passado, enquanto as 544 maiores empresas do país, presentes no Ranking, totalizaram uma receita bruta de R$ 74,3 bilhões. O setor atende aos estabelecimentos varejistas que não têm volume de pedidos para adquirir produtos diretamente dos fabricantes.

As 39 empresas baianas representaram 4,6% do faturamento no ranking das 544 maiores empresas do segmento no país. A Bahia caiu da 5ª para a 7ª posição no levantamento, atrás de São Paulo (13,9%), Minas Gerais (12,6%), Rio de Janeiro (10,6%), Paraná (6,5%), Maranhão (6,5%) e Santa Catarina (4,6%).

O presidente da Associação dos Agentes de Distribuição da Bahia (ASDAB), Antonio Cabral, destacou a necessidade de aumentar a competitividade do setor no estado, com uma nova política tributária para a Cadeia do Abastecimento, que proporcione o crescimento do setor, aumento da arrecadação estadual, queda na sonegação e a geração de novos empregos. Cabral, enfatizou que mesmo com o crescimento em termos nominais, o setor apresentou queda no ano passado de 6,8% em termos reais, descontada a inflação.

Estima-se que o setor atacadista e distribuidor baiano reúne cerca de 600 empresas, que atendem a mais de 65 mil pontos de venda, entre pequenos e médios estabelecimentos varejistas de todo o estado. Conta com uma frota de mais de 13 mil veículos. 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 19h55m


Após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a suspensão do mandato parlamentar e o afastamento por tempo indeterminado do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a Câmara dos Deputados decidiu avaliar na noite desta quinta-feira (18) se irá retirar os privilégios do peemedebista como parlamentar.

Mais cedo, o entendimento da Secretaria-Geral da Casa era que, como Cunha continua, em tese, com o mandato parlamentar, ele teria direito a todos os benefícios de deputado e manteria os privilégios de presidente da Câmara, segundo informou o G1.

A questão ainda estava sendo avaliada pelo corpo jurídico da Câmara no início da noite, e a tese mais forte era a de que Cunha deveria perder todos os benefícios, ficando apenas com o foro privilegiado, o que permite que ele continue sendo investigado pelo Supremo Tribunal Federal.

A Câmara estuda agora se cortará os benefícios a que ele teria direito como deputado federal, como o salário de R$ 33.763,00, auxílio-moradia ou apartamento funcional, cota parlamentar (para custear passagens aéreas, gasolina, gastos com telefone e escritório parlamentar no respectivo estado – o valor varia conforme o estado) e verba de gabinete no valor de R$ 92.053,20 para o pagamento de assessores.

O entendimento inicial da Secretaria-Geral previa que, ao longo do período em que durar a suspensão do mandato, Cunha poderia continuar usando a residência e o carro oficial da presidência da Câmara, além de ser acompanhado por uma equipe de seguranças e ter direito a usar o jato da Força Aérea Brasileira (FAB).



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 19h30m


Eduardo Cunha disse que "estranhou" a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal de afastá-lo da presidência da Câmara e que vai recorrer. O deputado declarou que é perseguido pelo governo e que na próxima quarta-feira o país vai "se livrar do PT".

"Tenho todo apreço e respeito pela Suprema Corte, mas não tenho como não estranhar. Se havia urgência por que levou seis meses?", disse Cunha na residência oficial da Câmara, em Brasília, conforme informou o Uol.

Na ação ao STF, o procurador Rodrigo Janot elencou 11 pontos que justificam o afastamento de Cunha. Entre os pontos citados por Janot estão a convocação da advogada Beatriz Catta Preta para depor na CPI da Petrobras e as ameaças e ofertas de propina ao ex-relator do processo por quebra de decoro parlamentar contra Cunha no Conselho de Ética da Câmara.

"Aqueles 11 fatos são absolutamente contestáveis", declarou Cunha, sem entrar em detalhes sobre as acusações. Eduardo Cunha enfatizou o que chamou de "perseguição" por conta do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e que é vítima de uma retaliação.

"É claro que eu estou sofrendo e vou sofrer uma retaliação por causa do impeachment. É óbvio que tem um processo político por trás disso. O PT gosta de companhia no banco dos réus. Essa reação já era mais do que esperada", criticou.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 19h01m


A agência de classificação de risco Fitch voltou a rebaixar a nota de crédito do Brasil, desta vez de BB+ para BB. Em dezembro do ano passado, a Fitch reduziu a nota brasileira e o país perdeu o grau de investimento, selo conferido aos países considerados bons pagadores e seguros para investir.

Outras agências fizeram o mesmo. A Standard&Poor's e a Moody's rebaixaram a nota em fevereiro deste ano. A Moody's que, na época era a única que não havia retirado o selo de bom pagador, baixou a nota para grau especulativo. Agora a Fitch informou que o Brasil permanece em perspectiva negativa, o que significa que pode haver nova revisão da nota.

Segundo comunicado da agência, o rebaixamento reflete a contração econômica mais profunda do que o antecipado, segundo informou a Agência Brasil de notícias. A Fitch cita o fracasso do governo em estabilizar as perspectivas para as finanças públicas, o continuado impasse legislativo e incerteza política elevada, que estão minando a confiança doméstica e a governabilidade, bem como a eficácia das políticas.

Com a nota BB, o Brasil volta ao patamar de classificação de risco que tinha em 2006.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 18h37m


A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) exaltou hoje a decisão do Supremo Tribunal Federal de afastar, por unanimidade, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de seu mandato de presidente da Câmara.

Na avaliação da parlamentar baiana, dar uma resposta à população sobre o assunto é fundamental. Lídice acusou Cunha de ser o autor de "crime de lesa pátria" por mentir na CPI da Petrobras.

"É fundamental que possa responder à opinião da população brasileira, que exige o afastamento desse deputado que com contas no exterior provou que mentiu para o Congresso Nacional e que é uma pessoa que cometeu crime de lesa pátria", afirmou a senadora.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 18h34m

 
O ministro-chefe do Gabinete Pessoal da Presidência da República, Jaques Wagner, comemorou a decisão, por unanimidade, do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender o mandato do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e afastá-lo da Presidência da Câmara.

Todos os 11 ministros votaram contra Cunha. Segundo Wagner, a verdade finalmente apareceu. "Finalmente, apareceu a verdade da culpa de Eduardo Cunha. Espero que a verdade da inocência da presidenta Dilma também venha a ser reconhecida", destacou o ministro, segundo informação divulgada por sua assessoria.

Mais cedo, a presidenta Dilma Rousseff também comemorou a decisão de Teori e do STF sobre Cunha.


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 18h10m


O diretor de relações institucionais e sustentabilidade do Enseada, Humberto Rangel, afirmou que o estaleiro Enseada - que ocupa uma área de 1,6 milhão de m2 em Maragogipe, no Recôncavo da Bahia, e onde foram investidos R$ 3 bilhões - está deserto enquanto o governo federal decide o que faz com a sua indústria naval.

Segundo ele, para escapar da crise provocada pela inadimplência da Sete Brasil - empresa criada pela Petrobras para gerir as encomendas navais destinadas ao pré-sal - o estaleiro Enseada Indústria Naval quer se transformar no Polo Industrial Enseada, abarcando novos negócios industriais e de logística.

Ele disse que o estaleiro está se preparando para oferecer soluções integradas para os mais diversos segmentos da indústria, como o eólico e o automotivo, atendendo à produção industrial e à operação logística de equipamentos eólicos, automotivos e da petroquímica baiana. A planta industrial apresenta vantagens competitivas para operar como hub logístico, cais de atracamento, de padrão internacional, e área alfandegada para receber cargas e projetos especiais.

“Temos alguns diferenciais importantes, como a localização estratégica, na foz do Rio Paraguaçu, e a possibilidade de desenvolvimento de projetos industriais de alta complexidade. Temos uma estrutura com alta tecnologia, gestão focada em resultados, produtividade e uma forte política ambiental para estar entre os polos industriais mais eficientes e competitivos do mundo”, apontou o diretor.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 17h58m


 

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, considerou “intempestivo e inadequado o anúncio do novo Plano Safra 2016/2017, divulgado pelo governo, especialmente porque foi rompida a tradição de discussão prévia das metas com o setor agropecuário, transformando-se o documento numa mera carta de intenções”. Martins lembrou que a tradição foi abandonada, a CNA não foi ouvida previamente para elaboração do plano, com o documento contendo pontos altamente negativos.
 
Para Martins, o Plano Safra do Governo contém pelo menos dois pontos extremamente vulneráveis: a elevada taxa de juros e recursos insuficientes para o seguro rural. Sem contar, assinalou o presidente da CNA, que o Plano se transformou numa mera carta de intenções e precisa ainda de aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN), e, em seguida, de normas a serem determinadas pelo Banco Central. Depois de tudo isso, ainda terá de ser aprovado pelo plenário do Senado.
 
O volume de recursos previstos no Plano de Safra, destinados ao custeio, comercialização e investimentos, R$ 202,8 bilhões, estão dentro das expectativas do setor, segundo Martins. O problema, na sua avaliação, está em saber se o dinheiro será realmente liberado. A questão dos juros, argumentou, precisa ser reavaliada. As taxas de juros do novo plano subiram, em média, 0,75 ponto percentual, em comparação com o programa em execução, ressaltou o presidente da CNA. E, ao mesmo tempo, o investimento total foi reduzido de R$ 38 bilhões para R$ 34 bilhões. Nesse cenário, o presidente acredita que mudanças precisarão ser feitas.

 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 17h44m


Em entrevista durante entrega de moradias do Minha Casa Minha Vida (MCMV), em Santarém (PA), a presidente Dilma Rousseff atacou pela segunda vez nesta quinta-feira (5) o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), dizendo que ele paralisou o Congresso para votar o impeachment dela.

"O Congresso está parado. O senhor Eduardo Cunha não deixa o Congresso trabalhar desde o início do ano", afirmou. Mais cedo, Dilma comentou o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo. "A única coisa que lamento é que ele infelizmente conseguiu votar o impedimento e vocês assistiram a ele presidindo, com a maior cara de pau, o processo na Câmara", disse, conforme informou o Estadão.

No evento, Dilma voltou a dizer que é vítima de um "golpe", pois não cometeu crime de responsabilidade. "É muito frágil daquilo que eles me acusam. O ex-presidente Fernando Henrique fez 101 decretos. E ele foi errado? Não, porque nunca foi crime", destacou.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 17h38m


 

O preço dos presentes mais escolhidos para o Dia das Mães subiu, em média, 6,39% este ano, abaixo da inflação, segundo pesquisa divulgada hoje (5) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV). O levantamento considerou a inflação média de 9,13% acumulada nos últimos 12 meses, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC).As maiores altas em relação a 2015 foram registradas nos preços de ingressos de teatro (34,48%), vinhos (25,97%) e passagens aéreas (20,43%).
 
Na divisão por grupos, os presentes culturais foram os que mais subiram, com preços 7,84% maiores que no ano passado; seguidos pelos chamados presentes executivos (para mães que trabalham fora), que subiram 6,29%. O terceiro grupo, de itens relacionados ao conforto do lar, registrou aumento de 2,03% nos preços este ano.Segundo o economista e pesquisador do Ibre, André Braz, “os itens que subiram mais são aqueles que cabem mais facilmente no bolso”.“Pagar um ingresso de teatro, por mais que ele tenha ficado caro, não é uma meta difícil. A meta difícil, muitas vezes, é comprar um bem durável, como uma máquina de lavar, uma geladeira nova”, analisou.
 
Como os bens duráveis costumam ser comprados em prestações, via financiamento, os presentes dessa categoria devem ser menos procurados este ano. Com a taxa de juros mais alta e o aumento do desemprego, compras em parcelas requerem mais planejamento, segundo o economista. “Muita gente perdeu o emprego, a taxa de juros está alta. Não é por que subiu menos de preço que (esses itens) se tornam uma boa opção de presente”. De acordo com a pesquisa da FGV, máquinas de lavar roupa e geladeira e freezer apresentaram queda de 2,21% e 2,17%, respectivamente, no período de 12 meses.
 
Entre os consumidores, 49% pretendem comprar presentes para as mães no próximo domingo (8), segundo Pesquisa Nacional sobre a Intenção de Compra.As opções preferidas, segundo o levantamento, são roupas (27%), perfumes e cosméticos (18%) e calçados e bolsas (15%). O valor médio que os consumidores pretendem gastar é R$ 144,83. O dado leva a Fecomércio-RJ a estimar que a data deve movimentar em torno de R$ 10,8 bilhões no comércio brasileiro.

 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 17h02m


Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) mantiveram hoje (5), por votação unânime, a suspensão do mandato e o afastamento do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da Presidência da Câmara.

O posicionamento da Corte mantém a decisão do ministro Teori Zavascki, que, na manhã desta quinta-feira, determinou a suspensão do mandato e o afastamento de Cunha do cargo.

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, justificou a demora da Corte em colocar o julgamento em pauta. "O tempo do Judiciário não é o tempo da política e nem é o tempo da mídia. Temos ritos, procedimentos e prazos que devemos observar. Não há qualquer ingerência no Poder Legislativo. Estamos atuando dentro dos lindes de nossa competência e nossa ação jurisdicional", destacou. Aliados de Cunha haviam dito que a decisão do STF seria uma intervenção do Judiciário em assuntos da Câmara.

Em seu voto, Cármen Lúcia destacou que o Supremo resguardou na decisão os princípios e regras que devem ser aplicadas na Câmara dos Deputados. "A imunidade referente ao cargo e aqueles que o detém não pode ser concluída, em nenhum momento, por impunidade ou possibilidade de vir a ser. Afinal, a imunidade é uma garantia. O que a República não comporta é privilégios", disse.

Para o ministro Marco Aurélio, as acusações contra Cunha justificaram a medida excepcional da Corte. “Os indícios, as práticas implementadas estariam a direcionar uma iniciativa não drástica, porque é uma medida cauteladora prevista e implementou o afastamento em pleno exercício do mandato”.

O afastamento de Cunha do cargo atendeu a um pedido feito pelo pela PGR (Procuradoria-Geral da República) em dezembro do ano passado. Segundo a PGR, Cunha utilizava a posição de presidente da Câmara para obstruir investigações contra ele realizadas pela Operação Lava Jato. O pedido feito pela PGR citou 11 pontos que, segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, justificam o afastamento de Cunha.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 17h01m


Momentos antes do início do julgamento da sessão que vai decidir se o STF mantém a decisão liminar proferida hoje (5) pelo ministro Teori Zavascki, que determinou a suspensão do mandato parlamentar do deputado federal Eduardo Cunha, o peemedebista afirmou que não vai renunciar à presidência da Câmara.

“Não renunciarei”, disse ele. Se, de fato, não abrir mão do cargo, Cunha travará a deflagração de um processo sucessório para o comando da Câmara. Nesse caso, a instituição teria de ser presidida pelo atual vice-presidente da Casa, o deputado Waldir Maranhão, salvo se houver algum acordo ou a própria renúncia do vice permitindo uma nova eleição.

Cunha pretende conceder uma entrevista coletiva depois da decisão do Supremo.

 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 16h53m


 

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, informou hoje (5) que vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir a anulação do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff sob o argumento de desvio de finalidade das ações do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
 
Hoje, o ministro do STF, Teori Zavascki, concedeu liminar afastando Cunha do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa."Já estamos pedindo a anulação do processo, vamos pedir novamente. A decisão do STF é uma prova muito importante no sentido de que ele usava o cargo para finalidades estranhas ao interesse público, como aconteceu no caso do impeachment", disse o ministro da AGU.
 
Desde a fase do processo de impeachment na Câmara dos Deputados, Cardozo acusou Cunha de agir por vingança pelo fato de o governo não ter atuado para tentar barrar o processo contra Cunha no Conselho de Ética da Casa. "Cunha ameaçou a presidenta da República [dizendo]  que abriria o processo do impeachment se o PT não desse os votos para salvá-lo no Conselho de Ética. O que o Supremo decide hoje é exatamente a demonstração do seu modus operandi", observou.

 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 16h44m


O governador Rui Costa e o ministro da Cultura, Juca Ferreira participaram nesta quinta-feira (5), em Camaçari, da entrega 1,2 mil unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com o governo do estado, somente entre janeiro e maio deste ano, foram entregues em Camaçari mais de três mil unidades habitacionais do programa. As 1,2 mil moradias entregues hoje contemplaram cerca de 4,8 mil pessoas com a entrega do Residencial Alpha, localizado no loteamento Nascente do Capivara. 

Na ocasião, o governador comentou sobre a importância do programa federal na Bahia. “Quando jovem, vendo aquela realidade todo ano em épocas de chuva, me perguntava por que não havia um governante com sensibilidade para fazer um programa habitacional que tirasse as pessoas pobres daquela condição de vida. Hoje nós podemos comemorar que 240 mil famílias baianas passam a ter sua casa própria. O Minha Casa, Minha Vida é a realização de um sonho. Só aqui em Camaçari são 12 mil unidades habitacionais, beneficiando 48 mil pessoas. Na Bahia, são um milhão de pessoas beneficiadas com casa própria, somente na faixa salarial de zero a três salários mínimos”, disse.

A Bahia se destacou nos programas Minha Casa, Minha Vida 1 e 2 como o estado que mais conseguiu contratar e executar habitações. Segundo o governo, são mais de 188 mil unidades habitacionais contratadas com foco na Faixa 1, de menor poder aquisitivo (famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil).



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 16h29m


O Supremo Tribunal Federal (STF) começou há pouco, nesta quinta-feira, 5, a sessão que vai decidir se a Corte mantém decisão liminar proferida hoje (5) pelo ministro Teori Zavascki, que determinou a suspensão do mandato parlamentar do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o afastamento dele da presidência da Casa.

O ministro atendeu a um pedido liminar feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Para justificar o pedido, o procurador citou 11 fatos que comprovariam que Cunha usa o mandato de deputado e o cargo de presidente da Casa "para intimidar colegas, réus que assinaram acordos de delação premiada e advogados. Por meio de sua assessoria, Eduardo Cunha informou que vai recorrer da decisão.

Na decisão, Zavascki diz que, diante da denúncia apresentada por Janot, Cunha não tem condições de ocupar o cargo de presidente da Câmara nem substituir o presidente da República. De acordo com a Constituição, com ausência do presidente e do vice-presidente do país, o presidente da Câmara é quem ocupa a Presidência da República. As informações são da Agência Brasil.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 16h08m


Em discurso durante cerimônia de início da operação comercial da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, a presidente Dilma Rousseff manifestou claramente a sua satisfação diante da decisão do ministro Teori Zavascki de afastar Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara.

Na oportunidade, a presidente disse ao público que soube que o Supremo Tribunal Federal tinha afastado o Eduardo Cunha, alegando que ele estava usando seu cargo para fazer pressão, chantagem. “A única coisa que eu lamento, mas eu falo antes tarde do que nunca, é que ele conseguiu presidir na cara de pau o lamentável processo de impeachment na Câmara", comentou Dilma.

Dilma aproveitou o momento para reafirmar que o processo de impeachment é um golpe, já que ela não cometeu crime de responsabilidade. "Se não há crime, se é golpe, o que é que eles querem mesmo? Eles não têm votos para chegar para a população brasileira e pedir para a população brasileira engolir as políticas que eles querem. Então, estão fazendo uma eleição indireta na qual o povo não participa", criticou.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 15h56m


Em entrevista concedida durante inauguração de obras no Subúrbio, o prefeito ACM Neto (DEM) avaliou hoje (5) que o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), vai facilitar a articulação política do eventual governo de Michel Temer.

No evento, Neto disse que a decisão de afastar Cunha era inevitável. Segundo o gestor, o afastamento vai ajudar Michel Temer e próximo governo, pois tira a pressão em torno do que poderia ou não acontecer quando o presidente deixasse o país. “Eu diria que permite a construção de uma articulação política mais arejada com a Câmara e com o Congresso Nacional", destacou.

Na opinião do prefeito, a permanência de Cunha na presidência ficaria insustentável no momento em que ele está prestes a entrar na linha sucessória da presidência da República num eventual governo de Michel Temer (PMDB), caso o Senado aprove o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Além disso, ACM Neto afirmou que o afastamento de Cunha era esperado: "Só quem não enxergou isso foi o próprio Cunha. Para mim estava muito claro, principalmente depois da aprovação do processo de impeachment pela Câmara e da iminente aprovação no Senado, que o presidente da Câmara não tinha condições de se posicionar na linha sucessória da presidência da República". As informações são do A Tarde.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 15h37m

 
Ao defender a manutenção da decisão que afastou o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato parlamentar e da presidência da Câmara , o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki disse que o parlamentar atua com desvio de finalidade para "promover interesses ilegais". A Corte julga se referenda a liminar de Zavascki, preferida na manhã de hoje (5). Faltam os votos de dez ministros.
 
"Há indícios mais recentes, trazidos pelo procurador-geral da República, de que o deputado Eduardo Cunha continua atuando com desvio de finalidade e promovendo interesses espúrios. Os elementos aportados pela acusação revelam, por exemplo, atuação parlamentar de Eduardo Cunha, com desvio de finalidade, durante a comissão parlamentar de inquérito denominada CPI da Petrobras", afirmou o ministro.
 
Zavascki lembrou casos de requerimentos apresentados por deputados aliados de Cunha durante a CPI da Petrobras. Segundo o ministro, atuando em nome de Cunha, parlamentares apresentaram pedidos de quebra de sigilo de familiares do doleiro Alberto Yousseff, um dos delatores da Operação Lava Jato, inclusive de filhos menores de idade, e para convocação da advogada Beatriz Catta Preta, então defensora de investigados na operação.
 
O ministro também citou manobras de Eduardo Cunha para impedir o andamento do processo que ele responde no Conselho de Ética da Câmara, como a substiuição do relator do processo, deputado Fausto Pinato (PP-SP)."Essas observações encontraram eco perturbador durante busca e apreensão realizada na residência do deputado federal Eduardo Cunha quando foram encontrados, no bolso de seu paletó, cópias de boletins de ocorrência relativos justamente ao deputado Fausto", afirmou Teori.

 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 15h11m

 
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), só planejava afastar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por liminar, nos próximos dias. Porém, Teori antecipou a decisão para esta desta quinta-feira depois que o presidente da corte, ministro Ricardo Lewandowski, convocou para hoje o julgamento de uma outra ação no mesmo sentido, de autoria da Rede e relatada pelo ministro Marco Aurélio Mello.
 
Segundo Teori, ele não aprovou o fato de Marco Aurélio ter pedido uma vaga na pauta em caráter de urgência, sabendo que ele também era relator de um pedido parecido. Teori viu que crescia no tribunal a tendência de retirar Cunha apenas da linha sucessória da Presidência da República, sem afastá-lo da Presidência da Câmara. Na visão do ministro, essa decisão seria, no mínimo, estranha juridicamente.
 
Depois que o plenário tomasse essa decisão, ficaria complicado diplomaticamente para Teori afastar Cunha do cargo, por liminar. Por isso, o ministro resolveu antecipar sua decisão, atropelando o plenário. Agora, ficará diplomaticamente complicado para o plenário do STF derrubar a liminar de Teori e aplicar a fórmula fatiada — ou seja, manter Cunha no cargo, retirando-o da linha sucessória do Palácio do Planalto. A tendência, portanto, é de que o plenário mantenha a liminar concedida nesta madrugada.
 
Antes de conceder a liminar, Teori anunciou sua medida apenas a Lewandowski e a assessores mais próximos. O presidente do STF aprovou a iniciativa. Ainda nesta quinta-feira, o plenário do tribunal irá julgar se mantém ou não a liminar. Também está prevista na pauta a ação da Rede, que pede para Cunha ser afastado apenas da Presidência da Câmara, não do mandato parlamentar.

 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h50m


 

Após vetar a mudança de nome do Circuito Dodó, o Réveillon Salvador 2017 terá uma novidade este ano promovida pela Prefeitura. O espaço, com programação gratuita de virada do ano do país – a Praça Cairu, no Comércio – será transformado em Arena Daniela Mercury, em homenagem à artista que foi pioneira ao realizar o projeto Pôr do Som, com shows abertos ao público na capital baiana no dia 1º de janeiro, há 17 anos. O anúncio foi feito pelo prefeito ACM Neto, durante inauguração da nova Rua Doutor Eduardo Dotto, em Paripe, nesta quinta-feira (5).
 
Salvador possui uma grandeza suficiente para homenagear todos os artistas que simbolizam a terra, de acordo com o prefeito ACM Neto. “Vamos prestar uma homenagem muito justa à cantora Daniela Mercury, com todo o carinho e respeito que ela merece e como reconhecimento à importância das mulheres na cultura, na música e na arte baiana, além do reconhecimento da história de Daniela e ao que ela representa no posto de vista social para cidade”, salientou o prefeito.
 
A medida foi tomada a partir do projeto de indicação da substituição do nome de Dodô, um dos criadores do trio elétrico junto com Osmar Macedo, ao de Daniela Mercury ao circuito carnavalesco da Barra/Ondina (orla), proposto pela vereadora Vânia Galvão. Em decisão unânime na reunião realizada na terça-feira (3), os membros do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar) decidiram manter a homenagem a Dodô Macedo ao circuito. Sendo assim, a cantora e compositora baiana dará nome à Arena Daniela Mercury, nos festejos de Réveillon no Comércio.

Leia também: ACM NETO VETA NOME DE DANIELA MERCURY E MANTEM CIRCUITO DODÔ


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h35m


Ao defender a presidente Dilma Rousseff pela segunda vez na comissão especial que analisa o processo de impeachment no Senado, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, reafirmou a tese de que o caso é um golpe mesmo que a petista tenha o direito de defesa garantido e disse que o relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), se deixou levar pelo entusiasmo da paixão e pelo ânimo condenatório na elaboração de seu parecer.

O ministro também questionou o desvio de poder do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quando decidiu dar início ao processo por, segundo ele, vingança. Durante uma hora, Cardozo rebateu os principais pontos do relatório de Anastasia e afirmou que o parecer não comprova que a presidente praticou atos que configurem crime de responsabilidade.

"O senhor diz que nunca viu golpe com direito de defesa? Eu já vi. Eu já vi injustiça com direito de defesa. Todos os julgamentos mais iníquos da humanidade, foram feitos com direito de defesa. Aliás, quando se quer esconder uma iniquidade, se dá o direito de defesa retórico onde as cartas já estão marcadas, onde o jogo já está definido, em que as pessoas já definiram o processo", disse Cardozo.

"Estou afirmando que, a se confirmar esse processo de impeachment, apesar do direito de defesa, nós temos um golpe. O direito de defesa em si não justifica tudo, especialmente quando ele não é substantivo e as pessoas passam a não considerar mais a racionalidade dos fatos", completou o ministro. As informações são da Folha.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h31m

O presidente do PT, Rui Falcão


A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, de afastar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), trata-se de uma articulação política para dar uma “cara de legitimidade” ao eventual governo de Michel Temer. É assim que o Palácio do Planalto e a cúpula do PT estão avaliando o afastamento.

Segundo estimativas de alguns petistas, o afastamento pode representar a primeira grande crise entre Temer e Cunha. Com o avanço do processo de impeachment contra Dilma e com Temer assumindo o poder, Cunha seria o próximo na linha sucessória presidencial. Nesse caso, caberia a ele ocupar a cadeira de presidente da República em caso de viagem do titular ao exterior.

Ministros e dirigentes do PT avaliam que Temer já havia demonstrado incômodo com a associação de seu nome a Cunha, réu no âmbito da Operação Lava Jato, acusado dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema de corrupção na Petrobrás.

Nesse cenário, os petistas entendem que o afastamento de Cunha beneficia Temer, que se livra de um “peso” difícil de suportar sobre sua provável administração e de um previsível problema na relação do Planalto com o Congresso. 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h16m


Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi afastado hoje de manhã do seu mandato de presidente da Câmara, avaliou que a decisão do ministro Teori Zawascki de afastá-lo meramente política e que pode complicar a vida do vice-presidente Michel Temer, caso ele assuma o Planalto.

Pessoas próximas ao peemedebista e que falaram com ele têm reverberado a avaliação de que a decisão de Teori dará um "argumento" à defesa da presidente Dilma Rousseff para questionar juridicamente a legalidade do impeachment. Eles afirmam ainda que a ascensão de Waldir Maranhão (PP-MA) à Presidência da Câmara vai representar um risco para Temer.

O substituto de Cunha votou contra o afastamento de Dilma e assume o posto no momento que tramita na Casa um pedido de impeachment do vice, com base no argumento de que ele também assinou decretos que incorreriam nas mesmas infrações que levaram a petista para o cadafalso político.

Na manhã de hoje Cunha tratou a liminar de Teori como um "absurdo" que criticou o timing da decisão. Seus aliados, no entanto, reconhecem que será praticamente impossível reverter a decisão do ministro no plenário do Supremo Tribunal Federal.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h13m




 
 
 
A petroquímica Braskem teve lucro líquido de R$ 747 milhões no primeiro trimestre, resultado mais que três vezes superior ao lucro de R$ 204 milhões obtido no mesmo período do ano anterior. A receita líquida teve um aumento de 19%, para R$ 12,172 bilhões, na mesma comparação.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 3,058 bilhões, aumento de 106% sobre o primeiro trimestre do ano anterior. 
 
 Os bons resultados da Braskem, segundo o relatório da administração, se deram em função  do maior volume total de vendas; melhores spreads de petroquímicos básicos e de PP (polipropileno) nos Estados Unidos e Europa;  maior volume de exportações de resinas; o contínuo bom desempenho das operações dos EUA e Europa; e a depreciação média do real de 37% entre os períodos.
 
Em dólares, o Ebitda foi de US$ 780 milhões, 54% superior ao mesmo período do ano anterior. A Braskem atua cada vez mais no exterior e a  receita líquida da Braskem no exterior (ex-revenda de nafta e condensado e incluindo exportações) representou 44% do consolidado. Apesar do bom resultado, analistas esperavam que o lucro atingisse R$ 1,082 bilhão

Em março, a dívida líquida da companhia era de R$ 18,98 bilhões, com queda de 10% frente ao endividamento apurado em dezembro. Em dólares, o montante fica em US$ 5,33 bilhões, recuo de 1% em relação ao quarto trimestre de 2015.
 
 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 14h00m


O prefeito ACM Neto recebeu na noite de quarta-feira, 4, no Palácio Thomé de Souza, moradores do Cidade Jardim para discutir melhorias para o bairro.

O encontro foi intermediado pelo vereador Geraldo Júnior (SD), vice-presidente da Câmara Municipal de Salvador, que também participou da reunião. “A falta de iluminação pública e recapeamento asfáltico tem prejudicado muito os moradores da região. Essa reunião com o prefeito ACM Neto é de extrema importância para a localidade, porque os moradores puderam expor suas necessidades que, certamente, foram ouvidas e serão atendidas pelo prefeito. Pretendo intermediar a realização desses serviços, para que a comunidade seja atendida o mais rápido possível”, afirmou Geraldo Junior.

Participaram do encontro representantes de 27 dos 35 prédios localizamos no Cidade Jardim, entre síndicos e moradores. O prefeito ACM Neto e o vereador Geraldo Júnior foram presenteados com um livro e um cartão, respectivamente, ilustrados com fotos da cidade de Salvador feitos por um morador do bairro.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 13h33m

 
Na tarde desta quinta-feira (06), a rede hoteleira de Salvador apresentou em abril taxa de ocupação de 41,18% e diária média de R$ 247,63, resultando em um Revpar (indicador ponderado de desempenho) de 101,97. Essa taxa de ocupação é a mais baixa dos últimos cinco anos, período em que a pesquisa Taxinfo teve início. Comparando-se com o desempenho do mesmo período do ano anterior, verifica-se piora na taxa de ocupação, que passou de 48,62% em abril de 2015 para 41,18% em abril de 2016.
 
Dos quatro Polos hoteleiros da cidade coube ao tradicional da Barra-Rio Vermelho o melhor desempenho seguido pelos hotéis do Centro-Pelourinho e Itapuã-Stella Maris. O polo de hotéis do Stiep-Pituba, voltado para o turismo de negócios, voltou a apresentar o pior resultado. Analisando-se os resultados por hotel, verifica-se que os melhores desempenhos se referem a hotéis que possuem Centros de Convenções, estruturas fundamentais neste período de baixa estação em que o único Centro de Convenções da cidade encontra-se fechado.
 
“Em visita ao Centro de Convenções com todos os segmentos do trade e acompanhados pelo secretário de Turismo Nelson Pelegrino, pudemos verificar que as estruturas estão sendo recuperadas e ouvir dos técnicos que a necessária manutenção – abandonada por tantos anos – pode ser feita em poucos meses. Mas é necessário garantir os recursos e continuidade das obras, definindo cronograma e prazo para reabertura. O Centro de Convenções tem importância estratégica para o turismo e a hotelaria, um dos setores que mais emprega na capital; não podemos abandoná-lo”, pondera Glicério Lemos, presidente da Abih-BA.
 
Os resultados são fruto da Pesquisa Conjuntural de desempenho (Taxinfo), realizada em parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seções Bahia e Brasil. Os dados são fornecidos diariamente pelos próprios hotéis ao Portal Cesta Competitiva e a média resultante constitui indicador para avaliar a evolução da atividade de hospedagem em nossa capital. As informações da Infraero sobre o movimento de passageiros no aeroporto da capital confirmam a queda na atividade, tendo registrado no primeiro trimestre deste ano 11,5% menos passageiros do que no mesmo período de 2015.


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 13h02m


O deputado Waldir Maranhão (PP-MA), o presidente interino da Câmara até o julgamento do processo do presidente afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), entrou de repente no plenário e encerrou a sessão desta quinta-feira (05), convocando outra para amanhã cedo.

Na passagem relâmpago pelo plenário, Maranhão não justificou porque estava encerrando a sessão, quando vários deputados se revesavam no microfone para comemorar a cassação de Cunha pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Revoltada, a deputada Luisa Erundina (Psol-SP) assumiu a cadeira da presidência e deu sequência à sessão, mas Maranhão mandou desligar as transmissões da TV Câmara.
 
Ao sair do plenário, Maranhão foi direto ao gabinete da presidência da Câmara, já assumindo a condição de presidente interino. Acompanhado pelo secretário geral da Mesa, Silvio Avelino, se negou a responder as perguntas dos jornalistas sobre o rito, até o julgamento do mérito da liminar do ministro Teori Zavaski. “Vamos aguardar!”, limitou-se a responder Maranhão.
 
Inconformada com o encerramento intempestivo, a deputada Luiza Erundina (Psol-SP) liderou um motim no plenário, se sentou na Mesa e tentou dar continuidade à sessão, mas Maranhão mandou desligar a transmissão da TV Câmara . Ela continuou na Mesa, presidindo a sessão e os deputados continuaram discursando. Antes, a deputada Janete Capiberibe (PSB-AP) foi ao microfone e gritou: “Quero dar um grito que estava engasgado em minha garganta há muito tempo: fora Cunha!”. (O Globo)
 



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 12h44m


A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira, 5, mais uma etapa da Operação Acrônimo, que investiga desvios de recursos do governo federal para o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e pessoas ligadas a ele. Agentes cumprem mandados judiciais em Brasília.

Uma das ações ocorre no escritório da Odebrecht e na casa de um dos executivos da empreiteira na capital federal. Viaturas da PF estiveram no endereço comercial da empresa. (Estadão)



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 12h35m


Representando o Sistema Estadual de Segurança Pública – Polícias Militar, Civil e Técnica e o Corpo de Bombeiros Militar – o secretário Maurício Teles Barbosa assina às 16h desta quinta-feira (5), no auditório do Parque Tecnológico da Bahia, localizado na Avenida Paralela, em Salvador, o Plano Tático das Olimpíadas 2016.

O ato reafirma o compromisso das forças baianas de segurança de garantir a tranquilidade para competidores e público que participarão dos eventos olímpicos no estado. Assinam também o documento, que estabelece as diretrizes na área de segurança, o comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Cláudio Portugal de Viveiros, e os superintendentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Márcio Seltz, e da Polícia Federal na Bahia, delegado Daniel Justo Madruga.



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 12h24m


Dez linhas de ônibus do Subúrbio Ferroviário vão estender o trajeto até  Rua Doutor Eduardo Dotto, via inaugurada nesta quinta-feira (5), que liga os trechos de orla de São Tomé de Paripe e Tubarão, em Paripe. O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota. Além disso, segundo ele, já está sendo realizado um estudo para avaliação dos custos de transferir o final de linha de Tubarão para a nova via.

A via, que possui dois quilômetros de extensão, recebeu oito abrigos de ônibus. A estimativa é de que nesta sexta-feira (6) os ônibus já estejam circulando no local. Com investimento de aproximadamente R$3,4 milhões em recursos próprios e obras iniciadas em março em 2015, a rua passou por serviços de terraplanagem e pavimentação asfáltica, com aplicação de sub-base, base e asfalto, além de microdrenagem.
 
Também foram construídos um mirante e nova iluminação, toda em LED, semelhante às implantadas em outros trechos de orla da cidade. As intervenções foram realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec), por meio da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop). (Correio)



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 12h07m


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira, 5, não analisar recursos apresentados pela defesa da presidente Dilma Rousseff e do vice-presidente, Michel Temer, que tentavam evitar a inclusão de informações da Operação Lava Jato nas ações que pedem a cassação da chapa que os elegeu.

Na sessão, os ministros também criticaram a quantidade de recursos apresentados tanto pelas defesas da petista e do peemedebista quanto pela acusação, o PSDB, por prejudicarem o andamento do processo.

"Não cabem esses agravos, e é o caso de não conhecimento. Se nós formos julgar agravo de cada decisão, não há julgamento definitivo do mérito", afirmou o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli.

A relatora do caso, ministra Maria Thereza de Assis Moura, lembrou já haver dito em decisão anterior que a delimitação da produção de provas será devidamente analisada no julgamento final da ação. "Não posso descartar desde já a produção da prova que vai ser analisada posteriormente em seu conjunto", afirmou. (Estadão)



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 12h01m


Condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) por doações de campanha acima do limite legal, o vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), está inelegível pelos próximos oito anos, contados a partir da última terça-feira, 3. Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP), condenações iguais à do vice podem ser enquadradas na Lei Ficha Limpa, que prevê a inelegibilidade de políticos condenados por órgãos colegiados, como é o caso do TRE-SP.

"A Lei da Ficha Limpa estabelece, no seu artigo 1º, I, alínea p, a inelegibilidade de candidatos como consequência da condenação em ação de doação acima do limite proferida por órgão colegiado ou transitada em julgado", diz nota emitida pela PRE-SP no início da noite desta quarta-feira.

A nota é genérica, não cita especificamente o caso de Temer, mas foi feita em resposta a questionamentos sobre as consequências da decisão tomada na véspera pelo TRE-SP.

Já a assessoria do vice-presidente afirmou que ele pretende pagar a multa com recursos próprios e que isso, por si só, já o livraria de ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e extinguiria a inelegibilidade. (Estadão)



Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 11h56m
 
 
Preocupados com a criminalidade que alarma a população baiana e com a lentidão do governador Rui Costa em nomear os 800 policiais civis aprovados em concursos desde 2013 e que poderiam estar atuando no combate à violência, a bancada de oposição na Assembleia Legislativa reuniu-se nessa quarta-feira, 04, com o procurador geral do Estado, Paulo Moreno Carvalho, em busca de soluções imediatas para a contratação dos policiais, assim como dos 490 agentes penitenciários aprovados no concurso de 2014 e que deveriam ter sido nomeados desde abril de 2015. A audiência com o Procurador e sua equipe técnica foi realizada na sede da PGE e contou com a participação do líder da bancada, Sandro Régis (DEM), dos deputados Adolfo Viana (PSDB), Leur Lomanto (PMDB), Sidelvan Nóbrega (PRB), Luciano Ribeiro (DEM), José de Arimatéia (PRB), Tom Araújo (DEM), Pablo Barrozo (DEM) e Herzem Gusmão (PMDB). 
 
Dispostos a cobrar medidas urgentes e checar de perto as alegações do governo de que ainda não contratou os agentes por receio de atingir o limite fiscal, a bancada de oposição também se reuniu no final de abril com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) quando constatou que o governo sequer havia feito consulta ao órgão sobre a questão. " O governador Rui Costa não tem mostrado o empenho necessário para resolver essa questão, apesar de a Bahia figurar entre os estados mais violentos do país", frisou o tucano Adolfo Viana, lembrando que a situação fica mais dramática ao se observar que os quadros de policiais que se aposentam ou morrem não estão sendo substituídos, gerando um vácuo perigoso na segurança que pode descambar para o descontrole total da violência. 
 
Durante o encontro, os parlamentares foram informados que já existe um parecer da PGE - para o caso dos agentes penitenciários -, sugerindo que os concursados sejam nomeados, substituindo os contratos firmados pelo regime REDA. O parecer baseou-se na decisão do Tribunal de Justiça da Bahia determinando que o governo se abstenha de prorrogar ou fazer novos contratos através desse regime. 


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 11h40m
 
 
A presidente Dilma Rousseff tomou conhecimento da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, de afastar Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do cargo de deputado federal e, consequentemente, do comando da Câmara, minutos antes de embarcar para cumprir agendas no Pará.
 
Ao lado do ministro-chefe do gabinete pessoal da Presidência, Jaques Wagner, Dilma se mostrou satisfeita com a decisão que “obviamente achou justa”. A análise preliminar é que a liminar mostra que não há dois pesos e duas medidas no Supremo, já que é uma “decisão correta em relação a uma pessoa que é réu”.

No entanto, para alguns interlocutores da presidente, a decisão “demorou demais para ser tomada” e pode, inclusive, embasar questionamentos a respeito da condução do processo do impeachment da presidente na Câmara.

No Palácio do Planalto todos evitam comemorações, já que ainda é preciso esperar a decisão do plenário do Supremo. Além disso, há receio em relação à reação de Cunha, que vai usar de todos os meios possíveis para tentar reverter a decisão e, se cair, “não vai cair sozinho, vai cair atirando”.(g1)


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................
05/05 - 11h18m
 

 
Após ter sido afastado do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deve passar todo o dia na residência oficial, na Península dos Ministros, em Brasília. Segundo a assessoria de imprensa de Cunha, ele está reunido com os seus advogados, entre eles Alexandre Souza, para estudar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, e então entrar com um recurso.
 
O grupo também vai permanecer na residência para acompanhar o julgamento do STF, marcado para a tarde desta quinta-feira, sobre a ação da Rede Sustentabilidade, que também pede o afastamento de Cunha da presidência da Câmara. A decisão de Zavascki atende a um pedido da Procuradoria-geral da República (PGR), feito no ano passado, que alega que Cunha estaria usando o cargo para interferir nas investigações da Operação Lava Jato.(A Tarde/ESP)


Facebook Twitter WhatsApp Google+ Bit.ly Addthis
.............................................................................................................................................................................................................................................


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960