COLUNISTAS

QUEM DEVERIA SER O CANDIDATO DO PT NA ELEIÇÕES PARA PREFEITO DE SALVADOR?

FRASE DO DIA

"Debatemos a peça orçamentária e a situação conjuntural do país. Tenho minha visão sobre o processo econômico que, às vezes, destoa um pouco da visão colocada pela equipe econômica”

Eduardo Cunha
Presidente da Câmara dos Deputados falando sobre a reunião com Dilma

NOTÍCIAS
02/09/2015 14:00
DEM DIZ QUE GOVERNO NÃO TEM POLITICA DE SEGURANÇA


O presidente municipal do Democratas, Heraldo Rocha, disse hoje que seem uma política de segurança pública de verdade, o governador Rui Costa improvisa e desgasta instrumentos de combate ao crime, como a blitz. Sem critério de execução, as atuais batidas policiais perdem a eficácia”.

“Como já lhe recomendou o deputado Aleluia, é preciso enfrentar os bandidos com inteligência, governador, e não atrapalhando a vida das pessoas”, criticou. Para o líder oposicionista, os índices de violência alcançados pela Bahia no período de governança petista envergonham a história de uma terra, que já foi famosa pela paz, tranquilidade e alegria de seu povo.

“Salvador, Simões Filho, Porto Seguro e Itabuna estão entre as cidades mais violentas do mundo. Os baianos hoje vivem aterrorizados, trancados dentro de suas casas. Não podemos deixar que a bandidagem tome conta da Boa Terra, governador Rui Costa”. Heraldo Rocha lembrou que a oposição já manifestou a disposição de contribuir com o governo na guerra contra o crime.

“Na semana passada, fizemos uma nota pública e o governador Rui Costa, num ato de soberba, não deu a mínima. Agora estamos sugerindo que ele convoque a Força Nacional de Segurança para ajudar em ações que contenham a escalada da violência que se alastra por todo o estado. Seja humilde, Rui. Ouça quem quer o bem da Bahia!”, disse.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 13:50
PM DA BAHIA AUMENTA EM 50% O NÚMERO DE BLITZES EM TODO O ESTADO


 

A Polícia Militar da Bahia (PMBA) aumentou em 50% as ações preventivas nos principais corredores de tráfego das cidades baianas. A partir desta quarta-feira (2), o número de blitzes em todo o estado passa de 8.700 abordagens por mês para mais de 13 mil. A ampliação das operações estratégicas foi possível com a utilização de militares, que têm trocado alguns dias de folga pelo pagamento de horas extras garantidas pelo governo estadual. 
 
“Estamos agindo principalmente em áreas onde foram registrados os maiores índices de delitos, crimes praticados contra patrimônio e, principalmente, contra a vida, e apertando com as fiscalizações para que os índices sejam reduzidos”, explica o comandante do Esquadrão de Motociclistas Águia, major Ricardo Passos. 
 
As blitzes policiais buscam o combate a acidentes e crimes de trânsito, ao transporte de drogas e armas em veículos, e também inibir a atuação de infratores que almejam a prática de delitos, como assalto a pessoas e estabelecimentos comerciais, furtos a residências e outras diversas modalidades de crime. Além das abordagens, a Polícia Militar realiza cinco operações estratégicas simultaneamente em todo o estado. 
 
Até quem trafega com toda a documentação regularizada e mesmo assim é submetido às blitzes, como o engenheiro civil, André Vieira, se sente satisfeito com as operações policiais. O condutor foi abordado na manhã desta quarta, na Avenida Magalhães Neto, em Salvador, mas logo foi liberado pelos militares. “A gente sabe que é chato ser parado para passar por fiscalização e que esta atividade às vezes provoca engarrafamentos, mas concordo. Tem que ser assim. É uma maneira da PM garantir a segurança. Eu me sinto mais seguro e defendo que aconteça sempre”, afirmou André Vieira. 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 13:46
MONIQUE EVANS DIZ QUE FICOU 4 ANOS SEM TRANSAR ANTES DE VIRAR LÉSBICA

 
Monique Evans já ficou anos sem sexo, mas depois que a namorada, Cacá Werneck, entrou na sua vida, isso não é mais uma opção. “Se depender dela, fazemos todos os dias, 24 horas por dia. Ela é bem animada”, contou a ex-modelo, durante o primeiro ensaio Sensual do casal para o Paparazzo.
 
A DJ conta que sexo é importante para relação. “Eu dou muita importância para sexo. Não consigo ficar com ninguém se a cama não é muito boa. É como se fosse um termômetro. Se você não tem mais tesão, tem algo errado”, falou ela.
Monique já faz a linha inversa: “Comigo não é assim. Antes dela, eu fiquei quatro anos sem sexo. Nem beijo na boca rolou”, contou.
 
Cacá conta que as duas não precisam de nenhum apetrecho durante a relação. “Nos meus outros relacionamentos, sempre tinha algo para potencializar a relação. Ou bebia ou fumava algo... Eu não conseguia ter certeza se aquilo era de verdade ou euforia, mas com a Monique foi diferente. É o primeiro relacionamento que estou careta. Ela conseguiu que eu não usasse mais nada. Nem brindar no ano novo”.
 
Prestes a lançar uma nova música da sua carreira, a "Instinto" com o DJ VMC, quando vai cantar pela primeira vez, Cacá conta que não costuma selecionar uma playlist para os momentos quentes com Monique. "A gente não precisa de nada, nenhum artifício. É tesão mesmo".


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 13:33
CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO CAI 4,7% DE JULHO PARA AGOSTO


O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) caiu 4,7% na passagem de julho para agosto deste ano. Essa foi a segunda queda consecutiva do indicador, já que na passagem de junho para julho, já havia registrado recuo de 1,7%.Em agosto, o índice atingiu o patamar mais baixo desde março de 2011. Na comparação com agosto de 2014, a queda foi 24,6%.
 
A queda de 4,7% na passagem de julho para agosto deste ano foi provocada por recuos em oito dos nove componentes do índice, com destaque para a expectativa do empresário em relação à economia (-7,8%), a intenção de contratação de funcionários (-6,8%) e a avaliação em relação à condição atual da empresa (-6,2%). Apenas a avaliação sobre a situação dos estoques teve uma leve alta (0,1%).
 
Na comparação com agosto de 2014, houve quedas nos nove componentes, com destaque para as avaliações das situações atuais da economia (-64,1%), do setor (-44,9%) e da empresa (-34,1%). Outros componentes com grande recuo foram as intenções de investimentos na empresa (-30,5%) e de contratação de funcionários (-29,7%).


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 13:15
VENDAS SOBEM 4,97% NO SETOR DE SUPERMERCADOS


As vendas do setor de supermercados subiram 4,97% em valores reais em julho na comparação com junho e caíram 1,32% na comparação com julho do ano passado. No acumulado do ano, houve queda de 0,20%, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), divulgado hoje (31), na capital paulista.
 
A cesta de 35 produtos de largo uso analisada pela Abras registrou elevação de 0,82%, com o preço passando de R$ 411,03 em junho para R$ 414,40 em julho. Os itens que apresentaram maiores elevações nos preços foram queijo muçarela (5,22%), massa sêmola espaguete (4,84%) e farinha de mandioca (4,72%). No sentido contrário, aparecem tomate (-4,62%), arroz (-2,45%) e margarina cremosa (-2,07%).
 
Apresentaram elevação no valor da cesta as regiões Nordeste, com mais 1,53% e valor de R$ 357,91; Sudeste, mais 1,30% e custo de R$ 398,01; Centro-Oeste, com aumento de 0,80% e valor de R$ 393,23; e Sul, com alta de 0,79% e preço de R$ 452,23. Na Região Norte, houve queda de 0,15% e o preço ficou em R$ 462,63.
 
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 12:45
GOVERNO BAIXA IMPOSTO PARA IMPORTADOS SEM PRODUÇÃO NACIONAL

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou nesta quarta-feira (2) resoluções que reduzem o imposto de importação de 215 produtos, sendo 202 novos e 13 renovações, a maior parte de bens de capital (máquinas e equipamentos), informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Os produtos foram inseridos no regime de "ex-tarifário", que vale para itens sem produção nacional. Os 206 produtos classificados como bens de capital, que tinham tributação média de 14%, passarão a pagar de zero a 2% de imposto de importação, enquanto os nove itens de bens de informática, cujo tributo era de até 16%, também terão o imposto reduzido para 2%. A redução vigora até 31 de dezembro deste ano.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, os investimentos globais e os relativos às importações dos equipamentos são de US$ 2,9 bilhões e representam US$ 635 milhões em importações de máquinas e equipamentos não produzidos no Brasil. “Em relação aos países de origem das importações, destacam-se: Estados Unidos (35,95%); China (25,666%); Reino Unido (12,29%); França (6,28%) e Alemanha (5,82%)”, acrescentou.

Já os setores contemplados em relação aos investimentos globais, informou o governo, são: ferroviário (50,16%); de energia (21,92%); de serviços (12,75%); petroquímico (2,69%); naval/náutico (2,69%); de logística (2,16%) e de bens de Capital (1,03%). A maior parte dos investimentos está prevista para ser realizada nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará, acrescentou o MDIC.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 12:24
CONGRESSO NÃO TEM RESPONSABILIDADE DE EQUILIBRAR ORÇAMENTO, DIZ RENAN

 

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta quarta-feira (2) que o Congresso não tem responsabilidade de encontrar soluções para o projeto do Orçamento da União de 2016, que foi enviado pelo governo com previsão de déficit de R$ 30,5 bilhões. Renan disse ainda que, os parlamentares podem propor alternativas, mas não têm essa obrigação.

"O Congresso tem a responsabilidade de apreciar o Orçamento, de qualificar o Orçamento. Se o Congresso encontrar saídas, melhor. Mas o Congresso não tem a responsabilidade disso", afirmou Renan.

É a primeira vez que o governo envia ao Congresso um Orçamento com previsão de déficit. Parlamentares da oposição chegaram a pedir que o presidente do Senado devolvesse o projeto para o governo, argumentando que cabe ao Executivo propor um Orçamento com equilíbrio entre receitas e despesas. Renan, no entanto, disse que não devolveria.

Nesta quarta, ele afirmou que o projeto vai ser submetido a uma "rigorosa" análise no Congresso.

"O Orçamento será submetido a uma rigorosa apreciação do Congresso Nacional. Nós vamos recolher pontos de vista, emendas, apreciá-lo, discuti-lo. Eu acho até que se o Congresso tiver alternativas para superação do déficit, melhor, embora não sendo papel do Congresso", disse o presidente do Senado.
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 12:11
BARBOSA NEGA DIVERGÊNCIA COM LEVY E DIZ QUE ORÇAMENTO PODE TER AJUSTE

No início desta semana, o governo enviou ao Congresso uma proposta orçamentária contemplando um déficit orçamentário (despesas maiores do que receitas) da ordem de R$ 30,5 bilhões, ou 0,5% do PIB. Nesta terça-feira (1), porém, o ministro Levy afirmou que seria “absolutamente fundamental” tentar atingir um superávit primário de 0,7% do PIB no ano que vem – conforme anunciado pela equipe econômica em julho, antes da divulgação do orçamento.

“Acho que é sempre bom perseguir um resultado primário mais elevado possível. Estamos empenhados nisso. Estamos construindo medidas de médio e longo prazo para melhorar o resultado fiscal do Brasil”, disse Barbosa nesta quarta-feira no Congresso Nacional.

Questionado sobre as divergências com Levy, acrescentou: “Estamos falando a mesma coisa. A proposta orçamentária foi construída por toda equipe econômica e enviada ao Congresso Nacional”.

Sobre a ausência de repasses para a Lei Kandir, que compensa os estados por perdas com exportações, conforme apontado pelo relator da proposta orçamentária, deputado Ricardo Barros (PP-PR), o ministro Nelson Barbosa afirmou que todas as despesas estão previstas na proposta de orçamento enviada ao Congresso Nacional nesta semana, mas admitiu que novos ajustes podem acontecer.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 11:58
LEI PREVÊ AMPLIAÇÃO DE CADEIRAS EM BANCOS DE SALVADOR

 
 
As agências bancárias instaladas em Salvador terão que ampliar o número de cadeiras disponíveis para os clientes. A determinação da Prefeitura publicada no Diário Oficial de Justiça desta terça-feira, 1º.
 
De acordo com a Lei nª 8.879/2015, as agências deverão instalar cinco cadeiras por caixa disponível no estabelecimento, sendo que esses assentos deverão estar dispostas em frente aos caixas.

Se o número de clientes for superior ao de cadeiras, os consumidores devem ficar em pé em fila única. A determinação também é válida para atendimento exclusivo de clientes preferenciais.

A lei entra em vigor no prazo de 90 dias após a publicação. Os bancos que não cumprirem estão sujeitos a advertência e multas de R$ 1.000 a R$ 10 mil, a depender do número de autuações.(g1)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 11:53
VENDA TOTAL DE VEÍCULOS NOVOS CAI 8,94% EM AGOSTO ANTE JULHO

 

 
As vendas totais de veículos novos caíram 8,94% em agosto ante julho e tombaram 23,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Federação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. Com o resultado, os licenciamentos acumulam queda de 21,35% em 2015 até agosto ante igual período de 2014.
 
No mês passado, foram vendidos 207.269 automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões em todo o País, menos do que os 227.613 licenciados em julho e do que os 272.448 emplacados em agosto do ano passado. As vendas de automóveis e comerciais leves somaram 199.853 unidades em agosto, queda de 8,91% em agosto ante julho e retração de 22,87% ante agosto de 2014. Com isso, acumulam baixa de 20,38% nos oito primeiros meses de 2015.
 
Os emplacamentos de caminhões e ônibus, juntos, alcançaram 7.416 unidades em agosto, baixa de 9,7% ante julho e recuo de 44,4% ante agosto do ano passado. Com o resultado, há um declínio de 40,35% no intervalo de janeiro a agosto de 2015 sobre igual período do ano passado.
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 11:36
LULA DÁ DECLARAÇÃO POLÊMICA SOBRE A PUNIÇÃO DE JOSÉ DIRCEU

 

 
Depois do indiciamento do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto por envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que alguns petistas cometeram "erros" e disse que "na vida a gente paga pelo erro".
 
Segundo Lula, no entanto, as falhas cometidas pelos companheiros não podem contaminar todo o partido. "O PT tem um milhão e não sei quantos mil filiados. É evidente que em uma família deste tamanho existe o risco de alguns companheiros terem cometido erros. Na vida, quando a gente comete erro a gente paga pelo erro. Temos defeitos, mas ninguém fez mais do que nós fizemos por este país", disse Lula, na terça-feira, 1, na cerimônia de lançamento do Memorial da Democracia, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.
 
O ex-presidente classificou o momento atual como "delicadíssimo". Para ele, as manifestações contra o PT e o governo Dilma Rousseff mostram uma "irracionalidade emocional da sociedade". Lula, porém, separou os manifestantes em dois tipos e disse que o partido não pode reclamar de quem vai às ruas cobrar melhorias. "A única coisa é que temos que medir as consequências, se estamos fazendo aquilo que nós nos propusemos a fazer. E a gente tem que medir a pressão para saber por que eles estão se manifestando", disse.
 
A frase foi interpretada como um recado a Dilma. O outro tipo de manifestante, segundo Lula, é aquele que sai de casa para pedir a volta dos militares ao poder, o fim das cotas nas universidades públicas e outros "retrocessos". Para Lula, contra esse tipo de ato o PT tem de "pelejar".(A Tarde)

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 11:05
ASSEMBLEIA APROVA REAJUSTE DE SERVIDORES DO JUDICIÁRIO

O Projeto de Lei nº 21.404/15, que prevê o reajuste dos servidores do Judiciário baiano, foi aprovado na noite desta terça-feira, 1º, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). O aumento era a principal reivindicação da greve da categoria, que está paralisada desde o dia 30 de julho.

O texto aprovado pelos parlamentares prevê reajuste de 3,5% a partir de setembro com retroativo a março e mais 2,81% a partir de 1º de novembro, totalizando 6,31%. O projeto agora segue para sanção do governador.

Diante da aprovação, os servidores marcaram uma assembleia para esta sexta, 4, quando vão decidir o rumo do movimento. Além do reajuste, eles também pedem o pagamento da implementação de 5% previsto no Plano de Cargos e Salários, pagamento da Gratificação por Atividade Externa (GAE), indenização transporte dos oficiais de justiça e pagamento de substituições.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:52
MÉDICOS PERITOS DO INSS ANUNCIAM GREVE A PARTIR DE SEXTA


O atendimento nos postos do INSS, já prejudicado pela greve dos funcionários administrativos do órgão, tende a ficar pior a partir de sexta-feira (4), quando terá início a paralisação dos médicos peritos da Previdência Social.
 
O maior impacto será sobre a concessão e a renovação de benefícios por incapacidade, como o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez. Mas a greve afetará também outros setores do governo.
 
Durante a paralisação, 30% dos profissionais realizarão o atendimento nas agências da Previdência, segundo o presidente da ANMP (associação dos médicos peritos), Francisco Cardoso. "Caberá ao INSS organizar a agenda e priorizar os casos urgentes", afirmou Cardoso.
 
Entre as exigências da categoria estão reajuste salarial de 27%, além de melhoria das condições de trabalho.

A paralisação dos médicos peritos se soma à dos funcionários administrativos do INSS, que começou no início de julho e atinge unidades do órgão em 19 Estados e no Distrito Federal, de acordo com a federação da categoria.
 
Os servidores pedem reajuste salarial de 27%, incorporação de gratificações e abertura de concurso público. De acordo boletim divulgado pelo Ministério da Previdência Social em agosto, a paralisação afeta mais de 70% das agências do órgão no país.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:45
BOVESPA ENSAIA TRÉGUA E SOBE COM AJUDA EXTERNA APÓS 3 QUEDAS SEGUIDAS

A Bovespa trabalha no azul nesta quarta-feira (2), na esteira de ganhos nos pregões europeus e futuros acionários norte-americanos, com o Ibovespa experimentando uma trégua após três pregões seguidos de perdas.

Às 10h18, o Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, subia 1,1%, a 45.978 pontos. Nos três pregões anteriores, o índice acumulou queda de 4,69%.

O ambiente local conturbado, porém, com preocupações sobre o desempenho fiscal do setor público, além de novos dados sinalizando debilidade da economia, deixava frágil a tentativa de recuperação do índice de referência do mercado acionário brasileiro.

No encerramento do primeiro pregão do mês, o Ibovespa caiu 2,46%, a 45.477 pontos. Na semana, a bolsa acumula queda de 3,55%. No ano, a perda já supera 9%.
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:33
PARA COBRIR DÉFICIT, LEVY VOLTA A PROCURAR PARTIDOS


Mesmo sem esconder a contrariedade com o rombo escancarado no projeto de lei do Orçamento de 2016, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, começou a se reaproximar dos líderes de partidos aliados no Congresso, na tentativa de encontrar uma solução para cobrir o déficit de R$ 30,5 bilhões.

"Nós precisamos de firmeza para lidar com essa situação", disse Levy nesta terça-feira, 1, na Câmara dos Deputados, ao comparar o atual quadro do País ao do começo dos anos 80. "A maré mudou e a ficha tem que cair."

O ministro queria um corte maior das despesas públicas, da ordem de R$ 15 bilhões, mas a presidente Dilma Rousseff não aceitou. Sem a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), conhecida como "imposto do cheque", restou ao governo admitir o vermelho nas contas.

Levy foi contra, mas acabou vencido. Nas discussões internas, o titular da Fazenda questionou os ministros Nelson Barbosa (Planejamento) e Aloizio Mercadante (Casa Civil) sobre o impacto, na economia, da decisão de expor o déficit no Orçamento. O maior temor da equipe econômica é que as agências de classificação de risco rebaixem a nota do Brasil, que pode perder o grau de investimento.

Dilma, porém, não gostou da nova tesourada oferecida por Levy e preferiu o Orçamento "realista". Ela também tinha dúvidas sobre a recriação da CPMF, defendida por Barbosa e Mercadante como alternativa para não explicitar o rombo.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:25
PEDIDOS DE FALÊNCIA REGISTRAM ALTA DE 14,2% NO ACUMULADO DO ANO

Os pedidos de falência registraram alta de 14,2% no acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2014, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional.

Em agosto de 2015, o número de pedidos de falências aumentou 0,5% na comparação mensal e foi 18,2% maior em relação a agosto de 2014.

No acumulado dos oito primeiros meses do ano, as falências decretadas subiram 36,2% em relação ao período equivalente do ano anterior. Na comparação interanual aumentaram 28,3% e recuaram 31,9% ante o mês anterior.
 
Os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas, no acumulado do ano, também seguiram tendência de alta, registrando 39,9% e 33,6%, respectivamente.
 
"Enquanto a elevação das taxas de juros e a maior seletividade na concessão de crédito encarecem o capital de giro, a fraca atividade econômica dificulta a geração de caixa das empresas. Com isso, as empresas vêm seus indicadores de solvência deteriorarem, pois encontram dificuldades em adquirir novos empréstimos", informou a Boa Vista SCPC.
 
A entidade espera que essa tendência dos indicadores de falências se mantenha e encerre o ano em patamares superiores aos de 2014.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:18
DÓLAR CHEGA A R$ 3,73, COM APREENSÃO SOBRE ECONOMIA E POLÍTICA

O dólar opera em forte alta nesta quarta-feira (2), abrindo os negócios a R$ 3,73, com investidores ainda apreensivos com as perspectivas para as contas públicas do Brasil e com a crise política no país.

Às 9h50, a moeda norte-americana subia 0,3%, a R$ 3,6993 para venda. Veja a cotação.  Na máxima da sessão, a divisa atingiu R$ 3,7390, maior nível intradia desde 13 de dezembro de 2002 (R$ 3,7750).

Na véspera, a divisa chegou a atingir R$ 3,7040 durante a tarde. O nível intradia da terça foi o maior desde 2002, refletindo a aversão ao risco nos mercados externos diante de renovadas preocupações com a China e nervosismo com a possibilidade de o Brasil perder seu selo de bom pagador nos mercados diante da deterioração das contas públicas.

A moeda norte-americana subiu 1,68% e fechou a R$ 3,688. Foi o maior nível de fechamento desde 13 de dezembro de 2002, quando a moeda terminou o dia cotada a R$ 3,735, segundo a Reuters.

Na máxima do dia, perto das 16h, a divisa norte-americana alcançou R$ 3,7040, maior nível intradia desde 13 de dezembro de 2002 (R$ 3,7750).

No ano, o dólar acumula alta de 38,71%.

.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 10:10
PRODUÇÃO DA INDÚSTRIA NACIONAL CAI 8,9% EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO

 
 
A produção industrial nacional caiu 8,9% em Julho em relação ao ano passado. A mais intensa queda desde julho 2009. Em relação ao mês anterior a queda foi de 1,5%. A baixa é a maior desde dezembro de 2014.
 
No ano, de janeiro a julho, a indústria acumula perdas de 6,6% e, em 12 meses, de 5,3%. "O resultado desse mês [-1,5%] faz com que o total da indústria não só se distancie do ponto mais elevado da série histórica [14,1%, alcançado em junho de 2013], mas faz com que o setor industrial opere em níveis de 2009. Em termos de patamar, está próximo de maio de 2009, de um período onde a indústria vinha buscando se recuperar, após 2008."
 
As informações são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que explica essa queda com um baixo nível de confiança dos empresários e dos consumidores, afetando os investimentos por um lado, e o consumo por parte das famílias, por outro.
 
Setores: As áreas mais afetas de junho de 14 para julho de 15, foi a área alimentícia (-6,2%), atividades de bebidas (-6,2%), de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-1,7%) e de indústrias extrativas (-1,5%), entre outros. Entre as categorias, a de bens de consumo semi e não-duráveis teve a maior retração ao recuar 3,4%. Também tiveram taxas negativas os setores produtores de bens intermediários (-2,1%) e de bens de capital (-1,9%).
 
Na análise das categorias, bens de capital recuaram 27,8% e bens de consumo duráveis, 13,7%. Os setores produtores de bens de consumo semi e não-duráveis (-9,2%) e de bens intermediários (-5,6%) também registraram queda. "Você observa todas as categorias econômicas e claro, o total da indústria, numa redução do ritmo de produção", afirmou o gerente.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 09:25
DEPOIS DE ASSASSINATO NO COSTA AZUL, RUI FALA SOBRE COMBATE À VIOLÊNCIA

 
 
O Governador Rui Costa pediu a colaboração de todos os setores da sociedade para aprimorar o combate à violência em todos os lugares. “Até o mês de julho, e agosto deve manter isso, conseguimos reduzir, em todas as regiões do estado, o número de homicídios, comparado com o ano de 2014. Mas, os últimos acontecimentos aqui em Salvador, e em algumas cidades do interior, acenderam a luz amarela, para que nós possamos intensificar as ações de prevenção e de repressão, para não permitir que o número de homicídios cresça”, afirma o governador, durante seu programa semanal.
 
Ainda nesta edição do Digaí, o governador fala sobre ações na área de cultura, por meio de editais e outras iniciativas que estão fomentando artistas baianos e passarão a levar diversas linguagens, como o cinema e o teatro, para as escolas baianas. Rui fala ainda das comemorações do 7 de Setembro e da promulgação da Constituição Cidadã. “Olhe, a democracia é um valor. Um valor não do ponto de vista eleitoral, mas um valor enquanto estrutura que organiza uma sociedade. Ou seja, é a compreensão que as pessoas que compõem essa sociedade têm que ser ouvidas”.
 
Quanto à segurança Rui destaca que está reforçando o contingente de policiais. “Eu convoquei dois mil aprovados no concurso da PM, e 943 aprovados no concurso da Polícia Civil. Essa turma está em treinamento, e até dezembro eles vão reforçar o contingente de policiais”. Segundo ele, os policiais também serão beneficiados, recebendo hora extra, porque o contingente de policiais é limitado.
 
O governador ressalta a importância da família para se evitar a criminalidade e faz um apelo aos cidadãos: “Quero pedir a você, que está me ouvindo, a polícia tem um papel que é reprimir, prender. Agora, para prevenir, só a família. Só a educação, só a cultura pode prevenir”.
 
Rui avalia que é preciso o envolvimento de todos. “É do pai, da mãe, do tio, do avô, do vizinho, do padrinho, da madrinha, do padre, do pastor, enfim, todos nós devemos colocar o valor da vida acima de tudo. [...] E, portanto, o nosso povo tem a tarefa de mudar essa realidade e transformar em esperança, em alegria, em construção de um futuro, essa meninada que está aí, para não deixar os nossos filhos e os nossos netos se perderem”.
.............................................................................................................................................................................................................................................
02/09/2015 09:16
CRISE FAZ CANAVIEIRAS MUDAR FORMA DE GESTÃO PARA NÃO DEMITIR

 
 
Com o orçamento apertado, o prefeito de Canavieiras, Almir Melo, alterou o  horário de funcionamento das repartições municipais. A medida tem como finalidade adequar as finanças municipais à crise econômica que atinge os setores público e privado de todo o país, impactando de forma negativa a administração municipal.
 
De acordo com Almir Melo, o Governo da Reconstrução tem prezado pelo cumprimento das obrigações, honrando todos os compromissos assumidos pela administração municipal com o pagamento dos fornecedores e servidores públicos. Diante dessa nova realidade, promoveu, a partir desta terça-feira (1º de setembro), a adequação do horário de funcionamento da Prefeitura e suas secretarias, em face do plano de contenção de despesas.9PI/TB)
.............................................................................................................................................................................................................................................

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ...5374     Total: 107468



Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960