COLUNISTAS

QUEM DEVERIA SER O CANDIDATO DO PT NA ELEIÇÕES PARA PREFEITO DE SALVADOR?

FRASE DO DIA

 
"Priorizamos a integração com o sistema metropolitano e continuamos negociando com a prefeitura de Salvador e com os empresários sobre o sistema urbano"

Carlos Martins 
O secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur) 
NOTÍCIAS
26/08/2015 07:41
PREFEITO ACM NETO DIZ QUE TRABALHA MAIS QUE O GOVERNADOR RUI COSTA

 
 
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse não temer as constantes visitas do governador Rui Costa (PT) aos bairros de Salvador por "trabalhar muito mais" do que o governo e lembrou que as ações em 98 encostas anunciadas agora pelo petista foram prometidas ainda no governo Wagner.
 
"Ainda na época de João Henrique e Jaques Wagner, o governo do estado assumiu 98 encostas. Eu não era o prefeito na época em que a prefeitura delegou ao governo fazer essas obras, nem Rui Costa era o governador. Em tese, essas obras deveriam ter acontecido lá atrás e não aconteceram", afirmou o prefeito ao Jornal A Tarde, ao comentar o pacote de intervenções  estaduais, com R$ 156 milhões previstos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
 
Em 19 de maio de 2014, conforme noticiado em A tarde,  o então governador Jaques Wagner (PT) autorizou o serviço de contenção de 98 encostas, ao mesmo custo de R$ 156 milhões, oriundos do PAC. No entanto, em dezembro de 2012,  a Casa Civil do governo do estado - à época comandada por Rui - já havia anunciado que a Bahia receberia R$ 696,4 milhões do PAC, dos quais R$ 156 milhões seriam para a contenção de encostas.(A Tarde)
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:37
JOVENS ESTÃO DEIXANDO EMPREGO POR FALTA DE RECONHECIMENTO

 
 
Pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) mostrou que a falta de reconhecimento é o que mais desmotiva os jovens. A pesquisa "Quais são as situações mais desmotivantes" teve 5 alternativas como opções de resposta e 56,61% (4.774 votos) responderam que não ser reconhecido é o mais desmotivante. O levantamento foi realizado entre 20 e 31 de julho de 2015 e contou com a participação de 8.380 pessoas. Para Lucas Fernandes, analista de treinamento do Nube, diversos profissionais se sentem esquecidos. "Todavia, não ter um gestor acompanhando de perto todos os resultados, não significa um mau trabalho desempenhado pelo colaborador", garante.
 
Em segundo lugar, ficou a opção "ser contratado para uma tarefa e atuar em outra", com 14,5% (1.215 votantes). Segundo Fernandes, muitas vezes, o acúmulo ou desvio de função ocorre por redução no quadro de funcionários, demanda de produção em alta, ou falta de mão de obra qualificada. "Nesse caso, o funcionário pode considerar a possibilidade de ter uma conversa franca com o seu gestor e expor a sua situação".
 
"Fazer as mesmas atividades de um colega com salário maior" ficou em terceiro, com 12,42% da preferência, ou 1.041 votos. Para não desanimar, é importante conhecer tanto a sua função, quanto a dos outros membros da equipe, considerar os projetos nos quais os colegas estão envolvidos, o tempo de empresa, plano de carreira e promoções. "Assim, esse colaborador passa a conhecer o funcionamento da organização e, ao mesmo tempo, tem uma visão mais ampla das iniciativas capazes de o evidenciar como profissional para, futuramente, ser possível pleitear uma maior remuneração", comenta Fernandes.
 
Na quarta posição ficou a opção "acumular funções de outras pessoas", com 8,79% (737 votos), seguida de "realizar atividades diferentes de minha formação", com 7,67% (643).
Fernandes lembra que a melhor forma para evitar a sobrecarga é saber dizer 'não' quando for preciso. Já para quem atua em outra área, é importante focar sempre em seu objetivo maior, isto é, manter-se atualizado, estabelecer um bom o networking, traçar metas, criar um plano de carreira e, independentemente da função exercida, fazer tudo com qualidade. "Contudo, para quem quer entrar no mundo corporativo já no ramo escolhido, sem dúvidas, realizar um estágio é a melhor opção. Portanto, ao ingressar na faculdade, é essencial iniciar a busca por oportunidades logo nos primeiros semestres do curso", enfatiza.(G1)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:36
LUDMILA DAYER APOSTA NAS CORES EM DIA DE PRAIA

 

 
A atriz Ludmila Dayer postou uma foto na internet onde seu corpo em forma foi mais uma vez motivo de comentários e elogios. A barriga tida como negativa foi mais uma vez o destaque da publicação.
 
Ludmila mora fora do país, onde se divide entre Los Angeles, nos EUA, e Londres, na Inglaterra. Em junho a atriz foi pedida em casamento pelo namorado no Havaí. No entanto, sobre o futuro marido, nada de nomes. Apenas fotos dele. 
 
"Ainda não decidimos nem lugar nem data. Ele queria esse ano, mas eu não consigo decidir o lugar. Preciso de tempo para organizar e nós dois estamos muito envolvidos com trabalho esse ano. Mas com certeza não quero nada grande, vai ser simples para família e amigos mais íntimos", disse ela na ocasião sobre o casamento.(EGO)
 
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:36
ALINE DAHLEN ATRIBUI A GENÉTICA SEU CORPO EM FORMA

 
 
 
 
Aline Dahlen chamou atenção ao postar fotos de seu bumbum no Instagram neste fim de semana. A ex-BBB, que está aproveitando alguns dias de descanso em Ibiza, na Espanha, aparece de biquíni em vários de seus últimos posts e vem recebendo muitos elogios por causa de sua boa forma de biquíni. No entanto, segundo ela, o bumbum perfeito, sem celulites e empinadinho, não tem segredo: é fruto de um pouquinho de sorte e muita dedicação. "As gringas aqui estão todas me perguntando: 'Você faz ioga?', 'É silicone?', 'O que você faz?'. Não tem segredo! É ginástica, dieta e um pouco de boa genética. Eu faço agachamento (risos)! Vou na academia seis vezes por semana, mas tem um dia que faço uma série específica só para os glúteos, variando os exercícios. Não faço mais que isso porque não quero ser grandona. Quero ser definida, sequinha e com volume na medida", afirma.
 
Aline ainda garante que não faz nenhum tratamento estético nem usa produtos específicos para ajudar no resultado. "Eu não tenho condições de ficar fazendo mil massagens e usando os cremes mais caros do mundo, infelizmente. Prefiro gastar ajudando os bichos e viajando.Até penso: 'Poxa, se eu pudesse fazer os tratamentos que outras famosas fazem, meu corpo ficaria maravilhoso'. Mas não posso. Passo um creme de supermercado mesmo, nada anticelulite, um com cheiro bom. Só bebo água e me cuido da forma mais simples possível. Sou a prova de que qualquer mulher, desde que dedicada, pode ficar com um bom corpo. Não é preciso gastar milhões. Dá para ser real, normal e sair bem em foto", defende.
 
Apesar de evitar alguns alimentos para manter o corpo em dia, Aline confessa que não consegue resistir a doces: "Eu adoro batata frita, mas quase não como. Já sobremesa é com frequência, mas só um pouquinho. Não como até a barriga doer".
 
Em abril, a ex-BBB chegou a anunciar que iria participar do Miss Bumbum Brasil 2015, mas, em julho, contou que havia desistido da ideia e iria ser apenas repórter do concurso. Ela ainda espera para saber se o projeto irá se concretizar mesmo. Ela também continua fazendo testes para tentar engrenar sua carreira de atriz. "Fiz teste para uma série que estreará em novembro no Multishow, com o Fernando Caruso. Tomara que dê certo. Coisas assim são o que eu quero", diz.(EGO) 
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:35
CIGANO ENCARA OVEREEM DIA 19 DE DEZEMBRO, EM ORLANDO

 
 
Após muitas provocações nas redes sociais e expectativa grandes dos fãs, Junior Cigano eAlistair Overeem finalmente irão se enfrentar. O Ultimate confirmou o confronto como co-luta principal para Orlando, nos EUA, no evento do dia 19 de dezembro, que ainda terá Rafael dos Anjos na primeira defesa de cinturão contra Donald Cerrone.
 
Após derrota contra Cain Velásquez em outrubro de 2013, Junior dos Santos, segundo no ranking dos pesados do Ultimate, se recuperou na organização com uma vitória sobre Stipe Miocic. Overeem, que ocupa a nona posição no ranking, vem de dois triunfos consecutivos: nocaute contra Stefan Struve e decisão unânime dos juízes contra Roy Nelson.
 
Logo após o anúncio oficial do UFC, Junior Cigano postou no Instagram o banner com a confirmação do duelo e não perdeu a oportunidade de novamente provocar o holandês.
“Vocês sabem que eu não escolho adversário, mas não vou mentir. Essa eu estava fazendo questão. Feliz demais por voltar a ativa. Espero que dessa vez o adversário não caia no doping”.
 
Os dois lutadores protagonizaram grandes discussões nas redes sociais. Em julho, o holandês pediu a Dana White uma luta contra o brasileiro. Em agosto as provocações foram maiores eAlistair chegou a dizer que Cigano estava com medo de aceitar o desafio. Nesta segunda-feira, véspera do anúncio, foi a vez do brasileiro compartilhar uma imagem onde aparece "nocauteando" o adversário.(EGO)
 
UFC: Dos Anjos x Cerrone
19 de dezembro, em Orlando (EUA)
CARD DO EVENTO (até agora):
Peso-leve: Rafael dos Anjos x Donald Cerrone
Peso-pesado: Junior Cigano x Alistair Overeem
Peso-leve: Michael Johnson x Nate Diaz
Peso-médio: CB Dollaway x Nate Marquardt
Peso-médio: Josh Samman x Tamdan McCrory
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:34
ITABUNA: CAPITÃO AZEVEDO TEM CONTAS DE CAMPANHA REPROVADAS PELA JUSTIÇA

 
 
Com muitos pontos irregulares as contas da Campanha do Capitão Azevedo acabaram sendo reprovadas pela justiça eleitoral. O juiz da 28ª Zona Eleitoral, Ulysses Maynard Salgado, reprovou prestação de contas, referente às Eleições de 2012, do ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (DEM).
 
O magistrado seguiu o parecer do Ministério Público Eleitoral, que pugnou pela desaprovação das contas.

Ulysses Maynard Salgado analisou as contas e apontou no Relatório Técnico, irregularidades ou inconsistências que comprometeram a análise das contas, como por exemplo, houve utilização de recursos estimáveis provenientes de terceiros sem comprovação de que o produto ou serviço doados fazem parte da atividade econômica do doador.
 
Vale lembrar que a reprovação não causa inelegibilidade, o que causa é a não prestação de contas que gera ausência de quitação eleitoral.(pi) 

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:33
GOVERNO ESTARIA QUERENDO MUDAR O PIS/COFIS PARA ARRECADAR MAIS

 

 
A Secretaria da Receita Federal informou que todas definições adotadas na preparação da proposta para reforma do PIS e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) têm como "diretriz fundamental" a manutenção da arrecadação total das contribuições nos patamares médios dos últimos anos, "sem qualquer aumento ou redução". Mas as federacões de empresas afirmam que a única intenção do governo é aumentar a carga tributária.
 
"Ou seja, o montante total que será arrecadado com o novo tributo será o mesmo que se arrecada com o PIS/Cofins", informou o órgão. Segundo o Fisco, "algumas entidades" apresentaram à mídia nesta terça-feira cenários de que a reforma dos tributos "provocaria aumento expressivo da carga tributária referente a estas contribuições". 
 
"Tais afirmações estão completamente equivocadas, até porque a proposta de reformulação do PIS/Cofins sequer foi concluída, sequer foi definida a alíquota e base do novo tributo", acrescentou. O órgão estava se referindo à uma análise feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).
 
No que se refere às pequenas empresas, acrescentou a Receita, inclusive as prestadoras de serviços, a proposta prevê "tratamento favorecido", permitindo-lhes optar por apurar as contribuições no regime de apuração não cumulativa ou no regime de apuração cumulativa, "conforme lhes seja mais benéfico".
 
Informou ainda que essa opção será possível às empresas que auferem receita anual até o limite máximo do Simples Nacional (R$ 3,6 milhões), independentemente de serem optantes por este regime, ou pelo lucro presumido ou lucro real. "Assim, a Receita Federal esclarece que estudos que não levem em consideração as premissas adotadas podem apontar para conclusões equivocadas", acrescentou.
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:22
KÁTIA ABREU DEFENDE AMPLIAÇÃO DO CRÉDITO RURAL

 
 
A ministra da Agricultura, Kátia Abreu disse que os bancos podem estar mais exigentes na concessão de crédito em função do cenário econômico. Segundo ela, além dos problemas domésticos, há ainda a crise na China e esse quadro "sensibiliza" as instituições. "É normal que os bancos privados fiquem mais exigentes nesse cenário", afirmou. O setor produtivo, os bancos e a ministra se reuniram nesta terça para avaliar o acesso ao crédito rural neste ano-safra.
 
Kátia Abreu ponderou que os preços das commodities têm caído, mas que ainda assim o Brasil continua a vender para o exterior. Na avaliação da ministra, assim como em julho, quando o crédito rural mostrou expansão de 32% na comparação com igual mês de 2014, o aumento da contratação de financiamentos deve se repetir em agosto. "O setor produtivo decidiu esperar mais 30 dias para ver se a tendência de aumento continua", relatou.

A ministra ponderou, ainda, que os bancos brasileiros seguem as regras de Basileia e que por isso há níveis de risco para cada cliente. Os limites de cada um são definidos com base nessas avaliações de risco e, por isso, alguns produtores podem ter ficado com o limite menor. Ela relatou que no Rio Grande do Sul os produtores de arroz têm se queixado, mas que a situação deles está sendo estudada. Ela ressaltou que os bancos privados podem estar mais exigentes, mas que não cabe ao governo interferir e pedir que sejam menos criteriosos.

Os produtores reclamaram de dificuldades e apresentaram durante a reunião casos de associados de entidades que não conseguiram acessar os recursos. As instituições financeiras, em contraponto, afirmaram que os casos são pontuais, citando dados que mostram elevação de 32% nas contratações na comparação entre julho de 2015 e igual mês do ano passado - o primeiro mês do atual ciclo produtivo. 


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:11
YOUSSEF E COSTA SE CONTRADIZEM NA CPI SOBRE DINHEIRO NA CAMPANHA DE DILMA

 
 
Em acareação na CPI da Petrobras, o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa deram versões contraditórias sobre o suposto pedido do ex-ministro Antonio Palocci para que dinheiro desviado da petroleira fosse repassado para a campanha de 2010 da presidente Dilma Rousseff. Segundo Youssef, atualmente, um dos delatores da Lava Jato estaria detalhando ao Ministério Público Federal quem pediu o dinheiro para a campanha petista na eleição presidencial de 2010. O doleiro, entretanto, não quis revelar a identidade do delator que estaria contando detalhes do pedido de doação eleitoral. Segundo ele, o nome do delator será conhecido assim que a delação premiada for homologada pela Justiça Federal.
 
Paulo Roberto Costa afirmou em um seu acordo de delação premiada que, na eleição de 2010, Palocci o procurou pedindo a liberação de R$ 2 milhões para a campanha presidencial de Dilma.
O dinheiro, segundo o ex-diretor da Petrobras, viria da cota reservada ao PP no esquema de corrupção investigado pela Lava Jato. Nesta terça, Costa voltou a afirmar que foi o doleiro quem pediu a ele para arrecadar dinheiro para a campanha de Dilma. "Esse assunto me veio através do Alberto Youssef. Eu autorizei repassarem os R$ 2 milhões da cota do PP para a campanha de 2010. Eu ratifico integralmente os meus depoimentos. Todos eles", ressaltou o ex-diretor da Petrobras.
 
No entanto, Youssef negou diante do ex-dirigente da estatal e dos deputados que integram a CPI que Palocci tenha pedido a ele qualquer doação para a campanha petista.“Eu vou me reservar ao silêncio com referência a esse assunto porque existe uma investigação do Palocci, e logo vai ser revelado e será esclarecido o assunto. Tem outro réu colaborador que está falando, eu não fiz esse repasse. Assim que essa colaboração for notificada, vocês vão saber realmente quem foi que pediu recurso e quem repassou esse recurso”, disse Youssef aos parlamentares.(g1)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
26/08/2015 07:02
SENADO APROVA AUMENTO DE 41% ATÉ 2019 PARA SERVIDORES DO MP

 

 
O plenário do Senado aprovou o aumento salarial de 41%, em quatro anos, para os servidores do Ministério Público da União e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O texto aprovado nesta terça, por 45 votos a favor e 28 contra, alterou a proposta original, de um aumento médio de 59,49% até 2017. Devido à mudança no texto, o projeto, que já havia sido apreciado pela Câmara dos Deputados, retornará para uma nova análise dos deputados antes de ir para a sanção da presidente Dilma Rousseff.
 
O aumento para os servidores do MP é visto com cautela pelo governo federal e considerado uma “pauta-bomba” no Congresso, já que aumenta os gastos públicos. A nova proposta de aumento, entretanto, traz um reajuste salarial menor que o discutido anteriormente, o que é considerado positivo para governo federal, que passa por dificuldade para conter os gastos.
 
O relator da proposta, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), apresentou nesta terça o texto novo, com índices menores de reajuste. De acordo com a proposta, os servidores receberão aumento de 9,28% em 2016, 9,27% em 2017, 8,81% em 2018, e 8,40% em 2019. Ao final do período, o aumento total será de aproximadamente 41%.
 
A versão aprovada em junho pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado previa um aumento de 53% a 78% para os servidores do MP, nos mesmos moldes do projeto aprovado no Senado para servidores do Judiciário e que foi vetado integralmente pela presidente Dilma Rousseff. A média do aumento era de 59,49%. O reajuste seria escalonado, de julho de 2015 até dezembro de 2017, em seis parcelas.(g1)
.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 20:01
GOVERNO DEVE LANÇAR AINDA ESTE ANO NOVA POLÍTICA INDUSTRIAL


A presidenta Dilma Rousseff pretende lançar, ainda neste ano, os alicerces de uma nova política industrial, informou hoje (25) o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, ao debater o tema durante workshop na Secretaria de Comércio Exterior.

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Monteiro lembrou que o país conviveu, em anos recentes, com três modelos de política industrial, aprendendo o bastante para não reproduzir erros do passado. O ministro destacou que, “na última fase, houve confusão entre política anticíclica [que produz efeitos compensatórios diante de desequilíbrios macroeconômicos] e política industrial”.

Segundo Monteiro, a nova política industrial deve priorizar a microeconomia, com revalidação das tarifas de insumos, que hoje recolhem mais que o Imposto sobre Importação. Essa é uma questão que, conforme o ministro, contribuirá para a evolução da produtividade industrial. Monteiro acrescentou que o problema não é só de custo sistêmico. “Há muitos desafios dentro das empresas”, afirmou.

Depois da abertura do encontro, o ministro comentou a instabilidade do crescimento chinês nos últimos dias. Ele disse torcer para a situação do país asiático, maior parceiro comercial do Brasil, não se agravar, "o que certamente afetará ainda mais os preços de commodities (produtos básicos com cotação internacional), importantes para a pauta comercial brasileira". As informações são da Agência Brasil.

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 19:15
YOUSSEF E COSTA REAFIRMAM PAGAMENTO DE R$ 10 MILHÕES PARA ABAFAR CPI


Durante a acareação na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa reafirmaram ter sido feito  pagamento de R$ 10 milhões para evitar uma CPI no Congresso, em 2009.

Segundo os delatores, a propina foi paga para esvaziar uma CPI criada para investigar a Petrobras. Segundo Youssef, o valor de R$ 10 milhões foi pago pela empreiteira Camargo Correia ao então presidente do PSDB, Sérgio Guerra, morto em 2014.

Costa acrescentou que foi procurado por Sérgio Guerra e pelo deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) para tratar do pagamento, que seria destinado a “abafar” a CPI. “Da minha parte, posso dizer que eles receberam”, disse.

O deputado Leo de Brito (PT-AC) aproveitou a revelação para questionar a oposição que um pouco antes havia perguntado a  Youssef e Costa a respeito de um suposto repasse de R$ 2 milhões para a campanha da presidenta Dilma Rousseff de 2010. Brito chamou de “esforço descomunal” para envolver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta Dilma nas denúncias.

“Queremos saber se vão utilizar dois pesos e duas medidas. Eu quero saber onde foram parar os R$ 10 milhões usados para barrar a CPI da Petrobras. Essa é uma pergunta que devemos fazer?”, questionou Brito. “Queremos saber se o dinheiro foi para o PSDB, se ele estava envolvido”, complementou. As informações são da Agência Brasil.

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 19:00
REFORMA ADMINISTRATIVA ECONOMIZARÁ "CENTENAS DE MILHÕES DE REAIS", DIZ BARBOSA

 
O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou nesta terça-feira (25) que o governo federal deve economizar "algumas centenas de milhões de reais" com a reforma administrativa que pretende extinguir 10 dos 39 ministérios. O auxiliar da presidente Dilma Rousseff ponderou, no entanto, que o tamanho da economia dependerá do alcance da reforma.
 
A reforma administrativa anunciada nesta segunda-feira (24) pelo Executivo federal envolve a redução de ministérios, a integração de secretarias e órgãos públicos e o corte de cargos comissionados. O próprio Barbosa foi escalado pela presidente  Dilma Rousseff para informar, ao lado do ministro Gilberto Kassab (Cidades) a proposta do governo de enxugamento da máquina pública.
 
"Sobre isso, queria esclarecer: a diretriz de reduzir em 10 ministérios está clara, só que existem várias maneiras, várias combinações possíveis de você reduzir 10 ministérios. E essa é discussão que deve ser aberta, por isso o governo tomou iniciativa de apresentar essa diretriz para poder abrir o debate com todas as pessoas envolvidas", afirmou Barbosa.Ele não esclareceu quais são as "várias combinações possíveis" para a eliminação de dez ministérios. Questionado sobre se a redução de ministérios, ocupados por partidos aliados do governo, poderia gerar atritos na relação do governo com os parlamentares, Barbosa disse que o governo tem um mês para "ouvir todos". 
 
O ministro afirmou que a redução de ministérios gera economia, já que reduz a estrutura, mas ponderou que o maior enxugamento de gastos virá de outro eixo da reforma administrativa, que é o aperfeiçoamento do patrimônio da União, que inclui a venda de imóveis que não são prioritários."O eixo que gera mais ganho para o governo é o aperfeiçoamento do patrimônio da união, que envolve a venda de imóveis não prioritários e a regularização e oferta de pagamento antecipado por áreas de domínio da união. A reforma administrativa de redução de ministérios também gera economia, porque, ao combinar dois ministérios, algumas estruturas não precisam ser duplicadas", disse.
.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 18:31
GOVERNO VAI LIBERAR R$ 500 MILHÕES PARA CONGRESSISTAS


O ministro Eliseu Padilha (Aviação Civil) informou nesta terça-feira (25), na Câmara dos Deputados, que o governo federal vai liberar R$ 500 milhões nos próximos dias para conter ameaças de novas rebeliões no Congresso Nacional.

O montante será destinado a emendas que os congressistas fizeram ao Orçamento da União de 2015. Devido às dificuldades econômicas, o Palácio do Planalto vinha represando esses pagamentos, o que causou grande desconforto entre os parlamentares.

"Isso é dinheiro na veia da economia", afirmou o ministro após reunião com integrantes da Comissão Mista de Orçamento do Congresso. As emendas representam, geralmente, pequenas obras e investimentos nos redutos eleitorais dos deputados e senadores.

Padilha disse ter superado uma "queda de braço" com a área econômica. "Já pagamos R$ 300 milhões, temos agora R$ 500 milhões e depois teremos mais", afirmou o ministro.

Com o anúncio, a expectativa do governo é a de que a comissão vote a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que deveria ter sido aprovada até o início de julho. A LDO fixa os parâmetros para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. As informações são da Folha. 

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 17:53
LAVA JATO: EX-DIRETOR E DOLEIRO CONFIRMAM REPASSES PARA A CAMPANHA DE SENADORA

Senadora Gleisi Hoffmann


Durante acareação entre o doleiro, Alberto Youssef, e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras na Câmara dos Deputados, ambos confirmaram que houve repasse de recursos provenientes de propina para a campanha de 2010 da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

"O valor foi repassado integralmente para a campanha da senadora. O Alberto efetuou esse pagamento", contou Costa. Segundo os delatores da Operação Lava Jato, foi repassado R$ 1 milhão à campanha da petista, com intermediação de seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. "Quem me fez o pedido para a campanha da Gleisi foi Paulo Roberto Costa e eu fiz o repasse. Reitero o meu depoimento anterior", disse Youssef.

Youssef afirmou não conhecer o ex-ministro Antonio Palocci, mas disse que um outro delator ainda vai esclarecer o suposto pedido feito pelo petista por recursos provenientes de propina para a campanha da presidente Dilma Rousseff em 2010. "Vou me reservar ao silêncio porque existe uma investigação nesse assunto do Palocci e logo vai ser revelado", respondeu.

O doleiro repetiu na CPI da Petrobras que, em seu entendimento, havia conhecimento do Palácio do Planalto sobre o esquema montado na estatal. 

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 17:51
IMPOSTOS PAGOS POR BRASILEIROS CHEGAM A R$ 1,3 TRILHÃO ESTE ANO

 
O valor pago pelos brasileiros neste ano em impostos alcançou R$ 1,3 trilhão por volta das 16h desta terça-feira (25), segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). No ano passado, o mesmo valor foi alcançado apenas no dia 10 setembro de agosto – o que aponta aumento da carga tributária, que tem gerado mais custos a empresas e cidadãos, segundo a ACSP.
 
Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, afirma que "o mais preocupante é que, juntamente com essa elevação da carga tributária, poderão vir novos aumentos de impostos, o que pode agravar a situação financeira das empresas e dos consumidores". A marca de R$ 1,3 trilhão equivale ao montante pago em impostos, taxas e contribuições no país desde o primeiro dia do ano. O dinheiro é destinado à União, aos estados e aos municípios.
 
O Impostômetro completou uma década neste ano. O painel eletrônico que calcula a arrecadação em tempo real está instalado na sede da associação, na Rua Boa Vista, região central da capital paulista. O objetivo da ferramenta é conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade. Pelo portal www.impostometro.com.br, é possível descobrir o que dá para os governos fazerem com todo o dinheiro arrecadado. 

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 17:25
DOLEIRO DIZ QUE LULA E DILMA SABIAM DE ESQUEMA DA LAVA JATO


O doleiro Alberto Youssef, um dos principais delatores da operação Lava Jato, disse nesta terça-feira (25) que a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tinham conhecimento do esquema de desvios de recursos públicos da Petrobras investigado pela Polícia Federal e pelo MPF (Ministério Público Federal).

A declaração foi feita durante a acareação entre Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Petrobras na Câmara dos Deputados.

Youssef e Paulo Roberto Costa foram questionados pelo deputado André Moura (PSC-SE) sobre se acreditavam que Dilma tinha conhecimento do esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato durante o período em que ela foi presidente do Conselho de Administração da Petrobras, entre 2003 e 2010.

"No meu entendimento, quando o Paulo Roberto, nas discussões e nas brigas do partido, ele pedia um sinal do Palácio do Planalto ... No meu entendimento, [Dilma] tinha conhecimento", disse Youssef.

Paulo Roberto Costa, por sua vez, disse que não poderia confirmar se Dilma tinha conhecimento ou não do esquema operado junto à Petrobras. "Como eu já mencionei nos meus depoimentos, nunca conversei com ela sobre esse tema. Agora, não posso afirmar uma coisa que eu não tenho esse conhecimento", afirmou.

A presidente Dilma sempre negou que soubesse do esquema. Em entrevista a três jornais brasileiros ontem, a presidente disse ter sido "surpreendida" ao saber que pessoas ligadas ao PT estavam envolvidas em irregularidades na Petrobras. "Lamento profundamente. Sou a favor de uma coisa que Marcio Thomaz Bastos dizia. Não espere que sejam as pessoas a fonte da virtude. Tem que ser as instituições. Elas é que precisam ter mecanismos de controle. Quem pode colocar luz sobre um processo de corrupção é a maturidade institucional do país", disse. As informações são do Uol.

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 17:11
CONTA DE LUZ PODE SUBIR ATÉ 8% POR MUDANÇA EM ENCARGO

 
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira a abertura de audiência pública sobre a metodologia de cálculo e cobrança da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que é um encargo cobrado nas contas de luz. Hoje, esta conta é paga pelas indústrias, mas uma decisão judicial obtida pelas empresas determinou que os custos sejam repassados aos consumidores residenciais.
 
A mudança deve representar uma alta de até 8% nas contas. Para cumprir a decisão judicial, a Aneel argumentou que antes é preciso realizar audiência pública sobre o tema, já que será preciso definir uma nova metodologia de cálculo, que não está prevista na legislação hoje. A ação foi movida pela Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), que alegou “ilegalidade” no sistema de cobrança atual. 
 
A Aneel tentou derrubar a liminar, mas teve o pedido negado pela Justiça na semana passada. A agência promete agora recorrer ao plenário do Tribunal Regional Federal (TRF) e ainda ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). O cumprimento da decisão judicial levaria ao repasse de R$ 1,8 bilhão aos consumidores residenciais via reajuste tarifário. Neste caso, a agência poderia promover novas revisões extraordinárias ainda este ano, explicou o relator do processo, André Pepitone da Nóbrega. 
 
Outro item em discussão é a mudança da cobrança, hoje feita em valores fixos por megawatt-hora, e que passaria a ocorrer mediante o uso dos fios. “Essa não é uma decisão simples ou trivial, é um estudo de alta complexidade. Há uma série de elementos que precisam ser decididos, por isso nós estamos colocando a matéria em audiência pública”, afirmou Nóbrega.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 17:07
NELSON BARBOSA DIZ QUE GOVERNO DISCUTE MEDIDAS PARA AUMENTAR ARRECADAÇÃO


Em reunião com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para discutir o andamento da agenda apresentada pelo peemedebista com propostas para recuperar a economia do país, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou nesta terça-feira (25) que o ministério da Fazenda avalia alternativas para aumentar a arrecadação do governo.

Barbosa disse que outra iniciativa da equipe econômica será enviar para o Congresso a proposta de orçamento para o ano de 2016 com medidas de controle dos gastos obrigatórios e de programas sociais, para adequar o orçamento ao "momento fiscal do Brasil".

Segundo o ministro do Planejamento, o ministério da Fazenda está avaliando alternativas de elevação de receita. “A Fazenda se pronunciará sobre isso se e quando for necessário", disse.

Barbosa ressaltou que existem também ações em curso para controlar o aumento de despesas na Previdência Social e na folha de pagamento e que, no caso das despesas discricionárias, há um processo contínuo de revisão de programas e metas para adequar cada um deles à disponibilidade de recursos.

"Os programas continuam, mas sua execução está sendo adequada. Reavaliamos o PSI, os subsídios ao Plano Safra, o FIES. Todos continuam, só que agora numa intensidade adequada ao momento fiscal do Brasil", afirmou.

.............................................................................................................................................................................................................................................
25/08/2015 16:54
PAÍS PERDEU R$ 12 BI COM RECUO DE PREÇOS INTERNACIONAIS, DIZ MINISTRO


O ministro do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Armando Monteiro, informou que o Brasil perdeu US$ 12 bilhões de receitas no fluxo comercial por causa da queda de preços internacionais dos produtos exportados.

O prejuízo, segundo ele, foi contabilizado de janeiro a julho, na comparação com o mesmo período de 2014. Ao comentar que os problemas na economia chinesa trazem preocupação, Monteiro ressaltou que já vinha sentindo efeitos do enfraquecimento daquele país.

"O Brasil já sente um pouco os efeitos dessa desaceleração, porque a queda de preços de commodities que estamos experimentando há alguns anos é reflexo desse processo. Já estamos sendo afetados. Se houver agravamento dessa situação, evidente que teremos um efeito maior."

Segundo o ministro, a baixa participação do setor exportador no PIB brasileiro acaba sendo um fator de proteção ao País. "O Brasil tem um lado que nos ajuda nessa hora. É que a parcela que nós exportamos do PIB é relativamente pequena. O Brasil ainda é um País fechado", afirmou, respondendo que, às vezes, as fraquezas são as fortalezas do Brasil. "Se nós tivéssemos uma dependência maior do comércio internacional nessa hora, estaríamos mais vulneráveis", explicou. As informações são da Agência Estado.

.............................................................................................................................................................................................................................................

1... 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 ...5365     Total: 107289



Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960