COLUNISTAS

O QUE VCOÊ ACHA DO NOVO PDDU APROVADO NA CÂMARA DE VEREADORES

FRASE DO DIA

"O erro mais óbvio que cometi foi a aliança que fiz para levar a presidência nesse segundo mandato com uma pessoa que explicitamente, diante do país inteiro, tomou atitudes de traição e usurpação"

Dilma Rousseff
Presidente afastada ao falar sobre Presidente interino Michel Temer.

NOTÍCIAS
23/06/2016 15:59
MINISTRO DA JUSTIÇA NEGA QUE VISITA A MORO TENHA A VER COM OPERAÇÃO


 

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, negou hoje (23) que a visita que fez na terça-feira (21) ao juiz Sérgio Moro, no Paraná, represente qualquer tipo de interferência ou pressão nas investigações da Lava Jato. Ele disse que esteve com Moro para oferecer infraestrutura e recursos humanos a fim de que a Lava Jato continue. Alexandre de Moraes refutou ainda qualquer ligação do encontro com a Operação Custo Brasil, desdobramento da Lava Jato, deflagrada nesta quinta-feira.
 
“Na qualidade de ministro da Justiça, compareci a Curitiba numa visita institucional de apoio e de oferecimento de infraestrutura e recursos humanos para que a operação continue fazendo esse trabalho. Não há nenhuma relação com a operação de hoje”, disse ele, ao ser questionado por jornalistas. “E não precisa nem de muita inteligência; basta pouca inteligência para verificar que a data dos mandados de busca e apreensão e de prisão foram anteriores à visita.”
 
O ministro classificou de “fofoca” qualquer ilação sobre isso. "Fiquei sabendo agora dessa notícia porque, em vez de ficar fazendo fofoca. Quem fala isso está cometendo um absoluto desrespeito à Justiça, ao Ministério Público e à Polícia Federal. Não há nenhuma relação da minha visita institucional de apoio à Lava Jato [à operação de hoje]. Provavelmente, o que tenha deixado desconfortável essas pessoas que disseram isso é que o governo anterior jamais apoiou institucionalmente a Lava Jato e o combate à corrupção. O governo do Temer apoia totalmente o combate à corrupção e à Lava Jato, e não tem vergonha, como o governo anterior, de dizer isso”, disse o ministro.
 
Após participar da cerimônia de sanção da Lei que disciplina o processo e julgamento do mandado de injunção individual e coletivo, o ministro do STF, Gilmar Mendes classificou de “lenda urbana” qualquer afirmação de que a Lava Jato estaria sofrendo interferências. “É uma lenda urbana [essa de] que poderia haver interferência de governo ou que essas investigações dependeram da boa vontade ou não de governo. Hoje temos instituições fortemente independentes: Judiciário e Ministério Público.”

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:39
DILMA ACENA COM PLEBISCITO CASO RETORNE AO GOVERNO


Em entrevista ao jornal espanhol El País, publicada nesta quinta-feira, 23, a presidente afastada Dilma Rousseff acenou mais uma vez com a possibilidade de realizar um plebiscito caso retorne ao governo.

"Não estou dizendo que, se voltar, vai haver uma consulta popular. Estou dizendo que, para que haja uma consulta popular, é preciso que eu volte. Porque o meu mandato é legítimo. E o dele (Michel Temer) não é", disse a petista ao jornalista Antonio Jiménez Barca, em conversa no Palácio do Alvorada.

Sobre a necessidade de convencer senadores a votar contra o impeachment, Dilma afirmou que tem usado o debate para conseguir retornar ao comando do governo. "Não é só o impeachment. É a história. A história está sendo registrada. O sistema político brasileiro está em colapso: o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, está afastado do cargo. O procurador-geral pediu para prender o presidente do Senado, Renan Calheiros. Minha volta tem a ver com meu mandato, mas também com a reconstrução da democracia no Brasil", disse.

Se conseguir voltar ao governo, Dilma garante que não fará mais acordos com a coalizão liderada pelo PMDB. "Isso acabou no País. Se voltar, tenho de pensar em como entregar o Brasil ao novo presidente eleito. Teremos que discutir se é possível governar com 35 partidos, se é possível governar sem fazer uma reforma política antes", afirmou. As informações são do Estadão.

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:36
SOLTEIRA, MARIANA RIOS POSA DESLUMBRANTE EM ENSAIO FOTOGRÁFICO

 
Mariana Rios estrelou a campanha de verão da marca Canal, inspirada em Cuba. Recém-solteira, a atriz que está se jogando na carreira de atriz, modelo e cantora, posou com um shortinho que deixou suas belas pernas torneadas a mostra, além de um vestido longo com decote profundo nas costas.
 
Mariana voltou a ser notícia após seu ex-namorado, Patrick Bulus, ser fotografado beijando seu novo affair, Grazi Massafera.Os dois terminaram há três meses porque o advogado não queria que Mariana investisse na carreira artística.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:33
DEFESA DE PAULO BERNARDO DIZ QUE PRISÃO DE EX-MINISTRO É ILEGAL

 
A Polícia Federal deflagrou hoje (23) a Operação Custo Brasil, que investiga esquema de pagamento de propina mais de R$ 100 milhões para diversos funcionários públicos e agentes políticos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, entre os anos de 2010 e 2015. O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo foi preso preventivamente na manhã de hoje (23), em Brasília, durante a operação.
 
Em nota, os advogados do ex-ministro, Verônica Sterman e Rodrigo Mudrovitsch, dizem que a prisão de Paulo Bernardo é ilegal e o ministério, na gestão de Bernardo, firmou apenas acordo de cooperação técnica, pois a Consist, empresa que administrava o software que permite fazer crédito consignado, foi contratada pelo Sindicato Nacional das Entidades Abertas de Previdência Complementar (Sinapp) e pela Associação Brasileira de Bancos (ABBC).
 
“O Ministério do Planejamento se limitou a fazer um acordo de cooperação técnica com associações de entidades bancárias, notadamente a ABBC e SINAPP, não havendo qualquer tipo de contrato público, tampouco dispêndios por parte do órgão público federal. Ainda assim, dentro do Ministério do Planejamento, a responsabilidade pelo acordo de cooperação técnica era da Secretaria de Recursos Humanos e, por não envolver gastos, a questão sequer passou pelo aval do Ministro. A defesa não teve acesso à decisão ainda, mas adianta que a prisão é ilegal, pois não preenche os requisitos autorizadores e assim que conhecermos os fundamentos do decreto prisional tomaremos as medidas cabíveis”, diz o comunicado.
 
Segundo o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal, Paulo Bernardo teve despesas pessoais e de campanhas eleitorais pagas pelo esquema de corrupção investigado pela Operação Custo Brasil. As investigações apontam que um escritório de advocacia ligado ao ex-ministro recebeu cerca de R$ 7 milhões. Desse total, a estimativa é que 80% do dinheiro custearam gastos do ex-ministro.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:16
PAULO BERNARDO TINHA MEDO DE SER PRESO HÁ MAIS DE UM ANO


O ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo tinha medo de ser preso desde o dia 10 de abril de 2015. Naquela data, há pouco mais de um ano, o ex-deputado federal André Vargas era levado à prisão durante a 11ª fase da Operação Lava Jato.

Vargas era conhecido por aliados como o operador de Paulo Bernardo desde que o ex-ministro era deputado federal pelo Paraná. Quando o ex-secretário de comunicação do PT foi preso, no ano passado, Bernardo deixou transparecer sua preocupação a amigos. Ele achava que seria o próximo.

Vargas foi investigado por ter usado um avião alugado pelo doleiro Alberto Youssef, operador de propina na Petrobras. Teve o mandato cassado em 2014 e, depois, desfiliou-se do PT por risco de ser expulso do partido.

A maior parte dos petistas tinha conhecimento da ligação entre Vargas e Bernardo e muitos integrantes do governo Dilma e da cúpula do PT sabiam do risco que o ex-ministro corria diante das investigações. As informações são da Folha.

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:15
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E TELEBRAS FIRMAM PARCERIA PARA BANDA LARGA NAS ESCOLAS

 
Um termo de cooperação técnica foi assinado em Brasília, pelo secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, e o presidente da Telebras, Jorge Bittar, para conectar as escolas da rede estadual, que funcionam nas zonas urbana e rural, com a finalidade de levar conteúdos digitais em banda larga para estudantes e professores. A iniciativa faz parte do programa ‘Minha Escola Mais Inteligente’, desenvolvido pela Telebras em parceria com os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações. 
 
“O diferencial não está na tecnologia empregada, uma vez que diversas escolas particulares do País já a utilizam, mas na acessibilidade que traz à escola pública”, ressalta Pinheiro. Conhecedor do segmento de telecomunicações, o secretário também destacou que a cooperação técnica vai permitir a difusão de conteúdos educacionais direcionados aos alunos da rede estadual, através da banda larga.
 
A meta do programa, que ampliará o acesso à banda larga no Brasil, é beneficiar 20 milhões de alunos até 2019 e conectar 30 mil escolas públicas com a velocidade média de 78 megabits por segundo (Mbps). A ação facilitará a difusão de conteúdos e acesso de alunos e professores às informações.Na Bahia, o projeto envolverá ainda o Instituto Anísio Teixeira (IAT), como referência de um centro de formação profissional. Segundo Pinheiro, outro parceiro da iniciativa será o Sistema S, que atuará na Educação Profissional com Intermediação Tecnológica. 
 
“Iniciamos as tratativas com o Sistema S no mesmo dia em que tomei posse como secretário, numa reunião que tivemos, inclusive, no gabinete do governador Rui Costa. Com isso, vamos ofertar nas escolas cursos com intenso uso de tecnologias educacionais inovadoras, utilizando simuladores, games e kits cibercientíficos, o que será estimulante para os alunos”, disse o titular da Educação.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 15:12
TSE CONCLUI ATÉ SETEMBRO PRODUÇÃO DE PROVAS CONTRA DILMA E TEMER, DIZ MINISTRO

 
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, informou hoje (23) que o tribunal deve finalizar até setembro a produção de novas provas nas ações em que a oposição pede a cassação dos mandatos da presidenta afastada Dilma Rousseff e do presidente interino Michel Temer. As quatro ações sobre o tema são da relatoria da ministra Maria Thereza de Assis Moura.
 
Gilmar Mendes, que abriu nesta quinta-feira, na sede do TSE, um ciclo de palestras relacionadas às eleições de outubro, foi questionado por jornalistas sobre a previsão do julgamento do pedido para separação dos processos de Temer e da presidenta afastada.“Estamos trabalhando na instrução e na perícia. Estimamos talvez para setembro, se não houver outros incidentes, que possamos estar nos avizinhando da finalização da instrução. Depois virão essas questões de ordem”, disse Mendes. Em abril deste ano, a ministra Maria Thereza de Assis Moura determinou uma nova produção de provas nas ações. 
 
Com relação à possibilidade de incluir no processo informações de novas delações premiadas com dados sobre a campanha da presidenta afastada, o ministro afirmou que o tribunal já dispõe das discussões sobre as chamadas doações-propina, "aquele condicionamento e tudo mais. Isso já estava na impugnação".De acordo com Gilmar Mendes, o próprio juiz Sérgio Moro já está compartilhando parte significativa das provas existentes com a Justiça Eleitoral. "(...) Portanto, isso poderá eventualmente ser usado. Os pedidos já tinham sido feitos no sentido de que haviam impropriedades no financiamento da campanha”, acrescentou.
 
O ministro disse ainda que não há prazo determinado para o julgamento das ações. Quanto ao modelo usado para analisar as contas da presidenta afastada Dilma Roussef ser usado para as demais campanhas, Gilmar disse que o tribunal vai institucionalizá-lo. "Estamos institucionalizando isso no TSE. A partir de agora, passamos a ter um núcleo de inteligência, que vai nos ajudar e vamos sistematizar isso”.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 14:58
DESPESA PÚBLICA BRASILEIRA NÃO PODE CONTINUAR A CRESCER, DIZ MEIRELLES


 

Ao participar hoje (23), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a despesa pública brasileira não pode continuar a crescer, e que é preciso manter um controle rígido sobre as contas, motivo pelo qual o governo elaborou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que limita os gastos públicos para as despesas primárias nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Pelo texto da proposta, o aumento do gasto público ficará limitado à variação da inflação oficial do ano anterior. A determinação vale por 20 anos.
 
“Não é possível que a despesa pública continue a crescer, por isso fizemos o programa que, em primeiro lugar, avalia o déficit real deste ano, levando em conta as obras já executadas, atrasos de pagamento de aluguel de embaixadas do Brasil no exterior, entre outras coisas. Concluímos que há R$ 170 bilhões de déficit. A primeira coisa é dizer à sociedade que, daqui, vamos voltar. É apertado, mas tem que manter controle rígido”, disse Meirelles.
 
O ministro informou que a ideia é começar o ajuste pelo teto total das despesas, que não poderão sofrer elevação maior do que a inflação do ano, o que significa que o governo manterá o poder de compra real. “Significa que o crescimento real das empresas públicas será zero acima da inflação, versus o aumento de 6% [ocorrido] por mais de 15 anos, e versus o aumento de  50% [ocorrido] de 2008 a 2015. Se isso for colocado na Constituição, passa a ser uma norma fortíssima”.
 
Segundo Meirelles, há itens de despesa incompatíveis com a norma, como educação e saúde e que a proposta é a de que os recursos sejam corrigidos de forma consistente, e de acordo com a meta. “Saúde e educação são prioridades nacionais de fato, mas não podemos começar quebrando o país. O problema da educação brasileira não é a quantidade de recursos que se coloca e sim, a qualidade. Isso demandará investimentos sérios e não será com alocação de recursos que resolveremos. Vamos manter os recursos para educação em termos reais.”
 
Meirelles disse que momentos de crise são oportunidades para crescimento e que a sociedade demanda soluções. Segundo ele, a reforma da Previdência é fundamental e há otimismo por parte do governo de que seja aprovada em até três meses. “A Previdência Social precisa de discussão e de uma proposta funcional própria, que é complexa e envolve diversos segmentos da sociedade. A primeira medida foi tirar a Secretaria da Previdência do Ministério do Trabalho e Emprego e colocá-la na Fazenda”. Ele disse que o Congresso Nacional tem aprovado itens importantes como o projeto de governança das estatais, e que o modelo de abertura para o pré-sal já está caminhando, por ser prioridade do governo.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 14:37
SENADORES DA COMISSÃO DO IMPEACHMENT IGNORAM PRISÃO DE EX-MINISTRO PETISTA

 
A prisão do petista Paulo Bernardo, ex-ministro do Planejamento e das Comunicações dos governos Lula e Dilma Rousseff, foi ignorada durante a sessão desta quinta-feira (23) da comissão que julga o impeachment da presidente afastada no Senado.Diferentemente de reuniões anteriores, quando menções a fatos alheios ao processo frequentemente provocaram intensas discussões entre senadores pró e contra o afastamento de Dilma, as conversas sobre a ocorrência da manhã desta quinta ficaram restritas aos corredores do Congresso.
 
O ex-ministro é marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), uma das mais ativas integrantes do colegiado. Ela não compareceu a nenhuma reunião da comissão nesta semana por estar em um encontro do Mercosul --a petista faz parte da comissão de assuntos econômicos do parlamento do bloco. Gleisi também não compareceu à sessão desta quinta.Na opinião de um integrante da comissão, os opositores de Dilma sabem que, se atacarem, os defensores de Dilma "também vão partir para a pancadaria", lembrando da revelação, nesta quinta, de um vídeo que compromete o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto em 2010.
 
O parlamentar também disse entender que há na comissão um certo respeito pela situação de Gleisi, que presenciou a prisão do marido ao lado dos filhos. Ainda segundo o senador, existe um "sentimento geral de consternação com relação ao que a Justiça está fazendo com os políticos".O assessor de um senador pró-impeachment confirmou que o parlamentar não usaria do seu tempo de fala para perguntas na comissão para citar a prisão de Paulo Bernardo.A única menção ao episódio foi feita de forma indireta pela advogada de acusação Janaína Paschoal, que é uma das denunciantes do impeachment.
 
"Todo santo dia tem um escândalo envolvendo o partido da presidente, isso não se pode negar", declarou a advogada durante questionamento à primeira testemunha de defesa, o subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Anderson Lozi da Rocha.O ex-ministro foi preso no âmbito da Operação Custo Brasil, que é um desdobramento da fase Pixuleco 2 da Operação Lava Jato, de agosto de 2015. Além da PF, a ação é comandada pelo Ministério Público Federal e a Receita Federal.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 14:16
DILMA EXIGE RESPALDO DE SENADORES PARA DECLARAR APOIO A NOVAS ELEIÇÕES


 

A presidente afastada, Dilma Rousseff, condicionou o apoio à proposta de um plebiscito para definir a convocação de novas eleições presidenciais a um maior respaldo da alternativa no Senado.Em reunião com dirigentes de partidos aliados, no Palácio do Alvorada, a petista avaliou que não adianta encampar a proposta de maneira solitária caso ela não conte com um apoio mais significativo na Casa.
 
Para ela, além dos 22 senadores contrários ao seu afastamento, é necessário contar com o respaldo de pelo menos mais 13 parlamentares.O número garantiria com folga a permanência da petista no cargo na votação final do impeachment, já que ela precisa de pelo menos 27 votos, e, na opinião dela, criaria condições para que a proposta ganhasse sustentação no Congresso.
 
Nesse sentido, orientou dirigentes partidários de legendas como PT, PCdoB e PDT a aumentarem a ofensiva sobre senadores ainda indecisos em relação ao impeachment, como Cristovam Buarque (PPS-DF) e José Reguffe (sem partido-DF).A proposta do plebiscito, contudo, conta com resistência até mesmo entre aliados de Dilma no Senado e em seu próprio partido, o PT. Eles admitem que dificilmente seria aprovada no Congresso e avaliam que uma nova eleição presidencial não resolveria a crise política do país.
 
Além do apoio maior de senadores, a presidente afastada quer que a proposta seja encampada primeiro pelos movimentos sociais, evitando passar a mensagem de que a alternativa é sugerida em decorrência da perda de legitimidade da petista para governar o país.Nos movimento sociais, no entanto, também há resistências, como no caso do MST (Movimentos dos Sem Terra).No encontro, a petista também defendeu o aumento da ofensiva contra o governo interino de Michel Temer.Para ela, é necessário elevar a munição contra a reforma previdenciária sugerida pelo peemedebista e a proposta de liberação da venda de terras a estrangeiros. 

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 13:50
PF INVESTIGA DESVIOS DE ATÉ R$ 100 MILHÕES EM SHOWS PÚBLICOS

 
A Polícia Federal, a Receita e o Ministério Público Federal estão investigando uma "máfia" dedicada a fraudar a compra e venda de shows públicos de grandes artistas.Segundo levantamento, o volume de dinheiro obtido por meio de fraude na contratação, superfaturamento de cachês ou infraestrutura pode passar de R$ 100 milhões apenas nos últimos três anos. Somente no interior de São Paulo há R$ 15 milhões já bloqueados pela Justiça a pedido do Ministério Público Federal.
 
Por enquanto há investigações em curso em São Paulo, Rio, Pernambuco, Amazonas, Bahia, Pará, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. A investigação começou em 2010, no interior de São Paulo, e depois se espalhou pelo país."Quando viajava a trabalho pelo interior de São Paulo comecei a perceber que algumas cidades minúsculas estavam fazendo eventos com artistas de renome nacional, cujos cachês eram caríssimos. Começamos a investigar porque não havia como aquelas cidades bancarem tantos shows e festas de peão. Acabamos descobrindo uma série de irregularidades, que envolviam não só as cidades, mas até o governo federal, que era fraudado por meio de convênios culturais", afirmou o procurador.
 
Segundo Lacerda Nobre, somente no interior de São Paulo 32 cidades com governantes ou contratantes (de áreas culturais ou de eventos) estão hoje sofrendo ações de improbidade; além disso, há dez ações criminais em curso contra ex-prefeitos suspeitos de envolvimento ou facilitação das fraudes, e mais R$ 15 milhões já bloqueados até que as investigações terminem."Esse valor se refere apenas a bloqueios já realizados entre 2010 e 2013, e somente na região de Jales", afirma o procurador.
 
No restante do país, segundo apuaração junto a fontes da PF e MPF, as fraudes podem somar mais de R$ 100 milhões desde 2013. Há novas ações sendo iniciadas em outros Estados, porém Um dos artistas já condenados a ressarcir os cofres públicos nos últimos meses foi o sambista Zeca Pagodinho. Sua empresária, Leninha Brandão, confirma a condenação, mas nega irregularidades e afirma que os advogados do artista vão recorrer (leia texto abaixo). No caso de Zeca, a ação contra ele se desenrolou em Brasília.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 13:35
LULA PEDE REAÇÃO IMEDIATA DO PT NA COMISSÃO DO IMPEACHMENT

 
A pedido do ex-presidente Lula, senadores do PT e outros integrantes da tropa de choque da presidente Dilma Rousseff se reúnem nesta quinta para traçar uma defesa da petista, do PT e da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), mulher do ex-ministro Paulo Bernardo, diante das prisões desta quinta-feira. Lula conversou com o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e exigiu uma reação no Senado. Segundo relato, Gleisi ligou para os colegas e disse que pensou em licença do mandato, mas eles não estão apoiando a ideia.
 
A senadora já está no Brasil desde ontem e avalia quando falar publicamente.Os senadores também entrarão em contato com o presidente do PT, Rui Falcão, para saber mais detalhes do caso. "A Gleisi pediu para ficar fora hoje" — disse um senador que conversou com a colega.Lula conversou duas vezes com Lindbergh e disse que " era preciso ter uma resposta".
 
Os argumentos dos senadores é que "não podem baixar a cabeça na comissão de impeachment" e temiam por uma condução dos trabalhos pela senadora Ana Amélia (PP-RS), considerada radical. "Não é para a gente abaixar a cabeça — disse uma senadora.O grupo quer soltar uma nota ainda hoje. Já Gleisi quer ir ao Senado amanhã, mas avalia o momento. Os petistas querem ver o desenrolar dos acontecimentos. Segundo um senador, "hoje é dia de apanhar".

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 13:16
MC BIEL POSTA FOTO DE SUNGA E MOSTRA O CORPO SARADO:


 

MC Biel resolveu buscar refúgio na praia para dar uma relaxada, após ter uma semana em que teve seu nome envolvido em várias polêmicas. Nesta quinta-feira, 23, o cantor compartilhou uma foto no Instagram em que aparece de sunga na praia, exibindo o corpo sarado. Na legenda, o MC aproveitou para avisar sobre seus próximos shows. "Reenergizando pros shows do final de semana! Sexta temos Guararema (SP), sábado tem Festa de 15 e Favorita na Rocinha (RJ) e domingo tem mais RJ: Rio Water Planet e Campo Grande! Vai ser maravilhoso!", escreveu ele.
 
Na quarta-feira, 8, Biel decidiu se pronunciar em vídeo sobre a polêmica que vem enfrentando após ter sido acusado de assédio sexual por uma repórter. Alvo de inúmeras críticas nas redes sociais, Biel recorreu justamente à web para se retratar. Em um vídeo ele pede desculpas à repórter, se diz arrependido.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 13:11
EX-MINISTRO RECEBEU MAIS DE R$ 7 MILHÕES EM PROPINA, DIZEM INVESTIGADORES

 
O esquema de fraudes que levou à prisão o ex-ministro Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), nesta quinta-feira, movimentou R$ 100 milhões em propinas entre 2010 e 2015 apenas com um convênio para gerenciamento e controle dos empréstimos consignados tomados por servidores públicos federais. Segundo a investigação, apenas Paulo Bernardo recebeu mais de R$ 7 milhões de propina relativos ao negócio. Ele continuou a receber os pagamentos mesmo depois de ter deixado o cargo.
 
Por cada parcela paga a empresa conveniada, a Consist, cobrava R$ 1, dos quais apenas R$ 0,30 correspondia de fato ao custo de seus serviços. O restante - R$ 0,70 - era distribuído aos chamados "parceiros" da empresa, os destinatários de propina, que se distribuiam do primeiro ao terceiro escalão do Ministério do Planejamento.
 
Uma parte do dinheiro também era paga como propina ao PT, que tinha seu percentual gerenciado por João Vaccari Neto, que era tesoureiro do partido e já foi condenado em ações da Lava-Jato. Assim como ocorreu em contratos da Petrobras, segundo as investigações, Vaccari teria pedido que a empresa fizesse pagamentos a terceiros.
 
- É um exemplo de como a corrupção e a sonegação prejudicam o cidadão e aumentam o custo das operações. A corrupção é irmã gêmea da sonegação, elas andam juntas - disse Fábio Ejchel, da Receita Federal e integrante da equipe de investigações em São Paulo, que foi desmembrada da Lava-Jato.Segundo o procurador da República Andrey Borges de Mendonça, há indícios de que o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas recebeu valores no início e no término do esquema, que teria vigorado até agosto de 2015.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 12:48
PF NÃO PODE INDICIAR PARLAMENTARES, AFIRMA TEORI


O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, fez duras críticas à atuação da Polícia Federal nos processos que envolvem autoridades com foro privilegiado no esquema de corrupção da Petrobras. Para o ministro, ao indiciá-los, o órgão estaria usurpando a competência da Suprema Corte.

"Esse ato (o indiciamento), pelo menos neste juízo inicial, estaria usurpando a competência deste Tribunal, pois compete exclusivamente ao relator a supervisão judicial de inquérito que tramita nesta Corte, incluindo a autorização de indiciamento de pessoas com prerrogativa de foro", escreveu o ministro.

As críticas constam no despacho que suspendeu o indiciamento do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que foi assinado pela PF na semana passada e contestada pelo parlamentar no STF. O senador é investigado na Corte em dois inquéritos por suspeita de envolvimento no esquema investigado na Lava Jato, mas ainda não foi alvo de denúncia. (Estadão)

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 12:31
VALÉRIO QUER FALAR SOBRE DELAÇÃO DE DELCÍDIO


A defesa de Marcos Valério Souza disse que o lobista afirmou, no depoimento que prestou esta semana, em Belo Horizonte, que se comprometeu a corroborar trechos da delação feita pelo senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS) à Operação Lava Jato. Segundo o advogado de Valério, Jean Robert Kobayashi Júnior, o material será compartilhado com o Ministério Público Federal (MPF) por envolver políticos com foro privilegiado.

"O nosso acordo é que vamos chamar já um representante do MPF. Vai compartilhar, vai ser ouvido junto. Aquilo que for de competência da Justiça Federal o MPF vai tomar para ele. O que não for, vai ficar com o MP estadual", disse o advogado.

Segundo fontes que participam das negociações, Valério teria prometido entregar documentos sobre o mensalão mineiro, gênese do mensalão federal, que envolve nomes importantes do PSDB como o ex-governador de Minas Gerais (1995-1999) e ex-presidente nacional da legenda Eduardo Azeredo, condenado a 20 anos e dez anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato. Valério está preso desde 2013, condenado por envolvimento no mensalão federal.

Delcídio, que foi relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Petrobrás, em 2014, disse em delação à Procuradoria-Geral da República, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), teria atuado dentro da comissão para beneficiar o Banco Rural, pivô tanto do mensalão mineiro quanto do mensalão federal. (Estadão)


.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 12:13
ESCRITÓRIO LIGADO A PAULO BERNARDO RECEBEU PROPINA ENTRE 2010 E 2015, DIZ MP


 

Escritório de advocacia ligado ao ex-ministro do Planejamento do governo Lula e das Comunicações no primeiro governo Dilma, Paulo Bernardo, recebeu cerca de R$ 7 milhões entre 2010 e 2015 por meio de esquema que desviou cerca de R$ 100 milhões da pasta em fraude no crédito consignado a funcionários públicos, segundo a Polícia Federal. Ele foi preso nesta quinta-feira (23) na Operação Custo Brasil, desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato, em Brasília.
 
O valor que foi recebido por escritórios ligados a Bernardo foi apurado com base em notas fiscais do Grupo Consist, contratado pelo esquema para operacionalizar o crédito consignado a funcionários públicos da União. A Consist é apontada pelo juiz Sérgio Moro, à frente da Operação Lava Jato, que investiga o esquema na Petrobras, por ser responsável pelo pagamento de propina a partidos e políticos.

Do 70% do total do esquema - cerca de R$ 100 milhões no período de 2010 a 2015, Paulo Bernardo teve direito a quantias que variavam entre 9,5% e 2%, dependendo de sua função no governo e na manutenção da fraude. O restante do total do esquema - 30% - ficava como pagamento para a Consist pelo serviço.
 
A quantia percentual de Bernardo era direcionada por meio deescritórios de advocacias que prestaram serviços de forma "laranja", segundo Andrey Borges de Mendonça, procurador da República que investiga o caso. Os escritórios ficavam em média com 20% do valor total. "Os R$ 7 milhões foi o que se apurou em notas da Consist para o escritório de advocacia. O que apuramos foi que 80% do total repassado ao escritório [cerca de R$ 5,6 milhões] ia para Paulo Bernardo", disse Mendonça.
 
Além de Bernardo, outros atores tinham direito a porcentagens dentro do pagamento da propina, entre eles o Alexandre Romano, que ficava com 20% do total dos 70%. Da parcela de Romano, 80% era destinado ao Partido dos Trabalhadores (PT). O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto é quem decidia as porcentagens que cada um deveria receber, informou o procurador da República Andrey Borges de Mendonça. (G1)

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 12:02
BNDES VAI ESTRUTURAR PRIVATIZAÇÃO DE ESTATAIS


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai estruturar as operações de privatização das estatais controladas pelos Estados. Prioridade da presidente da instituição, Maria Sílvia Bastos Marques, o programa tem potencial para garantir uma nova "onda" de privatização no País, na avaliação de integrantes da equipe econômica.

O dinheiro com a venda das estatais estaduais será usado para o abatimento da dívida com a União. Na reunião que selou o acordo de auxílio financeiro a governadores, na segunda-feira, a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, já apresentou as linhas gerais do programa aos secretários de Fazenda. O banco de fomento vai assumir o papel que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, desenhou para a instituição, que não deve se resumir aos financiamentos das empresas.

O BNDES já é o gestor daquela que será a primeira privatização do governo Temer, a concessionária de energia de Goiás, Celg. O processo já estava encaminhado na gestão da presidente afastada Dilma Rousseff, mas acabou sendo interrompido por conta das negociações que as lideranças políticas do PT fizeram às vésperas da votação do impeachment.

"Depois de mais de 10 anos sem poder dizer a palavra privatização, o BNDES vai liderar esse processo", disse a secretária de Fazenda do Estado de Goiás, Ana Carla Abrão. Depois da venda da Celg, segundo ela, Goiás prepara um ambicioso plano de venda de ativos do governo estadual. (Estadão)

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 11:44
TEMER REÚNE MINISTROS PARA DISCUTIR SEGURANÇA NA OLIMPÍADA


O presidente em exercício, Michel Temer, convocou na manhã desta quinta-feira (23) uma reunião no Palácio do Planalto com oito ministros para discutir a segurança na Olimpíada do Rio de Janeiro, que ocorrerá em agosto deste ano.

Segundo a assessoria do Planalto, participaram da reunião com Temer os ministros do recém-criado Núcleo Institucional do governo, do qual fazem parte Raul Jungmann (Defesa), Sérgio Etchegoyen (Segurança Institucional), Alexandre de Moraes (Justiça), Fábio Medina (Advocacia-Geral da União), Torquato Jardim (Transparência, Fiscalização e Controle), José Serra (Relações Exteriores), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Dyogo Oliveira (Planejamento).

Conforme a Secretaria de Imprensa da Presidência, após o encontro, alguns ministros deverão conceder entrevista coletiva para detalhar o que foi discutido na reunião. Não houve um anúncio formal do governo sobre a criação desses núcleos, mas, nesta quarta (22), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou que Temer decidiu criar esses colegiados de ministros para fazer reuniões temáticas.

Ontem, por exemplo, o presidente em exercício convocou o Núcleo Econômico, formado por Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira, Blairo Maggi (Agricultura), entre outros. (G1)

.............................................................................................................................................................................................................................................
23/06/2016 11:29
RECEITA ATUA EM AÇÃO DA PF PARA APURAR ENRIQUECIMENTO ILÍCITO E SONEGAÇÃO

 

A Receita Federal informou em nota que participa da Operação Custo Brasil, junto com a Polícia Federal e o Ministério Público, "com o objetivo de identificar o destino dado aos recursos superfaturados nos contratos de adesão pagos pelas instituições financeiras, o enriquecimento ilícito dos envolvidos, a comprovação dos esquemas de lavagem de dinheiro e a constatação de sonegação de impostos e contribuições federais".

Deflagrada nesta quinta-feira, 23, a operação é um desdobramento da Lava Jato para apurar o pagamento de propina proveniente de contratos de prestação de serviços de informática na ordem de R$ 100 milhões a pessoas ligadas a servidores e agentes públicos do Ministério do Planejamento.

O esquema envolveria contratos relacionados à gestão de crédito consignado na folha de pagamento de servidores públicos e teria ocorrido entre os anos de 2010 e 2015.

O ex-ministro Paulo Bernardo, das pastas do Planejamento e das Comunicações nos governos petistas, marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), foi preso preventivamente na operação. O ex-ministro Carlos Gabas (Previdência e Portos) e o jornalista Leonardo Attuch, do Blog Brasil 247, são alvo de condução coercitiva. (Estadão)

.............................................................................................................................................................................................................................................

1... 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 ...6066     Total: 121311



Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960