politica

politica

O QUE VOCÊ ACHA DA CHAPA QUE A OPOSIÇÃO APRESENTOU PARA O GOVERNO DO ESTADO?

“Fico feliz em voltar a prestar serviços aqui perto, na minha cidade, em Salvador. Eu e ACM Neto já demos uma volta em alguns bairros avaliando as situações e prevendo novos projetos. As vias da cidade de hoje são as mesmas de vinte anos atrás e necessitarão de investimentos caros. O nosso maior desafio, com certeza, é melhorar a mobilidade urbana soteropolitana. O governo federal tem muito recurso de mobilidade e vamos buscar isso”,

Fábio Mota
Secretário de Urbanismo e Transporte 

ARTIGOS

VOTE NO SPREAD


O Comitê de Política Monetária aumentou a taxa de juros de em 0,5%, elevando-a para 10,75% ao ano. O aumento foi excessivo, pois tanto o crescimento econômico quanto a inflação estão desacelerando-se. O Índice de Atividade Econômica (IBCBr) do Banco Central interrompeu em maio uma série de 16 meses de crescimento e a inflação, medida pelo IPCA, estabilizou-se em junho. Não havia razão, portanto, para um aumento da taxa de tal magnitude.

A ortodoxia do Banco Central explica o aumento, mas não explica a manutenção de um spread bancário dez vezes maior que a taxa de juros. O “spread” explica porque o leitor recebe por ano cerca de 10% de rentabilidade nas suas aplicações financeiras e paga até 140% de juros quando toma um empréstimo no banco. O spread é a diferença entre os juros pagos pelos bancos na captação de recursos e a taxa aplicada por eles nos empréstimos que concedem.

O spread brasileiro é um dos maiores do mundo, cerca de 10 vezes maior que o dos países desenvolvidos, e fica no mesmo patamar de países muito pobres, com sistema financeiro incipiente como Madagáscar, Paraguai, Peru e Quirguistão. O problema de crédito das empresas brasileiras nãotem origem na Selic, mas sim no elevado spread cobrado pelos bancos. Os banqueiros contam uma história da carochinha e, a depender das circunstâncias, dizem que spread é alto ora por culpa da inadimplência, ora por culpa dos impostos e do compulsório. Não cola, nada disso é capaz de explicar um spread até 15 vezes maior que o juro básico da economia.

A explicação do spread é uma só: os superlucros dos bancos brasileiros. O engraçado é que nem Lula, nem FHC foram capazes de mexer nesse sistema que aumenta o custo Brasil e desestimula o investimento. De vez em quando, o governo diz que o spread vai cair com a concorrência no mercado.

Lorota,o mercado bancário é oligopolizado e tanto o Banco do Brasil, quanto a Caixa Econômica fazem parte do oligopólio. Em suma: o spread só vai diminuir com intervenção do Estado e a fixação de patamares máximos para cada modalidade de crédito. Se você, como eu, está indignado com esse spread abusivo, exija que seu candidato presidente se posicione sobre o assunto e vote contra o spread.

                                                                                                                       Salvador e o BRT

O Superintendente do Sindicato de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps), Horácio Brasil, deu uma entrevista esclarecedora ao portal Bahia Econômica sobre o BRT – Bus Rapid Transit, sistema de transporte de massa que vai ser implantado em Salvador para a Copa do Mundo e quase me convenceu que o sistema é o melhor para a cidade. Mas faltou explicar como o BRT vai funcionar nos locais onde não houver corredor exclusivo para os ônibus.

Nesses locais, os ônibus vão rodar no meio dos carros, atravancando o tráfego e, mesmo assim, vão cumprir horário? No projeto, está prevista uma linha do Aeroporto até a Lapa e uma ligação da Calçada até a Pituba, cruzando o Iguatemi, mas, afora a canaleta exclusiva da Paralela, os ônibus de 160 a 270 lugares vão rodar no meio do engarrafamento? E como se fará a ligação com o metrô, que um dia vai ter de funcionar? E como a população de Cazajeiras, uma outra cidade dentro de Salvador, vai ser contemplada com o projeto? Deve-se admitir que a relação custo/tempo de implantação do projeto é a melhor possível, e isso quaseme convenceu, mas, no restante, o projeto gera muitas perguntas e poucas respostas.

                                                                                                                            Lula e a espinha de peixe

O presidente Lula deu uma declaração das mais importantes para o País, esta semana, quando veio visitar a Bahia. Questionado sobre a Ferrovia Oeste-Leste, o presidente disse que estava doido para iniciar a construção e que seu objetivo era fazer uma espécie de espinha de peixe, interligando várias regiões.

Ao que parece, o presidente quis sugerir que a Ferrovia NorteSul seria o eixo central e outras ferrovias, como a Transnordestina , que corta os estados de Piauí, Ceará e Pernambuco, eaOeste-Leste,que ligaria o município de Figueirópolis, em Goiás, a Ilhéus, cortando todo o território baiano, seriam os ramais horizontais que levariam as cargas aos portos. Se Lula tornar essas obras irreversíveis, vai entrar para a história por resgatar a estrutura ferroviária brasileira e dar um novo rumo ao escoamento da produção no País.

Mas vale lembrar que, se a espinha de peixe ficar pronta, as opções para o escoamento de cargas serão muitas e aí vai ser mais competitivo quem tiver portos competitivos. Assim, se a Bahia não correr, pode se engasgar com a espinha de peixe.

A ponte e o trem-bala


O trem-bala ligando o Rio Janeiro a São Paulo e Campinas vai custar em torno de R$ 34 bilhões. Com tal montante de recursos, seria possível construir 22 pontes Salvador-Itaparica. Se o Tribunal de Contas da União mantiver sua posição, determinando que o governo não poderá financiar mais que 60% da obra e que não poderá haver repasse à tarifa em  caso de frustração de demanda, não vai aparecer consórcio interessado, mesmo a tarifa prevista sendo de R$ 199. Pois bem, este colunista aposta que se o governo federal financiar 60% da ponte Salvador-Itaparica e permitir um pedágio de R$ 199 vai ser mais fácil aparecer interessado para a ponte do que para o trem-bala.

NOTICIAS RELACIONADAS:

DILMA É RECEBIDA COM PROTESTO E GREVE DA PF NA ARENA PANTANAL
TELEBRAS INVESTE MAIS DE R$ 79 MI EM INFRAESTRUTURA PARA ATENDER A COPA
BRASIL CRESCERÁ MENOS QUE A MÉDIA NA AL, DIZ FMI
ANTT ESTABELECE ACORDO PARA TRANSPORTE INTERNACIONAL DURANTE A COPA
PM DA BAIANA OFERECE SERVIÇOS GRATUITOS NESTA SEXTA-FEIRA (25)
PSB REALIZA SEMINÁRIO "PENSAR A BAHIA SUSTENTÁVEL" COM DEBATE SOBRE SAÚDE
APARTAMENTO DE ROBERTO CARLOS NA BAHIA CUSTOU METADE DO ANUNCIADO
SEMANA DE VALORIZAÇÃO DO TRABALHO DOMÉSTICO ACONTECE EM SALVADOR
BEBETO APRESENTA TROFÉU NA ABERTURA DO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO
SECRETÁRIA E VEREADOR CONVERSAM COM POPULAÇÃO SOBRE REORDENAMENTO
Desenvolvido por: Michael Sants