MELHORIAS
Ao todo, foram aplicados R$ 2,1 milhões de recursos do Governo do Estado.
TEMER DIZ QUE NÃO HOUVE CONVITE A IMBASSAHY
POLÍTICA

TEMER DIZ QUE NÃO HOUVE CONVITE A IMBASSAHY
LULA E MAIS TRÊS SÃO DENUNCIADAS PELO MPF POR TRÁFICO DE INFLUÊNCIA
CAÇAS

LULA E MAIS TRÊS SÃO DENUNCIADAS PELO MPF POR TRÁFICO DE INFLUÊNCIA
COLUNISTAS

ENTREVISTAS
SEU INVESTIMENTO
QUAL A DIFERENÇA ENTRE BALANÇA COMERCIAL, BALANÇA DE PAGAMENTOS E SERVIÇOS?
..................................................................


FRASE DO DIA

"A habilidade política do deputado Imbassahy e a sua capacidade de articulação com o Congresso e diversos setores da sociedade são importantes para ajudar o governo neste momento difícil que o país atravessa"

ACM Neto
Prefeito de Salvador ao defender nome de Imbassahy para Secretaria de Governo.



OUTRAS NOTÍCIAS
09/12 - 16h07m


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outras três pessoas, entre elas um dos filhos de Lula, Luis Cláudio, foram denunciados nesta sexta-feira (9) pelo MPF (Ministério Público Federal) em Brasília pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O Ministério Público acusa Lula de ter supostamente negociado sua influência sobre contratações do governo federal. A denúncia acusa Luis Cláudio de ter recebido ao menos R$ 2,5 milhões de empresários ligados ao suposto esquema.

A denúncia aponta a atuação de Lula para interferir na compra de 36 caças do modelo Gripen pelo governo brasileiro e na prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio da Medida Provisória 627. Os casos ocorreram entre 2013 e 2015, quando Lula já não era presidente.

Segundo o MPF, na condição de ex-presidente, Lula integrou um esquema que vendia a promessa de que ele poderia interferir junto ao governo para beneficiar as empresas MMC, grupo Caoa e SAAB. As investigações ocorrem no âmbito da Operação Zelotes da Polícia Federal.

Essas empresas eram clientes Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia Ltda (M&M), escritório de lobby do casal Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, também denunciados. Em troca, segundo o MPF, Mauro e Cristina, donos da M&M, repassaram a Luiz Cláudio pouco mais de R$ 2,5 milhões.

A denúncia ainda não foi analisada pela Justiça Federal, que deverá decidir se aceita ou rejeita a acusação. As informações são do Uol.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 15h53m


O presidente da (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), João Martins Junior, divulgou nota afirmando que os deputados que integram a Frente Parlamentar de Agropecuária (FPA) e defendem os produtores e atividades rurais na Câmara dos Deputados estão sofrendo agressões nas redes sociais e na relação com alguns eleitores por terem aprovado uma série de mudanças no pacote de medidas contra a corrupção.

A nota diz que que é momento de a entidade atuar junto aos sindicatos para esclarecer que ao aprovarem a responsabilização de juízes e membros do Ministério Público, a finalidade foi coibir os abusos que costumam cometer nas questões que envolvem a fiscalização e multas desmedidas.

“Por esse motivo, elaboramos uma nota de esclarecimento para ser enviada aos sindicatos e produtores rurais”, afirma o comunicado.

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 15h35m


 

Durante entrevista a uma rádio baiana, a senadora Lídice da Mata (PSB), aliada da presidente da UPB, Maria Quitéria, comentou o "polêmic" encontro de alguns prefeitos baianos, que se reuniram no resort Vila Galé, em Guarajuba e  disse que é preciso ter cautela, principalmente em tempos de crise.
 
"Estamos precisando imprimir a ideia da crise em todas as nossas ações. Não tem nada demais os prefeitos se reunirem, acho positivo, mas nesses momentos a gente tem que ver  como dosar, como conduz esse tipo de coisa. Eu aproveito e dou um conselho: o momento é de planejarmos as novas gestões, tendo em vista as dificuldades, ao tempo que temos que dar o exemplo também", ressaltou. 
 
Vale lembrar que longo desta semana, cerca de 300 prefeitos dos 417 municípios do estado aproveitaram para curtir o sol e os serviços all inclusive do hotel, ao lado de familiares e acompanhantes. 

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 15h16m

 
Com a entrega de um sistema de abastecimento, nesta sexta-feira (9), pelo governador Rui Costa, a água tratada chegou para mais 1.200 famílias de quatro distritos da zona rural na Chapada Diamantina. Na ocasião, os pequenos agricultores rurais de sete municípios receberam 13 microtratores para ajudar na produção e na capacitação para o trabalho no campo. Os moradores de Catuaba, distrito de Bonito onde a solenidade de entrega foi realizada, também receberam uma creche com capacidade para 105 crianças. Participaram do evento o vice-governador João Leão e os secretários de Infraestrutura Hídrica, Cássio Peixoto, e de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues.
 
O governador destacou que a Bahia recebeu o maior investimento em abastecimento de água da sua história nos últimos 10 anos. “Não existe saúde sem água de qualidade. Estamos investindo no abastecimento e aqui foram aplicados R$ 2,1 milhões de recursos do Governo do Estado. O que faltar aqui, podem levar para a Secretaria de Infraestrutura Hídrica, para a gente fazer ainda mais obras aqui, em parceria com o município, seja em mutirão, seja por licitação”.
 
Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica, Cássio Peixoto, ainda para este ano, estão previstos para entrega mais cinco sistemas de abastecimento simplificados, além de dois sistemas integrados. “É uma vitória muito grande, o Governador vem lutando muito pra que essas entregas acontecessem. Estivemos na semana passada com o ministro da integração, para que fosse liberado o valor das obras. Recentemente renovamos o convênio com o Instituto Nacional de Renovação e Reforma Agrária (Incra), que vai proporcionar 39 assentamentos ainda neste ano, para mais de 2900 famílias”, afirmou.Os 13 microtratores representam um investimento de R$129,7 mil..
 
Rui lembrou que é a segunda vez que ele vai ao município de Bonito como Governador. “A primeira vez, nós inauguramos um distrito de Segurança Pública, no valor de R$ 1,7 milhão, e agora nós voltamos para fazer três entregas que melhoram a vida das pessoas”. Segundo o governador, a partir de janeiro será iniciada uma série de visitas aos municípios baianos. “Vamos começar uma caminhada para detalhar as prioridades a geração de emprego e renda, o que é a minha obsessão. A melhor forma de fazer isso é o governo se aproximar de cada município e conversar com os produtores rurais, industriais, comércio, lideranças, para planejar e realizar as ações que desenvolvam mais rapidamente o nosso estado”.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 15h07m


O recuo do Palácio do Planalto em anunciar o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), como novo ministro da Secretaria de Governo causou surpresa e irritação nos tucanos.

Deputados e líderes da sigla concluíram nesta sexta-feira, 9, que a postura do governo expôs o partido e precisa ser devidamente explicada ao comando do PSDB até segunda-feira, 12, prazo que o Planalto havia dado para formalizar a escolha de Imbassahy. "Sem o PSDB, esse governo não vai. Como Temer vai contornar, não sei", disse um parlamentar.

Reunidos em São Paulo com o deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), cotado para liderar a bancada na Câmara no próximo ano, os tucanos concluíram que era preciso esperar para ver como o presidente Michel Temer vai resolver a situação.

Segundo fontes, alguns tucanos sugeriram o rompimento e Imbassahy teria manifestado preocupação em pacificar a bancada diante do episódio. "Criou um mal-estar, não tenho dúvidas. Quem fez o convite tem de fazer o 'desconvite'. Imbassahy é um cara querido, se não achar uma solução razoável, complica", avaliou um deputado.

Oficialmente, os tucanos dizem não terem sido informados de que Imbassahy não assumirá mais a pasta. As informações são do Estadão.

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 14h49m


O ministro de Relações Exteriores, José Serra, afirmou nesta sexta-feira, 9, que há uma recuperação da confiança dos empresários nas políticas econômicas do governo, especialmente na fiscal, e o ambiente de investimentos deve melhorar em breve.

Serra disse que a PEC do Teto dos Gastos já está praticamente aprovada na Câmara Alta, mas lembrou que o prazo é curto, já que o recesso parlamentar começa em breve.

"Não sei se há condições políticas para adiar o começo do recesso. Talvez a aprovação da PEC fique para o começo do próximo ano", afirmou ao participar do almoço anual da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

O ministro destacou, no entanto, que o governo tem uma base forte de apoio no Congresso. As informações são do Estadão.

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 14h16m


Em sua primeira visita ao Nordeste, o presidente da República, Michel Temer, afirmou que a região é prioridade para o governo. Após conhecer a barragem de Jucazinho, que fica no município de Surubim, em Pernambuco, o presidente reiterou a importância das obras hídricas para os estados nordestinos.

“Passamos mais de R$ 200 milhões para obras hídricas durante o nosso período, e vamos passar mais, porque investir em água é garantir direitos”, afirmou. Temer ressaltou que o governo tem atuado para combater a seca que assola a região. “Nós destinamos verbas a todas as obras de dificuldades hídricas da região do Nordeste”, disse.

O presidente destacou que o governo está liberando R$ 12 milhões para a obra de Jucazinho, de um total de R$ 53 milhões, “para prevenir o futuro”. Em seu discurso, Temer apontou outra medida do seu governo para o combate à pobreza: o reajuste de 12,5% do programa Bolsa Família.

Ele reforçou que não cortará programas sociais e ressaltou o lançamento do Cartão Reforma e do plano de regularização fundiária nas cidades. O presidente também anunciou a entrega de 20 mil casas do Minha Casa Minha Vida, neste mês.

O presidente Temer também defendeu as medidas econômicas propostas pelo governo para reorganizar a economia. Durante o evento, ele afirmou que alguém tinha de ter coragem de resolver os problemas pelos quais o País passa.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 14h00m


A primeira visita de Michel Temer (PMDB) como presidente a uma cidade do Nordeste foi marcada por queixas e frustração. Prefeitos e vereadores de cidades vizinhas a Surubim (PE) foram barrados e não puderam acompanhar o anúncio do investimento de R$ 53 milhões para o agreste pernambucano.

O vice-prefeito de Santa Maria do Cambucá (PE), Mário Filho (PMDB), cancelou um compromisso pessoal e remarcou reuniões profissionais para acompanhar o presidente Temer. Mesmo sem convite formal, o político tentou participar do evento.

"Achei que como autoridade de um município poderia assistir à solenidade que interessa a todos os moradores da minha cidade. Queria saber sobre o investimento e para onde ele vai, mas só saberei por terceiros", disse.

Depois de receber o convite por telefone do Ministério das Cidades, Hilário Paulo (PSD), prefeito eleito de Brejo da Madre de Deus, cancelou a reunião para tratar da transição de governo e viajou 120 quilômetros até a Barragem de Jucazinho. Ele, no entanto, não passou da barreira formada por policiais militares e soldados do Exército.

Meia hora antes do início do evento, era grande a concentração de políticos e assessores na porta da barragem. Em nenhum dos dois acessos disponíveis havia, segundo militares que faziam a segurança, rádios comunicadores para tentar a liberação. Sinal de celular também era inexistente. As informações são da Folha.

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 13h50m

 
O Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União informou nesta sexta-feira (9) que 6.130 servidores foram expulsos do serviço público entre 2003 e 2016. Destes, 65% estavam envolvidos em corrupção, o que representa quase 4 mil servidores. Apenas em 2016, foram expulsos do serviço público 471 funcionários.Em balanço apresentado durante o Dia Internacional contra a Corrupção, o ministério informou que desde 2003 foram deflagradas 247 operações de combate a corrupções. Essas operações foram realizadas em ações que somam R$ 4 bilhões.
 
Segundo o secretário-executivo do Ministério da Transparência, Wagner Rosário, 67% dos atos de corrupção investigados nessas operações ocorreram em áreas de saúde e educação. "São obras inacabadas, desvios em merenda escolar, medicamentos vencidos e mal amarzenados que não servem ao seu propósito", disse Rosário.O secretário afirmou ainda grande parte das ações ocorrem em municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). "O baixo IDH é uma das consequências das ações de corrupção."
 
Somente em 2016, a controladoria aplicou 1.104 punições para empresas privadas por denúncias de corrupção. Dessas, 30 empresas estavam envolvidas com as denúncias da Operação Lava Jato e 3 foram declaradas inidôneas e não poderão fazer contratos com o setor público. São elas: Mendes Júnior, Skanska e Iesa.De acordo com o ministério, de janeiro a junho de 2016 as ações da controladoria geraram R$ 952 milhões aos cofres públicos. Desde 2012, as ações economizaram R$ 15,9 bilhões aos cofres públicos. Só em 2015, a economia foi de R$ 2,4 bilhões.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 13h18m

 
O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira que partidos da base aliada reagiram à possibilidade de o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antônio Imbassahy (BA), assumir a Secretaria de Governo devido à disputa para a presidência da Casa, e garantiu que não existe crise no governo.Temer disse que Imbassahy é o nome mais adequado para o cargo e confirmou a pressão do centrão para que não sacramentasse a indicação.
 
"Imbassahy é um homem politicamente muito adequado, elegantíssimo no trato, e é exatamente o que eu preciso na Secretaria de Governo",  afirmou.Em seguida, o presidente confirmou as conversas com o PSDB, mas afirmou que não houve um convite formal ao tucano. Temer queria, antes, acertar com os demais aliados, caso dos deputados que integram o centrão e tinham interesse na pasta. O “centrão” tentou emplacar na Secretaria de Governo o ex-deputado Sandro Mabel, amigo de Temer, mas bem relacionado com este grupo da Câmara. Como a negociação não evoluiu, um grupo de parlamentares passou a trabalhar pela indicação do líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO).
 
— Houve uma certa reação não em relação ao nome do Imbassahy, que é um nome mais do que prezado por mim e pelos colegas do Parlamento, mas é que estamos em processo de eleições na Câmara Federal, e alguns partidos acharam que isso poderia favorecer um ou outro candidato. Nós temos uma base muito ampla, então eu não posso, especialmente tendo em vista o apoio extraordinário que o Congresso Nacional está dando a nossas medidas, não posso desagradar uma ponta da base.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 12h52m

 
 

Uma organização criminosa suspeita de roubo de cargas no Nordeste do Brasil é alvo da operação conjunta "Canto da Sereia", da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagrada nesta sexta-feira, 9. A ação acontece na Bahia, Sergipe, Alagoas, São Paulo, Mato Grosso e Goiás. A PF estima que o grupo tenha causado prejuízo de R$ 15 milhões.
 
São cumpridos 28 mandados de prisão preventiva, 7 mandados de prisão temporária e 49 mandados de busca e apreensão, sendo que aqui no estado, a ação acontece nas cidades de Euclides da Cunha e Caldas do Jorro.
 
A organização criminosa aliciava motoristas para que eles entregassem as cargas de interesse do grupo. Em seguida, o condutor registrava ocorrência de roubo em outro estado.
 
Em 2015, a PF e PRF realizaram a Operação "Subida da Torre" para coibir esse tipo de crime. O grupo diminuiu a ação, mas continuava operando nas BR 101, 116 e 316, que cortam a Bahia, Sergipe e Pernambuco. (A Tarde)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 12h34m

 

 
O Indicador de Intenção de Investimentos da Indústria da Fundação Getulio Vargas subiu 2,6 pontos atingindo 93,0 pontos no quarto trimestre de 2016, na comparação com o trimestre imediatamente anterior.

Este é o maior nível desde o primeiro trimestre de 2015, quando o indicador alcançou 100,8 pontos. Apesar disso, o resultado ainda abaixo de 100 pontos significa que o número de empresas prevendo reduzir investimentos nos 12 meses seguintes supera o das que preveem aumentar.

O Indicador de Intenção de Investimentos mede a disseminação do ímpeto de investimento entre as empresas industriais, colaborando, desta forma, para antecipar tendências econômicas.

No quarto trimestre de 2016, 17,8% das empresas estão prevendo investir mais nos 12 meses seguintes, e 24,8% prevendo investir menos. No trimestre anterior, esses percentuais haviam sido de 14,8% e 24,4%, respectivamente.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 12h21m

Os preços dos combustíveis subiram 0,51% em novembro ao passo que o IPCA, considerado a inflação oficial do país ficou em 0,18%, mostram os dados divulgados nesta sexta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A inflação dos combustíveis foi puxada em outubro pelo etanol, que avançou 4,71% no mês. Os preços dos demais combustíveis recuaram. A gasolina caiu 0,43%, o diesel recuou 0,47% e o gás veicular ficou 0,63% mais barato.

No acumulado do ano, todos os combustíveis registram alta de 1,71%, segundo o IBGE – abaixo do IPCA de janeiro a novembro (5,97%). Os preços da gasolina acumulam alta de 0,78% no ano e os do diesel, de 0,73%. Já o etanol subiu 5,87%.

Os combustíveis representam cerca de 5% da composição do IPCA e, portanto, têm contribuído com a desaceleração da inflação em 2016. (G1)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 12h07m

 
O Indicador de custos industriais registrou alta de 0,3% no terceiro trimestre, na comparação com os três meses anteriores, descontados os efeitos sazonais, ao mesmo tempo em que os preços dos produtos industriais subiram 0,5%, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira (9).

De acordo com a entidade, houve redução dos gastos das indústrias com energia e bens intermediários (insumos industriais usados na produção) e com o capital de giro e as quedas registradas nesses indicadores compensaram o aumento de 2% nos custos com pessoal e de 1,6% no custo tributário, registrados no terceiro trimestre em relação ao período imediatamente anterior, na série dessazonalizada.

Conforme o estudo, o indicador de custo com capital de giro caiu 2,8% na comparação com o segundo trimestre, na série dessazonalizada. Foi a segunda queda do indicador. A CNI avaliou que o custo com capital de giro apresentava tendência de queda, mesmo antes da redução dos juros básicos da economia.

"A retração no custo com capital de giro reflete a melhora na percepção de risco e o maior comprometimento das autoridades monetárias com a convergência da inflação à meta em 2017", informou a entidade, por meio do estudo. (G1)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 11h45m


O Elevador Lacerda, monumento histórico de Salvador, ganhará iluminação na cor vermelha a partir do domingo (11), a fim de chamar a atenção para o combate à Aids. A iniciativa, promovida em parceria pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS), integra as ações de conscientização que possuem como intuito criar um espírito de tolerância social, além de alertar para os cuidados com a doença. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 100 mil pessoas não sabem que estão infetadas pelo vírus HIV. A programação segue até o próximo dia 31.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 11h32m


 

Os preparativos para a maior festa de fim de ano do país estão a todo vapor. A menos de 20 dias para o início da festa, a Prefeitura já realiza obras na Praça Cairu, no bairro do Comércio. Quem passa pela região já pode perceber o movimento intenso de trabalho para transformar o local na Arena Daniela Mercury, entre os dias 28 de dezembro e 1° de janeiro. O site para conferir a programação completa do Réveillon Salvador 2017 é o www.viva2017.com.br.
 
O palco que receberá os 28 shows em cinco dias de comemoração terá cerca de 500 m², onde se revezarão mais de 300 artistas. Vale lembrar que o palco vai contar ainda com peças cenográficas e equipamentos de iluminação em LED. Estão em obras também espaços como a sala de imprensa, uma sala para entrevistas e 12 camarins. Em frente à Praça Cairu será instalado ainda um camarote especial com 1.200 m² para quem pretende aproveitar a celebração em um local mais reservado. 
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 11h30m


 

Em sua estreia em viagens pelo Nordeste como presidente, Michel Temer concedeu entrevista a uma rádio de Pernambuco, na manhã desta sexta-feira, 9, e disse que não houve recuo em relação a escolha do líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), para comandar a Secretaria de Governo no lugar do ex-ministro Geddel Vieira Lima. 
 
O presidente reconheceu que há um acordo para um maior espaço do PSDB no governo, destacou que a legenda já tem o comando de três "grandes pastas", mas disse que é preciso costurar melhor o acordo com a base aliada para que seja enfim encontrado o substituto de Geddel.
 
"Houve um equívoco. Antes que eu fechasse a imprensa noticiou, não sei por meio de quem, mas o fato é que não estava fechada a matéria", disse. O presidente reconheceu que o nome de Imbassahy foi cogitado, destacou o perfil do deputado baiano e disse que recebeu a indicação "com o maior agrado". "É politicamente adequado, elegante do trato", destacou.
 
Segundo interlocutores, o presidente escolheu Imbassahy, mas recuou no anúncio diante das reações contrárias. (Estadão)

Vejam também: ACM Neto defende o nome de Imbassahy para articulação de Temer
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 11h10m


 

Três em cada dez mulheres que moram no Nordeste sofreram ao menos um episódio de violência doméstica ao longo vida, de acordo com dados que serão divulgados nesta quinta-feira, 8, pela Universidade Federal do Ceará (UFC). A pesquisa aplicou questionários em 10 mil mulheres para conhecer a realidade da violência na região e detectou ainda que capitais como Salvador, Natal e Fortaleza apresentaram maiores índices de casos.
 
Em parceria com o Instituto Maria da Penha, e financiado pela Secretaria de Políticas para Mulheres, do governo federal, a pesquisa mostrou que 27% das mulheres entre 15 e 49 anos sofreram algum episódio de violência emocional - como insultos, humilhações ou ameaças -, 17,2% sofreram fisicamente e 7,13%, sexualmente, algo considerado “no mínimo, alarmante”. Se considerado os últimos 12 meses, as porcentagens são 11,92%, 5,38% e 2,42%.
 
O estudo mostrou que a violência quase sempre é perpetrada por cônjuge, ex-cônjuge, companheiro, ex companheiro ou namorado. A avaliação conseguiu fazer uma análise separada por capital e apontou que Natal tem a maior recorrência de casos de violência emocional (34,82%), enquanto Salvador está à frente na lista de relatos de violência física (19,76%) e João Pessoa (8,8%), na sexual. (Estadão)
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 10h48m

 
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspende, a partir de hoje (9), a comercialização de 69 planos de saúde de 11 operadoras em razão de reclamações sobre a cobertura assistencial, como negativas e demora no atendimento. A medida faz parte do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. 
 
No período de 1º de julho a 30 de setembro deste ano, a ANS recebeu 16.043 reclamações de natureza assistencial em seus canais de atendimento. Desse total, 13.956 queixas foram consideradas para análise. São excluídas reclamações de operadoras que estão em portabilidade de carências, liquidação extrajudicial ou em processo de alienação de carteira. No universo avaliado, 90,4% das reclamações foram resolvidas via Notificação de Intermediação Preliminar.
 
Os 69 planos de saúde suspensos, juntos, somam cerca de 692 mil beneficiários. Estes clientes, de acordo com a agência, continuam a ter a assistência regular a que têm direito e ficam protegidos com a medida, uma vez que as operadoras terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos beneficiários.
 
Das 11 operadoras com planos suspensos, uma já tinha planos suspensos no período anterior e dez não constavam na última lista de suspensões. Paralelamente, oito operadoras poderão voltar a comercializar 22 produtos que estavam impedidos de serem vendidos. (Agência Brasil)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 10h34m


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), usado para calcular a inflação para famílias com renda de até cinco salários mínimos, ficou em 0,07% em novembro deste ano. A taxa é inferior à registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial de todas as faixas de renda, que registrou taxa de 0,18% no mesmo período.
 
Segundo dados divulgados hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no entanto, em 12 meses o INPC acumula uma taxa de 7,39%, acima dos 6,99% acumulados pela inflação oficial neste mesmo período.
 
Pelo INPC, os produtos alimentícios tiveram queda de preços de 0,31% em novembro, enquanto os não alimentícios tiveram inflação de 0,25% no período. (Agência Brasil)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 10h22m

 
 

O projeto Revitalizar, destinado a incentivar a restauração e recuperação dos imóveis do Centro Antigo de Salvador, e o edital do Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável e Inovação (PIDI) para implantação da Vila Cultural da Barroquinha serão lançados pelo prefeito ACM Neto nesta segunda-feira (12), às 14h30, no salão nobre da Associação Comercial da Bahia, no Comércio.
 
O Revitalizar tem como objetivo estimular a restauração, recuperação ou reforma dos imóveis no Centro Histórico, tombados ou não, e a implantação de habitações e novas atividades econômicas, gerando dinamismo, trabalho e renda na região. Serão beneficiados os bairros do Centro, Pelourinho, Santo Antonio, Comércio, Saúde, Nazaré, Tororó, Barris, Barbalho, Lapinha e, parcialmente, a Liberdade. As medidas deverão ter resultados positivos nos próximos dez anos.
 
Para tanto, um projeto de lei será enviado à Câmara de Vereadores estabelecendo incentivos fiscais como redução de 50% do IPTU do imóvel beneficiado por dez anos, isenção do ITIV e das taxas de licenciamento para a realização das obras. Será estimulado o uso misto dos imóveis, tombados ou não, e incentivadas, com redução do ISS, as atividades de economia criativa (fonografia, fotografia, cinematografia, composição gráfica, programação e comunicação visual), diversão e lazer (cinema de rua, shows, dança, desfiles, concertos, festivais e produção cultural).
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 10h02m


O principal índice da bolsa paulista operava em território positivo no começo do pregão desta sexta-feira (9), amparado nos ganhos de ações de bancos e da Petrobras, à espera de novidades no campo político e avanços em medidas para recuperação da economia. Às 10h17 desta sexta-feira (9), o principal índice de ações da bolsa subia 0,46%, aos 60.957 pontos.

O Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira (8), após o Banco Central Europeu (BCE) reduzir o programa de estímulos a 60 bilhões de euros por mês e o presidente da instituição, Mario Draghi, ter sinalizado sobre o avanço da economia da região. O indicador terminou o dia em baixa de 1,2%, a 60.676 pontos. (G1)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 09h57m


 

Em Brasília, o prefeito ACM Neto (DEM) encontrou-se na última quarta-feira com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para discutir a participação nos recursos provenientes da Lei de Repatriação. 
 
“Nesse momento de crise, as prefeituras precisam agir para garantir os recursos aos quais têm direito. Estamos aqui para pedir o apoio da ministra na defesa dos interesses do municipalismo. Esses são os interesses dos brasileiros, que vivem nas cidades, onde existe a maior parte das demandas dos serviços púbicos”, declarou o democrata na ocasião.
 
Na última segunda-feira, durante o encontro de prefeitos eleitos realizado em Salvador, Neto já havia discursado que os gestores deveriam “apertar o cinto” das contas públicas se quisessem superar a conjuntura desfavorável. 
 
O demista lembrou que, na última semana, havia anunciado uma reforma administrativa com o objetivo de economizar mais de R$ 100 milhões para a gestão de seu próximo mandato. Ele enfatizou que as despesas devem ser controladas de modo que não ultrapassem as receitas, e que o início da gestão é o momento de tomar as medidas mais austeras. (Tribuna)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 09h48m


 

O Palácio do Planalto negou hoje (9) a possibilidade de redução da idade mínima de 65 anos para homens e mulheres requererem a aposentadoria, conforme previsto na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016, da reforma da Previdência, enviada na última segunda-feira (5) ao Congresso Nacional.
 
Em nota, o governo federal explica que a idade de 65 anos se baseia no envelhecimento da população brasileira e é “ponto central para que se encontre equilíbrio futuro nos gastos com aposentadorias”. O texto diz ainda que “o governo fará todo o possível junto à sua base aliada no Congresso Nacional para a manutenção do texto original da reforma”. (Agência Brasil)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 09h39m


 

A Receita Federal liberou ontem a consulta ao sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda de 2016. Após a conclusão do processamento das declarações, 32.192 baianos permaneceram retidos na malha, o que representa um aumento de quase 18% em relação a 2015. 
 
No ano passado, foram 27.364 declarações retidas no estado. Outros 63.583 contribuintes foram contemplados e deverão receber o crédito relacionado ao exercício 2016 no próximo dia 15. Além destes, outros 4.547 baianos também foram contemplados e vão receber restituições relacionadas a exercícios entre 2009 e 2015. O último lote de restituições vai pagar na Bahia pouco mais de R$ 107 milhões. (Correio)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 09h29m


 

Executivos da Odebrecht afirmaram à força-tarefa da Lava-Jato, em Brasília, que repassaram R$ 2 milhões em dinheiro vivo, por meio de caixa dois, às campanhas de 2010 e 2014 do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo a delação, duas pessoas próximas ao tucano foram citadas como intermediárias na negociação: o cunhado Adhemar Ribeiro, irmão da primeira-dama Lu Alckmin, e o atual secretário de Planejamento do governo paulista, Marcos Monteiro.
 
Apontado como um dos responsáveis por negociar doações para campanhas de políticos, o ex-diretor da empreiteira Carlos Armando Paschoal é um dos executivos identificados pela reportagem do jornal “Folha de S. Paulo”, publicada nesta sexta-feira, que citaram o repasse ao tucano. Conhecido como “CAP”, ele também seria o responsável pelo suposto pagamento de R$ 23 milhões à campanha presidencial de José Serra, em 2010, também via caixa dois.
 
No total, 77 funcionários da empresa assinaram acordo de delação premiada. Alckmin seria chamado de “MM” durante as negociações dos recursos para sua campanha, segundo delatores disseram aos investigadores.
 
Ainda segundo o jornal, suas campanhas não registraram no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) doações da Odebrecht em 2010 e 2014. Haveria apenas uma contribuição de R$ 100 mil da empresa do ramo petroquímico Braskem, controlada pela empreiteira, em 2010; e outros R$ 200 mil repassados à campanha do tucano pelo comitê. 
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 08h49m

 


O dólar sobe nesta sexta-feira (9), influenciado pela alta da moeda ante outras divisas no exterior e pelo ambiente político depois que Renan Calheiros foi mantido na presidência do Senado. Às 9h10, a moeda norte-americana subia 0,08%, vendida a R$ 3,3859.

Na véspera, a moeda cedeu 0,62%, indo abaixo de R$ 3,40, a R$ 3,3830 na venda, pela primeira vez em dezembro, com o mercado apostando que a permanência de Renan deve facilitar a votação de medidas econômicas importantes para o governo do presidente Michel Temer. Foi a quarta queda seguida.

Na semana, a moeda acumula queda de 2,58% e no mês, de 0,13%. No ano, há desvalorização de 14,31% do dólar em relação ao real.

O Banco Central realiza nesta manhã leilão de swap cambial tradicional, equivalente à venda de dólares no futuro, com oferta de até 15 mil contratos para rolagem do vencimento de janeiro. (G1)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 08h38m

 

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo IBGE, apresentou variação de 0,10% em novembro, e ficou bem abaixo da taxa de outubro (0,64%). Com isto, os últimos doze meses foram para 6,18%, resultado inferior aos 6,37% registrados nos doze meses imediatamente anteriores. Em novembro de 2015, o índice foi 0,28%.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em outubro fechou em R$ 1.021,25, em novembro situou-se em R$ 1.022,26, sendo R$ 531,18 relativos aos materiais e R$ 491,08 à mão de obra.

A parcela dos materiais ficou em -0,06%, caindo 0,16 pontos percentuais em relação à taxa do mês anterior (0,10%). Já a parcela da mão de obra apresentou variação de 0,27%, bem menos do que no mês anterior (1,23%). De janeiro a novembro deste ano os acumulados estão em 2,91% (materiais) e 9,77% (mão de obra), sendo que em doze meses ficaram em 3,03% (materiais) e 9,77% (mão de obra).

A região Nordeste, com 0,53%, ficou com a maior variação regional em novembro. As demais apresentaram os seguintes resultados: -0,12% (Norte), -0,15% (Sudeste), 0,05% (Sul) e 0,13% (Centro-Oeste). Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 1.036,79 (Norte), R$ 945,74 (Nordeste), R$ 1.071,71 (Sudeste), R$ 1.045,86 (Sul) e R$ 1.033,10 (Centro-Oeste).

Na Bahia, a variação do índice foi de 0,12% em novembro. No ano, acumula alta de 6,17%, e de 6,25% em doze meses. Já o custo médio foi de R$ 942,13 por m². Os dados foram divulgados hoje (09) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). 
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 08h29m


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de novembro variou 0,18% e ficou abaixo dos 0,26% de outubro, constituindo-se no menor índice para os meses de novembro desde 1998, quando registrou queda de 0,12%. Com isto, no acumulado do ano a inflação está em 5,97%, bem abaixo dos 9,62% de igual período do ano anterior.

Considerando os últimos 12 meses, a taxa foi para 6,99%, abaixo dos 7,87% relativos aos 12 meses imediatamente anteriores. Em novembro de 2015 o IPCA foi 1,01%.

Os grupos artigos de residência (-0,16%) e alimentação e bebidas (-0,20%) apresentaram os mais baixos resultados no índice do mês.  No grupo alimentação e bebidas, a queda se aprofundou para -0,20%, enquanto havia ficado em -0,05% em outubro. A maior queda foi nos preços do feijão carioca (-17,52%), seguido pelo tomate (-15,15%) e pela batata inglesa (-8,28%).

Do lado dos grupos em alta, as variações mais elevadas ficaram com saúde e cuidados pessoais (0,57%), com destaque para o item plano de saúde (1,07%) e o grupo despesas pessoais (0,47%), sobressaindo o item empregado doméstico (0,87%).

Em Salvador, a inflação caiu de 050%, em outubro, para -0,05% em novembro. No ano, a inflação acumulada na capital baiana é de 6,37%, e de 7,38% em doze meses. Os dados foram divulgados hoje (09) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). 
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 08h18m


A produção industrial da Bahia caiu 7,4% em outubro, na comparação com igual período do ano passado. A retração foi semelhante a nacional (-7,3%) nessa comparação. Já em relação a setembro, deste ano, a queda foi de apenas 0,3%, com ajuste sazonal.

Com o resultado, o índice de média móvel trimestral avançou 2,4% em outubro. O índice acumulado de janeiro a outubro, por sua vez, apontou redução de 4,6% e reverteu o ligeiro resultado positivo observado no primeiro semestre do ano (0,1%). Já no acumulado dos últimos doze meses, a indústria baiana teve retração de 5,4% em outubro.

Na comparação outubro de 2016 / outubro de 2015, o setor industrial baiano seis das doze atividades pesquisadas tiveram queda. A maior contribuição negativa sobre o total global veio do setor de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-20,0%), pressionado, principalmente, pela menor produção de óleo diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP), óleos combustíveis, gasolina automotiva e álcool etílico.

Vale citar ainda os recuos vindos de metalurgia (-24,2%), de indústrias extrativas (-26,0%), de produtos de minerais não-metálicos (-29,3%) e de produtos de borracha e de material plástico (-13,3%).

Em sentido contrário, exerceram impacto positivo as atividades de celulose, papel e produtos de papel (24,3%), de outros produtos químicos (8,7%), de veículos automotores, reboques e carrocerias (6,3%) e de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados (13,0%). Os números são da Pesquisa Industial Mensal - Produção Física, divulgada hoje (09) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 08h14m


 

Quem ainda não sacou o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 precisa se programar para fazer o saque do benefício até o dia 29 de dezembro. Cerca de 935 mil trabalhadores ainda não retiraram o dinheiro em todo o Brasil. E a grana dá uma boa ajuda no orçamento nesse final de ano: o valor é de um  salário mínimo (R$ 880). Quem não sacar perde o dinheiro. Tem direito ao Abono Salarial ano-base 2014 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e tenha seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 
 
Para ter certeza se está entre os beneficiados, o trabalhador pode acessar o portal trabalho.gov.br/abono-salarial, inserir CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento e fazer uma consulta. A Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também tem informações sobre o PIS/Pasep. Se você consultar e tiver direito ao benefício para sacar o abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada, pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa, ou a uma Casa Lotérica. (Correio)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h49m


Um dia após conseguir permanecer na presidência do Senado, com o aval do Supremo Tribunal Federal (STF), Renan Calheiros (PMDB-AL) voltou a comandar as sessões no plenário e deu ritmo célere à PEC do Teto. A proposta é uma das principais preocupações do governo Michel Temer, que operou para manter o peemedebista no comando do Congresso.
 
Em uma situação incomum, Renan determinou a abertura de três sessões em menos de seis horas e completou o prazo regimental para colocar em votação a PEC do Teto. Além disso, adiantou a sessão de votação do projeto, que normalmente começa às 16h, para as 10h, a fim de evitar que a discussão entrasse pela madrugada. A votação final do texto em segundo turno está marcada para a próxima terça-feira, dia 13.
 
"Estamos somando esforços no sentido de que possamos recuperar o tempo perdido nessas últimas horas. Concluímos a realização da terceira e última sessão de discussão da PEC e a sessão para sua apreciação, desde logo, já está convocada para terça-feira, às 10 horas da manhã", justificou Renan.
 
Desde a decisão liminar do ministro do STF Marco Aurélio Mello, que afastou Renan da presidência do Senado na última segunda-feira, o Planalto trabalhou para mantê-lo no cargo e evitar que o petista Jorge Viana (AC), vice-presidente, assumisse o posto. O temor era que Viana, em nome da oposição, atrapalhasse a pauta de votação de interesse do governo. (Estadão)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h40m


 

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos imobiliários, avançou 0,20% na primeira prévia de dezembro, depois de registrar deflação de 0,11% no início de novembro.
 
No ano e em 12 meses, o indicador acumula alta de 6,81%, segundo informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta sexta-feira (9).
 
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que entra no cálculo do IGP-M, com o maior peso entre os subíndices, registrou variação de 0,30% na primeira semana de dezembro, depois de recuar 0,29% em novembro.
 
O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que avalia os preços da construção e que tem o menor peso no cálculo do IGP-M, registrou variação de 0,12%, no primeiro decêndio de dezembro. No mês anterior, esse índice apresentou taxa de variação de 0,27%. (G1)
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h34m

 


O Senado aprovou nesta quinta-feira (8) um projeto que atualiza a legislação de licitações e contratos da administração pública. A proposta ainda precisa passar por um segundo turno de votação antes de seguir para análise da Câmara dos Deputados.

Pelo texto, empresas que vencerem concorrências terão que contratar um seguro com valor correspondente a até 30% do custo da obra licitada. O objetivo é garantir a continuidade do empreendimento na hipótese de a empresa enfrentar dificuldades financeiras.

O projeto também prevê que as empresas apresentem projetos completos das obras e não apenas os projetos básico e executivo. Isso permitirá que o contratante tenha mais segurança em relação à viabilidade da obra.

A proposta também prevê que, em caso de paralisação das obras, o poder público poderá optar pela continuidade do contrato e pela solução da irregularidade por meio da cobrança de indenização por perdas, além da aplicação de punições e da apuração de responsabilidades. (G1)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h25m


Os Estados devem ser afetados pelas regras mais rígidas de gestão nos Regimes Próprios de Previdência Social que o governo pretende criar por meio da Lei de Responsabilidade Previdenciária. Hoje, há governadores que recorrem a liminares judiciais para continuarem em situação regular mesmo depois de sacarem dinheiro dos fundos que recolhem as contribuições de servidores públicos para pagar outras despesas.
 
O texto da reforma da Previdência traz dispositivos que pretendem incluir na Constituição a proibição dessa prática. O objetivo é garantir que os recursos dos fundos previdenciários dos servidores estaduais sejam destinados apenas aos pagamentos de benefícios vinculados àquele fundo. Em caso de descumprimento, está prevista uma série de sanções, como a suspensão de transferências, concessão de empréstimos, garantias a financiamentos e subvenções pela União.
 
Além de incluir a proibição no texto constitucional, a Lei de Responsabilidade Previdenciária deve coibir a prática, uma vez que vai instituir normas de gestão, modelo de financiamento e fiscalização pela União e por órgãos de controle externo. Sua criação já está prevista na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma.
 
Boletim divulgado pelo Ministério da Fazenda mostra que os Estados tiveram déficit de R$ 77 bilhões em seus regimes de previdência em 2015. Em muitos casos, o número de servidores ativos e inativos é igual, o que gera uma conta enorme para os cofres estaduais. Com a queda de receitas em função da crise econômica, a situação ficou ainda mais grave. (Estadão)
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h24m

 

Nome já presente na gestão do prefeito ACM Neto (DEM), o ex-secretário de Educação Guilherme Bellintani vai assumir a Secretaria Municipal de Urbanismo e Desenvolvimento (Sucom). O anúncio foi feito por Neto na noite desta quinta-feira (8), na convenção da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA). 
 
Para Bellintani, a nova pasta representa um desafio. "Volto com o mesmo espírito que estava quando cheguei a gestão há quatro anos atrás", declarou. Os próximos nomes que vão compor a equipe de Neto devem ser anunciados entre os dias 15 e 30 de dezembro. (M1)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h16m


 

Um grande acordo de líderes partidários viabilizou a votação, na manhã desta quinta-feira (8), dos 16 relatórios setoriais da proposta orçamentária de 2017, na Comissão Mista de Orçamento (CMO). Com isto, o relatório geral do Orçamento deverá ser votado na próxima quarta-feira (14) em reunião na Comissão, marcada para as 9h. Com isso, torna-se possível a votação final, no plenário do Congresso Nacional, marcada em sequência para a noite do mesmo dia.
 
Pelo acordo costurado pelo presidente da comissão Arthur Lira (PP-AL), as emendas e destaques à proposta deixaram de ser apreciadas nos relatórios setoriais e foram encaminhadas diretamente ao relator-geral, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), que poderá acatar ou não os pedidos dos parlamentares da comissão no parecer final, que incluirá todas as receitas e despesas federais para o próximo ano fiscal. O relatório será apresentado e publicado no próximo domingo (11).
 
O Orçamento para o próximo ano é de R$ 3.489,2 bilhões. Desse total,  R$ 89,8 bilhões são para investimento das estatais. O pagamento de juros da dívida pública vai custar R$ 946,4 bilhões. Os demais gastos, orçamentos fiscal e a seguridade social somam R$ 2.453,1 bilhões. (Agência Brasil)
 
.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 07h10m


 
Após ser cogitado o nome de Antônio Imbassahy para integrar o governo Temer, o prefeito ACM Neto (DEM) defende o nome do líder do PSDB na Câmara para ocupar a Secretaria Geral de Governo, que tem status de Ministério, em lugar do ex-ministro Geddel Vieira Lima. "Antônio Imbassahy é um nome importante e pode ajudar muito o presidente Temer na articulação com o Congresso, empresários, trabalhadores, governadores e prefeitos", disse Neto.

"A habilidade política do deputado Imbassahy e a sua capacidade de articulação com o Congresso e diversos setores da sociedade são importantes para ajudar o governo neste momento difícil que o país atravessa", analisou Neto. O prefeito de Salvador lembrou ainda que o momento é de diálogo e que essa é uma das principais virtudes de Imbassahy. "A capacidade de conversar, ouvir e apontar o melhor caminho. Isso será importante no trato com os prefeitos e governadores que têm que ajustar as suas agendas com o governo", defendeu o prefeito.

No entanto, segundoo informações do G1, o "centrão" ficou irritado com a possível ida de Imbassahy para o cargo. Derrotado por Rodrigo Maia na última eleição para a presidência da Câmara, o líder do PSD, Rogério Rosso (PSD-DF), quer tentar novamente disputar o comando da Casa. Rosso adverte que, se a indicação de Imbassahy para o governo for vinculada a um eventual apoio do Planalto e do PSDB à candidatura de Rodrigo Maia, pode haver uma ruptura na base governista. Ele chega a dizer que a manobra poderia prejudicar a aprovação das medidas de ajuste fiscal propostas pelo Executivo federal, como a reforma da Previdência Social.

“Caso isso ocorra, realmente a situação vai se deteriorar do ponto de vista da união da base. Isso pode prejudicar o ajuste fiscal”, ressaltou o líder do PSD. Rosso disse ainda que Imbassahy tem seu apoio para pilotar a articulação política do Planalto, mas ponderou que seria melhor Temer ouvir os partidos da base antes de oficializar a decisão.

Além do "centrão", houve também resistência na bancada do PMDB da Câmara em relação ao nome de Imbassahy. Os deputados do partido de Temer preferiam um colega de bancada ou de legenda no lugar do peemedebista Geddel. No grupo de mensagens da bancada, o deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) enviou mensagem defendendo a nomeação do ex-deputado e empresário Sandro Mabel (PMDB-GO) para o comando da Secretaria de Governo. 

Veja também:Temer recua e Imbassahy não deve assumir a Secretaria de Governo

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
09/12 - 05h40m



O artigo do jornalista e economista Armando Avena, publicado nesta sexta-feira no jornal Correio, comenta os números da recessão na Bahia, que serão maiores que os verificados à nível nacional, indicando que a crise está afetando a economia baiana de maneira mais grave do que em outros estados.  

Avena afirma também que o ex-governador Jaques Wagner, que desestruturou o sistema de planejamento na Bahia, tem agora a oportunidade de fazer planejamento. O avanço no setor de energia renováveis, um dos pontos altos do governo Rui Costa, tem agora um desafio pela frente e Avena comenta o fato.  Veja na íntegra.
.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 22h13m
 



A indicação de Antônio Imbassahy (PSDB-BA) para a Secretaria de Governo não deverá acontecer, por conta da reação negativa de  vários partidos, PSD, PP, PR e PTB , e levou o presidente a deixar para a próxima semana o anúncio do ministro que ocupará a vaga de Geddel Vieira Lima, que deixou o posto no mês passado.
 
Em meio à piora das crises política e econômica, Temer quer fazer um aceno ao PSDB, o principal fiador de sua administração, e atender à exigência dos tucanos de ter maior espaço na elaboração de políticas públicas, garantindo apoio ao seu governo.
 
O nome de Imbassahy tem a simpatia do presidente e foi fechado no início da semana com a cúpula do PSDB, incluindo Aécio Neves e Fernando Henrique Cardoso. A ideia inicial era que a pasta ganhasse maior peso político, com atribuições em áreas como assuntos federativos e movimentos sociais.
 
Com receio da reação na base aliada, o presidente pediu cautela e ordenou que o Palácio do Planalto não confirmasse oficialmente a informação, que ganhou publicidade nesta quinta-feira (8). A estratégia é aguardar o final de semana e ganhar tempo para convencer os demais partidos a aceitar o tucano.(UOL)
.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 19h19m


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), antecipou a sessão de terça-feira, 13, em razão da votação da PEC do teto. A reunião que, normalmente, começa às 16h, será realizada às 10h.

O intuito é que a sessão não se estenda pela madrugada. Na semana anterior, durante a votação da PEC do teto em primeiro turno, a sessão se encerrou depois de 1h da manhã devido ao trabalho de obstrução da oposição, que acaba delongando as atividades.

Renan também explicou a manobra para cumprir o prazo regimental de três sessões de discussão da PEC do teto. Ele abriu três sessões no mesmo dia para encerrar de vez o prazo e permitir a votação.
"Estamos aqui somando esforços para que possamos em nome do País recuperar o tempo perdido. Estamos comprimindo os prazos de discussão da PEC do teto. Por isso, abrimos agora a terceira sessão do dia", afirmou. As informações são do Uol.

.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 18h30m


Senadores do PT não conseguem esconder o seu desapontamento em relação à postura adotada pelo senador Jorge Viana (PT-AC) diante do pedido de afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Viana, que é o primeiro vice-presidente da Casa, assumiria o posto se o Supremo Tribunal Federal (STF) tivesse confirmado a saída do peemedebista. Para um senador petista, Viana não precisaria ter se movimentado para garantir a queda de Renan, mas tampouco deveria ter atuado de maneira tão firme para que o peemedebista permanecesse no cargo.

Integrantes da bancada do PT dizem que foram pegos de surpresa com a informação de que Viana chegou a procurar a presidente do STF, Cármen Lúcia, para negociar uma saída para o caso e tentar evitar uma crise institucional.

O senador acreano desconversou ao ser questionado sobre o descontentamento de parte dos seus colegas do PT. "Não dá para agradar todo mundo. Pelo menos eu vou dormir tranquilo", disse.

Desde o primeiro momento em que o ministro do STF, Marco Aurélio Mello, proferiu a liminar (decisão provisória) determinando o afastamento de Renan no cargo, Viana se mostrou desconfortável com a possibilidade de assumir a presidência do Senado. (Estadão)

.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 17h45m


Um dia após o Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) manter Renan na Presidência do Senado, o ministro do STF, Edson Fachin, deu cinco dias para que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre a ação cautelar em que o procurador-geral Rodrigo Janot pede o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros, do cargo por ter se tornado réu em ação penal por peculato.

Os argumentos apresentados pela PGR na ação cautelar para pedir o afastamento de Renan se assemelham aos do ministro Marco Aurélio Mello - aceitos apenas em parte pelo Pleno, proibindo que o senador venha a assumir a Presidência da República, mas salvaguardando-lhe o cargo de presidente do Senado. No despacho desta quinta-feira, 8, Fachin, relator da ação cautelar, menciona a decisão do Pleno.

Janot pode retirar o pedido de afastamento, mantê-lo nos moldes como foi feito ou ainda formular uma nova fundamentação na ação.

Na sessão, Janot também foi notificado pelo ministro Marco Aurélio Mello para que analise se houve crime de desobediência por parte de Renan e dos integrantes da Mesa do Senado, por terem se recusado a cumprir a decisão liminar do afastamento do presidente do Senado. Marco Aurélio disse que a recusa "fere de morte as leis da República". As informações são do Estadão.

.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 17h15m


O projeto que endurece punições para abuso de autoridade perdeu força no Senado após as polêmicas dos últimos dias e não seguirá adiante esse ano. Essa foi mais uma das consequências da manutenção do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), no cargo pelo pleno do STF (Supremo Tribunal Federal).

Publicamente, Renan tem afirmado que a decisão final sobre a votação cabe ao plenário. Foi o que fez nesta quinta (8). "Qualquer decisão em relação à urgência de alguma matéria tem que ser decisão do plenário, não é do presidente. O presidente pauta. Mas quem decide se é urgente ou não é o plenário e é exatamente isso o que tenho feito", disse o presidente do Senado.

Após sofrer um baque político com a liminar do ministro do STF Marco Aurélio Mello, que o afastou liminarmente na última segunda (5) da presidência do Senado, e retomar o comando com a apreciação do assunto por todos os ministros na quarta (7), o peemedebista foi aconselhado por aliados a recuar.

Desde segunda, Renan tem recebido peemedebistas próximos para discutir sua situação. Estiveram na residência oficial do Senado, entre muitos outros, o ex-presidente da Casa José Sarney (AC), com quem o senador conversou reservadamente por algumas horas nos últimos três conturbados dias.

Sarney o aconselhou primeiramente a não seguir adiante com a proposta de abuso de autoridade. Deixar o tema morrer e não tocar mais no assunto é o lema. As informações são da Folha.

.............................................................................................................................................................................................................................................
08/12 - 16h46m


Relator da ação para afastar Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello disse estar convicto de suas decisões sobre o caso.

Ele foi voto vencido no julgamento que determinou a permanência de Renan no cargo, mas sem a possibilidade de suceder o presidente da República em caso de vacância do Palácio do Planalto. "Estou convicto que não errei. Atuei com minha convicção. Estou satisfeito por sair bem na foto", disse Marco Aurélio.

Na terça-feira (6), quando começou a circular a informação de que poderia estar sendo costurado um acordo para manter Renan no cargo, o ministro fez um aditamento ao seu voto, lido durante a sessão plenária de quarta (7).

"Quando começaram a veicular que essa seria a solução (manter Renan como presidente do Senado, mas fora da linha sucessória) fiz um aditamento tratando sobre a importância do julgamento e da Constituição", disse o ministro.

"No meu voto, apontei como solução 'meia sola’. Estava em jogo o Supremo", afirmou Marco Aurélio. Ele disse que não participou de nenhuma reunião que tratasse de uma saída para o caso e que o resultado do julgamento deve ser respeitado. (Estadão)

.............................................................................................................................................................................................................................................
Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960