ENERGIA
Do total de 9.210 megawatts ofertados para todo o país, a Bahia tem projetos para 1.593 megawatts.
‘GOVERNO TEMER VAI DESLANCHAR APÓS IMPEACHMENT’, DIZ ACM NETO
POLÍTICA

‘GOVERNO TEMER VAI DESLANCHAR APÓS IMPEACHMENT’, DIZ ACM NETO
 BAHIA REGISTRA 576 CASOS DE ESTUPRO EM TRÊS MESES
CRIMINOSOS

BAHIA REGISTRA 576 CASOS DE ESTUPRO EM TRÊS MESES
COLUNISTAS

ENTREVISTAS
MAURÍCIO MOLAN: OS EFEITOS DO BREXIT NA ECONOMIA BRASILEIRA
Economista-chefe do Banco Santander explica como a saída da Inglaterra da União Européia afeta o mundo
SEU INVESTIMENTO
BOM NEGÓCIO: AS FRANQUIAS MAIS PROCURADAS DO BRASIL
..................................................................
ENQUETE

O QUE VCOÊ ACHA DO NOVO PDDU APROVADO NA CÂMARA DE VEREADORES



COMENTE, OPINE, ANALISE


Logo agora que a coisa ia bem, outra porrada. Cacauicultor é um bicho azarado
Laura de Almeida
-------------------------------------------------------

Esse governo é sério vai segurar as pontas, apesar da crise
Maria do Socorro
-------------------------------------------------------

Estou achando que esse problema pode chegar no meu bolso
Rodolfo Antônio Moraes
-------------------------------------------------------
FRASE DO DIA

"O erro mais óbvio que cometi foi a aliança que fiz para levar a presidência nesse segundo mandato com uma pessoa que explicitamente, diante do país inteiro, tomou atitudes de traição e usurpação"

Dilma Rousseff
Presidente afastada ao falar sobre Presidente interino Michel Temer.



OUTRAS NOTÍCIAS
29/06 - 07h39m


O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), minimizou ontem a primeira pesquisa do governo do presidente interino Michel Temer (PMDB), que apontou um alto índice de rejeição à administração do peemedebista. Segundo o instituto Ipsos, sete em cada dez brasileiros desaprovam a gestão do atual comandante do Palácio do Planalto. No entendimento do prefeito, os índices de avaliação do governo devem melhorar após a consolidação do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).

“Acredito que depois que passar esse período de governo transitório, ele vai ter condições de iniciar uma pauta de projetos para que o país possa deslanchar. Não posso falar por ele. Mas, como cidadão, tenho a confiança e a expectativa de que o Senado dando seu veredicto final, ele vai construir uma agenda positiva para o País”, avaliou Neto, em entrevista coletiva.

Anteontem, aliados de Temer já tinha atenuado o baixo índice de popularidade do presidente interino. Para Lúcio Vieira Lima (PMDB), a pesquisa não afeta o governo. ”Pelo contrário, estimula a trabalhar mais”, afirmou.  “Uma pesquisa de um governo interino é interina”.

“Vamos aguardar o impeachment se consolidar e aí tenho certeza que a gestão irá se deslanchar, porque poderá, inclusive, tomar medidas que não são possíveis hoje”, acrescentou. (TB)



.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h28m
 

 
Nos três primeiros meses deste ano, a Bahia contabilizou 576 casos de estupro. Destes, 110 ocorreram na capital baiana.  O caso da mulher de 32 anos que afirmou ter sido violentada por quatro homens na cidade de Barra do Choça, no sudoeste baiano, na madrugada da última sexta-feira, 24, foi mais um a entrar para as estatísticas registradas no estado.
 
No ano passado, 2.549 ocorrências foram registradas na Bahia. Salvador teve 531 casos, e os municípios de Feira de Santana (154), Ilhéus (76) e Porto Seguro (67) foram os que mais tiveram registros. Para conter a violência, algumas políticas públicas têm sido adotadas. A Casa de Acolhimento à Mulher Irmã Dulce abriga, por até 15 dias, mulheres ameaçadas, bem como os filhos pequenos. O espaço foi inaugurado no último dia 16, pela prefeitura de Salvador, por meio da Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM).
 
A instituição não tem o endereço divulgado para garantir a segurança de vítimas e funcionários. Possui 595 m², com capacidade para atender 30 pessoas em cinco quartos, com três beliches e berços, três banheiros, brinquedoteca, sala de leitura e TV, sala para atividades laborais, horta e parquinho. Uma equipe multidisciplinar de enfermeiras, assistentes sociais, advogados, psicólogas trabalha em horário administrativo, e plantonistas atendem as mulheres. A superintendente da SPM Salvador, Mônica Kalile, diz que há um planejamento, desde 2014, para dobrar a capacidade de atendimento. "Para 2017, vamos implantar mais dois centros de referência, no subúrbio e em Cajazeiras", disse.(A Tarde)


.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h28m
 

 


A Bahia é o estado como mais  projetos de energia solar fotovoltaica credenciados para 1º Leilão de Energia de Reserva, marcado para o próximo dia 29 de julho  De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), dos 295 projetos participantes, 61 são baianos, ou seja 20% do total. Do total de 9.210 megawatts ofertados para todo o país, a Bahia tem projetos para 1.593 megawatts.

O leilão irá negociar contratos de empreendimentos de energia solar que terão prazo de suprimento de 20 anos e início em 1º de julho de 2018. Um segundo leilão está programado para outubro. Com potencial para ser um dos grandes geradores de energia solar no mundo, o Brasil já se destaca entre os países da América Latina e vive um momento de evolução. Com estímulos do Governo Federal e movimentações estruturais nos estados, além do interesse do BNDES em estimular a produção de equipamentos para energia solar no país, o setor tende a crescer cada vez mais, assim como a demanda por profissionais especializados.

Com o intuito de promover o conhecimento e também as tecnologias e aplicações da energia solar no Brasil, será realizada em São Paulo, entre os dias 23 e 25 de agosto, a exposição e conferência Intersolar South America. O evento, que em 2016 completa 25 anos percorrendo o mundo para promover este mercado, receberá nesta sua 5ª edição sul-americana empresas, profissionais e usuários para debater tendências, realizar negócios e trocar conhecimentos sobre os desenvolvimentos tecnológicos, métodos de produção eficientes, formação profissional na área, financiamento e planejamento de projetos e apresentar soluções.(A Tarde)


.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h14m
 

 
O juiz federal Sérgio Moro aceitou, nesta terça-feira (28), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-tesoureiro do Partido Progressista (PP) João Claudio Genu e mais três pessoas em um processo derivado da Operação Lava Jato. Com isso, eles se tornam réus na ação. Preso na 29ª fase da Lava Jato, em maio, Genu também foi assessor do ex-deputado federal José Janene (PP-PR), morto em 2010, e foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão do Partido dos Trabalhadores (PT) em 2012.
 
Atualmente, Genu está detido na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. Ainda no despacho, Moro rejeitou a denúncia do Ministério Público contra o policial federal afastado Jayme Alves de Oliveira Filho, alegando que ele já tinha sido condenado por corrupção passiva em outra ação. O juiz federal também rejeitou a denúncia contra a mulher de Genu, Cláudia Genu. Ela foi acusada de ocultar, por meio da compra de joias, o dinheiro ilegal obtido pelo marido. Segundo Moro, não há provas que permitam concluir que ela sabia da origem ilícita do dinheiro.
 
“No caso presente, entendo que o MPF não apresentou elementos suficientes nesse sentido. Observo ainda que ela sequer foi ouvida no inquérito sobre os fatos”, justificou Moro. Segundo ele, o inquérito não fica inválido sem o depoimento da pessoa que foi denunciada, mas ouvi-la antes de imputar o crime por lavagem de dinheiro seria recomendado. Por outro lado, conforme Moro, "João Cláudio Genu por sua vez, aparentemente, confessou ter recebido valores em espécie do esquema criminoso da Petrobras”. O escritório que defende Genu e a mulher afirmou que irá se manifestar após ser notificado da denúncia. O G1 tenta contato com os advogados que representam os demais suspeitos.


.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h11m
 

 
O ministro da Cultura, Marcelo Calero, disse na noite desta terça-feira (28) que a Lei Rouanet precisa ser aperfeiçoada e as 3 mil pessoas físicas e jurídicas que contribuem com o financiamento de projetos culturais não podem ser demonizadas. 
 
A Polícia Federal afirmou nesta terça-feira (28) que o Ministério da Cultura (Minc) falhou na fiscalização da Lei Rouanet. Ao todo, 14 pessoas foram presas durante a Operação Boca Livre que desarticulou grupo que atuava no Minc desde 1991 e conseguiu aprovação de R$ 180 milhões em projetos fraudulentos com recursos da lei.
 
Nesta terça, o Fórum Brasileiro pelos Direitos Culturais (movimento que reúne mais de 100 instituições, gestores e representantes do setor cultural, em diversas áreas) divulgou nota em que afirma apoiar “incondicionalmente as investigações que apuram desvios de recursos federais em projetos culturais com benefícios de isenção fiscal previstos na Lei Rouanet”.
 
O movimento, porém, ressalta que a lei, em sua opinião, “ocupa papel fundamental no financiamento da cultura no país e reforça que sua aplicação deve seguir padrões estritos de observância do interesse público”. “O Fórum Brasileiro pelos Direitos Culturais repudia, portanto, todas as manifestações infundadas e oportunistas daqueles que se aproveitam das notícias relacionadas a essa operação para desqualificar a Lei Rouanet”, afirma o comunicado.(G1)


.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h09m
 

 
A apreciação pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de um pedido de "rescisão de julgado com pedido de medida cautelar" interposto por Maria Edneide Torres Silva Pinho, ex-prefeita do município de Araci, pode ter repercussão no processo de aprovação de candidaturas de fichas-sujas na eleição deste ano na Bahia.
 
A medida cautelar foi concedida pelo conselheiro Marcus Presídio há alguns dias e, na sessão desta terça-feira, 28, do TCE, o colega Pedro Lino devolveu a vista que havia pedido dos autos, alertando para o precedente que pode ser criado se a corte aprovar o mérito da matéria.

O pedido de cautelar tem o objetivo de suspender os efeitos do julgamento pelo TCE de irregularidades identificadas na prestação de contas da ex-prefeita  referente a convênio celebrado entre a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) e o município de Araci. A ela foi imputado débito de R$ 17.313,33, além de multa de R$ 3.608,73, tendo a decisão transitado em julgado em 2015, ou seja, não caberia, em tese, mais recursos. Mas a "rescisão em julgado" é prevista e, se for aprovada a cautelar, ela se livra do débito e fica em condições de disputar a eleição deste ano pois o não pagamento dos ressarcimentos do TCE provoca inelegibilidade.

No seu "retorno de vista" Lino salienta que a concessão da medida cautelar sem análise criteriosa do fato concreto, "abre perigoso precedente jurídico nesta Corte, além de gerar consequências sociais desmoralizantes para esta Casa, pois pode levar à banalização deste importante instrumento jurídico, especialmente em ano eleitoral, uma vez que o não ressarcimento ao erário das imputações de débito proferidas pelo TCE levam à inelegibilidade do gestor".(A Tarde)


.............................................................................................................................................................................................................................................
29/06 - 07h05m
 

 
Começa amanhã, 30, a quinta edição da Liquida Bahia. A liquidação, nos mesmos moldes da Liquida Salvador, prevê descontos e sorteio de prêmios que serão divulgados oficialmente nesta quarta, 29, em evento promovido pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), organizadora da campanha. Estabelecimentos de mais de 50 municípios, incluindo a capital, devem participar da maior promoção de inverno do varejo baiano, que se estende até o dia 11 de julho.
 
No ano passado, a Liquida Bahia foi lançada com expectativa de gerar negócios de R$ 500 milhões, cifra que deve ser reduzida em função do acirramento da crise política no período. "Por outro lado, poderemos obter mais descontos", acredita a artesã Jace Piccinini de Carvalho, que confessa: "Adoro uma liquidação". Na Liquida Bahia, ela  busca boas ofertas tanto em Salvador, onde mora, quanto em Santo Antônio de Jesus, onde residem seus familiares. "É uma cidade que também tem comércio forte".
 
De acordo com a FCDL, a intenção da Liquida Bahia é justamente propiciar um incremento  nas vendas, sobretudo, no interior do estado, seguindo o sucesso da Liquida Salvador - este ano, realizada entre o final de fevereiro e início de  março, já na  18ª edição, que contou com descontos até em postos de gasolina.
 
Em tempos de pouco dinheiro em circulação, a Liquida Bahia ganha, assim como na Liquida Salvador,  um atrativo a mais: o sorteio de carros e motos, além de um ano de supermercado. No ano passado, cada R$ 25 em compras poderia ser trocado por um cupom. Este ano, o valor previsto é de R$ 30.
 
Em mensagem dirigida aos lojistas que participam da promoção, o presidente da FCDL, Antoine Tawil, disse que a Liquida Bahia é atualmente um dos maiores projetos do varejo do estado. "Essa campanha vitoriosa une a capital e o interior, as  pequenas, médias e grandes empresas, o comércio de rua e de shoppings, todos no mesmo propósito de aumentar as vendas, capacitar os profissionais do comércio, gerar mais empregos e renda, fortalecer a economia dos municípios participantes", declarou o líder lojista, em texto divulgado no site da federação.(A Tarde)


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 20h00m


O Ministério Público Federal (MPF), em Curitiba, apresentou à Justiça Federal na segunda-feira, 27, nova denúncia contra o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu de Oliveira e Silva, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e outros cinco investigados.

A força-tarefa da Operação Lava Jato acusa os sete por corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência a organização criminosa, segundo informou o Estadão.

“Durante as investigações no âmbito da operação Lava Jato, foi comprovado que os executivos da empresa Apolo Tubulars, Carlos Eduardo de Sá Baptista e Paulo Cesar Peixoto de Castro Palhares, interessados em adentrar no mercado de tubos e celebrar grandes contratos com a Petrobras, solicitaram a intervenção de Júlio Gerin de Almeida Camargo junto a Renato Duque para que a empresa fosse beneficiada perante a estatal”, informou nota da Procuradoria da República.

Segundo os investigadores, mediante pagamento de propinas no valor de mais de R$ 7 milhões, Renato Duque, “possibilitou a contratação da Apolo Tubulars em contrato de fornecimento de tubos com valor inicial de R$ 255.798.376,40, que foi maximizado para o valor de R$ 450.460.940,84″.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 19h34m


Na segunda viagem oficial no cargo, o presidente em exercício, Michel Temer, disse nesta terça-feira, 28, em Ortigueiras, no interior do Paraná, que tem agido como efetivo porque o Brasil não pode parar.

“Muita gente me pergunta: ‘Mas você é interino, vai esperar?’ Não espero, não é a figura do presidente que vale, mas sim a instituição da Presidência da República, por isso, ao longo do tempo, temos agido como presidente efetivo. O Brasil não pode parar, por isso, eu também não posso parar”, disse, após a solenidade de inauguração de uma fábrica de celulose da Klabin.

Foram investidos na planta R$ 8,5 bilhões – R$ 3,7 são recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os jornalistas questionaram Temer sobre a decisão do governo federal de devolver R$ 100 bilhões do BNDES ao Tesouro Nacional. Ele disse que o retorno será feito pouco a pouco.

“Ainda sobram R$ 400 bilhões do BNDES. O segundo ponto é que esses R$ 100 bilhões vão sendo retirados pouco a pouco”, afirmou. As informações são do Estadão.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 19h11m


O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), rebateu as denúncias da delação do ex-diretor de Relações Institucionais do Grupo Hypermarcas, Nelson Mello.

Segundo o delator, ele teria pago R$ 30 milhões a lobistas para repasses a Renan e aos senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Eduardo Braga (PMDB-AM). “As minhas contas foram auditadas em 2007. Já naquela época, não havia um centavo sequer que não tivesse origem. Hoje muito menos”, afirmou Renan.

A informação foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo nesta terça-feira, 28. De acordo com a reportagem, a delação foi firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR), que pedirá ao Supremo que se inicie uma investigação sobre o caso.

Renan disse estar à disposição para esclarecimentos e negou que tenha recebido qualquer quantia. “Nunca prestei serviço além da minha competência constitucional, nunca recebi absolutamente nada de ninguém, nunca pratiquei irregularidades”, afirmou. As informações são do Estadão.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 18h49m


 

Ao participar da inauguração da nova fábrica de celulose da Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do país, o presidente da República interino, Michel Temer, destacou hoje (28) o papel da inciativa privada no desenvolvimento do país. A nova unidade, chamada de Puma, fica no município de Ortigueira (PR). 
 
“Ao longo do tempo, tenho dito, com frequência, que a iniciativa privada é quem ajuda o Estado a crescer. Um país forte é um país amparado pela atuação da iniciativa privada”, disse Temer durante discurso. A fábrica inaugurada hoje teve investimentos de R$ 8,5 bilhões, sendo cerca de 40% dos recursos, aproximadamente R$ 4 bilhões, financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
 
Em seu discurso, Temer também disse “ver com bastante alegria” a privatização de escolas ocorrida na região. “Quando eu vejo, com grande alegria, que aqui foram praticamente privatizadas, digamos assim, 29 escolas da região, eu vejo a preocupação social.”Em entrevista após o evento, perguntado se a decisão do governo de retirar R$ 100 bilhões em recursos repassados pelo Tesouro Nacional ao BNDES poderá dificultar o financiamento de obras como a da Klabin, Temer garantiu que o banco de fomento terá recursos para investir em novos empreendimentos.
 
“É que ainda sobram R$ 400 bilhões para o BNDES, primeiro ponto. Segundo ponto, esses R$ 100 bilhões, que vão ser tirados pouco a pouco, já foram negociados com o BNDES. A presidenta Maria Sílvia [Bastos Marques] não vê nenhum problema em relação a isso. E como disse, reitero, ainda sobram lá R$ 400 bilhões, que é do Tesouro público que estão no BNDES”, argumentou.O presidente interino voltou a dizer que, apesar da interinidade e do pouco tempo de governo, tem conseguido aprovar medidas importantes e “pacificar” o país. 

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 18h32m


O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou na tarde de hoje (28) que o governo vai retomar o calendário de pagamento do 13º salário dos aposentados e pensionistas que recebem pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Com isso, a primeira parcela do benefício começará a ser paga no dia 25 de agosto. No ano passado, em virtude da crise, o governo da presidenta afastada Dilma Rousseff adiou o pagamento da primeira parcela do 13º salário de agosto para setembro.

A segunda parcela deste ano será paga a partir de 24 de novembro. O anúncio foi feito por Padilha após reunião com o grupo de trabalho que discute alternativas para a reforma da Previdência, no Palácio do Planalto. As informações são da Agência Brasil.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 18h18m


 

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, informou na tarde de hoje (28) que o governo vai retomar o calendário de pagamento do 13º salário dos aposentados e pensionistas que recebem pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
 
Com isso, a primeira parcela do benefício começará a ser paga no dia 25 de agosto. No ano passado, em virtude da crise, o governo da presidenta afastada Dilma Rousseff adiou o pagamento da primeira parcela do 13º salário de agosto para setembro.
 
A segunda parcela deste ano será paga a partir de 24 de novembro.O anúncio foi feito por Padilha após reunião com o grupo de trabalho que discute alternativas para a reforma da Previdência, no Palácio do Planalto.

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 17h56m

 
Integrantes do Conselho de Ética da Câmara contestaram nesta terça-feira (28) a escolha do deputado Ronaldo Fonseca (Pros-DF) para ser o relator na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do recurso de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra seu processo de cassação.A escolha de Fonseca foi anunciada nesta segunda-feira pelo presidente da CCJ, Osmar Serraglio (PMDB-PR).
 
"Da mesma forma que eu não poderia ser relator, alguém que já tem posição clara na defesa do deputado também não poderia ser. Ele já se manifestou claramente na defesa de Eduardo Cunha", afirmou o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que é membro das duas comissões e votou favoravelmente à cassação de Cunha no Conselho de Ética.Reportagem em dezembro, revelou que Fonseca procurou integrantes do Conselho de Ética para criticar o primeiro relatório que sugeria a cassação de Cunha. Na época, Fonseca negou ao jornal ter pedido votos a favor de Cunha.
 
"O que eu fiz com alguns lá foi discutir a questão jurídica do relatório. Ao meu ver, o primeiro relatório do [Fausto] Pinato era equivocado", disse Fonseca à "Folha", na ocasião. "Pedir pro cara votar [a favor de Cunha] não, isso aí, não. Agora, discuti com vários, tenho vários amigos lá, discuti com vários sobre o relatório", afirmou, em dezembro.O presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), afirmou que, caso se confirme a posição a favor de Cunha do deputado do PROS, ele não deveria ser o relator do recurso na CCJ.
 
Araújo, no entanto, afirmou que ainda não identificou no registro das sessões da comissão manifestação de Fonseca favorável a Cunha, mas prometeu enviar as notas taquigráficas das sessões à CCJ. Segundo o presidente do Conselho de Ética, a decisão sobre a relatoria caberá a Serraglio."Ainda não li as notas taquigráficas. As informações são de que foram uma defesa veemente do deputado Eduardo Cunha. Se configurar isso, acho que o próprio deputado [Ronaldo Fonseca] vai se lembrar e se considerar suspeito", afirmou Araújo. O relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética, Marcos Rogério (DEM-RO), afirmou que considera Fonseca um deputado tecnicamente preparado, mas que não poderia ser relator do recurso do peemedebista caso se confirme sua posição contrária ao pedido de cassação.

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 17h41m


O juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, abriu nesta terça-feira, 28, ação penal contra um dos mentores do esquema de corrupção na Petrobrás, o ex-tesoureiro do PP e ex-assessor de José Janene (morto em 2010), João Claudio Genu.

A força-tarefa aponta que ele teria recebido cerca de R$ 6 milhões do esquema, mesmo enquanto era julgado pelo STF no mensalão. Ele chegou a ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento da AP 470, em 2012, mas nunca cumpriu a pena, pois a condenação para um de seus crimes prescreveu e ele acabou sendo absolvido de outro crime ao recorrer da sentença na Corte, mas agora virou réu na Lava Jato e vai responder pelos crimes de corrupção e formação de organização criminosa.

As investigações apontaram que Genu era um dos beneficiários e articuladores do esquema de desvio de recursos da estatal petrolífera, recebendo um porcentual fixo da propina destinada ao PP. De acordo com os procuradores, o ex-assessor permaneceu associado de forma estável e permanente à organização criminosa que vitimou a Petrobras pelo menos até a deflagração da Lava Jato em 17 de março de 2014. As informações são do Estadão.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 17h19m
 

 

 
O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Paulo Câmara,  escolheu o  vereador Cláudio Tinoco do DEM para ser o presidente da comissão conjunta da Câmara que vai analisar a tramitação da Lei de Ordenamento do Uso e da Ocupação do Solo (Louos). Escolhido incialmente, o  vereador Arnando Lessa não aceitou o convite.

Tinoco terá pela frente um grande desafio não só porque a Louos é mais especifica do que que o PDDU nos seus artigos, e por isso fatalmente vai gerar mais polêmica, mas também porque seu processo de discussão e aprovação se dará concomitantemente às eleições para Prefeitura de Salvador.  

A Louos é quem define pontos polêmicos como o gabarito permitido para a construção de prédios na orla de Salvador. A discussão da Louos com a sociedade se dará através de audiências públicas que devem se estender até o mês de agosto. O relator da matéria deve ser o vereador Leo Prates também filiado ao DEM.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 17h02m


Sob a liderança do deputado Antonio Imbassahy, parlamentares do PSDB criticaram nesta terça-feira (28) a suspensão das sessões deliberativas no plenário da Câmara determinada pelo presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA).

Por decisão de Maranhão, o Legislativo federal realizará apenas sessões solenes, de debates e comissão geral no correr desta semana. Mesmo com a paralisação dos trabalhos, os tucanos marcaram presença no plenário e cobraram a retomada urgente dos trabalhos. A bancada tucana divulgou nota reprovando a suspensão das sessões.

Para o líder, Imbassahy, a decisão foi “reprovável e absolutamente contrária ao interesse público”. Imbassahy avalia que o momento exige um esforço em prol da reconstrução nacional e da recuperação da economia, e o trabalho do parlamento faz parte desse processo.

“Estamos perdendo um tempo precioso em que podíamos estar analisando propostas importantes para o país”, reclamou Imbassahy.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 16h52m


O governo central —União, Banco Central e Previdência Social— registrou deficit de R$ 15,5 bilhões, ampliando o deficit registrado nos últimos 12 meses para R$ 145 bilhões, o pior desde o início da série histórica, em 1997. A conta foi influenciada pela piora do resultado da União, somada ao rombo da Previdência.
 
O rombo de maio aponta uma deterioração rápida das contas públicas. Há um mês, em abril, o deficit acumulado em 12 meses estava em R$ 137,8 bilhões. A projeção do governo é que o rombo chegue a R$ 170 bilhões neste ano.Nos cinco primeiros meses do ano, o deficit é de R$ 23,8 bilhões. É a primeira vez, desde 1997, que o governo central apresenta deficit para o período.
 
O resultado do Tesouro Nacional —quanto a União gasta a mais ou economiza— apresentou deficit de R$ 3,1 bilhões em maio. No mesmo mês de 2015, o resultado ficou negativo em R$ 1,5 bilhão.O Banco Central também apresentou deficit de R$ 115,7 milhões, mas menor do que há um ano, quando em maio o buraco foi R$ 257,9 milhões.O rombo da Previdência alcançou R$ 12,2 bilhões. No mesmo período do ano anterior, o deficit foi de R$ 6,3 bilhões.
 
A queda da arrecadação foi o principal fator de desequilíbrio das contas do governo central em maio deste ano, quando comparado com maio de 2015. O tombo, corrigido pela inflação (IPCA), é de 9%. As despesas, também corrigidas pela inflação, caíram 1,8%.No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, em termos reais —após descontar a inflação—, as receitas do governo central diminuíram 6,1%, e as despesas cresceram 1,4%. 

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 16h50m


A direção do PCdoB Municipal vai se reunir na tarde hoje (28) com as direções do PSB (Partido Socialista Brasileiro) e do PT (Partido dos Trabalhadores) em mais uma rodada de negociação sobre a aliança política para o enfrentamento da eleição de outubro.

A expectativa é de que os dois partidos acompanhem a decisão do PSD (Partido Social Democrático) e participem da coligação na chapa proporcional.

Esta é a terceira reunião formal entre as três legendas e, de acordo com a presidente municipal, Olívia Santana, há uma forte tendência em fechar, sendo o PCdoB a cabeça da chapa para disputar a prefeitura de Salvador, com a deputada Alice Portugal.

A conversa foi iniciada há algum tempo e os presidentes municipais do PSB e do PT afirmaram, durante o lançamento da pré-candidatura de Alice, no último dia 18, que, caso seus partidos não tenham candidato próprio, vão apoiar a candidatura do PCdoB, numa força-tarefa da frente de esquerda contra o carlismo.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 16h17m


 

O Governador Rui Costa inaugurou nesta terça-feira (28), a nova unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), em Euclides da Cunha, no Nordeste do estado. Ainda foram entregues na ocasião uma quadra poliesportiva construída no Bairro América, 250 cisternas de consumo, por meio do Programa de Universalização do Acesso à Água, e cinco viaturas também para os municípios de Antas, Novo Triunfo, Cícero Dantas e Fátima. Segundo Rui, até o dia 30 de julho, toda a frota da Polícia Militar será renovada. 
 
Sobre o Ifba, o governador destacou que já são 35 unidades, em Salvador e outros municípios da região metropolitana e interior do estado. “Quero conclamar os prefeitos da região, pois esta unidade não é para atender apenas Euclides da Cunha”, afirmou. De acordo com Rui Costa, este conceito de regionalização, principalmente nas áreas de Educação e Saúde, é aplicado nos países mais ricos e desenvolvidos da Europa, como a Alemanha, um dos que ele visitou. “Com isso, podemos garantir alta qualidade e alta performance, sem desperdiçar recursos com uma unidade com estrutura deste tamanho em cada cidade”.
 
Ainda em Euclides da Cunha, foram assinados dois editais do programa Bahia Produtiva, para ações nas áreas de ovinocaprinocultura e socioambiental. Na ocasião, a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) foi autorizada a firmar convênios com oito associações, que totalizam R$ 965 mil, para apoiar a estruturação da agricultura. “Nós temos apostado na agricultura porque a Bahia é o estado com o maior número de agricultores familiares do País. São 700 mil famílias e cerca de três milhões de baianos. Por isso, estamos apoiando a mecanização, a titulação e distribuição de títulos, a garantia hídrica para consumo e produção e a assistência técnica”, destacou Rui. 
 
De Euclides da Cunha, o governador Rui Costa segue para o município de Monte Santo, onde, no povoado de Pedra Vermelha, entrega uma unidade básica de saúde, uma quadra poliesportiva coberta, mil títulos de terra e pavimentação de ruas. Ainda no povoado, serão autorizados oito convênios do Programa Bahia Produtiva - Caprino, Socioambiental, Apicultura.Até sexta-feira (1º), o governador cumpre uma agenda extensa no interior do estado. Serão oito cidades visitadas e, em alguns casos, a comitiva passa em duas cidades num único dia. Em um ano e meio à frente do Poder Executivo, Rui já fez cerca de 160 viagens pelo interior, visitando mais de 100 cidades. 

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 15h50m



A Odebrecht comunicou oficialmente ao Governo do Estado do Rio que vai devolver o estádio do Maracanã. O comunicado foi feito através de carta enviada à Casa Civil no dia 16 de junho pela Concessionária Maracanã, que é formada pela Odebrecht (95%) e pela norte-americana AEG (5%). Segundo o grupo, a  devolução deve-se ao fato de não se ter conseguido um acordo com o governo para rever o contrato de cessão da arena.
 
A licitação, vencida pela Odebrecht em 2013, para a exploração do estádio por 35 anos previa, através de acordo, a derrubada do parque aquático e do estádio de atletismo para que fosse ergueido um centro comercial e estacionamentos, mas o governo recuou e proibiu a derrubada das instalações esportivas.
 
A carta serviu apenas para oficializar a saída do consórcio. Em março, as duas empresas já haviam entregue aos organizadores dos Jogos Olímpicos o estádio e não pretendia retomar o comando da arena após o evento.
 
Há três anos, o grupo venceu a concorrência oferecendo R$ 5,5 milhões por ano como outorga. O valor superou o da única concorrente na disputa, que apresentou proposta de R$ 4,7 milhões de outorga anual.
 
A Odebrecht também tocou a reforma do Maracanã. A empreitada em conjunto com a Andrade Gutierrez chegou a cerca de R$ 1,2 bilhão. Com informações da Folhapress.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 15h49m


Tem início nesta sexta-feira, 1º de julho, a quarta e última etapa do recadastramento da Previdência Estadual.

Estão convocados a atualizar os dados cadastrais 12.972 policiais militares reformados e da reserva. Durante o mês de julho, será dado prioridade àqueles com iniciais de A a I. Já no mês de agosto, será a vez daqueles com iniciais de J a Z, mas, vale reforçar que o recadastramento deste grupo pode ser feito a qualquer tempo dentro do prazo regulamentar.

O recadastramento pode ser feito em uma das 55 unidades do Centro de Atendimento Previdenciário - Ceprev, situadas nos postos SAC da capital e interior, nas unidades do Ponto Cidadão e no SAC Servidor, localizado no bairro Boca do Rio. Também se encerra esta semana o prazo para aposentados da Educação atualizarem seus dados junto à Previdência Estadual. Iniciado em abril, o recadastramento dos inativos da categoria termina no dia 30 de junho.

Para realizar o recadastramento, é necessário que os aposentados apresentem os originais da carteira de identidade (ou outro documento de identificação oficial), com foto atual e em bom estado de conservação; CPF e comprovante de endereço, como contas de água, luz ou telefone.  



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 15h40m


A Comissão Processante do Impeachment recebeu 76 questionamentos sobre a perícia realizada por servidores do Senado relativa aos atos da Presidência da República que embasaram o pedido de impedimento da presidenta afastada Dilma Rousseff.

Diante do grande número de perguntas, o presidente da comissão, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), mudou o horário para que os peritos entreguem as respostas, de 10h para as 20h de sexta-feira (1º), conforme informou a Agência Brasil.

Relator da comissão, o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) fez três questionamentos, enquanto a presidenta Dilma apresentou 12 pontos a serem respondidos sobre o laudo. O principal questionamento de Anastasia é se os decretos de crédito suplementar que embasam a acusação contra Dilma poderiam ter tido outro tipo de tramitação, como projeto de lei, por exemplo, que garantisse um efeito neutro sobre a meta fiscal.

De acordo com o laudo pericial, tais decretos tiveram impacto negativo no cumprimento da meta fiscal aprovada em janeiro de 2015 e que se encontrava vigente no momento da assinatura dos atos, em julho e agosto. 



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 15h35m


 

O prefeito ACM Neto entregará, nesta quarta-feira (29), a Prefeitura-Bairro de Valéria (Rua da Matriz, s/n, ao lado da JC Bomboniere, próximo ao posto Shell). Com a nova estrutura, o prefeito cumpre o planejamento de descentralização da gestão, com subprefeituras instaladas nas dez regiões administrativas da cidade. A nova sede atenderá à população de Moradas da Lagoa, Palestina, Pirajá e Valéria, abrangendo cerca de 80 mil habitantes.
 
Com mais de 350m², a unidade tem capacidade para atender até 600 pessoas por dia e contará com serviços de diversos órgãos municipais, a exemplo da Sucom, Sefaz, Limpurb, Sindec, Sucop, Semps e Defesa Civil. Será possível, por exemplo, realizar cadastro para Minha Casa Minha Vida, Casa Legal, além de ter acesso à Farmácia Popular, marcação de consultas médicas e recarga do Salvador Card. A estrutura conta ainda com serviços do Tribunal de Justiça, INSS e Coelba. Ao todo, serão 15 guichês de atendimento.
 
A cidade já contava com Prefeituras-Bairro nas regiões do Centro/Brotas, Subúrbio/Ilhas, Cajazeiras, Itapuã/Ipitanga, Cidade Baixa, Barra/Pituba, Liberdade/São Caetano, Cabula/Tancredo Neves e Pau da Lima. Desde 2013, quando o programa de descentralização da gestão passou a ser realidade em Salvador, foram realizados mais de um milhão de atendimentos, tendo no topo do ranking cadastro para o programa Bolsa Família e marcação de consultas e exames médicos.

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 15h11m


O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) divulgou nota sobre a instauração de processo contra ele no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados e disse que não deverá sofrer qualquer sanção.

Bolsonaro é alvo de uma representação movida pelo PV – legenda que não tem assento no conselho. O partido acusa o parlamentar por apologia ao crime de tortura ao homenagear o coronel Brilhante Ustra durante a sessão, em abril deste ano, que aprovou a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Ustra foi o primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador na ditadura.

Na nota, Bolsonaro cita a imunidade parlamentar, prevista na Constituição Federal, e descarta sofrer sanção por causa da menção ao coronel na sessão do impeachment. “O assunto, por demais conhecido, foi a referência que fiz ao coronel Brilhante Ustra ao proferir meu voto na sessão de impeachment da presidente Dilma e que, certamente, não deverá motivar qualquer sanção, já que se trata de opinião de parlamentar, proferida em plenário na Câmara dos Deputados”, diz. As informações são da Agência Brasil.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 14h53m


 

Ao detalhar as investigações que levaram a deflagar a operação “Boca Livre” nesta terça-feira, a Polícia Federal apontou falha do Ministério da Cultura em controlar concessões de benefícios fiscais da Lei Rouanet como um dos motivos para que um grupo criminoso tenha desviado pelo menos R$ 150 milhões dos cofres públicos desde 2001. Uma fonte ligada às investigações calcula que a fraude pode ter chegado a R$ 180 milhões.
 
"Houve no mínimo uma falha de fiscalização. A investigação é quem vai determinar se houve isso (a participação)" - afirmou o delegado Rodrigo Campos Costa.O Ministério Público Federal já fala em supostas facilitações dentro do Minc: "Quem captava dinheiro era esse grupo com supostas facilitações no âmbito do Ministério da Cultura, que não só propiciava as condições ideais para aprovação desses projetos forjados, como também exercia uma fiscalização pífia ou nenhuma de forma dolosa para que esses projetos plagiados, repetidos, não fossem identificados como tais", disse a procuradora Karen Louise Jeanette.
 
A PF informa que somente após a análise dos documentos apreendidos no Ministério da Cultura será possível constatar se houve ou não participação de agentes públicos.De acordo com os investigadores, o grupo apresentava projetos junto ao Ministério da Cultura para a captação de recursos com suposta facilitação de integrantes da pasta junto à iniciativa privada. Em vez de fazer eventos públicos, como determina a lei, foi descoberto que, muitas vezes, os acusados faziam eventos privados, restritos a poucas pessoas. Ao todo, pelo menos 250 projetos podem ter sido realizados de maneira irregular.
 
"Todos os projetos eram captados por parte desse grupo que apresenta características bem semelhantes a uma organização criminosa. Vários deles eram captados com superfaturamento. A diferença desses valores era revertido em favor do próprio grupo e dos patrocinadores que se utilizavam do dinheiro para autopromoção como empresa", explicou a procuradora.

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 14h39m


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reconsiderou sua posição sobre a pena do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu no mensalão e enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma manifestação em que sugere a extinção da punição contra ele no caso.

A mudança de posição tem como base o decreto do indulto de Natal assinado pela presidente afastada Dilma Rousseff no ano passado. A prisão de Dirceu na Lava Jato ainda quando ele cumpria pena no mensalão indica falta disciplinar grave, o que o impediria de ter a primeira condenação perdoada.

Na reavaliação, no entanto, Janot aponta que a má conduta do ex-ministro teria ocorrido antes do período previsto no decreto de indulto de Natal do ano passado. Os crimes na Lava Jato teriam sido praticados até 13 de novembro de 2013, quando Dirceu já havia sido condenado no mensalão.

O decreto do indulto, no entanto, impede o perdão da pena apenas a condenados que tenham cometido falta grave entre 25 de dezembro de 2014 e 25 de dezembro de 2015. Ou seja, para Janot, a regra impede que a má conduta de Dirceu seja motivo de sanção. As informações são do Estadão.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 14h14m


O prefeito ACM Neto estaria fazendo articulações para o ex-secretário municipal de Urbanismo, Sílvio Pinheiro (PSDB), assumir a Secretaria Nacional de Transporte e Mobilidade Urbana (Semob) do Ministério das Cidades.

De acordo com fontes ligadas ao prefeito, ACM Neto teria muito interesse pela secretaria, pois o órgão define os recursos destinados para obras como o Metrô e o BRT.

Já Sílvio Pinheiro afirmou que desconhece a informação e disse que não conversou com o prefeito ou com alguém de Brasília sobre o assunto.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 14h00m


A presidente afastada, Dilma Rousseff, criticou nesta terça-feira (28) o vazamento de conversas suas com o ex-presidente Lula autorizado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, onde ocorrem as investigações da Operação Lava Jato.

Em entrevista à rádio Metrópole, ela afirmou que a ação deveria ser considerada crime e foi feita de forma intencional, para promover seu afastamento, o que ela chama de golpe.

"Em qualquer democracia de país desenvolvido, o país que autorizasse sem que o Supremo Tribunal Federal permitisse o vazamento de algo do presidente, seria considerado crime de segurança nacional. E o que o juiz faz? Pede desculpas. Mas não é uma questão de desculpas. Isso é crime. E por que fazem? Para criar esse caldo de cultura. A cultura do golpe. A cultura para produzir o golpe”, reclamou.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 13h32m


 

A partir do dia 8 de julho, passará a valer no país a exigência do uso do farol baixo durante o dia nas rodovias para todos os veículos. O não cumprimento da lei será considerado infração média, com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação.
 
Especialistas internacionais em trânsito atestam que o uso do farol baixo reduz em até 12% o risco de acidentes nas estradas, envolvendo pedestres e ciclistas, e em 5% as colisões entre carros. No Brasil, a medida já é obrigatória para as motos durante o dia e a noite. Para os demais veículos, atualmente, é obrigatório o uso da luz baixa apenas à noite e em túneis.
 
Portanto, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) recomenda que os condutores fiquem atentos à mudança no comportamento ao dirigir, para evitar transtornos. "O que antes era apenas uma recomendação dos órgãos de trânsito, virou lei. Com a nova medida, todos os veículos deverão circular com as luzes ligadas nas estradas, inclusive em trechos urbanos e também em túneis com iluminação. Vai ajudar a diminuir o número de acidentes porque aumenta em mais de 60% a possibilidade de ser visto por um veículo no sentido contrário", explicou o coordenador de Segurança e Educação para o Trânsito do Detran, Eliezer Cruz.
 
Para o advogado Pedro Oliveira, 49 anos, que viaja com regularidade a trabalho, a prática não será uma novidade. “Uso sempre a luz de dia para ficar mais visível aos demais motoristas e evitar batidas de frente. O cansaço e o estresse são fatores que provocam ilusão de ótica e deixam a visão confusa. Já aconteceu comigo algumas vezes”.

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 13h08m


Cinco linhas de ônibus metropolitanos que fazem integração com o metrô de Salvador terão o destino final alterado a partir de sábado, 2 de julho. As mudanças, publicadas na edição dessa terça (28) no Diário Oficial, já estavam previstas e fazem parte das alterações operacionais das linhas integradas.

Agora, o sistema vai funcionar da seguinte maneira: as cinco linhas, vindas da BR-324, terão a primeira parada na Estação Retiro, onde os usuários poderão integrar com o metrô e seguir até a Lapa, sem pagar uma nova passagem por isso. Os passageiros que permanecerem no ônibus, a partir do dia 2, terão a estação final na Aquidabã, via Avenida Heitor Dias.

Dando sequência a programa de ampliação da integração, a partir do dia 10, as linhas de ônibus da Região Metropolitana que têm destino ao Terminal da França também poderão fazer integração com o metrô na Estação Retiro.

As linhas que serão alteradas são:

1- 803 A 2URB- Nova Dias D’Ávilla x Estação Barroquinha via Estação Retiro que passa a ser 803 A 2 URB- Nova Dias D’Ávilla x Estação Aquidabã, Via Estação Retiro;
2- 861 URB – Mata de São João x Estação Barroquinha Via Estação Retiro que passa a ser 861 URB Mata de São João x Estação Aquidabã, Via Estação Retiro;
3- 805 A URB- Madre de Deus x Estação Barroquinha, via Estação Retiro que passa a ser 805 A URB- Madre de Deus x Estação Aquidabã, via Estação Retiro;
4- 800 A URB – Camaçari x Estação Barroquinha Via Estação Retiro que passa a ser 800 A URB Camaçari x Estação Aquidabã, Via Estação Retiro;
5- 809 URB – Candeias x Estação Barroquinha, Via Estação Retiro que passa a ser 809 URB – Candeias Estação Aquidabã, Via Estação Retiro.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 12h49m


O novo presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, informou nesta terça-feira (28), ao comentar o relatório de inflação do segundo trimestre deste ano, que a instituição não irá recomendar ao Conselho Monetário Nacional (CMN) elevar a meta central de inflação para 2017, que está fixada em 4,5%.

Goldfajn disse ainda que o BC e o governo estão adotando medidas para permitir a queda na taxa de juros no Brasil "de forma responsável."

“Estamos criando condições para a queda da taxa de juros. Todos esperamos que as condições se apresentem para a flexibilização da política monetária [redução dos juros básicos da economia]", disse Goldfajn em sua primeira entrevista a jornalistas. "Tem de ter as condições necessárias para que seja feita [a redução dos juros] de forma responsável”, completou ele.

O Brasil possui um sistema que fixa metas para a taxa de inflação de cada ano. Ele prevê uma meta central, que deve ser buscada pelo BC. Para 2016 e 2017, essa meta central é de 4,5% no ano. Entretanto, esse sistema possui intervalos de tolerância, hoje em 2 pontos percentuais para cima ou para baixo. (G1)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 12h34m


Um levantamento realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 44,5% dos consumidores possuem cartões de loja e a principal motivação para 38,1% destes é poder fazer mais compras. Segundo a pesquisa, 46,9% dos entrevistados que têm cartão adquiriram após receberem uma oferta do varejista e 38,8% fizeram a solicitação nas lojas.

No momento que adquiriu o cartão, três em cada dez (29,9%) usuários não analisaram as tarifas ou juros cobrados e 40,0% não sabem dizer o número de parcelas ainda não pagas de compras realizadas com o cartão de loja – entre os que sabem, a média é de três parcelas.

O descontrole financeiro de alguns brasileiros com o uso do cartão de loja é confirmado quando se observa que 25,7% dos que o utilizaram já ficaram com o nome sujo em algum momento pelo não pagamento das faturas, sendo que 6,4% ainda estão negativados.

Outras modalidades analisadas são o crediário e o carnê. Cerca de 29,9% ainda utilizam essas formas de pagamento, sendo que 48% possui em média 1,7 carnês ou crediário atualmente e a contratação do serviço foi feita principalmente por meio da solicitação à loja (58,5%) e as principais motivações para ter esse tipo de serviço é poder comprar mais (42,3%) e realizar um sonho de consumo (20,2%).

Assim como com o cartão de loja, parte significante dos entrevistados (20,8%) não analisou as tarifas e/ou juros cobrados, principalmente por causa de falta de interesse. Quase quatro em cada dez consumidores que têm crediário ou carnê (35,6%) não souberam responder quantas parcelas de compras realizadas no crediário ou carnê possuem – entre os que sabem, a média de quatro parcelas. Em relação à inadimplência no uso do crediário ou carnê, 32,7% dos entrevistados que possuem essas modalidades já ficaram com o nome sujo pelo não pagamento e 5,9% ainda estão negativados.



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 12h22m


A presidente afastada Dilma Rousseff classificou a aliança que fez com Michel Temer (PMDB) como o maior erro do seu governo. "O erro mais óbvio que cometi foi a aliança que fiz para levar a presidência nesse segundo mandato com uma pessoa que explicitamente, diante do país inteiro, tomou atitudes de traição e usurpação", disse ela nesta terça-feira, 28, em entrevista à rádio Metrópole, em Salvador.

A petista afirmou que Temer não é representante de si mesmo, mas sim de um grupo político. "O encontro (no domingo, 26) com Eduardo Cunha (presidente afastado da Câmara dos Deputados) mostra isso. É um grupo político. E eu errei em fazer aliança com esse grupo político", ressaltou.

Dilma também não poupou críticas a Cunha e ao PMDB, os acusando de formar "alianças com pequenos partidos de centro-direita, cada vez mais direita e menos de centro. E neste partido, que é amplo, porque nem todos os parlamentares do PMDB estão nessa condição, ele hegemoniza uma grande corrente dentro do parlamento e faz alianças com vários segmentos. É esta a base política que vai levar ao impeachment".

Ela afirmou ainda que o governo dela poderia ser mais contundente "para denunciar a existência de um golpe" no país. "Eu não vi [a suposta armação de um golpe] a priori. Só vi a posteriori. Não vi antes, só vi depois. Isso significa que foi uma falha. Mas não é uma insensatez, que é quando você vê na hora e não muda. Tinha de ter visto antes. Tinha de ter havido um combate mais cerrado. Mas eu jamais pensei que veria um novo processo de golpe no país", disse.

A petista aproveitou para rebater as acusações de que seu governo deixou uma "herança maldita" para a economia do país. De acordo com ela, uma afirmação do próprio Ministério da Fazenda, na semana passada, desmente a situação.

"Eles vivem falando que deixei um país com uma economia em frangalhos. Diante da saída da Inglaterra da União Europeia, o Ministério da Fazenda solta uma nota falando da robustez do país", disse. A nota a que se refere Dilma foi publicada no último dia 24, pelo Banco Central do Brasil, pouco depois do anúncio de que o Reino Unido deixaria a União Europeia. (A Tarde)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 12h06m

 

O Brasil subiu dez posições no ranking mundial de logística do Banco Mundial, ficando na 55º posição em 2016. O levantamento tem a Alemanha em primeiro lugar, seguido por outros países desenvolvidos, como Luxemburgo, em segundo, e Suécia em terceiro.

Apesar da melhora, o Brasil está atrás de outros emergentes, como a Índia (35º) e China (27º), e países vizinhos, como Chile (46º) e Panamá (40º). O levantamento é divulgado a cada dois anos pelo Banco Mundial e leva em conta seis fatores, como a infraestrutura das estradas e portos, procedimentos alfandegários, prazos de entrega e eficiência de rastreamentos. Em 2014, o Brasil ficou em 65º.

Uma das principais conclusões do relatório divulgado nesta terça-feira pelo Banco Mundial é que enquanto a logística dos países emergentes teve melhora, o progresso nas economias mais pobres se desacelerou pela primeira vez desde 2007. Nas três últimas posições do ranking estão Síria, Somália e Haiti.

No caso do Brasil, o item com melhor avaliação é sobre o "rastreamento", que mede o monitoramento de cargas, no qual o país ficou em 45º lugar. Já a pior posição, 72º, ficou na categoria "entregas internacionais", que mede, por exemplo, a competitividade do país nos preços das entregas pelo mundo. (Estadão)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 11h58m
 


 
O projeto que reajusta a remuneração de servidores do Poder Judiciário volta à pauta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado nessa terça-feira, dia 28. Caso aprovada, a matéria segue para o plenário do Senado.
 
Na última semana, o relator Jorge Viana (PT-AC) apresentou parecer favorável ao projeto, mas alertou que faltavam informações do Executivo sobre o real impacto da matéria nas contas públicas. Por essa razão, os senadores preferiram conceder vista ao projeto.

Viana informou nesta manhã que os documentos necessários já foram enviados pelo Executivo. O senador petista sugeriu que se dê procedimento à votação, reiterando seu voto favorável ao texto.


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 11h45m
 

 
O Conselho de Ética da Câmara instaurou nesta terça-feira (28) processo disciplinar sobre o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para apurar se ele quebrou o decoro parlamentar ao reverenciar o coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra, reconhecido como torturador pela Justiça, durante a votação do processo de impeachment de Dilma Rousseff. Para o PV, autor da representação contra ele, a forma como o deputado se referiu à “memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra”, constitui uma “verdadeira apologia ao crime de tortura”.

Reconhecido pela Justiça brasileira como torturador no período da ditadura militar (1964-1985), Ustra, que morreu aos 83 anos em 2015, foi apontado como algoz por dezenas de perseguidos.  Ao proferir o seu voto na votação da abertura do processo de impeachment na Câmara, realizada no dia 17 de abril, Bolsonaro disse: “Pela memória do Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff”.
 
Na ocasião, Bolsonaro rebateu a acusação e disse que "em nenhum momento foi feita homenagem a qualquer torturador, considerando a inexistência de sentença condenatória atestando que o Coronel Ustra tenha praticado crime de tortura". A representação foi protocolada no dia 26 de abril, mas o processo não pôde ser instaurado antes porque a pauta do Conselho de Ética estava trancada pelo processo do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
 
O PV reconhece que Bolsonaro tem “o direito de expressar suas preferências e simpatias”, mas ressalta que ele não pode “enaltecer crimes ou criminosos”. “Um atentando contra os direitos humanos e em um desrespeito para com aqueles que foram torturados no período da ditadura militar”, diz um dos trechos da representação. O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), ainda irá escolher o relator entre três nomes a serem sorteados entre os integrantes do colegiado. Pelas regras do Código de Ética, o relator não pode pertencer ao mesmo estado do representado (RJ), ao mesmo partido (PSC) ou bloco parlamentar ou ainda do partido autor da representação (PV).
 
Diante disso, sobraram seis deputados que preenchem esses requisitos: três do PT e três do PR: João Carlos Bacelar (PR-BA), Laerte Bessa (PR-DF), Wellington Roberto (PR-PB), Leo de Brito (PT-AC), Zé Geraldo (PT-PA) e Walmir Prascidelli (PT-SP). Os nomes sorteados foram Zé Geraldo, Wellington Roberto e Valmir Prascidelli.


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 11h19m
 

 
Cotado para ser deslocado para o ministério do Turismo, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Marcos Pereira, deixou o Palácio do Planalto na noite desta segunda-feira, 27, com a certeza de que ficará no atual cargo. "Diga ao povo que ficou onde estou. Assunto encerrado", afirmou Pereira após deixar o gabinete do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Na véspera do encontro, Pereira conversou com o presidente em exercício, Michel Temer, por telefone.
 
"Não fui informado de nada pelo Palácio sobre uma possível mudança. Falei ontem com o presidente sobre o acordo automotivo Brasil-Argentina e ele não tocou no assunto. Me convidou para estar na inauguração amanhã na fábrica no Paraná", ressaltou. Em conversa com o jornal O Estado de S. Paulo no início da tarde desta segunda, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, ressaltou que dentro da cúpula do governo as discussões não avançaram.
 
A cadeira de ministro do Turismo foi deixada no último dia 16 pelo então ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Na ocasião, Alves pediu demissão após circular a informação de que ele era alvo de novas denúncias, no âmbito da Operação Lava Jato. "Não tem nada definido. Não é momento para definir. O presidente Michel Temer ainda está avaliando isso", afirmou Geddel Vieira Lima. Além de Marcos Pereira, também fala-se na possibilidade de a pasta ser entregue para um indicado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), responsável por conduzir o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na Casa.(A Tarde/ESP)

 


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 11h05m
 

 
As tarifas da Eletropaulo vão cair 8,10% em média, aprovou nesta terça-feira, 28, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Para consumidores conectados à alta tensão, a redução será de 9,74%, e para a baixa tensão, a queda será de 7,30%. Para o consumidor residencial (tarifa B1), a conta de luz vai ficar 7,27% mais barata.
 
A Eletropaulo atende 6,9 milhões de consumidoras na Região Metropolitana de São Paulo. As novas tarifas vigoram a partir de 4 de julho. Entre os itens que contribuíram para a redução da tarifa da Eletropaulo estão a redução do custo com compra de energia, principalmente da usina de Itaipu. Além disso, a Eletropaulo conseguiu substituir contratos bilaterais mais caros por outros mais baratos, reduzindo o custo de seu mix de energia.
 
O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, destacou ainda a redução do peso dos encargos setoriais que bancam subsídios, como a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). As tarifas da Eletropaulo já não vão contar com custos extras que a Aneel retirou da conta de luz recentemente.(A Tarde/ESP)


.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h51m


A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta nesta terça-feira (20), em meio ao bom humor dos mercados externos. Às 10h01, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, subia 0,35%, a 49.415  pontos.

Nos mercados externos, o dia era de alta das bolsas europeias e avanço dos preços do petróleo. Na Ásia, também houve avanço do mercado de ações, com as bolsas na China fechando na máxima de três semanas.

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta segunda-feira (27), em meio às incertezas nos mercados internacionais ainda repercutindo a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia.

Papéis de peso como Petrobras e bancos foram os que mais pressionaram a baixa na bolsa paulista. O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, caiu 1,72%, aos 49.245 pontos. (G1)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h42m


Um segmento de economistas avalia que o câmbio pode ter uma nova rodada de apreciação substancial a partir de agosto caso o Senado determine o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Os analistas observam que o ingresso de recursos externos ao País tende a aumentar com o avanço da confiança de investidores externos no Brasil, puxado por mudanças estruturais na área fiscal, como a aprovação pelo Congresso do teto de gastos públicos vinculados à inflação e o lançamento pelo governo de uma proposta de reforma da Previdência Social. Tal elevação de demanda por títulos nacionais, especialmente de renda fixa e um pouco em ações, seria determinada pela alta rentabilidade que os aplicadores podem obter no Brasil, onde o juro básico está em 14,25% ao ano, em meio à imensa liquidez global.

Para Alberto Ramos, diretor de pesquisas para a América Latina do banco Goldman Sachs, "o câmbio pode ir para R$ 3,00 ou abaixo dessa marca em poucos meses", após definido o impeachment de Dilma Rousseff, com sinais firmes da evolução das propostas do governo de correção da gestão das contas públicas, com destaque para a aceitação pelos parlamentares da Câmara e do Senado da emenda constitucional que determina que as despesas do Poder Executivo não mais terão aumento real. "A questão é saber o que o Banco Central fará quando o dólar chegar a R$ 3,00", questiona Ramos.

O Banco Central teria várias razões para manter o câmbio entre R$ 3,15 e R$ 3,20 no segundo semestre, aponta Braulio Borges, economista-chefe da consultoria LCA. O combate à inflação estaria em primeiro lugar, pois uma queda nominal de 8% do dólar poderia reduzir o IPCA em 2017 de 5,3% para perto de 4,8%. "Há também outros fatores. Um deles é redução do passivo das empresas muito endividadas em dólar, sobretudo a Petrobras", disse Borges. (Estadão)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h31m


A Operação Custo Brasil indica que o advogado Guilherme de Salles Gonçalves, suposto repassador de propinas para o ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento/Governo Lula e Comunicações/Governo Dilma), bancou R$ 32 mil referentes a custos de um loft alugado em Brasília para uso da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) durante a campanha de 2010.

Gonçalves, preso pela Polícia Federal no domingo (26), no Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos, teria usado seu escritório em Curitiba para bancar despesas de caráter eleitoral da petista. Gleisi é alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal. Ela detém foro privilegiado perante a Corte.

Nesta segunda-feira (27), Gonçalves foi ouvido em audiência de custódia pelo juiz Paulo Bueno de Azevedo, da 6.ª Vara Federal Criminal, que deflagrou a Custo Brasil. Além do advogado tiveram a prisão decretada outros dez alvos da operação, que investiga o esquema Consist, entre eles Paulo Bernardo. O esquema Consist é um suposto desvio de R$ 100 milhões a partir de empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento, na gestão do marido de Gleisi. (Estadão)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h29m


O governo do Estado começa a arrecadar agora em julho os recursos que vão aumentar a receita do FELT – Fundo Estadual de Logística e Transporte e permitir que o governo possa ampliar a manutenção preventiva da malha viária do Estado.  

Segundo o Secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, a inclusão de mais fontes de receita vai recompor os recursos para a manutenção de estradas e direcionar os recursos de empréstimos e financiamentos, que vinham sendo utilizados para esse fim, para a construção de novas rodovias. “A previsão é de um recolhimento de R$ 120 milhões por ano”, afirmou o secretário, em contato com o Bahia Econômica.
 
 A Assembleia Legislativa da Bahia aprovou em abril o projeto de lei proposto pelo Poder Executivo que incluiu no Fundo Estadual de Logística e Transporte (Felt), parte da arrecadação do Detran que estava indo para o caixa único do Estado.

As fontes  de recursos do fundo são: 100% do produto da arrecadação devida pela utilização da faixa de domínio das rodovias; 50% do produto da arrecadação com as penalidades aplicadas pelo Detran; transferências do estado relativas a 30% do produto da receita pelo exercício do poder de polícia e prestação de serviços do Detran; a arrecadações da Agerba, além dos resultados financeiros da aplicação dos recursos
 
Já em relação ao empréstimo do Banco Europeu de Investimento (BEI), no valor de 200 milhões de dólares para o Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias Estaduais da Bahia, Cavalcanti afirmou que já foi aprovado na sede do banco em Luxemburgo e que agora segue para o trâmite federal, na Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e depois para aprovação no Congresso.

O empréstimo precisa de aval do governo federal, mas, segundo o secretario de Infraestrutura, o senador Otto Alencar esteve com o Ministro da Fazenda Henrique Meirelles que garantiu não haver impedimento para sua aprovação na burocracia fazendária. 


 



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h22m


Por descumprir a "Lei dos 15 Minutos", a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA) autuou e multou a agência do Banco Bradesco, na avenida Sete de Setembro, em Salvador. A penalidade tem valor de R$ 1.550.400.

Em nota, o Bradesco esclarece que concentra esforços para atender todos os públicos com qualidade, segurança e agilidade. "O objetivo é atender nos prazos estabelecidos pela legislação aplicável, que devem primar pela razoabilidade, porém podem ocorrer situações não usuais que gerem maior fluxo nas agências", justificou a agência, em comunicado enviado às 9h43.

Segundo o órgão, o estabelecimento foi punido após denúncias realizadas por consumidores. O Procon-BA explica que o banco foi multado após o devido processo legal.

"A multa foi aplicada após o devido processo legal, que garantiu prazo para que o Banco Bradesco pudesse exercer a ampla defesa e o contraditório", ressaltou, em nota, o Superintendente do Procon-BA, Marcos Medrado.  (A Tarde)



.............................................................................................................................................................................................................................................
28/06 - 10h11m


O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a evolução dos preços de produtos "na porta de fábrica", variou 0,9% em maio, depois de uma queda de 0,34% em abril e março, informou nesta terça-feira (28) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 12 meses, o IPP da Indústria acumula 5,61%. No acumulado do ano, a variação é negativa, de -0,61%.

Entre as 24 atividades investigadas em maio, 11 apresentaram variações positivas de preços. As quatro maiores variações foram nas seguintes atividades: nas indústrias extrativas (11,37%), farmacêutica (2,99%), alimentos (2,82%) e impressão (2,82%).

Na comparação com maio do ano anterior, a variação de preços foi de 5,61%, contra 4,67% em abril. As quatro maiores variações de preços ocorreram em alimentos (16,61%), fumo (14,24%), perfumaria, sabões e produtos de limpeza (13,62%) e impressão (12,99%).

No acumulado do ano, com variação de -0,61%, contra -1,49% em abril, as atividades que tiveram as maiores variações percentuais foram indústrias extrativas (14,58%), outros produtos químicos (-8,19%), farmacêutica (6,90%) e impressão (6,73%).



.............................................................................................................................................................................................................................................


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960