AVANÇO
A Licença de Instalação foi publicada pelo Ibama nesta segunda-feira (22)
CONVIVÊNCIA COM A SECA NA BAHIA SERÁ EXEMPLO DE SUSTENTABILIDADE, DIZ LÍDICE
PROPOSTA

CONVIVÊNCIA COM A SECA NA BAHIA SERÁ EXEMPLO DE SUSTENTABILIDADE, DIZ LÍDICE
GOVERNO REDUZ PREVISÃO DE ALTA DO PIB DE 1,8% PARA 0,9% NESTE ANO
QUEDA

GOVERNO REDUZ PREVISÃO DE ALTA DO PIB DE 1,8% PARA 0,9% NESTE ANO
COLUNISTAS
ENQUETE

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE A ADOÇÃO DO HORÁRIO DE VERÃO NA BAHIA?

FRASE DO DIA

"A Petrobrás bateu todos os recordes de produção do pré-sal e nós já podemos dizer que ela já se recupeou dessa crise que fez as ações dela caírem tanto"

Dilma Rousselff

Presidente e candidata a reeleição no Brasil

OUTRAS NOTÍCIAS
22/09 - 20h00m


O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em queda de 1,68% nesta segunda-feira (22), a 56.818,11 pontos. É o menor valor de fechamento em mais de um mês, desde 14 de agosto, quando a Bolsa encerrou a 55.780,41 pontos.

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 0,92%, cotado a R$ 2,394 na venda. É o maior valor de fechamento em sete meses, desde 18 de fevereiro, quando a moeda encerrou a R$ 2,398.
As ações das empresas estatais foram a principal influência negativa do Ibovespa. Elas têm sido fortemente impactadas pelo cenário eleitoral. As ações preferenciais da Eletrobras (com prioridade na distribuição de dividendos) tiveram a maior queda do índice, de mais de 4%.

As ações ordinárias do Banco do Brasil (com direito a voto) tiveram a segunda maior baixa, também acima de 4%. Os papéis ordinários da Petrobras caíram mais de 2%. A mineradora Vale também teve queda expressiva.

O mercado aguarda novas pesquisas nesta semana, como Vox Populi e Ibope. De acordo com a agência de notícias Reuters, o clima entre investidores era de incerteza. Os últimos levantamentos apontaram certa recuperação do candidato do PSDB, Aécio Neves. Mas nas simulações de segundo turno, a disputa segue bastante acirrada entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB).

Ainda de acordo com a Reuters, isso afeta as expectativas do mercado de uma possível derrota de Dilma. As informações são da Reuters.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 19h27m


A ordem de serviço para a implantação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água (SIAA), que vai atender 64 localidades do município de Araci e da sede do município de Tucano, beneficiando mais de 34 mil moradores, foi assinada pelo governador Jaques Wagner em Araci, na manhã desta segunda-feira (22). Ainda na cidade, foram entregues dois tratores, cada um no valor de R$ 110 mil, a associações comunitárias.

“Trazer água é trazer vida e saúde, principalmente no sertão, onde o pessoal tem bastante dificuldade. Esse programa Águas do Sertão, que é o aproveitamento do lençol freático de Tucano, é fantástico. Somente esse trecho aqui, vai beneficiar cerca de 35 mil pessoas. Vale muito a pena, o que não pode é o povo ficar sem água”, destacou Wagner.

A obra, que faz parte do Programa Água para Todos, e será realizada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), vai contar com um investimento total de R$ 51 milhões, do Ministério das Cidades. “Todo esse esforço é importante e necessário, porque vamos garantir o bem estar da população, mesmo porque água é saúde”, completou o governador.

“Embora a gente conte com mil e duzentas cisternas, não tínhamos a chuva. Agora a água já chega às comunidades. E com esse sistema, vamos afastar de vez a possibilidade de ficar sem água”, comemora Valmir Barreto, morador de Araci.

Com todo o sistema em operação, a água será levada aos moradores da zona rural de Araci e Tucano por uma adutora com 221 quilômetros, 54 reservatórios, rede de distribuição de 112 quilômetros e seis mil ligações domiciliares. O sistema integrado deverá ser concluído em outubro de 2015. Ele funcionará em conjunto com as cisternas de consumo que já foram instaladas no semiárido.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 18h50m




A Licença de Instalação (LI) do Porto Sul foi publicada pelo Ibama nesta segunda-feira (22).  Com a Licença de Instalação (LI) em mãos, o Governo da Bahia dá início ao processo de construção do Porto Sul, empreendimento de R$ 5,6 bilhões, localizado no município de Ilhéus. A LI foi publicada pelo Ibama nesta segunda-feira (22), um marco histórico o estado.

Em associação à Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), o Porto Sul formará um dos mais modernos complexos logísticos do país. A previsão é que a construção completa dure até cinco anos, iniciando, em primeira fase, com o processo de desapropriação, reassentamento e instalação de canteiros em terra.

O coordenador executivo de Infraestrutura e Logística da Casa Civil estadual, Eracy Lafuente, explica que “a partir de agora ocorrerão os trabalhos de execução ambiental, fruto dos 38 programas básicos entregues ao Ibama”. “São etapas importantes de resgate de fauna e flora, antes da supressão de vegetação, que reforçam o rigor técnico para dar viabilidade ambiental, além de condução transparente do projeto do Porto Sul”, disse.

O governador Jaques Wagner diz ver com naturalidade o anúncio da Licença de Implantação do Porto Sul. “Uma obra de tal magnitude enseja grandes análises e discussões que não podem ser concluídas do dia para a noite. O Porto Sul, juntamente com a ferrovia Oeste-Leste, é a materialização do pensamento estratégico que prepara a Bahia para as próximas décadas, e será construído sob as mais modernas diretrizes de sustentabilidade social e ambiental”, afirmou Wagner.

No programa também estão incluídos a melhoria na infraestrutura das comunidades no entorno, reorientação das atividades do turismo na região e capacitação de mão de obra, que será absorvida pelo empreendimento.  Na sua construção, o Porto Sul vai gerar 2 mil empregos diretos.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 18h19m


O governo federal reduziu a previsão de crescimento econômico do país para este ano de 1,8% para 0,9%. A informação consta do quarto relatório bimestral de receitas e despesas primárias divulgado hoje pelo Ministério do Planejamento.

No caso do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado, a estimativa foi mantida em 6,2% no relatório do quarto bimestre. A previsão de taxa de câmbio média foi mantida em R$ 2,29. Para o IGP-DI, a previsão caiu de 7,25% para 4,60%. Já a Selic média utilizada caiu de 10,88% para 10,86%. A projeção para o preço médio do petróleo teve uma redução de US$ 108,87 para US$ 106,26.

No relatório o governo também elevou em R$ 1,5 bilhão a previsão de recebimento de dividendos das empresas públicas federais para este ano. Antes, o governo trabalhava com a expectativa de entrada de R$ 23,9 bilhões em dividendos.

A nova estimativa de dividendos para o ano influenciou diretamente na projeção de receitas não administradas pela Receita Federal que passou de R$ 179,137 bilhões no terceiro relatório bimestral para R$ 209,742 bilhões.

O aumento dos dividendos, segundo o relatório do quarto bimestre, deve-se à alteração no programa de pagamentos por parte das empresas em que o governo é acionista. As informações são do Valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 18h05m


O uso racional da água e a preservação das matas nativas são medidas que todo sertanejo baiano incorporou à sua rotina, pois o povo do Semiárido já tem plena consciência da pauta da sustentabilidade ambiental, disse a candidata à governadora Lídice da Mata, do PSB, durante o Fórum de Desenvolvimento Local Sustentável de Canudos, nesta segunda-feira (22).

Foram convidados os três principais candidatos ao Governo do estado, mas somente ela compareceu ao evento, que reuniu representantes de 63 entidades da região e 30 professores universitários. A candidata apresentou as propostas de seu programa de governo para o Semiárido, que incluem a construção de barragens e a criação do corredor ecológico para recuperar e proteger as matas nativas nas margens do Rio São Francisco. Ela também defendeu a construção do eixo-sul do projeto de transposição do São Francisco.

Lídice disse que, como senadora, já havia destinado R$ 1,1 milhão do orçamento da União para o DNOCS aplicar na revitalização do Açude Cocorobó e na modernização do perímetro irrigado do Rio Vaza Barris. O dinheiro, contudo, não foi aplicado e acabou se perdendo. “Lá, a irrigação usa um sistema obsoleto, de inundação, que gera desperdício de água, quando outras áreas usam o sistema de gotejamento, que economiza mais água”, explicou.

A candidata comprometeu-se ainda com dois importantes projetos para Canudos: o de saneamento básico, para pôr fim ao esgoto a céu aberto presente na maioria das ruas da cidade, e a reforma do Hospital Genaro Rabelo de Alcântara, que receberá equipamentos para atender casos de média e alta complexidade. “O hospital tem estrutura física, mas não tem equipamentos de UTI, de neonatal, e aí se uma mulher grávida vai ter neném aqui e complica, tem de sair correndo por 200 quilômetros para achar uma maternidade que faça o parto cesariano. Isso se resolve com pouco, falta é vontade política”, destacou.

Lídice destacou ainda o projeto que está em seu programa de governo, de criar a cidade cenográfica de Canudos para receber anualmente um grande espetáculo teatral que recontará a história da Guerra de Canudos. “Assim como em Nova Jerusalém, em Pernambuco, que recebe a Paixão de Cristo, aqui será um local de grande fluxo de turismo por pessoas de todo mundo interessadas em saber como essa guerra aconteceu”, disse.

No resto do ano, a atração de turistas ficará pela visita à cidade cenográfica, mas também ao ecoturismo náutico, com mergulho no Açude de Cocorobó, onde é possível visitar os escombros submersos da antiga cidade de Canudos. “Além disso, é pedido da comunidade e vamos realizar a reforma do Museu Manoel Travessa, que guarda relíquias da guerra, e a criação da Casa João de Regis, um museu audiovisual.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 17h16m


Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a campanha do candidato do seu partido à Presidência, Aécio Neves (PSDB), precisa "dramatizar", principalmente a respeito do escândalo da Petrobras, para que as críticas ao governo tenham efeito eleitoral e ajude o tucano a subir nas pesquisas. FHC fez duas comparações.

A primeira com o episódio do mensalão. Disse que sem a performance teatral do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), que denunciou o esquema de compra de votos parlamentares, o mensalão não teria a repercussão que teve. "Em certos momentos tem que dramatizar", afirmou. Depois, em entrevista coletiva, voltou a defender uma nova atitude de Aécio.

FHC lembrou que Marina Silva (PSB) reagiu "de forma dramática" quando a campanha petista sugeriu que a pessebista, caso eleita, poderia acabar com o Bolsa Família. No programa eleitoral, como resposta, Marina contou que passou fome na infância e por isso não mexeria no programa social do governo federal. "Por que Aécio não pode dramatizar?", questionou FHC.

O escândalo na Petrobras, que levou à prisão do ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, foi o alvo prioritário de Fernando Henrique em seus ataques ao PT durante debate-almoço promovido pelo grupo Lide. FHC afirmou que "há um assalto aos cofres públicos, no mínimo para fins político-partidários", já que três diretores envolvidos teriam ligações com partidos. As informações são do Valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 16h52m


“Vamos combater o crime com firmeza e desburocratizar o atendimento do cidadão com o SAC Segurança”, anunciou o candidato a governador, Paulo Souto, em entrevista à Rádio Andaiá, em Santo Antônio de Jesus, nesta segunda-feira (22).

A proposta de modernizar o serviço de inteligência da Polícia Civil terá o mesmo princípio de eficiência do SAC, projeto desenvolvido e implantado durante seu primeiro governo, em 1995. Para o candidato, a ineficiência burocrática da Secretaria de Segurança Pública é um dos entraves no combate ao crime organizado e não permite que delegacias tenham mais tempo e atenção para cuidar dos crimes graves. O candidato também defende a criação de forças-tarefas focadas em temas específicos.

“Falamos muito na integração das polícias como mecanismo para melhorar a segurança do Estado e uma das maneiras é criar grupos especiais, forças tarefas que contem com todas as polícias, além do Ministério Público. Fizemos isso no meu governo e conseguimos resultados satisfatórios contra crimes de extermínio, contra o tráfico de drogas e contra os assaltos a bancos”, lembrou.
Em resposta a representantes da sociedade civil durante a entrevista, Paulo Souto tratou de problemas locais, como a necessidade de construção de um anel viário em Santo Antônio de Jesus e de dotar o município de uma melhor estrutura para atrair indústrias.

“É preciso entender que para captar investimentos, não basta apenas ter áreas disponíveis. Isso é o mais fácil. É preciso estruturar, criar condições favoráveis à instalação de novas fábricas", defendeu. Souto também defendeu uma maior integração do Recôncavo Baiano, com a construção de uma nova rodovia que margeia a Baía de Todos os Santos e de um novo atracadouro em Mar Grande.

“Por que esse governo, que toda eleição nos lembra que é do mesmo partido da presidente, não conseguiu que a BR-101 fosse duplicada na Bahia? Ela está sendo duplicada em todos os estados no Nordeste, menos na Bahia. Somos a maior economia da região, portanto, a que mais necessita de uma malha rodoviária eficiente”, destacou Souto.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 16h35m


A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia, este ano, está em queda há 17 semanas seguidas. De acordo com pesquisa feita pelo Banco Central (BC), desta vez, a estimativa caiu de 0,33% para 0,30% de expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Para 2015, a projeção caiu de 1,04% para 1,01%.
 
Para a produção industrial, a estimativa de retração, este ano, passou de 1,98% para 1,94%. No próximo ano, a projeção de expansão é 1,6%, contra 1,5% da semana passada.A projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi ajustada de 6,29% para 6,30%, este ano, e de 6,29% para 6,28%, em 2015.
 
As estimativas estão acima do centro da meta (4,5%) e abaixo do limite superior (6,5%). É função do BC fazer com que a inflação fique dentro da meta. Um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Essa taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia.
 
A projeção das instituições financeiras para a Selic, ao final deste ano, foi mantida no atual patamar de 11% ao ano. Para o final de 2015, a projeção passou de 11,50% para 11,25% ao ano. A pesquisa semanal do BC também traz a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que foi alterada de 3,77% para 3,72%, este ano, e de 5,52% para 5,50%, em 2015. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa segue 3,67%, este ano, e em 5,50%, em 2015. (Agência Brasil)


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 16h24m


A presidente Dilma Rousseff fará um breve discurso na manhã desta terça-feira (23), na Cúpula do Clima, promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, um dia antes de fazer a abertura da Assembleia Geral da entidade.

Na quarta-feira, Dilma deverá ressaltar as melhoras dos indicadores sociais ocorrida no país nos últimos anos, tratando também da segurança cibernética, com destaque para a aprovação pelo Brasil da Lei do Marco Civil digital, além de falar sobre a questão ambiental.

A informação de que Dilma discursará na Cúpula do Clima foi confirmada nesta segunda-feira pelo governo brasileiro. Antes, havia dúvidas se Dilma chegaria a tempo de falar no evento convocado pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para que líderes façam anúncios amplos para “reduzir emissões, fortalecer a resistência climática e mobilizar vontade política para se chegar a um acordo significativo em 2015”.

A previsão é que Dilma saia hoje de Belo Horizonte, entre 18h e 18h30, chegando a Nova York de madrugada, por volta das 3h. Antes, o embarque para os Estados Unidos estava previsto para 22h. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, já está nos EUA participando de encontros relacionados ao evento. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, também está na cidade, para a reunião da ONU sobre povos indígenas.

Dilma deve destacar o fato de que o Brasil saiu do mapa global da fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês), informação divulgada na semana passada. Com programas como o Bolsa Família, a pobreza extrema recuou 75% de 2001 a 2012. As informações são do Valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 15h54m


A balança comercial brasileira teve um déficit de US$ 42 milhões na terceira semana de setembro, informou hoje o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Foram US$ 4,545 bilhões em exportações e US$ 4,587 bilhões em importações.

No mês, a balança comercial está deficitária em R$ 756 milhões. Já no ano, o resultado acumulado está negativo em R$ 507 milhões.

A média diária das exportações caiu 10,9% nas três primeiras semanas de setembro quando comparada com todo o mês de 2013, passando de US$ 992,9 milhões para US$ 884,5 milhões. Esse resultado se deve a uma queda na venda de produtos básicos, semimanufaturados e manufaturados.

Os produtos básicos tiveram um uma queda de 14% na média diária de vendas nas três primeiras semanas de setembro ao passar de US$ 499,7 milhões na média de setembro de 2013 para US$ 429,7 milhões no acumulado deste mês. Os principais retrocessos foram em milho em grão, minério de ferro, farelo de soja, soja em grão, carne bovina e petróleo.

As importações cresceram 4,1% nas três primeiras semanas de setembro (US$ 934,9 milhões) quando comparadas com a média do mesmo mês em 2013 (US$ 898 milhões). Nesse comparativo, cresceram principalmente os gastos com combustíveis e lubrificantes (+43,3%), farmacêuticos (+7,1%), siderúrgicos (+2,3%) e plásticos e obras (+0,9%). As informações são do valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 15h31m


O economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central da gestão de Fernando Henrique Cardoso e um dos principais colaboradores do presidenciável tucano Aécio Neves, disse que o quadro da economia brasileira pode ser resumido da seguinte forma: "O Brasil vive hoje um quadro de recessão e crescimento baixo".

Segundo ele, do jeito que as coisas estão, não há jeito de o País crescer muito. "O País tem investido pouco e exibe um desempenho fraco na produtividade. Temos, portanto, um problema de oferta e a face mais visível disso é a infraestrutura. Há uma verdadeira crise de infraestrutura em todas as dimensões."

Na avaliação do ex-presidente do Banco Central, as incertezas no atual governo petista são cada vez maiores. "Temos um quadro fiscal cada vez mais deteriorado e vivemos um problema de oferta. E as respostas do governo são muito pontuais, com uma certa mania de medidas. E o fato é que as medidas não estão resolvendo", reiterou, dizendo que a economia está estagnada, a indústria vive a sua maior crise dos últimos anos, "apesar deste esforço equivocado" do governo.

Na exposição que fez no evento promovido pelo Lide - Grupo de Líderes Empresariais, o economista voltou a criticar o atual modelo econômico da gestão petista, dizendo que o resultado final não é bom. E comparou o atual cenário econômico a um doente: "Não é apenas uma verruga, é um quadro de septicemia grave".

O presidente do Grupo de Líderes Empresariais, João Dória Junior, disse, na abertura do encontro, que este foi o recorde da série de 11 anos de almoços-debate promovidos pela instituição. "O evento com a presidente Dilma Rousseff (PT) reuniu 480 empresários, com Lula (ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva) reuniu 504 empresários, Aécio Neves (presidenciável tucano) reuniu 518, Eduardo Campos (falecido governador de Pernambuco) e Marina Silva (presidenciável do PSB) reuniram 525.

E no de hoje, evento com o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso e o economista Armínio Fraga, temos 602 pessoas, um reflexo da dimensão, respeitabilidade e grandeza do ex-presidente Fernando Henrique." As informações são do valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 15h14m

 
 
A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) inscreve a partir desta quarta-feira (24) até às 18h do dia 14 de outubro para o vestibular 2015.1 (ProSel). A inscrição deve ser feita exclusivamente pelo site da Uefs, na seção ProSel, endereço que está publicado o Edital do processo seletivo. O candidato deve preencher o formulário disponibilizado online, imprimir o boleto e pagar, na rede bancária, a taxa de inscrição no valor de R$ 90. As provas serão aplicadas de 30 de novembro a 2 de dezembro de 2014 (domingo a terça-feira).
 
Para este vestibular, a Uefs ofereceu 3.500 isenções da taxa, destinadas aos alunos egressos da rede pública de ensino. Eles devem acompanhar, no portal da Uefs na internet, a divulgação dos resultados parcial e final do processo de isenção, bem como a confirmação da efetiva inscrição no ProSel.
 
A Uefs oferece 1006 vagas distribuídas em 28 cursos. Destas, 56 (duas vagas extras por curso) são destinadas aos membros de comunidades indígenas e quilombolas. O Programa de Ações Afirmativas da Uefs prevê, também, que 50% das vagas sejam ocupadas por estudantes que tenham cursado, na rede pública, os três anos do ensino médio e pelo menos dois anos do ensino fundamental (5ª a 8ª série ou 6º ao 9º ano). Desta reserva, 80% das vagas são dirigidas a quem se declarar afrodescendente.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 15h04m


Apenas duas ações tinham alta no Ibovespa, o principal índice da Bolsa, na tarde desta segunda-feira (22). As ações da TIM (TIMP3) e do Santander (SANB11) eram as únicas operando no azul, subindo menos de 1%.

Na ponta oposta, o Banco do Brasil (BBAS3) tinha a maior queda do índice, recuando 6,67%, a R$ 29,93, por volta das 14h25. Segundo investidores consultados pela agência de notícias Reuters, a incerteza no cenário político duas semanas antes das eleições está causando a onda de baixas, especialmente em ações de estatais. As informações são do uol.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 14h54m

 
A Apple anunciou a venda de 10 milhões de unidades do iPhone 6 e iPhone 6 Plus no primeiro fim de semana após os novos modelos do smartphone chegarem às lojas, superando o resultado do ano passado. As vendas dos aparelhos em loja começaram na sexta-feira, 19, com os preços nos EUA partindo de US$ 199,00 em contratos de dois anos com operadoras locais.
 
Na semana passada, a Apple informou ter recebido mais de 4 milhões de pré-encomendas dos aparelhos nas primeiras 24 horas, um novo recorde, segundo a empresa. No ano passado, a Apple vendeu 9 milhões de unidades do iPhone 5S e 5C no fim de semana de lançamento. Em 2012, as pré-encomendas pelo iPhone 5 totalizaram 2 milhões.
 
O iPhone 6 e iPhone 6 Plus dispõem de telas maiores, de 4,7 e 5,5 polegadas respectivamente, ante 4 polegadas do modelo anterior. Às 9h56 (de Brasília), as ações da Apple subiam 0,74% no pré-mercado em Nova York. (Correio)


 

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 14h11m


Abordado pela equipe de humoristas de um programa da Band ao chegar para um almoço-debate com executivos e empresários em São Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que disputar com o petista e sucessor, o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2018, seria "uma possibilidade".

Em seguida, levando mais a sério o assunto, disse que não. A pergunta citava o fato de FHC ter derrotado Lula nas duas vezes em que os dois se enfrentaram, em 1994 e 1998, e se ele seria a esperança de volta do PSDB ao poder, já que o candidato tucano neste ano Aécio Neves está em terceiro lugar nas pesquisas.

Lula, por sua vez, já disse que planeja concorrer em 2018. No almoço, FHC debate a conjuntura econômica com Armínio Fraga, coordenador do programa de Aécio para a área e ex-presidente do Banco Central no governo de Fernando Henrique. As informações são do Valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 14h03m


O ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga disse nesta segunda-feira que o que está errado na economia brasileira é o sistema e comparou os problemas a um quadro de infecção generalizada.

"É uma septicemia, não é uma verruga que você precisa tirar. É grave mesmo", afirmou, em debate do qual participa, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com 604 executivos em São Paulo.

Armínio Fraga criticou o excesso de medidas pontuais feitas pelo atual governo e o processo eleitoral, que qualificou como o "mais populista que já vi". As informações são do Valor.
 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 13h36m

 
Responsável pela investigação do Ministério Público Estadual que apura indícios de desvios de programas habitacionais por meio da ONG Instituto Brasil, a promotora Rita Tourinho vai expedir hoje notificação para ouvir a presidente da entidade, Dalva Sele Paiva. Autora das denúncias  contra políticos do PT baiano, publicadas na revista Veja desta semana, Dalva acusa o candidato do partido ao governo, Rui Costa, o senador Walter Pinheiro e os deputados Nelson Pellegrino e Afonso Florence de terem recebido “mesadas” ou recursos provenientes do esquema para bancar campanhas no estado.
 
“Além dela, vou notificar também outras pessoas citadas na reportagem pela senhora Dalva Sele. O objetivo é saber quais provas ela possui e confirmar também o teor do que foi publicado”, afirmou. A promotora, no entanto, adiantou ao CORREIO que ainda não há elementos para convocar os políticos acusados pela presidente da ONG. Fora a investigação aberta em 2010 para apurar suspeitas de desvios de R$ 6 milhões do Fundo de Combate à Pobreza, verba destinada à construção de casas populares no interior, Rita Tourinho confirmou que há outro procedimento em curso contra o Instituto Brasil.
 
Segundo a Veja, com base nas informações fornecidas por Dalva Sele à revista, o esquema teve origem em 2008. Naquele ano, o Instituto Brasil recebeu R$ 17,9 milhões do governo do estado para construir 1.120 casas populares, todas destinadas a famílias de baixa renda. A denunciante disse que, desse dinheiro, foram desviados aproximadamente R$ 6 milhões. Os recursos, ainda segundo a presidente da ONG, foram usados pelo PT para a campanha de 12 prefeitos, através de caixa 2. Ela cita, entre os supostos beneficiários, o atual senador Walter Pinheiro, que concorreu à prefeitura de Salvador em 2008. Para ele, acusou Dalva, foram repassados cerca de R$ 260 mil.
 
“Com os recursos de convênios para a construção de casas populares, a gente empregava as pessoas do PT, dava apoio aos militantes que estivessem passando por dificuldades e alimentava as campanhas”, contou Dalva à revista. Ela disse ainda que o esquema teria funcionado por quase uma década com dinheiro desviado de “projetos sociais” das administrações petistas.(Correio)


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 12h50m

 


Uma pesquisa realizada pelo IBOPE para a Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que 90% da população brasileira acredita na expansão da economia nacional, mas que o caminho para isso está completamente atrelado ao crescimento da indústria. Dos brasileiros entrevistados, 87% concordam que ter uma indústria forte deve ser prioridade para o país. Apesar de reconhecer a importância do setor, 57% da população concorda que a indústria está perdendo espaço para outros setores da economia.

Para Anderson Braga, mantenedor do CETTPS, escola técnica localizada em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, o Brasil tem de lidar com dois problemas para superar essa retração na indústria. “O Brasil vive uma crise no sistema de logística. A infraestrutura oferecida tanto em estradas quanto portos e aeroportos não são as ideais e isso compromete diretamente o escoamento da produção e aumenta o custo, reduzindo a competitividade. Além disso, temos de lidar com a falta de mão de obra qualificada no mercado.

Sobram vagas para quem se especializa”, aponta Braga. Os problemas indicados pelo mantenedor do CETTPS também são apontados na pesquisa feita pelo IBOPE, em números: a falta de trabalhadores qualificados foi apontada por 28% dos entrevistados e a logística e infraestrutura de transportes por 21% deles. Para essas pessoas, esses fatores contribuem para a perda de espaço da indústria para outros setores da economia.


 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 12h40m
 
 
Após um mês de lançamento do Núcleo Multidisciplinar de Assessoria Jurídica e Contábil, vinculado a Superintendência de Políticas para as Mulheres (SPM) em parceria com a Secretaria Municipal e Educação (Smed), o projeto já auxiliou 21 creches comunitárias da capital com regularização documental. O objetivo do núcleo é permitir que mais entidades possam se conveniar com a Prefeitura, ampliando a oferta de vagas para as crianças em toda a cidade. 
 
De acordo com o relatório apresentado pela advogada gestora do núcleo, Shana Damasceno, os maiores problemas encontrados nas creches atendidas foram referentes a processos trabalhistas, regularização e isenção do IPTU, registro ou alteração no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e isenção de outros tributos, como a Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF).
 
A regularização das creches é de vital importância para o conveniamento com o município. É a partir desta parceria que as instituições passam a receber apoio financeiro. A proposta, após a realização da regularização das instituições comunitárias, é estender o atendimento do núcleo a outros segmentos do terceiro setor que envolvam políticas públicas voltadas ao gênero feminino. Além disso, os gestores das creches deverão ser convocados para receber apoio pedagógico, orientações para elaboração de projetos e captação de recursos, além de incentivo à formação educacional e profissional para elevar a qualidade dos serviços oferecidos no espaço. 


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 12h16m


A Bovespa opera em queda nesta segunda (22), com o mercado temeroso de que mais estímulos à economia chinesa possam não ocorrer e, no cenário doméstico, avaliando sinais de uma corrida eleitoral mais acirrada que o previsto no início do mês.

Às 10h36, o Ibovespa recuava 2,34%, a 56.436 pontos. As ações da da Petrobras caíam mais de 4%.

A Bovespa fechou em queda na sexta-feira (19). O Ibovespa caiu 1%, aos 57.788 pontos. Na semana, o índice acumulou alta de 1,51%, mas no mês ainda perde 5,71%. Em 2014, a bolsa avança 12,19%.

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 12h01m


O dólar subia ante o real no início dos negócios desta segunda-feira (22), em linha com outras moedas de países emergentes, em meio a preocupações com o crescimento econômico da China e diante de conversas sobre possível aumento da intervenção do Banco Central no câmbio. Investidores também seguiam atentos às perspectivas para a política monetária dos Estados Unidos e aos desdobramentos da corrida presidencial brasileira. Às 9h39, a moeda norte-americana subia 0,57%, a R$ 2,3862 na venda.

O BC também fará mais um leilão para rolar swaps que vencem em 1º de outubro, com oferta de até 6 mil contratos. Até agora, o BC rolou cerca de 44% do lote total, que corresponde a US$ 6,677 bilhões.

Após começar os negócios operando em baixa e mudar de direção no início da tarde, o dólar fechou em alta na sexta-feira (19). A moeda subiu 0,33%, a R$ 2,3727. É o maior valor de fechamento desde fevereiro. Na semana, a moeda teve valorização de 1,61%. No mês, há alta acumulada de 5,97% e no ano, de 0,64%. (G1)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 11h53m
 
 
Segundo pesquisa do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o nível de emprego na construção brasileira manteve estabilidade em agosto, com crescimento de apenas 0,08% na comparação com julho. 
 
O saldo entre demissões e contratações ficou positivo em 2.951 trabalhadores com carteira assinada. O resultado é semelhante ao apurado em julho. Ao final do agosto, o número de trabalhadores do setor somava 3,518 milhões. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quando o setor empregava 3,535 milhões, o levantamento indica queda de 0,49%.
 
Entre janeiro e agosto, o índice apresentou alta de 0,62%, com a criação de 21,8 mil vagas. Entre as cinco regiões do país, apenas Sudeste e Centro-Oeste apresentaram resultado negativo no período.
 
No Norte, a variação foi de 0,39%, com 925 novas vagas; no Nordeste, de 0,63%, com 4.674 novas vagas; no Sudeste, houve queda de 0,13%, com menos 2.260 vagas; no Sul, não houve variação, com a criação de 22 vagas, e no Centro-Oeste, houve queda de 0,12%, com redução de 366 vagas.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 11h49m


Entram em operação no próximo domingo, 28, as duas novas embarcações do sistema ferryboat - Dorival Caymmi e Zumbi dos Palmares. A informação foi confirmada pelo governador Jaques Wagner na manhã desta segunda-feira, 22, durante entrevista ao programa Balanço Geral, da TV Record.

Em reportagem publicada pelo A Tarde, a assessoria de comunicação da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicação da Bahia (Agerba) afirmou que os ferries estavam em fase de testes e não havia previsão começarem a operar.

A cerimônia de inauguração acontece no Terminal de São Joaquim, em Salvador, com a presença do governador, que fará a viagem inaugural com destino à Ilha de Itaparica em uma das embarcações.

O início desses testes, um tipo de operação assistida, se deu na última terça-feira. No dia seguinte, a Agerba divulgou a previsão de que a fase experimental terminaria em quatro ou cinco dias, dando lugar à operação comercial.

Até a tarde deste domingo, 21, no entanto, as duas embarcações sequer haviam sido entregues à Internacional Marítima, concessionária que administra o sistema.

Veja mais: Novos ferries estão sem data para iniciar a operação


 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 11h24m
 
 
Em agosto, foram registradas 175.822 tentativas de fraude conhecida como roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para fazer negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito, de acordo com o indicador da Serasa Experian, divulgado nesta segunda-feira (22).
 
Os dados indicam que, a cada 15,2 segundos no país, alguém foi vítima de uma tentativa de fraude. Em relação a julho de 2014, foi registrada queda de 2,8%. De acordo com economistas da Serasa Experian, a queda na busca por crédito nos bancos e instituições financeiras, bem como a menor demanda por linhas telefônicas, se refletiu nas tentativas de fraude.
 
Entre os setores analisados pela pesquisa, telefonia respondeu por 62.092 registros, totalizando 35,3% do total de tentativas de fraude realizadas em agosto de 2014, queda em relação aos 46,8% registrados pelo setor no mesmo mês de 2013. Já o setor de serviços – que inclui construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral (salões de beleza, pacotes turísticos etc.) – teve 58.240 registros, equivalente a 33,1% do total. No mesmo período no ano passado, este setor respondeu por 27,3% das ocorrências.
 
Na sequência, em terceiro lugar, está o setor bancário, com 38.559 tentativas, 21,9% do total. No mesmo período de 2013, o setor respondeu por 17,4% dos casos. O segmento varejo teve 13.804 tentativas de fraude, registrando 7,9% das investidas contra o consumidor em agosto de 2014, alta em relação aos 6,7% observados em agosto de 2013. O ranking de tentativas de fraude de agosto de 2014 é composto ainda por demais segmentos (1,8%).


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 11h15m
 
 
A Quinta Temática deste mês vai abordar o tráfico humano, em função do Dia Internacional contra a Exploração Sexual e o Tráfico de Mulheres e Crianças, lembrado anualmente no dia 23 de setembro. O evento é realizada pela Prefeitura, através da Superintendência de Politicas para as Mulheres (SPM), em parceria com o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Netp).
 
O objetivo do encontro é sensibilizar a sociedade para o combate ao tráfico de mulheres e crianças. A palestra será ministrada pelo coordenador do Netp na Bahia, Admar Fontes, e pela psicóloga do órgão Cleide Costa. De acordo com a superintendente da SPM, Mônica Kalile, a identificação desta prática criminosa é muito importante para alertar e mobilizar a sociedade em relação à prevenção e denúncia. Kalile enfatiza que este tipo de crime movimenta anualmente cerca de 2,5 bilhões de euros.
 
O evento ocorrerá nesta quinta (25), no auditório da Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz), localizado na Rua do Tesouro, s/n, Centro Histórico, das 8h às 12h. Para participar da palestra, que  é gratuita e possui certificação, é necessário realizar inscrição através do e-mailspmquintastematicas@gmail.com ou telefone 71 2108-7309. As vagas são limitadas.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 10h52m


A segunda maior cidade do estado, Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador, inaugurou nesta segunda-feira (22) as instalações da base comunitária de segurança do bairro Rua Nova, que vai garantir mais segurança para cerca de 14 mil pessoas residentes na localidade. Para isso, a iniciativa, realizada por meio da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), empregou o efetivo de 60 policiais militares, que farão rondas e policiamento, além do reforço de três viaturas e câmeras de videomonitoramento para auxiliar na prevenção e combate a crimes no bairro.
 
A cerimônia de inauguração da unidade - a 17ª do estado - teve a presença do governador Jaques Wagner, do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, do comandante geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, e autoridades municipais. Wagner declarou estar orgulhoso do trabalho que a polícia tem realizado nas bases comunitárias pela Bahia. "Acredito que estamos no caminho certo nas nossas ações do Pacto Pela Vida em todo o estado, que está mudando o jeito de fazer segurança na Bahia".
 
Como já acontece em todas as bases comunitárias, na capital e no interior do estado, o trabalho da Polícia Militar não vai se resumir à repressão aos crimes violentos, mas também melhorar a qualidade de vida na região, ao aproximar o dia a dia dos profissionais da segurança pública da comunidade e promover a integração e interação entre esses agentes sociais. A nova unidade de segurança de Feira de Santana também dispõe de Centro Digital de Cidadania (CDC), e conta com 11 computadores e um policial capacitado, que vai trabalhar junto com dois monitores, moradores da comunidade, com projetos de inclusão social. Os monitores selecionados serão bolsistas.

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 10h40m


Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em nove Estados e no Distrito Federal, subiram em outros 15 e permaneceram estáveis em Rondônia e no Amapá na semana encerrada no sábado, 20. Na semana anterior, houve queda em 12 Estados, alta em outros 13 e estabilidade em Rondônia e no Distrito Federal. Os dados são da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e mostram que no período de um mês os preços do etanol caíram em sete Estados, subiram em outros 18 e ficaram estáveis em São Paulo e Distrito Federal.

Principal Estado consumidor, São Paulo viu a cotação subir 0,32% na semana passada, para R$ 1,875 o litro. Na semana, o maior avanço das cotações foi registrado no Mato Grosso (5,47%), enquanto o maior recuo ocorreu em Goiás (2,48%). No mês, a maior queda ocorreu justamente em Goiás (5,37%) e o avanço mais significativo, na Bahia (10,11%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,499 o litro, no Estado de São Paulo, e o máximo foi de R$ 3,20/litro, no Acre. Na média, o menor preço foi de R$ 1,875 o litro, em São Paulo. O maior preço médio foi verificado no Acre, de R$ 2,944 o litro. (EC)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 10h28m
 
 
Nesta edição do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2014 subiu de R$ 2,30 para R$ 2,34 por dólar. Para o término de 2015, a previsão dos analistas para a taxa de câmbio permaneceu em R$ 2,45 por dólar.
 
A projeção para o superávit da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações) em 2014 ficou estável em US$ 2,40 bilhões na semana passada. Para 2015, a previsão de superávit comercial permaneceu em US$ 9 bilhões.

Para este ano, a projeção de entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil permaneceu em US$ 60 bilhões. Para 2015, a estimativa dos analistas para o aporte caiu de US$ 57,7 bilhões para US$ 57 bilhões.


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 10h10m


A Lei dos Portos trouxe avanços para o setor, mas o Brasil ainda precisa evoluir na questão portuária, segundo o presidente da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP), Wilen Manteli. Um avanço apontado por ele durante o Polo de Camaçari em Debate foi a possibilidade de os terminais privados terem mais liberdade em suas operações.

“Havia uma restrição provocada por um decreto do presidente Lula, que proibia o terminal privado de trabalhar para terceiros. Hoje, quem tem um TUP (Terminal de Uso Privativo) pode ter a carga própria e de terceiros”.

O prazo de 25 anos de concessão portuária também foi uma conquista importante da nova lei. Depois desse prazo, os terminais voltam ao domínio da União, mas existe a possibilidade de prorrogação por mais 25 anos. Já no caso dos arrendamentos, ainda falta clareza, disse Manteli. “Nós queríamos que as coisas fossem mais claras: para antecipar, ou fixar mais claramente as regras para poder operar”.

Manteli também afirmou que é preciso pensar numa nova forma de decidir a administração portuária que não seja por licitação. “Acho que a gente tem que pensar melhor, é caso de licitação? É diferente de licitar uma rodovia”, comparou.

Além disso, Manteli afirmou que é preciso descentralizar a gestão portuária. Para ele, a atual situação é um retrocesso. “O retrocesso é a centralização da gestão pública. Será que a sociedade baiana, os empresários baianos, não têm muito mais capacidade de resolver seus portos do que Brasília?”, questionou.

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 10h01m


Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizado com base nos dados de 2010, indica que 60% dos moradores das cidades baianas não têm seus dejetos lançados - e tratados - em uma rede de esgoto. Para resolver o problema, a solução passa por muitas cifras. Segundo o estudo Benefícios Econômicos do Saneamento Brasileiro, apresentado pelo Instituto Trata Brasil e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), com base em pesquisa realizada pela Consultoria Econômica Ex Ante, seriam necessários R$ 18 bilhões para universalizar o sistema de saneamento básico na Bahia.

“ Viabilizar esses montantes de dinheiro seria até fácil. O problema - e maior desafio - é fazer com que esses valores cheguem ao destino final. Em alguns casos até há dinheiro para universalizar a rede de água e esgoto. Mas, até ele virar uma obra, vai se perdendo no meio do caminho. Cerca de 5% a 10% apenas chega ao destino final ”, informa Fernando Malta, assessor de relações institucionais do CEBDS.

O presidente da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Abelardo de Oliveira Filho, rebate esses números. Segundo ele, no estado da Bahia, nos últimos sete anos, 2,5 milhões de pessoas foram beneficiadas com novas ligações de esgoto instaladas. Desde 2007, como principal executora do Programa Água para Todos (PAT), do governo do estado, a Embasa assegurou recursos para investimentos da ordem de R$ 7,1 bilhões, podendo chegar, em 2014, a R$ 8,7 bilhões. “Com isso, hoje, o número de baianos atendidos com coleta, tratamento e disposição final de esgoto já chega a 4,5 milhões”, pontua. A Embasa, atualmente, tem abrangência em 364 dos 417 municípios baianos. O restante tem a gestão de águas e esgoto sob a responsabilidade das prefeituras. Abelardo indica que há dificuldade em instalação e ampliação da rede em algumas cidades.

Em Salvador, a Embasa está investindo R$ 1,2 bilhão, sendo R$ 354 milhões em abastecimento de água e R$ 857,6 em esgotamento sanitário. De janeiro de 2007 a maio de 2014, a empresa implantou cerca de 200 mil ligações intradomiciliares de esgoto, mantendo uma média de 2.300 ligações executadas por mês.

Representante do CEBDS ressalta que os dados da falta de investimento em saneamento vão além da saúde pública. “Há impacto no turismo, na produtividade, na competitividade, dentre outros fatores do desenvolvimento humano e econômico. No caso de turismo, nenhum visitante vai recomendar, por exemplo, uma cidade que passeou e que tinha problemas de saneamento básico. Um problema desse nível impacta do dono do hotel ao pequeno comerciante”, destaca.
 
Presidente Executivo do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos indica que o Brasil precisa aumentar os investimentos. “O governo federal, por meio do Ministério das Cidades, estimou no Plano Nacional de Saneamento Básico - R$ 313 bilhões em investimentos para que o saneamento (água e esgotos) esteja universalizado em 2033; baseado neste dado, é acordado que o Brasil necessita investir o dobro do que investe hoje, que é R$ 9 bilhões por ano”. (A Tarde)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 09h56m
 

 
Pelo sistema que vigora atualmente no Brasil, a meta central tanto para 2014 quanto para 2015 é de 4,5%, mas com intervalo de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Desse modo, o IPCA pode oscilar entre 2,5% e 6,5% sem que a meta seja formalmente descumprida.
 
No início deste mês, o IBGE informou que o IPCA acelerou para 0,25% em agosto. Em julho, ela havia ficado em 0,01%, a menor taxa desde 2010. No acumulado de 12 meses até agosto, houve alta de 6,51%.
O resultado é pouco acima do teto da meta da inflação, que é de 6,5%. Mas, para o Banco Central, ela só é descumprida com base no acumulado em 12 meses até dezembro de cada ano.

Para a taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, que foi mantida estável pelo Banco Central em 11% ao ano no começo deste mês, a expectativa dos analistas dos bancos é de que ela permaneça neste patamar até o fechamento de 2014. Para o fim de 2015, a previsão dos analistas para o juro básico recuou de 11,50% para 11,25% ao ano.

 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 09h43m


Enquanto moradores e frequentadores da Avenida Beira Mar aguardam a conclusão das atrasadas obras da orla da Ribeira pela Prefeitura de Salvador, milhares de pessoas têm concentrado seus momentos de lazer do outro lado da Península de Itapagipe (entre o Saveiro Clube da Bahia e a Igreja da Penha) até a praia do Bogari, trechos totalmente requalificados pelo Governo do Estado.

O tradicional bairro da Cidade Baixa recebeu mais de R$ 6 milhões em investimentos do Governo do Estado e do Ministério do Turismo e, cada vez mais, tem atraído pessoas em busca de um ambiente familiar para a prática de esportes, diante de uma das vistas mais belas da capital baiana.

O trecho entre os clubes do Bogari e Saveiro e a borda marítima do Cais da Ribeira receberam intervenções de urbanização, paisagismo e implantação de equipamentos de lazer e infraestrutura. Todas as obras foram realizadas pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur).

As obras incluíram melhorias no Porto dos Tainheiros, na Praça General Osório, no Largo da Ribeira, na Ponta da Penha, além da Praia da Bogari. Para visitantes e nativos, o clima bucólico é a principal característica do bairro. Em todo o trecho reformado pelo Governo do Estado, foram realizadas melhorias na pavimentação e drenagem, ampliação do calçadão e recuperação de passeios. Além disso, a orla recebeu sinalização e pintura das vias e foi equipada com mobiliário urbano, como bancos e lixeiras, aproveitados pelos soteropolitanos e turistas que visitam a península itapagipana.

No Porto dos Tainheiros e na Ponta da Penha ainda foi instalada uma ciclovia, como incentivo à prática de esportes no local. No Largo da Ribeira, com grande movimentação de pessoas também por conta dos restaurantes e da sorveteria mais famosa de Salvador ainda foi entregue uma quadra poliesportiva. (TB)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 09h23m
 
 
Segundo informou nesta segunda-feira (22) o Banco Central, os economistas do mercado financeiro reduziram novamente sua previsão de crescimento da economia brasileira para este ano e para 2015, que realizou pesquisa com mais de 100 instituições financeiras na semana passada. O levantamento deu origem ao relatório de mercado, também conhecido como Focus.
 
A previsão dos analistas para o crescimento da economia brasileira neste ano recuou de 0,33% para 0,30%. Foi a 17ª queda seguida deste indicador. Para 2015, a previsão do mercado para a expansão do PIB caiu de 1,04% para 1,01% na segunda redução consecutiva. O PIB é a soma de todos os bens e serviços feitos em território brasileiro, independentemente da nacionalidade de quem os produz, e serve para medir o crescimento da economia.
 
No fim do mês passado, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a economia brasileira teve retração de 0,6% no segundo trimestre deste ano e que estaria em "recessão técnica", que se caracteriza por dois trimestres seguidos de PIB negativo.  A expectativa do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do pais, subiu de 6,29% para 6,30% este ano. Para 2015, a previsão dos analistas dos bancos para o IPCA recuou de 6,29% para 6,28%.]


 
.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 08h50m


Uma estreita faixa de areia, entre o Porto da Lenha e a Pedra Furada, deu lugar, há menos de um mês, a caçambas, pedras, tratores e operários. Não existe mais areia. Agora, o que se vê na praia é um caminho de pedras, prenúncio de uma via de borda que vai ligar a Avenida da Constelação ao Estaleiro da Ribeira. “De borda” é o nome oficial: a via que está sendo construída passa por cima mesmo, por dentro do mar.

Uma placa na entrada da Praça Teodósio Rodrigues de Faria diz que o projeto, iniciado em 2010, é de ‘Requalificação Urbana na Localidade de Mirante do Bonfim e Pedra Furada’. A intervenção integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com aporte de R$ 9.294.941,39.

Segundo o projeto original, a via de borda, já em construção, lançará o fluxo de veículos vindos da Pedra Furada e da Avenida Constelação na Rua Artur Matos. Mas a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), responsável pela obra, não teria se reunido antes com a comunidade para mostrar o projeto. “Ninguém se reuniu com o pessoal aqui. Quando perguntávamos aos técnicos que vinham fazer as medições, diziam que ia ser construída uma praça. Depois que confrontamos a Conder, eles disseram que foram realizadas mais de 70 reuniões com os moradores da Pedra Furada”, conta a moradora, sob anonimato.

O urbanista Alexandre Dias, antigo morador da Artur Matos, se diz intrigado com a forma como a obra está sendo feita. “Isso é um crime contra o meio ambiente. Eu trabalho com isso e para conseguir licença é uma dificuldade. Como é que se autoriza uma via passando dentro do mar?”, questiona.

O projeto da Conder para o local consiste em reurbanizar a região de beira-mar da Pedra Furada, retirando construções irregulares, criando a tal via de borda e implantando área de lazer e esportes, calçadão, ciclovia e parque infantil.

Para isso, a companhia planeja relocar os moradores das palafitas da Pedra Furada e de casas em áreas de encosta - cerca de 100 famílias -  para um residencial do Minha Casa Minha Vida, que ainda vai ser construído na antiga fábrica da Antarctica, no Bonfim. “A pista foi pensada como uma barreira física para evitar que novas ocupações nas encostas e de palafitas voltem a acontecer naquela área”, explica o coordenador de projetos da diretoria de Habitação da Conder, o urbanista Gilbert Santos. Ele não vê agressão ambiental na obra. Pelo contrário, considera um projeto de “cunho social e ambiental”. (Correio)

 

.............................................................................................................................................................................................................................................
22/09 - 08h24m
 

 
Em entrevista ao Bom Dia Brasil, Dilma Rousselff não perdoou a sua principal rival Marina Silva e chegou a afirmar que a candidata quer acabar com grandes programas como Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida. 
 
A candidata foi à primeira de uma série de entrevistas que serão realizadas essa semana no programa e falou sobre corrupção, eleições, administração pública, economia, dentre outros assuntos.

Sobre a corrupção, Dilma disse que o governo do PT foi o único que apurou e puniu os infratores e em outros tempos as acusações eram escondidas e não solucionadas.

Sobre a crise da Petrobrás Dilma disse que a estatal não pode ser responsabilidade sua, pois uma equipe tomou as decisões que levaram a empresa à crise que se encontra. E ela não fez parte dessa equipe. 

Sobre a economia Dilma disse que a economia mundial “vai muito mal” e mesmo assim o Brasil não demitiu seus funcionários, nem deixou a inflação tomar conta do país. Dilma chegou a informar que a Petrobrás já se recuperou da crise, pois bateu todos os recordes de produção. 

Sobre educação Dilma explicou que os péssimos números divulgados pelo IBGE, nos últimos anos, não reflete a política do PT. Para ela o governo através de programas como o PRONATEC, fizeram uma revolução na educação. Além disso, os valores do Pré-sal, também vão proporcionar novos valores a educação. 


 
.............................................................................................................................................................................................................................................


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3272 - 2960