COLUNISTAS

A CANDIDATURA DE MARINA SILVA PODE SER BOA PARA A ECONOMIA BRASILEIRA?

FRASE DO DIA

“Eu vou privatizar a Petrobras. A Petrobras, uma empresa que foi orgulho nacional, hoje é um foco de corrupção e uma dívida astronômica de mais de R$ 300 bilhões. Então, eu vou privatizar. O petróleo é nosso, mas a Petrobras hoje não é nossa".

Candidato do PSC à Presidência da República, Pastor Everaldo.



CERVEJARIA PETRÓPOLIS AUMENTARÁ CAPACIDADE DE PRODUÇÃO EM 20% COM FÁBRICA NA BA
04/07 - 07:00hs -


A nova unidade fabril da cervejaria Petrópolis em Alagoinhas, a 108 quilômetros de Salvador (BA), terá capacidade de produzir 6 milhões de hectolitros de cerveja por ano. O montante representa um incremento de 20% na atual capacidade instalada do grupo, vice-líder no mercado cervejeiro, atrás da Ambev.

Segundo analistas, a chegada da Petrópolis na região Nordeste é fundamental para assegurar a segunda posição da empresa no ranking. Com apenas quatro fábricas no país, nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, a dona das marcas Itaipava e Crystal guarda distância mínima da concorrente Schincariol (que tem 10,6% de participação em volume, contra 10,7% da Petrópolis).

O diferencial competitivo da Schincariol, que opera 13 fábricas em cinco regiões do país, está justamente no Nordeste, onde o consumo de cerveja se mantém estável ao longo do ano, devido às altas temperaturas.

O espaço tem sido palco da disputa entre Schincariol e Ambev, que tem no portfólio as marcas líderes Skol, Brahma e Antarctica. Uma fábrica na região deve dar novo impulso às vendas da Petrópolis e ao seu "market share", em um mercado em que cada ponto percentual durante um ano vale cerca de R$ 200 milhões, segundo o Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). As informações são do Valor.