COLUNISTAS

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE AS MEDIDAS ECONÔMICAS ADOTADAS PELO GOVERNO?

FRASE DO DIA

 
“Esse assunto nunca foi discutido entre eu e o prefeito. Acho que existe uma série de pessoas que tem nos ajudado, pessoas até mais qualificadas do que eu. Não entrei para o processo político, e sim para somar na gestão”.

Secretário de Urbanismo de Salvador, Silvio Pinheiro, ao desmentir que será vice na chapa de ACM Neto em 2016

BIOFUNGICIDA QUE COMBATE VASSOURA DE BRUXA SERÁ COMERCIALIZADO ESTE MÊS
05/08 - 11:30hs -


Já começou a ser produzido o primeiro lote do biofungicida capaz de combater a vassoura de bruxa, segundo a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). O produto deve ser comercializado ainda este mês, e deve custar em torno de R$ 5 o quilo do produto.
 
De acordo com o produtor rural, Guilherme Galvão, que participou dos testes do biofungicida, houve grande melhora nos locais da sua propriedade em que o produto foi aplicado. “Eu usei na propriedade de 18 equitares de cacau de Itajuípe. Fizemos três aplicações no primeiro ano, fizemos três aplicações no segundo e do terceiro fizemos só duas aplicações. Lá melhorou sensivelmente. Eu tenho até hoje um ataque muito pequeno de vassoura”.

A vassoura de bruxa é uma doença causada por um fungo que chegou no Brasil há 20 anos e fez a produção de cacau cair em menos da metade no país.

Conforme o fitopatologista João Costa, o biofungicida atua como parasita do fungo das vassouras de bruxa. “Esse fungo coloniza a vassoura de bruxa competindo por espaço e nutriente com o fungo que está no interior da vassoura seca. Consequentemente o biofungicida não deixa produzir estruturas reprodutivas na vassoura de bruxa. Com isso o fungo da vassoura não tem condições de se perpetuar na natureza”. (G1)




Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960