COLUNISTAS

QUAL A SUA OPINIÃO SOBRE O TRÂNSITO DE AUTOMÓVEIS NA BARRA?

FRASE DO DIA

"Evidentemente temos desafio com relação ao primário este ano, porque as receitas caíram muito, por inúmeras razões"

Joaquim Levy
Ministro da Fazenda

REAJUSTE DO FUNCIONALISMO: GOVERNO DEVE DEFINIR PERCENTUAL ATÉ O DIA 15
06/03 - 08:54hs -




O funcionalismo publico estadual está na expectativa do anúncio por parte do governo do Estado do percentual de reajuste linear dos salários do servidor estadual.

A expectativa dos servidores é até o dia 15 de março para encaminhar à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) a mensagem reajustando os salários. O Bahia Econômica tentou ouvir a Secretária de Administração sobre o assunto, mas foi informado que a Secretária de Comunicação ou a Secretaria da Fazenda é quem poderia dar mais informações sobre o assunto. Contactadas, tanto  a Sefaz quanto a Secom informaram que ainda não há definições.
 
O governo já deveria ter anunciado o reajuste que passa a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2013, o que implica que o reajuste será de ser retroativo. 
 
Se o Governo do Estado da Bahia reajustar o salário do funcionalismo público estadual pelo índice da inflação (IPCA) do ano anterior, como faz tradicionalmente, o  percentual de reajuste deverá ser 5,84%.  No entanto, se esse for o índice adotado uma parte expressiva dos vencimentos ficarão abaixo do salário mínimo nacional.
 
A Lei Orcamentária prevê, no entanto,  um reajuste linear menor de apenas de 5,16%, jáo que na época das sua aprovação era esta a expectativa de inflação.
 
As associações de funcionários públicos já tem pronto a lista de reivindicações que, entre outras, inclui;  reestruturação dos planos de carreira; reajuste linear que supere os índices inflacionários e recupere perdas econômicas, acumuladas desde 1995;  pagamento do passivo da URV; reajuste real do auxílio-alimentação.

Envie seu comentário:

* Nome:
E-Mail:
* Comentario:
 


Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 1503 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960