COLUNISTAS
 

ARMANDO AVENA - A ECONOMIA DO FORRÓ
ADARY OLIVEIRA - A PETROQUÍMICA E A ATRAÇÃO DE NOVOS INVESTIMENTOS
LUCAS LEAL - A SEMANA NA BOLSA DE VALORES - MAIS DO MESMO


BUSCA
 



ENTREVISTAS
 


CEZAR LEITE - VEREADOR PELO PSDB


SEU INVESTIMENTO
 


VAI VIAJAR DE ÚLTIMA HORA? VEJA COMO ECONOMIZAR NAS FÉRIAS DE JULHO




FRASE DO DIA
 


"Além de uma tradição cultural que precisa ser mantida e potencializada, o São João da Bahia também é uma atividade econômica para as cidades baianas. Acredito que o São João é para o interior, proporcionalmente, o que o Carnaval é para Salvador. Gera renda, atrai visitantes. As pessoas alugam suas casas, pousadas e hotéis ficam lotados e o comércio local é movimentado. Por isso é importante a participação do Estado para que as festas aconteçam",

Rui Costa(PT)
Governador da Bahia  









NOTÍCIAS
 
ELEIÇÕES NA FIEB: GOVERNO APOIA ABERTAMENTE O CANDIDATO DE OPOSIÇÃO
05/12 - 11:04hs -




O governo do Estado está apoiando abertamente a candidatura de Carlos Gilberto Farias na disputa pela presidência da Federação das Indústrias do estado da Bahia.  O ponta de lança do governo nesse processo é o Secretário de Indústria, Comércio e Mineração, James Correa, que não esconde de ninguém que está trabalhando por Farias.

Correa tem conversado com alguns presidentes de sindicatos onde manifesta claramente o interesse do governo pela candidatura e está, inclusive, evitando comparecer à sede da Fieb, mesmo quando os eventos ligados às questões industriais são diretamente vinculados à sua pasta. O vice-governador Otto Alencar também demonstra simpatia pela candidatura, embora de forma mais discreta.

Gilberto Farias é vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia e Presidente da empresa Agovale.  Ele, que já frequenta os gabinetes do governo e os eventos  patrocinados pela SICM, afirma, na sua campanha, que tem o apoio do governador Jaques Wagner. O governador tem reiterado que não se envolverá no processo e continua participando dos eventos da Fieb, mas não desestimula seus secretários no apoio que estão dando à candidatura. 

A justificativa no âmbito do governo é que estaria na hora de fazer a renovação de quadros, mas há quem afirme que o governo de há muito se sente desconfortável com as críticas que Mascarenhas faz a determinados aspectos da ação governamental, especialmente no âmbito da infraestrutura.

Farias baseia seu discurso na ideia de que a Fieb precisa de um candidato que seja efetivamente um industrial, referindo-se ao fato de que o atual presidente seria um funcionário da empresa Odebrecht. As relacões da empresa com o governo já não seriam tão boas, desde o processo da licitação do metrô,  e o fato dessa empresa controlar a principal organização de líderes empresariais do Estado estaria desagradando o governo. 

O atual presidente, por outro lado, sempre adotou uma postura mais técnica, concentrando suas ações na profissionalização da instituição e na montagem de um sistema de treinamento e pesquisa industrial para o Estado. Mas, frente a forte oposição de Farias, Mascarenhas foi à luta e também adotou uma postura mais política. A eleição será no começo de 2014.






Rua Dr. José Peroba, 297, edf. Atlanta Empresarial, sala 709/710 - Stiep - Salvador CEP: 41.770 - 235 - Tel: 3037 - 2960, Tel - 3565 - 2888