politica

politica

O QUE VOCÊ ACHA DA CHAPA QUE A OPOSIÇÃO APRESENTOU PARA O GOVERNO DO ESTADO?

“Fico feliz em voltar a prestar serviços aqui perto, na minha cidade, em Salvador. Eu e ACM Neto já demos uma volta em alguns bairros avaliando as situações e prevendo novos projetos. As vias da cidade de hoje são as mesmas de vinte anos atrás e necessitarão de investimentos caros. O nosso maior desafio, com certeza, é melhorar a mobilidade urbana soteropolitana. O governo federal tem muito recurso de mobilidade e vamos buscar isso”,

Fábio Mota
Secretário de Urbanismo e Transporte 

SEU DINHEIRO

24/04/ - 15h31m
CONFIRA 10 DICAS PARA ENTENDER MELHOR O IMPOSTO DE RENDA


A declaração de Imposto de Renda costuma gerar dúvidas até nos contribuintes acostumados a prestar contas ao Leão. Para quem nunca preencheu o documento, é ainda mais comum que alguns questionamentos apareçam. Para ajudar o contribuinte que vai preencher a declaração pela primeira vez, o UOL elaborou uma lista com 27 dicas básicas sobre o assunto.O material foi elaborado com a ajuda de Samir Choaib, advogado tributarista, Eliana Lopes, coordenadora de IR da H&R Block, e Richard Domingos, diretor-executivo da Confirp Contabilidade.
 
Imposto de Renda 
É um imposto que o governo cobra sobre os ganhos das pessoas, como salários, aluguéis, prêmios de loteria etc. O valor é pago de acordo com a renda (quem tem renda menor paga menos, e quem ganha mais paga mais imposto).
 
Declaração 
O imposto é descontado todos os meses do salário e outros rendimentos. Mas, uma vez por ano (entre março e abril), o trabalhador precisa enviar a declaração para que a Receita veja se ele pagou mais ou menos do que deveria. Na declaração, ele informa os dados do ano anterior, ou seja: no IR 2014, coloca os ganhos e gastos que em 2013.
 
Tabela 
Para calcular quanto o trabalhador deveria ter pago de imposto, a Receita soma os rendimentos que ele teve e desconta uma parte de seus gastos (faz as chamadas "deduções"). O valor final é comparado com uma tabela. Essa tabela determina o porcentual de imposto sobre a renda que ele deveria pagar.Algumas despesas feitas durante o ano podem ser abatidas na declaração, o que faz com que o contribuinte pague menos imposto. São as chamadas deduções. É possível deduzir gastos com saúde (plano de saúde, médico etc.), educação (escola, faculdade etc.) e dependentes, por exemplo.
 
Restituição de imposto 
Caso a Receita veja que o contribuinte pagou mais imposto do que deveria, ele tem direito a uma restituição, ou seja, a receber de volta uma parte do que foi pago. Se a declaração não tiver nenhum problema, essa restituição é paga pela Receita Federal até o mês de dezembro do ano em que ele declarou. Geralmente, quem entregou a declaração mais cedo recebe primeiro.
 
Pagamento de imposto 
Caso a Receita veja que o contribuinte pagou menos imposto do que deveria, ele vai precisar pagar mais. O valor será informado no fim do preenchimento da declaração e o pagamento pode ser feito por boleto ou por débito automático.
 
Sonegação 
Enganar a Receita Federal é crime. É o que se chama de sonegar imposto. Se for pego, o contribuinte pode pagar uma multa de até 150% do valor de imposto que ele deve e até cumprir pena de dois a cinco anos de prisão. Caso a Receita ache que ele não agiu de má-fé, ou seja, não errou de propósito, vai cobrar apenas o imposto que ele estiver devendo com juros e correção.
 
Malha fina 
A Receita, que tem como símbolo informal um leão, usa computadores para cruzar informações. Por exemplo, a empresa informa para a Receita quanto pagou de salário ao trabalhador. Se ele declarar um valor diferente, de propósito ou sem querer, os computadores mostram isso. Então sua declaração cai na malha fina: será examinada em 
 
Retificação 
Quem erra ou se esquece de informar algum dado na declaração pode fazer uma correção, gratuitamente, pelo prazo de até cinco anos. Fazer a correção antes que a Receita perceba o erro é melhor porque mostra a boa-fé do contribuinte. A correção é feita pela declaração retificadora. Caso a Receita perceba o erro antes, ele pode ser chamado para prestar esclarecimentos.
 
Contador 
É possível preencher e enviar a declaração sozinho, baixando o programa da Receita Federal no computador. O programa tem uma série de orientações de preenchimento. Mas, se tiver dificuldade, o contribuinte pode contratar os serviços de um contador, que serão pagos.
 
Quem declara
É obrigado a declarar quem teve rendimentos tributáveis (como salário) que, somados, passaram de R$ 25.661,70 em 2013. Quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte (como de poupança) de mais de R$ 40 mil também precisa enviar. Quem tinha bens (como casa) acima de R$ 300 mil ou teve receita de mais de R$ 128.308,50 em atividade rural também. (Uol)

...........................................................................................................................................................................

24/04/ - 07h08m
VEJA COMO FAZER DEDUÇÕES NO IMPOSTO DE RENDA
 
 
As deduções do Imposto de Renda são uma forma de reduzir o imposto que vai ser pago à Receita, por isso é importante verificar se tudo o que pode ajudar a diminuir a conta foi incluído na declaração. Abaixo, com a ajuda do consultor de IR do IOB Folhamatic Antônio Teixeira, a globo.com fez uma lista com 10 gastos que podem gerar deduções caso sejam feitos incorretamente. 
 
O primeiro é educação que podem ser deduzidos gastos com educação de ensino infantil ao superior, incluindo a profissional, no Brasil ou no exterior do titular ou do dependente até 21 anos até o limite de R$ 3.230,46 Depois vem a questão do  dependente onde a inclusão de cada dependente na declaração gera a dedução de R$ 2.063,34. Podem ser incluídos nessa categoria os filhos até 21 anos ou 24 anos se cursando o ensino superior; companheiro com quem tenha filho ou viva há mais de 5 anos; irmão, neto ou bisneto de quem tenha a guarda judicial; pais, avós e bisavós que tenham recebido rendimentos até R$ 20.529,36; menor pobre de quem tenha a guarda ou pessoa incapaz
 
O terceiro é saúde onde não há limite para estes gastos, seja do titular da declaração ou do dependente, e podem entrar despesas com médico, dentista, terapeuta, hospitais, aparelhos ortopédicos, psicólogos, fonoaudiólogos e exames, etc. O quarto é previdência de empregados domésticos: é possível deduzir a contribuição patronal de uma empregada e o limite é de R$ 1.078,08 (considerando os salários do ano, mais 1/3 das férias). O valor é descontado do imposto devido, por isso dá um bom abatimento, e a informação deve ser incluída em "Pagamentos efetuados"
 
O quinto é  previdência privada onde os pagamentos feitos em planos PGBL podem deduzir até 12% do valor do rendimento tributável da base de cálculo o sexto é renda com aluguel onde quem ganha alugando um imóvel pode deduzir as despesas de administração pagas à corretora ou o pagamento do condomínio, se ele for pago pelo dono O sétimo é o rendimento recebido de ações trabalhistas ou previdência: é possível deduzir o imposto de ganhos como esses ao escolher a tributação exclusiva na fonte na ficha "Rendimentos recebidos acumuladamente", que faz com que o dinheiro não seja somado ao rendimento do ano. Nela deve ser informado o valor recebido menos o honorário do advogado e na ficha "Pagamentos efetuados" vai o valor que foi para o advogado
 
O oitavo é pensão alimentícia: quando foi terminada judicialmente ou em cartório pode ser deduzida por quem paga (alimentante) e o nono as doações a fundos específicos: até 8% do imposto devido pode ser deduzido dessa forma, que é como escolher o destino do que será pago. Os gastos têm de ter ocorrido até dezembro e o limite é de 6% para o Estatuto da Criança e do Adolescente, Fundos do idoso, Incentivo à Cultura, Incentivo à Atividade Audiovisual e incentivo ao desporto, de 1% ao Pronas (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência) e outro 1% ao Pronon (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica).
 
O décimo os gastos lançados no livro-caixa de profissionais liberais: podem ser deduzidos gastos com empregados e os benefícios trabalhistas pagos a eles, material de trabalho, cursos; só não podem entrar despesas de imóveis e móveis. Na hora de fazer o Carnê Leão, programa de recolhimento mensal de imposto, deve-se lançar os gastos separados em dedutíveis e não-dedutíveis.



 

...........................................................................................................................................................................

23/04/ - 09h11m
COMPRADOR DE IMÓVEL PODERÁ FAZER PORTABILIDADE DO FINANCIAMENTO


A Caixa Econômica Federal editou nesta terça-feira circular regulamentando a portabilidade de financiamentos habitacionais concedidos a pessoas físicas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A possibilidade de o tomador final do crédito levar a dívida para outro banco tinha sido autorizada há pouco mais de um mês pelo conselho curador do fundo, mas ainda dependia de norma da Caixa, como agente operador do FGTS, para ser implementada.

A portabilidade não se aplica a contratos de financiamento de imóveis em fase de construção. No caso de imóveis prontos, o banco que ficar com o crédito imobiliário transferido assumirá a dívida perante o FGTS.

A troca de instituição poderá resultar em custo menor para o tomador final mas não em queda de remuneração para o fundo. “A taxa de juros de remuneração do funding FGTS deve permanecer inalterada”, diz a circular 650/2014 da Caixa, publicada no “Diário Oficial da União” de hoje. O texto prevê ainda que a esses juros será acrescida a taxa de risco relativa ao novo agente financeiro. O prazo do contrato firmado com o banco que receber a operação não poderá ser superior ao prazo remanescente do contrato original. Tampouco poderá haver aumento do saldo devedor.

Ao permitir a portabilidade, a intenção do conselho curador do FGTS foi proporcionar ao tomador final  do crédito a chance de buscar melhores condições de financiamento. A redução do custo para o trabalhador pode ocorrer no diferencial de juros que compõe a remuneração dos agentes financeiros e a taxa de administração. (Valor Econômico)
 




...........................................................................................................................................................................

22/04/ - 07h21m
DEIXAR O IR PARA A ÚLTIMA HORA PODE VALER A PENA; SAIBA QUANDO


Apesar de os especialistas orientarem sempre a entrega da declaração de IR no início do prazo, há casos em que é vantagem deixar para enviar nos últimos dias. Quem tem restituição para receber e não vai precisar do dinheiro pode ter um rendimento melhor que o de outras aplicações se ficar para os lotes finais, já que o valor devido pela Receita é corrigido pela taxa Selic do período.

“Force a barra de planejar para receber a restituição porque você ganha. Em vez de receber no primeiro lote e colocar na poupança, deixe para o último entregando perto do fim do prazo”, diz Elvira de Carvalho, assessora tributária da King Contabilidade. Ela lembra, no entanto, que a estratégia não vale para quem tem mais de 60 anos ou usou a certificação digital porque essas pessoas têm prioridade em receber a restituição, não importa quando entregue a declaração.

A taxa básica de juros está em alta desde abril do ano passado e alcançou 11% ao ano na última reunião do Banco Central, no início do mês. Há expectativa de que ela continue aumentando porque a inflação não está dando sinais de queda e a Selic é usada como uma forma de tentar conter a alta dos preços.

Em 12 meses, a poupança está rendendo pouco mais de 6%, a bolsa caiu mais de 10% e os fundos de renda fixa subiram perto de 8%, segundo a Soma Investimentos. Só o dólar supera o rendimento da Selic no período, mas é uma aplicação arriscada e pouco recomendada.

“Se tiver R$ 1.000 a receber e colocar na poupança, recebe correção de cerca de R$ 60 até o fim do ano (quando deve ser pago o último lote). Se o dinheiro ficar com a Receita, recebe por volta de R$ 80. De R$ 1.000 em R$ 1.000, compensa”, afirma o tributarista do Diamantino Advogados Associados Marcelo de Almeida.

Segundo Almeida, tentar receber no último lote vale mais quem tiver restituição alta para receber, o que geralmente ocorre quando houve um grande pagamento com retenção de imposto na fonte – descontado antes do pagamento. A retenção é obrigatória por lei para quem ganha prêmios em loteria, resgata aplicações financeiras, recebe participação nos lucros, por exemplo.

“É um instrumento de fiscalização e controle e, no final do período, o programa da receita faz o cálculo para devolver o que foi pago a mais”, diz Almeida. A correção pela Selic não vale para quem tem de pagar imposto. Independentemente de entregar a declaração em 1º de março ou 30 de abril, o pagamento será em 30 de abril para a primeira parcela (ou única) e no último dia útil do mês para as demais. (G1)




...........................................................................................................................................................................

15/04/ - 12h01m
BNDES LANÇA PACOTE DE R$ 3 BI PARA APOIAR MERCADO DE CAPITAIS

 


 

 
O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou nesta terça-feira (15) que aprovou dois programas de apoio ao mercado de capitais brasileiro no valor de R$ 3 bilhões, que contemplarão investimentos do banco estatal por meio de fundos e de forma direta, no momento do IPO (oferta pública inicial de ações) de empresas de menor porte.

Segundo o banco, o foco do pacote será o desenvolvimento da indústria de venture capital e private equity e no acesso de empresas à Bolsa de Valores.

Atualmente, o BNDES detém capital de R$ 2,5 bilhões em 34 fundos. São mais de 160 empresas investidas em 20 unidades da Federação.

"Na atuação em capital semente e venture capital nacional, o Banco destaca-se como o maior investidor do país, com uma carteira de mais de 100 pequenas e médias empresas de base tecnológica, em setores como tecnologia da informação, novos materiais, biotecnologia e nanotecnologia", informou o BNDES. (G1)


 

...........................................................................................................................................................................

14/04/ - 08h16m
MEGA-SENA ACUMULA, E PRÊMIO PODE CHEGAR A R$ 38 MILHÕES


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.590 da Mega-Sena, sorteadas na noite deste sábado (12) em Cachoeirinha (RS). O prêmio acumula e a previsão é de que a Mega-Sena pague R$ 38 milhões no sorteio da próxima quarta-feira (16), segundo a Caixa Econômica Federal.
 
Veja as dezenas: 07 - 20 - 34 - 40 - 44 - 55. A Quina teve 89 bilhetes premiados e cada um vai levar R$ 37.931,98. Já a Quadra paga R$ 599,10 para cada um de seus 8.050 ganhadores.
 
A Caixa Econômica Federal faz os sorteios da Mega-Sena duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 2. (G1)
 


...........................................................................................................................................................................

11/04/ - 11h34m
SAIBA COMO MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS DEVEM DECLARAR IR


Todos os anos, grande parte dos brasileiros precisa declarar seus rendimentos e pagar o imposto de pessoa física. Mas e no caso dos microempreendedores individuais (MEI)? Muitos nessa categoria têm dúvidas na hora de como declarar corretamente a origem dos rendimentos no Imposto de Renda ou até mesmo se precisam prestar conta com o leão.

Renato Câmara, consultor tributário da Performance Auditoria e Consultoria Empresarial explica que o microempreendedor ao se inscrever nesta categoria se equipara a uma pessoa jurídica, sendo assim, a declaração de imposto de renda de pessoa física será obrigatória apenas se o contribuinte, enquanto pessoa física, teve em 2013 rendimentos acima de R$ 25.661.70 ou rendimentos isentos superiores a R$ 40.000,00. Também estará obrigado o contribuinte que obteve ganho de capital com a incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, que possui bens ou direitos na soma superior a R$ 300.000,00 ou ainda passou à condição de residente no Brasil.

O consultor tributário lembra ainda, que o MEI, equiparado a pessoa jurídica, possui uma declaração específica, chamada de Declaração Anual do Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI). Esse documento precisa ser apresentado todos os anos até 31 de maio ao Fisco, contendo informações dos rendimentos obtidos pela empresa ao longo do ano.

O passo para envio da DASN-SIMEI é reunir três informações: o faturamento do ano anterior; quanto desse total foi obtido por meio de revenda (comércio) ou venda (indústria) de produtos; e se o MEI tem algum empregado. É importante ressaltar que o microempreendedor, por lei, deve emitir notas fiscais de até R$60 mil, acima desse valor é enquadrado automaticamente como pequena empresa, assumindo os custos tributários da mesma.


 

...........................................................................................................................................................................

10/04/ - 15h56m
BANCOS COMEÇAM A ANTECIPAR IR; CONFIRA SE VALE A PENA SOLICITAR


Alguns dos principais bancos do País darão início nesta quinta-feira (6) à possibilidade de antecipação de até 100% da restituição do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). A alternativa é oferecida como uma facilidade para o consumidor que quer usar o recurso para pagar dívidas ou como uma renda extra.
 
Antes de contratar este tipo de operação, porém, o consumidor deve ficar atento às taxas de juros cobradas para liberar o recurso, que variam de banco para banco. Além disso, apesar de essa linha geralmente possuir juros menores que os de outras modalidades de empréstimo, é preciso ficar atento ao Custo Efetivo Total (CET) da operação.
 
"Não é apenas o valor dos juros que determina se um empréstimo é mais vantajoso que outro. As instituições financeiras cobram taxas e impostos para realizar este tipo de operação, como IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e tarifas bancárias, por exemplo", alerta Renata Reis, supervisora de Assuntos Financeiros e Habitação do Procon-SP.
 
O educador e presidente da DSOP Educação Financeira e da Editora DSOP, Reinaldo Domingos, aconselha o consumidor a analisar os motivos para solicitar o recurso. Caso a antecipação tenha como motivação a quitação de débitos no cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo, ela pode ser uma boa opção, considerando que as taxas são inferiores.
 
Se a ideia for comprar um bem material, o contribuinte deve avaliar a real necessidade de adquirir o bem e se o valor da compra do produto à vista terá um desconto considerável que justifique a antecipação. Fique atento também a informações sobre possíveis custos adicionais e juros que serão cobrados pelo período em que demorar para sair a restituição do consumidor. (Uol)


 

...........................................................................................................................................................................

10/04/ - 11h16m
APOSTADOR BAIANO GANHA MAIS DE R$ 1 MILHÃO NA QUINA


Um apostador de Porto Seguro, no interior da Bahia, acertou sozinho as cinco dezenas do concurso 3.461 da Quina. Ele faturou o prêmio de R$ 1.149.303,13. Os números sorteados foram 11-14-31-34-44. A quadra também saiu para 145 bilhetes e vai pagar R$ 3.165,84, já o terno paga R$ 83,45 para 7.858 apostadores. O próximo concurso da Quina, desta quinta-feira, 10, pode pagar R$ 500.000,00. (A Tarde)
 


...........................................................................................................................................................................

09/04/ - 10h05m
SERVIDOR TEM DESCONTO EM PACOTE DE VIAGEM

 


 


O Clube de Desconto e a agência de viagem Travel to Travel estão com promoção especial para os servidores estaduais: 8% de desconto em pacote turístico para Caldas Novas, no estado de Goiás. Mas vale lembrar que o benefício é válido apenas para o período de 24 a 29 de maio.

O pacote inclui passagem aérea (Salvador/Goiânia/Salvador), traslados, uma noite de hospedagem em Goiânia, city tour pela capital e quatro noites de hospedagem no Rio Quente Resort, em Caldas Novas, com meia pensão e seguro de viagem.
 
Os pacotes da promoção saem a partir de R$ 2.625 por pessoa. Para crianças de até 12 anos serão contratados valores especiais. O pagamento pode ser feito com uma entrada de 30% do valor total e saldo divido em três parcelas, sem juros, nos cartões de crédito Visa e Master. É necessário apresentar o contracheque e documento com foto ou crachá funcional no ato da compra. Mais informações, basta ligar para (71) 3271-8383.

Caldas Novas fica a 152 quilômetros de Goiânia, capital de Goiás, e é conhecida por suas águas termais. O balneário também é considerado a maior estância hidrotermal do mundo, atraindo turistas do mundo inteiro. Além das piscinas com temperatura elevada, os clubes e resorts da região garantem o descanso e a diversão dos visitantes.


 

...........................................................................................................................................................................

09/04/ - 09h01m
TÍTULOS PROTESTADOS SOBEM 12% NO 1º TRIMESTRE

 


O volume de títulos protestados no Brasil aumentou 12% no primeiro trimestre de 2014 ante mesmo período de 2013, de acordo com dados da Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Para as empresas, a alta foi de 7,2% e, para as pessoas físicas, de 21,5%.

Na comparação de março de 2014 com março de 2013, o número de títulos protestados recuou 1,0%, somando-se as incidências de pessoas físicas e jurídicas. Segundo a Boa Vista, o valor médio dos títulos protestados para o mês passado foi de R$ 2.520. (Estadão)


 

...........................................................................................................................................................................

08/04/ - 16h38m
CONHEÇA 5 INVESTIMENTOS COM ISENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA

 
Os investidores muitas vezes se esquecem do Imposto de Renda na hora de investir, e não contam com o fato de que ele acaba prejudicando a rentabilidade da aplicação.No entanto, existem maneiras de fugir disso: investimentos com boa rentabilidade e que são isentos do IR. A Cetip, maior depositária de títulos privados de Renda Fixa da América Latina, listou cinco investimentos que deixam os investidores protegidos do "assustador" leão da Receita Federal. Confira:
 
Letra de Crédito Imobiliário (LCI)
 
As LCIs são instrumentos de Renda Fixa lastreados em créditos imobiliários. Esses papéis são os mais procurados pelo investidores pessoa física e que mais cresceram nos últimos anos, por conta de sua isenção de Imposto de Renda para esse público.
 
Letra de Crédito Agrícola (LCA)
 
Aa LCAs têm muitas características em comum com as LCIs. Elas também são emitidas por instituições financeiras, porém o lastro que as garante são os recursos provenientes de financiamentos concedidos para a cadeia do agronegócio.
 
Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
 
Os CRIs são títulos emitidos exclusivamente por empresas chamadas securitizadoras e sua remuneração está atrelada com o efetivo pagamento dos recebíveis que servem de lastro.Sua remuneração pode ser pré-fixada, flutuante (DI, Selic), TR, TJLP ou por Índice de Preços, entre outros.
 
Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA)
 
Os CRAs também são títulos emitidos exclusivamente por companhias securitizadoras e diferenciam-se do CRI por serem remunerados com recebíveis da cadeia do agronegócio. O investidor que escolhe aplicar em CRAs contribui para o desenvolvimento de uma série de atividades da cadeia do agronegócio e sua remuneração também pode ser pré ou pós-fixada.
 
Debêntures de infraestrutura
 
Debênture é o nome dado ao título emitido por empresas que têm como objetivo captar recursos financeiros para investir em seu próprio crescimento.Quando o investidor adquire uma debênture emitida por uma determinada companhia, ele se torna uma espécie de "credor" da empresa e receberá o valor investido após período pré-determinado acrescido de rendimento definido na escritura de emissão. (Uol)


 
 

...........................................................................................................................................................................

08/04/ - 08h28m
RECEITA ABRE CONSULTA A LOTES RESIDUAIS DO IR DE 2008 A 2013

 


 


A Receita Federal abre nesta terça-feira (8), a partir das 9h, as consultas a lotes residuais do Imposto de Renda, ou seja, de contribuintes que caíram na malha fina do Leão. O lote englobará os exercícios de 2008 a 2013.

Assim que abertas, as consultas poderão ser feitas por meio do site da Receita, pelo telefone 146 (opção 3) ou via aplicativo para dispositivos móveis (smartphones e tablets). Os recursos estarão disponíveis para saque em 15 de abril.

Segundo o órgão, 131.029 contribuintes serão contemplados neste lote residual do IR. Eles receberão R$ 315 milhões. Desse total, R$ 108 milhões referem-se a 22.785 contribuintes com prioridade no recebimento dos valores, como idosos, deficientes físicos ou mentais, ou com moléstias graves.

Deste valor total do lote, a maior parte é relativa ao exercício de 2013 (ano-base 2012), com 87.359 contribuintes, no valor de R$ 191 milhões. Esses contribuintes receberão 9,8% de correção.
A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. (G1)

 

...........................................................................................................................................................................

07/04/ - 17h33m
CONFIRA DICAS PARA PLANEJAR SUA PRÓXIMA VIAGEM

 
 

Pesquisar preços de pacotes, comprar moeda estrangeira, arrumar a mala. Quem tem planos de viajar no fim do ano provavelmente já começou a planejar essas etapas das férias. Algumas outras precauções, das quais nem sempre o consumidor se lembra, podem ser tomadas antes da partida.O economista Samy Dana, professor da FGV, e o professor Fernando Antônio Agra Santos, doutor em economia aplicada, elaboraram uma lista com dicas para o consumidor se preparar para a viagem.
 
A compra com antecedência e a pesquisa prévia de passagens e hotéis estão no topo da lista. Mas também é importante, por exemplo, conhecer o comportamento da agência ou empresa aérea contratada em anos anteriores. "Têm sido comuns relatos de consumidores que compraram pacotes apenas com base no preço, e o serviço não foi prestado", diz Samy Dana. O professor afirma, ainda, que quem for levar um cartão de crédito internacional deve ligar para a operadora dias antes da viagem. 
 
A outra vantagem, diz Dana, é que muitas operadoras oferecem aos seus clientes, gratuitamente, seguros-saúde de viagem. Esses seguros são obrigatórios para a entrada, por exemplo, nos países da União Europeia.Os especialistas aconselham, ainda, que o consumidor não leve só cartão de crédito para as compras. O cartão de débito pré-pago, afirmam, é uma boa ideia porque tem Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) mais baixo, de 0,38% no carregamento (no caso do cartão de crédito, o imposto é de 6,38% por compra). 
 
Uma pequena quantia de dinheiro em espécie é importante para despesas do dia a dia. Em todos os casos, eles afirmam que as casas de câmbio têm se mostrado opções mais interessantes do que os bancos. "Elas têm margens de negociação maiores e podem oferecer bons descontos dependendo da quantia que o consumidor quiser comprar", diz Samy Dana. (Uol)


 

...........................................................................................................................................................................

07/04/ - 08h21m
POUPADORES MIGRAM PARA FUNDOS DE RENDA FIXA E TÍTULOS

 


 


Diante de uma inflação persistente e do endividamento das famílias em nível elevado, especialistas alertam que tem sobrado menos dinheiro para a poupança. A despeito de os depósitos terem superado os resgates em R$ 1,789 bilhão em março, na comparação com fevereiro houve recuo de 3,77% na captação líquida - frente a igual mês do ano passado a queda foi de 69,97%.

Somado a esse cenário de orçamento mais apertado, o aumento dos juros básicos (Selic), que passaram de 7,25% ao ano em abril do ano passado para 11% neste mês, diminuiu a atratividade da poupança e tem feito investidores migrarem da tradicional caderneta para fundos de renda fixa e títulos públicos.

Miguel Oliveira, diretor executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), relata que depois da alta da Selic na última quarta-feira, quando a taxa passou de 10,75% ao ano para 11%, a poupança só ganha em rentabilidade de fundos de investimento que cobrem taxa de administração acima de 2,5% ao ano.
"Esse cenário não vai se alterar tão cedo, vamos continuar vendo redução de depósitos. Por outro lado, o cenário de baixo crescimento e inflação aumentou o compromisso financeiro das pessoas e sobra menos dinheiro para poupar", ponderou Oliveira.

Esse quadro de transição entre modalidades de investimento, segundo Eduardo Velho, economista-chefe da INVX Global Partners, fica evidente diante do movimento de saques em ritmo muito superior ao de depósitos. Enquanto as retiradas aumentaram 14,1% comparado com março do ano passado, os ingressos avançaram menos, 9,4%. "Se está ocorrendo um aumento das saídas, é um reflexo do comprometimento da renda com inflação e dívidas", explicou.

"Tem um efeito da inflação, que veio fortíssima em fevereiro e março e os orçamentos familiares sentiram bastante", argumentou Velho. "O pagamento de impostos neste início de ano coincidiu com o choque de alimentos e diminuiu a renda disponível."

A previsão do próprio Banco Central para a inflação deste ano mostra o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) muito próximo do teto da meta, de 6,5%, dado que reforça a avaliação dos especialistas sobre as limitações do orçamento do brasileiro. Segundo a projeção divulgada no mês passado, 2014 deve terminar com uma carestia de 6,1% e o risco de o custo de vida estourar o limite de tolerância cresceu, passou de 27% em dezembro do ano passado para 38% em março.

Apesar da perda de competitividade, a poupança continua a ser um dos investimentos favoritos dos brasileiros. Entre os paulistanos, segundo pesquisa da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), 74,1% dizem que a caderneta representa a sua principal aplicação.

Os depósitos, no mês passado, somaram R$ 118,400 bilhões, enquanto os saques totalizaram R$ 116,610 bilhões. Com o resultado de março, que inclui ainda R$ 3,013 bilhões de rendimentos creditados, o saldo total da poupança chegou a R$ 612,911 bilhões, ante R$ 608,108 bilhões no fim de fevereiro. Mesmo sendo classificada como a aplicação preferida do brasileiro, a caderneta perde, em estoque, para os fundos de investimento, que detinham, até 21 de março, uma carteira de R$ 1,974 trilhão, segundo informações do Banco Central. (Estadão)
 
 
 

...........................................................................................................................................................................

04/04/ - 16h07m
SAIBA COMO UTILIZAR O FGTS PARA COMPRAR UM IMÓVEL
 

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode dar uma força ao trabalhador na hora de comprar a casa própria. Confira, a seguir, 20 perguntas sobre quem pode usar esse recurso, e como ele funciona. 
 
*O que é o FGTS?
 
FGTS é a sigla para Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Esse fundo é pago pelo empregador ao funcionário, e fica depositado na Caixa Econômica Federal em contas abertas automaticamente com o contrato de trabalho. O FGTS foi criado pelo governo para ser uma reserva de dinheiro para o trabalhador e, ao mesmo tempo, financiar habitações populares e obras relacionadas, como de saneamento básico e de infraestrutura.
 
*Como saber se posso usar o FGTS para comprar o imóvel?
 
Para usar o FGTS, é preciso cumprir quatro requisitos:
 
1) Ter pelo menos três anos de carteira assinada. Esse período não precisa ser contínuo, ou seja, a pessoa pode ter trabalhado um ano em 2002 e outros dois a partir de 2010, por exemplo.
 
2) Não ter financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em nenhuma parte do país.
 
3) Não ser proprietário de imóvel residencial no município onde pretende comprar o novo. Assim, se tem um apartamento em São Paulo, poderá comprar outro em Belo Horizonte, mas não na capital paulista.
 
4) Trabalhar ou morar no município em que fica o imóvel que pretende comprar usando o FGTS.


 

...........................................................................................................................................................................

04/04/ - 08h23m
FEIRÃO LIMPA NOME ONLINE COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA (07)

 

 


 


O Feirão Limpa Nome Online começa na próxima segunda-feira (7/4) e vai até o dia 17 em todo o Brasil. No feirão do ano passado, a Serasa descobriu que 40% dos consumidores que tinham dívidas não sabiam que tinham, e que 60% dos que tinham não sabiam onde buscar informações sobre elas.

Para essa edição, são esperadas 1 milhão de consultas. Segundo o jornal Correio para saber se tem dívidas basta o nome, CPF e nome da mãe. Para participar do Feirão Limpa Nome, basta acessar, a partir de segunda-feira, o site: www.serasaconsumidor.com.br.

A depender da empresa, a negociação pode ser pré-definida ou negociada na hora, por chat ou telefone. Descontos ou parcelamentos podem ser dados pelas empresas, mas duas regras são certas. A primeira é que os descontos, majoritariamente, serão sobre os encargos (juros e multa), e não sobre o valor original do produto ou empréstimo.

A segunda é que, quanto mais velha a dívida, melhor serão as condições oferecidas. É que quando completa cinco anos, ela sai do cadastro da Serasa, então os empresários julgam que será mais difícil que o cliente se mobilize para quitá-la.



 

...........................................................................................................................................................................

03/04/ - 09h33m
CONTRIBUINTES DE SALVADOR JÁ PODEM NEGOCIAR DÍVIDAS EM SITE

 


 


Os 378 mil contribuintes em dívida com a prefeitura de Salvador já podem acessar o site do Programa de Parcelamento Incentivado (PPI), lançado na quarta-feira, para renegociar os débitos, com várias vantagens. O ppi.salvador.ba.gov.br pode ser utilizado por pessoas e empresas com débitos tributários, constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou a ajuizar, em razão de fatos geradores, ocorridos até dezembro de 2012.

Na página, ao clicar em Adesão ao PPI, o usuário é redirecionado para efetuar login e senha. Se já for cadastrado no programa Nota Salvador, os dados são os mesmos. Segundo a Secretaria da Fazenda (Sefaz), a vantagem para quem aderir ao PPI é que os juros de mora são zerados. Além disso, dívidas de R$ 30 mil podem ser parceladas em até 12 vezes; de R$ 100 mil, em 24, e acima disso até 30 vezes.

Também há descontos nas multas e honorários advocatícios dos devedores. Quem opta pelo sistema online só tem a opção de pagar via débito em conta corrente. A prefeitura irá enviar ao endereço dos inadimplentes documentos com três propostas de parcelamento. No primeiro dia do serviço, a Sefaz ainda não tinha um balanço de quantas pessoas já estavam inscritas. (Correio)

 

...........................................................................................................................................................................

02/04/ - 09h27m
PRODUTOS DA PÁSCOA DEVEM FICAR 4% MAIS CAROS


Segunda melhor data para o varejo, a Páscoa, que começa daqui a 17 dias, deve aumentar em 8% as vendas do setor. O presidente da Associação Baiana de Supermercados (Abase), João Cláudio Andrade, estima que o aumento nos preços dos itens relacionados à data, como ovos de chocolate e vinhos, deve ser, em média, de 4%.

"Mas isso varia. Há itens que nem devem ter aumento, como é o caso do pescado que deve ficar mais barato que no ano passado, enquanto outros, como o feijão fradinho, devem ficar mais caros", diz Andrade.

As duas redes de supermercados procuradas pela reportagem, GPA - grupo do qual a rede Extra faz parte -, e Walmart - detentora das marcas Bompreço e Hiper - preferiram não comentar a variação dos preços este ano. A Abase ainda não tem dados sobre a variação no preço do item que é o carro-chefe da data, o ovo de Páscoa.

No entanto, segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre 2011 e 2013 houve elevação de 19,78% no preço do ovo de chocolate, sete pontos acima da inflação do período. Este ano, a projeção divulgada durante o Salão da Páscoa é de um acréscimo de 10% em relação ao ano passado, mais de 4% acima da inflação de 2013. A alta do dólar  - e o impacto disso para o cacau e o petróleo - é o principal fator do reajuste. (A Tarde)


 

...........................................................................................................................................................................

01/04/ - 07h18m
NÚMERO DE BRASILEIROS QUE JÁ SOFRERAM FRAUDE CHEGA A 54%
 
Segundo dados de uma pesquisa nacional realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 54% dos consumidores brasileiros foram vítimas de algum tipo de fraude nos últimos 12 meses. 
 
De acordo com especialistas das duas entidades, este percentual é alto e representa 5,4 milhões de brasileiros, somente nas capitais do país. O estudo também mapeou os golpes mais frequentes e tentou estabelecer um perfil das vítimas dessas práticas fraudulentas.
 
Logo de cara os pesquisadores concluíram que muitos brasileiros, mesmo sendo vítimas de golpe, nem sequer possuem plena consciência de que foram enganados. Quando perguntados se já foram vítimas de fato, apenas 28% da amostra disseram que sim, percentual bem menor do que o obtido, quando os pesquisadores fizeram perguntas estimulando as situações de fraude (54%).
 
Para José Vignoli, educador financeiro de um portal econômico da internet, muitos consumidores não têm conhecimento sobre os próprios direitos e sobre as obrigações que os fornecedores precisam cumprir. “Em muitos casos os consumidores são fraudados e acham que estão lidando com uma situação normal. Esse desconhecimento é grave, porque deixa o golpista impune, estimula novas práticas e dificulta a vida do consumidor na hora de buscar um possível ressarcimento”, avalia.




 

...........................................................................................................................................................................

31/03/ - 10h02m
VEJA COMO PASSAR PÁSCOA SEM DÍVIDAS
 
 
O feriado da páscoa é tempo de celebração e oração para muitos brasileiros. Porém a situação financeira do país fez os produtos a serem consumidos nesse período ficarem mais caros. Para evitar ficar no vermelho durante o período o jornal Tribuna da Bahia listou 10 dicas para gastar menos na páscoa 
 
1. Planeje com antecedência o que vai fazer na data – compras eviagens -  e para isso faça um diagnóstico de sua situação financeira, para saber suas reais possibilidades;
 
2. Procure saber quantas pessoas pretende presentear, defina quanto de dinheiro tem destinado para esta compra e se este dinheiro não vai faltar nos meses seguintes, faça uma lista e defina o tamanho dos ovos e a marca;
 
3. Viajar no feriado prolongado de Páscoa somente se tiver o dinheiro, caso contrário, ficar em casa e curtir a família é uma ótima opção, evitará transito e gastos que poderá levar ao desequilíbrio financeiro;
 
4. Em caso de viagens, além de definir os valores de custo com deslocamento, alimentação e estadia, lembre-se que sempre existem gastos extras que devem ser levados em conta. Evite deixar parcelamentos para os próximos meses;
 
5. Caso não tenha dinheiro e queira parcelar, busque parcelas que caibam no orçamento mensal e saiba que parcelas, mesmo fixas, tem juros embutidos, não utilize o cheque especial e se usar cartão de credito saiba que terá que pagar no próximo mês;
 
6. Pesquise tudo o que for adquirir, comece com internet, os panfletos e publicidades; depois procure em pelo menos três lugares, também procure saber sobre vendas de ovos caseiros;
 
7. É preciso educar financeiramente as crianças, mostrar que não é o tamanho do ovo que importa e sim o que ele representa, e que economizando e priorizando para os sonhos se poderá realizar muito mais;
 
8. Por mais que seja pressionado à comprar brinquedos, é importante conversar com as crianças que o presente é o próprio ovo;
 
9. Converse com os parentes, avós, tios, madrinhas, irmãos; é importante que evitem o excesso de ovos, além de fazer mal, contribuirá para o desperdício, neste caso o melhor para o pais é comprar um ovo simbólico, tudo que é de mais faz mal;
 
10. Pensar em uma ceia especial de Páscoa não significa em gastar demais, é possível um almoço especial, saboroso e barato. Exemplo: se o bacalhau está caro é só trocar por um peixe mais barato.


 

...........................................................................................................................................................................

31/03/ - 08h41m
BOLSA BRASILEIRA É OTIMISTA, APESAR DE REBAIXAMENTO DO BRASIL

 


 


Apesar do rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, a Bolsa brasileira parece estar recuperando fôlego. Nos últimos dez pregões, o Ibovespa, índice de referência do mercado, subiu em nove deles, acumulando ganho de 10,6% nesse período.

Para o pequeno investidor, que no ano passado se livrou de sua carteira de ações, fugindo de uma perda de 15,5% no Ibovespa, pode ser o momento de começar a olhar a Bolsa com mais atenção. Especialistas dizem que pode estar se abrindo uma janela de oportunidade para voltar a investir em renda variável, apesar da flutuação do mercado em ano de eleição. O risco, alertam, é a Bolsa cair tão rápido quanto subiu.

“É cedo para dizer se o Ibovespa engatou uma tendência de alta, já que os fundamentos da economia continuam com problemas. Avalio que a maior parte do portfólio do pequeno investidor ainda deve estar em renda fixa, onde se pode ganhar até 13% ao ano investindo em títulos públicos federais de longo prazo. Mas é hora de começar a observar o que está acontecendo na Bolsa”, avalia Paulo Bittencourt, diretor da Apogeo Investimentos, uma empresa do grupo Vinci Partners.

No ano, a Bolsa ainda acumula perda de 3,3%. Parte da lufada recente de otimismo na Bolsa é atribuída a um fluxo de capital novo no pregão, especialmente de investidores estrangeiros. Hoje, de cada R$ 100 negociados no pregão, R$ 51,80 já são de estrangeiros. Um outro fator que influenciou o ânimo dos investidores na semana passada veio do terreno político.

Uma pesquisa que mostrou queda de popularidade no governo da presidente Dilma Rousseff fez o Ibovespa subir 3,5% na última quinta-feira passada. As ações de empresas estatais — diante da possibilidade de uma mudança de gestão — também dispararam. Só os papéis da Petrobras, que este mês atingiram o menor preço desde 2005, subiram 8% no mesmo dia, embora ainda acumulem perdas no ano. As ações preferenciais, por exemplo, se desvalorizam 8,3% desde janeiro.

“O mercado começou a trazer para o preço das ações qualquer possibilidade de mudança na política econômica e na gestão das estatais. Se a possibilidade de uma mudança de comando do país crescer, a tendência é que esses papéis subam”, diz Rodolfo Oliveira, especialista em mercados da Consultoria Tendências. (O Globo)

 

...........................................................................................................................................................................

28/03/ - 16h21m
ESPECIALISTAS DÃO DICAS PARA VOCÊ PLANEJAR SUA PRÓXIMA VIAGEM
 
Pesquisar preços de pacotes, comprar moeda estrangeira, arrumar a mala. Quem tem planos de viajar no fim do ano provavelmente já começou a planejar essas etapas das férias. Algumas outras precauções, das quais nem sempre o consumidor se lembra, podem ser tomadas antes da partida.
 
O economista Samy Dana, professor da FGV, e o professor Fernando Antônio Agra Santos, doutor em economia aplicada da UFV (Universidade Federal de Viçosa), elaboraram uma lista com dicas para o consumidor se preparar para a viagem.A compra com antecedência e a pesquisa prévia de passagens e hotéis estão no topo da lista. Mas também é importante, por exemplo, conhecer o comportamento da agência ou empresa aérea contratada em anos anteriores.
 
"Têm sido comuns relatos de consumidores que compraram pacotes apenas com base no preço, e o serviço não foi prestado", diz Samy Dana. O professor afirma, ainda, que quem for levar um cartão de crédito internacional deve ligar para a operadora dias antes da viagem. São dois os motivos para isso.
 
Ao ligar para a operadora informando as datas de ida e volta, o cliente evita passar pelo constrangimento de ter o cartão recusado lá fora, caso ele não esteja acostumado a fazer compras no exterior e isso gere desconfiança na empresa.A outra vantagem, diz Dana, é que muitas operadoras oferecem aos seus clientes, gratuitamente, seguros-saúde de viagem. Esses seguros são obrigatórios para a entrada, por exemplo, nos países da União Europeia.
 
Os especialistas aconselham, ainda, que o consumidor não leve só cartão de crédito para as compras. O cartão de débito pré-pago, afirmam, é uma boa ideia porque tem Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) mais baixo, de 0,38% no carregamento (no caso do cartão de crédito, o imposto é de 6,38% por compra). Uma pequena quantia de dinheiro em espécie é importante para despesas do dia a dia. Em todos os casos, eles afirmam que as casas de câmbio têm se mostrado opções mais interessantes do que os bancos. (Uol)

 

...........................................................................................................................................................................

27/03/ - 16h55m
INVESTIDOR DEVE COMPRAR OU VENDER AÇÕES DA PETROBRAS?


A Petrobras, maior empresa brasileira, está vivendo uma fase ruim. Enfrenta acusações de pagamento de propina, lavagem de dinheiro, perdão de calote da Venezuela e de ter comprado por preço exagerado uma refinaria de Pasadena (EUA). São problemas que afetam sua credibilidade no mercado e suas ações.

No entanto, desde terça-feira da semana passada (18) um dia antes da retomada do caso da refinaria de Pasadena, as ações preferenciais da estatal de petróleo (PETR4) subiram quase 12%. É um momento de angústia e dúvida para o investimento. O movimento de alta indica que é hora de comprar as ações da Petrobras? A resposta é não, segundo analistas. Mas para quem já tem as ações da empresa atreladas ao FGTS, por exemplo, a recomendação é cautela antes de começar a se desfazer do papel.

Para o operador sênior da TOV Corretora Luiz Morato, apesar de as más notícias estarem embutidas no preço da ação, há vários fatores de preocupação com a empresa, como o endividamento de cerca de R$ 220 bilhões e a defasagem do preço da gasolina ante o preço no mercado internacional. Segundo Morato, o movimento de alta foi motivado pelo boato, que depois não foi confirmado pela pesquisa Ibope, de uma possível queda nas intenções de voto da presidente Dilma Roussef. "Isso mostra que o mercado deseja a mudança de governo", afirma.

Para o educador financeiro Mauro Calil, da Academia do Dinheiro, a empresa não é ruim, mas está nitidamente mal-administrada. "A empresa tem um negócio sólido, um mercado gigantesco, mas a ingerência do governo está pondo tudo a perder", diz. "Quem não tem Petrobras na carteira é melhor ficar de fora até as coisas se acalmarem." Diante disso, veja as recomendações dos especialistas.

- Para quem só tem ação da Petrobras atrelada ao FGTS: Nesse caso, Mauro Calil aconselha duas estratégias diferentes dependendo do tempo para se aposentar. Quem está a menos de cinco anos da aposentadoria, pode sacar uma parte para sair dessa incerteza. Se sacar um terço das ações atreladas à Petrobras, irá sacar o lucro que teve. Se optar por retirar dois terços, vai retirar o principal e manter o lucro. Para quem está a mais de cinco anos da aposentadoria, o conselho do educador Mauro Calil é que deixe o FGTS investido nas ações.

- Para quem tem ação da Petrobras em carteira: Quem tem os papéis em carteira, seja como investimento único ou fundos de ações, deve primeiro verificar qual é o prejuízo. "Dependendo de quando a ação foi comprada, a pessoa pode ter tido prejuízo ou mesmo ter tido lucro", diz Calil.

- Para quem não tem ações da Petrobras: A recomendação é não comprar. De acordo com Luiz Morato, da TOV, "o cenário ainda é muito nebuloso, de muita instabilidade. Então é melhor aguardar". As informações são do uol.
 

...........................................................................................................................................................................

27/03/ - 07h18m
JURO BANCÁRIO DE PESSOA FÍSICA É O MAIOR EM DOIS ANOS, DIZ BC

 


Os juros bancários médios dos empréstimos para pessoas físicas (recursos livres) avançaram 1,3 ponto percentual em fevereiro deste ano, para 41,2% ao ano, o maior patamar em dois anos, ou seja, desde fevereiro de 2012 (41,7% ao ano), segundo informações divulgadas pelo Banco Central nesta quarta-feira (26).

O aumento dos juros bancários de pessoas físicas acontece após o próprio Banco Central ter iniciado, em abril do ano passado, um ciclo de alta dos juros básicos da economia, para tentar conter o crescimento da inflação. Desde então, os juros básicos passaram de 7,25% para 10,75% ao ano – uma elevação de 3,5 pontos percentuais. (G1)


 

...........................................................................................................................................................................

26/03/ - 08h54m
AGÊNCIA REBAIXA NOTAS DE 13 GRANDES BANCOS BRASILEIROS


A Standard & Poor's rebaixou o rating em escala global de 13 grandes instituições financeiras do Brasil, em moeda local e em moeda estrangeira, de modo a ajustar as notas ao rating soberano brasileiro, que foi cortado no fim da tarde de segunda-feira, 24, de BBB para BBB-. As notas possuem perspectiva estável.

A agência de classificação de risco explicou que o rebaixamento da nota soberana limita as notas das instituições financeiras. Na segunda-feira a S&P já havia adotado um tom semelhante ao rebaixar os ratings da Petrobrás e da Eletrobras.

A agência de classificação de risco rebaixou de BBB para BBB-, os ratings em escala global, em moeda local e estrangeira, do Bradesco, Banco do Brasil, Itaú BBA, Itaú Unibanco Holding, Citibank, HSBC Bank Brasil, Santander Brasil, Banco do Nordeste do Brasil, Sul América Companhia Nacional de Seguros e Allianz Global Corporate & Specialty Resseguros Brasil.

A S&P também rebaixou a nota em moeda estrangeira da Caixa Econômica Federal e do BNDES. As notas da Caixa e do BNDES em moeda local também foram cortados para BBB+, de A-. O rating da Sul América, em moeda local e estrangeira, foi rebaixado para BB, de BB+.

A S&P também anunciou que colocou o rating global de 17 instituições financeiras do Brasil e o rating em escala nacional de 26 instituições em observação com implicações negativas. Um banco também está com o rating em escala global na lista de observação negativa, o que significa que há a possibilidade de corte nos próximos meses.

Entre as instituições com o rating em observação negativa estão o BNP Paribas, BES Investimentos do Brasil, BM&FBovespa, Safra, Votorantim, Banco Pan, Daycoval, Pine e BTG Pactual. (Agência Estado)


 

...........................................................................................................................................................................

25/03/ - 17h05m
VENDAS DO TESOURO DIRETO CRESCEM 71,5% EM FEVEREIRO


O volume financeiro vendido no Tesouro Direto, programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas, atingiu R$ 405 milhões em fevereiro, valor 71,5% acima do registrado em igual período de 2013 (R$ 236,1 milhões). Na comparação com janeiro deste ano, houve queda de 39,2%.

Segundo balanço mensal divulgado hoje pelo Tesouro Nacional, os resgates totalizaram R$ 142,6 milhões no mês passado, sendo R$ 110,5 milhões relativos a recompras e R$ 32,1 milhões referentes a vencimentos. Em fevereiro, os investidores preferiram títulos indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), cuja participação nas vendas atingiu 48,5%, ante 44,7% em janeiro.

Em segundo lugar, com demanda de 32,4% do total (contra 42% em janeiro), ficaram os títulos prefixados (LTN e NTN-F). Por fim, a fatia dos indexados à taxa Selic (LFT) subiu de 13,3% para 19,14%. No mês passado, 4.469 novos participantes se cadastraram no Tesouro Direto. O número total de investidores cadastrados ao fim do mês atingiu 388.163, o que representa aumento de 11,65% nos últimos doze meses.

O estoque do Tesouro Direto alcançou R$ 11,9 bilhões no mês passado, um aumento de 3,1% em relação a janeiro. Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume, de 43,1%, seguidos pelos prefixados, com participação de 23,8%, e pelos títulos indexados à taxa Selic, com 10,34%. As informações são do Valor.
 

...........................................................................................................................................................................

25/03/ - 08h21m
INVESTIDOR BRASILEIRO É UM DOS MAIS OTIMISTAS DO MUNDO


O investidor brasileiro está entre os mais otimistas do mundo, segundo a "Pesquisa Global de Opinião dos Investidores – 2014", realizada pela Franklin Templeton, uma das maiores gestoras de investimentos do mundo.

De acordo com o levantamento, que consultou 11.113 investidores em 22 países, o brasileiro tem a segunda maior expectativa sobre a rentabilidade dos seus investimentos (perdendo apenas para os indianos): eles esperam uma taxa de retorno de 13,5% para 2014 e de 21,5% ao ano para a próxima década.

A maioria (90%) dos investidores está otimista ou muito otimista em atingir suas metas de investimento, mas apenas 36% pretendem adotar estratégias mais agressivas. Em linha com a postura conservadora, a pesquisa mostrou que os imóveis foram citados como a opção de investimento preferida pelos brasileiros hoje (26%) e nos próximos dez anos (23%), seguidos pelas commodities não-metálicas e pelas ações.

Assim como mostrou a edição anterior da pesquisa, referente a 2013, os brasileiros têm baixíssima tolerância a perdas: 31% consideram que perdas simplesmente não são aceitáveis e 44% aceitariam apenas pequenas perdas em um cenário de dez anos.

Na nota divulgada à imprensa, Marcus Vinicius Gonçalves, responsável pela Franklin Templeton no Brasil, afirmou que o histórico de bom desempenho da renda fixa no Brasil, puxado pelos juros elevados, explica a intolerância dos investidores a perdas e suas altas expectativas.

Ele afirma que essa postura otimista e avessa a riscos pode estar ligada também à memória inflacionária do país, já que a alta inflação é acompanhada pela elevação dos juros. Conforme apurou a pesquisa: 53% dos investidores brasileiros acham que a taxa básica de juros vai ser maior ou muito maior que a atual. (Exame)


 

...........................................................................................................................................................................

24/03/ - 16h41m
ESPECIALISTA APONTA ONDE INVESTIR O SEU DINHEIRO


Para aquelas pessoas que conseguiram juntar um milhão de reais, mas têm dúvidas sobre o onde investir essa bolada, a consultora liane Habib, que é planejadora financeira certificado pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF), afirma que a compra de imóveis tem racionais bem diferentes se você deseja comprar um imóvel residencial para sua moradia ou se pretende adquirir um imóvel residencial ou comercial para formação de patrimônio e geração de renda.

A consultora diz que o imóvel para moradia própria pode ser muito interessante quando comparado ao aluguel que a pessoa está pagando atualmente ou diante de necessidades específicas de mudança de residência. Já o imóvel como investimento deve considerar: (I) a expectativa de valorização do seu valor de mercado e/ou (II) os rendimentos futuros advindos de locação residencial ou comercial.

Segundo Liane, o atual momento econômico indica muita cautela para compra de imóveis como investimentos. Há receios no momento quanto à possibilidade dos imóveis ainda apresentarem grandes aumentos de preços como no passado recente. Por outro lado, o valor do aluguel não passa muito de 0,5% a 0,7% do imóvel. Se o imóvel ficar vazio você arcará com grandes custos de condomínio e IPTU.

De acordo com ela, diante de tanta incerteza, parece que o momento é de cautela. “Bolsa agora não é um investimento indicado. Frente aos recentes aumentos das taxas de juros e das projeções de alguns economistas de que os juros ainda podem subir em 2014, parece indicado ficar com os recursos aplicados em baixo risco de crédito e com taxas de juros pós-fixadas (atreladas à Selic e ao CDI)”, analisa. “Se você procurar um CDB de bancos de primeira linha terá remunerações próximas a 95% do CDI. Se investir em fundos de investimento, terá de pagar taxa de administração”.
 

...........................................................................................................................................................................

24/03/ - 08h40m
RECEITA FEDERAL ALERTA PARA TENTATIVAS DE GOLPES VIA E-MAIL

 


 


Em época de declaração do imposto de renda, aumentam as tentativas de aplicação de golpes via e-mail. A Receita alerta que quadrilhas especializadas em crimes pela internet continuam utilizado mensagens eletrônicas que servem como meio para a obtenção ilegal de informações fiscais, bancárias e cadastrais do contribuinte. São mensagens com links ou arquivos em anexo que infectam computadores com vírus e outros programas que permitem o acesso ilegal aos dados.

Um dos golpes, destaca a Receita, consiste em mensagem de e-mail informando que a Receita Federal analisou todas as declarações do Imposto de Renda 2012/2013 e encontrou uma inadimplência no CPF do usuário. Para isso, a mensagem pede que o usuário clique em um link para ver o demonstrativo dos números apresentados e de declarações divergentes.

Outras mensagens fraudulentas, segundo a Receita, indicam a disponibilização para download do programa de declaração do Imposto de Renda e a necessidade de envio de uma declaração retificadora ou a existência de valores residuais de restituições do Imposto de Renda a serem recebidos pelo destinatário.

O correto é não abrir e apagar imediatamente tais mensagens, pois a Receita não manda comunicação via e-mail sem a autorização do contribuinte nem autoriza terceiros a fazê-lo em seu nome. A única forma de comunicação eletrônica com o contribuinte é por meio do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC).

O prazo para entrega vai até 30 de abril e o programa gerador está disponível na página da Receita Federal na internet. Neste ano, os contribuintes com certificação digital ou representantes com procuração eletrônica receberão, pela primeira vez, a declaração pré-preenchida. Por meio do e-CAC, eles têm acesso ao documento preenchido com antecedência pelo Fisco e só precisam confirmar as informações para enviar a declaração.

As regras para o preenchimento da declaração foram divulgadas em 21 de fevereiro no Diário Oficial da União. Como nos outros anos, o contribuinte que enviar a declaração no início do prazo deverá receber a restituição nos primeiros lotes, a menos que haja inconsistências, erros ou omissões no preenchimento.

Também terão prioridade no recebimento das restituições os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de pessoas com doença grave ou deficiência física ou mental. O contribuinte pode tirar dúvidas sobre o Imposto de Renda pela internet. Está disponível no canal da Receita Federal no Youtube um vídeo com explicações sobre as novidades da declaração deste ano e com dicas para evitar erros no preenchimento das informações. (Agência Brasil)


 

...........................................................................................................................................................................

Desenvolvido por: Michael Sants